Portuguese subtitles

← Milagres escondidos no mundo natural

Get Embed Code
46 Languages

Showing Revision 3 created 04/10/2014 by Isabel Vaz Belchior.

  1. Qual é a intersecção
  2. entre a tecnologia, a arte e a ciência?
  3. A curiosidade e o deslumbramento,
  4. porque nos levam a explorar,
  5. porque estamos rodeados
    de coisas que não conseguimos ver.
  6. Adoro usar o vídeo
  7. para nos levar numa viagem
  8. através dos portais do tempo e do espaço,
  9. para tornar visível o invisível,
  10. porque isso
  11. alarga os nossos horizontes,
  12. transforma a nossa percepção,
  13. abre-nos a mente
  14. e toca-nos o coração.
  15. Portanto, aqui estão algumas cenas
  16. do meu filme IMAX em 3D,
  17. "Mistérios do Mundo Invisível".
  18. (Música)

  19. Há movimentos que são demasiado lentos

  20. para os nossos olhos detectarem,
  21. e a câmara parada permite-nos descobrir
  22. e alargar a nossa perspectiva da vida.
  23. Conseguimos ver como
    os organismos emergem e crescem,
  24. como uma planta trepadeira sobrevive
    rastejando desde o solo da floresta
  25. para ver a luz do Sol.
  26. E, em grande escala,
  27. a câmara parada permite-nos
    ver o nosso planeta em movimento.
  28. Conseguimos ver não só
    a vasta extensão da Natureza,
  29. como também o movimento
    irrequieto da Humanidade.
  30. Cada um destes pontos que deixam rasto
    representa um avião de passageiros,
  31. e, transformando os dados do tráfego aéreo
  32. em imagens de câmara parada,
  33. conseguimos ver algo que está
    constantemente sobre a nossa cabeça
  34. mas é invisível:
  35. a vasta rede de deslocações
    aéreas sobre os Estados Unidos.
  36. Podemos fazer o mesmo
    com os navios no oceano.
  37. Podemos transformar os dados
    numa visão com câmara parada
  38. de uma economia global em movimento.
  39. E décadas de dados
  40. dão-nos uma visão de todo o planeta
  41. como um único organismo
  42. sustentado por correntes que circulam,
    percorrendo todos os oceanos
  43. e por nuvens que rodopiam
    por toda a atmosfera,
  44. pulsando com relâmpagos,
  45. coroadas pela aurora boreal.
  46. Pode ser a sequência temporal
    de imagens mais elementar:
  47. a anatomia da Terra trazida à vida.
  48. No extremo oposto,

  49. há coisas que se mexem demasiado
    depressa para os nossos olhos,
  50. mas também temos tecnologia
  51. que consegue olhar para esse mundo.
  52. Com câmaras de alta velocidade,
  53. podemos fazer o contrário
    da câmara parada.
  54. Podemos captar imagens
    que são milhares de vezes
  55. mais rápidas do que a nossa visão.
  56. E podemos ver como funcionam
    os dispositivos engenhosos da Natureza,
  57. e talvez até consigamos imitá-los.
  58. Quando uma libelinha
    passa por nós a bater as asas,
  59. talvez não se apercebam,
  60. mas é a maior voadora da Natureza.
  61. Consegue pairar, voar para trás,
  62. até de pernas para o ar.
  63. E, seguindo marcadores
    nas asas de um insecto,
  64. conseguimos visualizar
    o fluxo de ar que produzem.
  65. Ninguém sabia o segredo,
  66. mas a alta velocidade
    mostra que uma libelinha
  67. consegue mexer
    as quatro asas em direcções diferentes
  68. ao mesmo tempo.
  69. E o que descobrimos pode levar-nos
  70. a novos tipos de voadores robóticos
  71. que conseguem expandir a nossa visão
  72. de lugares importantes e remotos.
  73. Somos gigantes e não nos apercebemos

  74. de coisas que são demasiado pequenas para vermos.
  75. O microscópio electrónico dispara electrões
  76. que criam imagens
  77. que conseguem ampliar as coisas
  78. até um milhão de vezes.
  79. Isto é o ovo de uma borboleta.
  80. E há criaturas ocultas que vivem
    por todo o nosso corpo,
  81. incluindo ácaros que passam a vida inteira
  82. a andar pelas nossas pestanas,
  83. a rastejar pela nossa pele à noite.
  84. Conseguem adivinhar o que é isto?
  85. Pele de tubarão.
  86. A boca de uma lagarta.
  87. O olho de uma mosca-da-fruta.
  88. Uma casca de ovo.
  89. Uma pulga.
  90. A língua de um caracol.
  91. Achamos que conhecemos
    a maior parte do reino animal,
  92. mas pode haver milhões
    de espécies minúsculas
  93. à espera de ser descobertas.
  94. Uma aranha também
    tem segredos notáveis,

  95. porque o fio da seda da aranha,
    fazendo um termo de comparação,
  96. é mais resistente do que o aço
  97. mas completamente elástico.
  98. Esta viagem irá levar-nos
    até ao fim do percurso,
  99. até ao nano-mundo.
  100. A seda é 100 vezes mais fina
  101. do que o cabelo humano.
  102. À superfície desta seda,
    uma bactéria,
  103. e, junto dela,
    10 vezes mais pequeno,
  104. um vírus.
  105. Dentro dele,
    10 vezes mais pequenas,
  106. três cadeias de ADN,
  107. e, quase no limite dos nossos
    microscópios mais potentes,
  108. átomos de carbono isolados.
  109. Com a ponta de um microscópio potente,
  110. conseguimos na verdade deslocar átomos

  111. e começar a criar
    nano-dispositivos extraordinários.
  112. Alguns poderão um dia patrulhar o nosso corpo
  113. à procura de todo o tipo de doenças
  114. e limpar artérias entupidas pelo caminho.
  115. Minúsculas máquinas químicas do futuro
  116. conseguirão um dia, talvez, reparar o ADN.
  117. Estamos no limiar
    de avanços extraordinários,
  118. nascidos do nosso impulso
  119. de desvendar os mistérios da vida.
  120. Portanto, sob uma chuva
    interminável de pó cósmico,
  121. o ar está cheio de pólen,

  122. micro-diamantes
    e jóias de outros planetas,
  123. e explosões de supernovas.
  124. As pessoas vivem no dia-a-dia
  125. rodeadas pelo que não se consegue ver.
  126. Saber que há tanta coisa à nossa volta
  127. que podemos ver
  128. muda para sempre
    a nossa compreensão do mundo,
  129. e, olhando para os mundos
    invisíveis, reconhecemos
  130. que existimos no universo vivo,
  131. e esta nova perspectiva cria deslumbramento
  132. e inspira-nos a tornarmo-nos exploradores
  133. no nosso próprio quintal.
  134. Quem sabe o que aguarda para ser visto
  135. e que novas maravilhas
    irão transformar as nossas vidas.

  136. Teremos de ver.
  137. (Aplausos)

  138. Obrigado. (Aplausos)