YouTube

Got a YouTube account?

New: enable viewer-created translations and captions on your YouTube channel!

Portuguese, Brazilian subtitles

← O que você quer ser quando crescer? | Teagan Wall | TEDxSouthPasadenaHigh

Get Embed Code
11 Languages

Showing Revision 11 created 01/23/2019 by Claudia Sander.

  1. Estou muito animada por estar aqui,
  2. animada por falar com todos vocês,
  3. por compartilhar aquilo que sei,
    aquilo que aprendi.
  4. Mas estou um pouco confusa.
  5. Porque, na minha visão,
    palestras TED, TEDx e TEDxYouth
  6. são feitas por pessoas
    com trajetória e visão.
  7. E eu ainda não tenho ideia
    do que quero ser quando crescer.
  8. Eu tenho adiado essa escolha.
  9. Quando eu era bem pequena,
    me disseram que eu era inteligente.
  10. E não de qualquer tipo,
  11. disseram que eu tinha inclinação
    para a matemática e a ciência,
  12. ao contrário de alguém como meu irmão
  13. que era considerado talentoso
    em coisas como idiomas e arte.
  14. Me disseram: "Garotas também podem",
  15. uma frase para me inspirar
  16. a continuar estudando matemática
    e ir fundo com a ciência.
  17. Me contaram sobre o trabalho
    do meu pai na Força Aérea,
  18. sobre como ele sempre desejou
    ter completado sua licença de piloto
  19. e como, quando ele era pequeno,
    costumava construir foguetes.
  20. Me contaram histórias de dormir sobre
    as astronautas Shannon Lucid e Sally Ride,
  21. e, se eu quisesse dormir tarde
    para ver o lançamento de um foguete,
  22. meus pais permitiam.
  23. Não é de surpreender
    que eu quisesse ser astronauta.
  24. Aos cinco anos, eu queria fazer
    bacharelado em Annapolis,
  25. me tornar pilota de combate
  26. e, depois, me inscrever na NASA.
  27. Todos estavam muito felizes
    e impressionados com essa pequena criança,
  28. com a vida bem pesquisada e planejada.
  29. Mas, aos 14 anos, parei de me importar
    de verdade com a escola.
  30. Nosso país estava há dois anos
    em uma nova guerra,
  31. e, ao saber mais
    sobre as forças armadas,
  32. percebi que não queria
    ser uma parte daquele sistema.
  33. Apesar de ser um dos caminhos mais comuns
    para se tornar astronauta,
  34. comecei a perceber
    que não queria ir para Annapolis,
  35. não queria ser pilota de combate,
  36. não queria me tornar uma astronauta.
  37. Essa coisa,
  38. esse objetivo que me foi apontado
    pelos meus pais, professores e amigos,
  39. esse pedaço da minha identidade
  40. de repente se foi.
  41. Eu tinha perdido meu destino.
  42. Senti aquilo como uma decepção,
  43. como se o que quer que eu fizesse
    pelo resto da vida,
  44. indiferente do quão bom fosse,
  45. sempre estaria na sombra
    desse fracasso monumental,
  46. um fracasso que nem mesmo começou.
  47. Felizmente, os adultos não estavam
    completamente errados.
  48. Eu continuava dependendo da vantagem
    número um da evolução humana:
  49. nosso cérebro.
  50. Não temos o maior cérebro no reino animal,
  51. de longe não temos.
  52. Mas este é o córtex pré-frontal,
  53. e ele é realmente grande
    se comparado ao de nossos ancestrais.
  54. O córtex pré-frontal é responsável
  55. por tudo que achamos
    que nos diferencia dos animais.
  56. É responsável pela função executiva.
  57. É responsável por nossa
    capacidade de ter empatia,
  58. nossa habilidade de pensar lá na frente,
    de planejar e prever o futuro.
  59. É responsável pelo controle social.
  60. Nosso grande córtex pré-frontal
    nos torna máquinas de resolver problemas.
  61. Somos tomadores de decisões.
  62. Diante de uma lista de opções,
  63. não só estamos apenas aptos
    a fazer uma escolha eficaz e rápida,
  64. mas estamos aptos a gerar novas opções
  65. além das originalmente apresentadas.
  66. Pense em todas escolhas
    que você está fazendo agora mesmo,
  67. apenas sentado nesta plateia.
  68. Você não está escolhendo
    levantar e dançar.
  69. Você está escolhendo ouvir.
  70. Está escolhendo não molhar as calças.
  71. (Risos)
  72. Eu espero.
  73. (Risos)
  74. Muitas dessas escolhas
  75. seu cérebro faz sem que você precise
    dedicar qualquer esforço consciente.
  76. Mas algumas escolhas,
    como o que ser quando crescer,
  77. é algo muito, muito maior.
  78. Desde que fechei as portas para a NASA,
  79. minha formação acadêmica tem sido
    em economia, ciências políticas,
  80. matemática, neuroeconomia
    e neurobiologia.
  81. O que significa que, quando me deram
    uma lista de opções na faculdade,
  82. me recusei a tomar uma decisão
  83. e procurei pela opção "Todas as acima".
  84. (Risos)
  85. Mas vou contar a vocês um pequeno segredo.
  86. Acontece que economia,
    neurociência e ciências políticas,
  87. todas estudam exatamente a mesma coisa,
  88. que é: por que as pessoas tomam
    as decisões que tomam,
  89. às vezes até indo
    contra seu próprio interesse?
  90. Vemos pessoas que recebem salário mínimo,
    votando contra o aumento do mesmo.
  91. Vemos pais recusando-se
    a vacinar seus filhos saudáveis,
  92. apesar do fato de isso ser
    evolutivamente desvantajoso
  93. tanto a nível individual quanto social.
  94. Vemos adolescentes bombardeados
    a vida inteira com informações antifumo,
  95. que sabem os riscos associados ao fumo,
  96. fumando mesmo assim.
  97. E nós, como sociedade,
    estamos tão confusos
  98. sobre por que as pessoas
    fazem essas coisas,
  99. que usamos ciência, ciências sociais,
  100. palestras TED, bolas de cristal e cálculos
  101. para tentar descobrir por quê.
  102. Por que as pessoas fazem essas coisas?
  103. E todo mundo faz isso.
  104. Ninguém é imune a falhas naquilo que
    os economistas chamam de "racionalidade".
  105. Todos nós temos coisas que podem indicar
    escolhas tendenciosas previsíveis.
  106. Vou dar um exemplo.
  107. Vamos jogar um jogo.
  108. Vou jogar uma moeda. É uma moeda justa.
  109. Se na primeira vez der cara,
    você ganha US$ 2.
  110. Jogo a moeda de novo, se der cara
    de novo, você ganha US$ 4.
  111. Uma terceira vez, US$ 8.
  112. Quarta, US$ 16, até a moeda dar coroa.
  113. E então, eu te dou o dinheiro.
  114. Então, se a moeda der cara
    cinco vezes seguidas antes de dar coroa,
  115. você ganha US$ 32.
  116. Se der cara 20 vezes seguidas
    antes da primeira coroa,
  117. você ganha mais de US$ 1 milhão.
  118. Então, pense você mesmo:
  119. quanto você estaria disposto
    a pagar para jogar esse jogo?
  120. Se você é como a maioria,
  121. estaria disposto a pagar menos de US$ 25.
  122. Mas, se você jogasse
    esse jogo para sempre,
  123. você poderia ganhar
    uma quantidade infinita de dinheiro,
  124. não importando o quanto
    você pagasse por jogo.
  125. Esse jogo tem um valor esperado infinito,
  126. e, ainda assim, todo mundo tem um ponto,
    um número normalmente muito baixo,
  127. além do qual não está mais
    disposto a pagar para jogar.
  128. Agora outro exemplo.
  129. É como um teste no oftalmologista,
  130. mostro as opções A e B,
    e você me dizer qual acha melhor.
  131. Opção A, eu te dou US$ 1 milhão.
  132. Apenas isso.
  133. Um milhão, você sai,
    vai para casa, é maravilhoso.
  134. Ou B,
  135. você pode apostar.
  136. Há 89% de chance de ganhar US$ 1 milhão,
  137. 1% de chance de não ganhar nada,
    de ir pra casa de mãos vazias,
  138. e 10% de chance de ganhar US$ 5 milhões.
  139. Qual você escolhe?
  140. Se você for como todos,
    você vai escolher a opção A,
  141. sem riscos, sem apostas,
  142. você apenas vai embora com seu milhão.
  143. Agora a próxima escolha: opção C.
  144. Há 89% de chance de ganhar zero
  145. e 11% de chance de ganhar US$ 1 milhão,
  146. ou D, uma chance de 90% de ganhar zero
  147. e uma chance de 10%
    de ganhar US$ 5 milhões.
  148. Desta vez, se você for como a maioria,
  149. vai escolher D e torcer pelos 5 milhões.
  150. Se fizermos contas rápidas,
  151. vamos perceber que as duas primeiras
    escolhas são equivalentes,
  152. e, quando são apresentadas de um jeito,
  153. escolhemos A,
  154. e quando são apresentadas de outro,
  155. escolhemos D.
  156. Baseada só na forma
    como a informação é dada a você,
  157. posso fazer você escolher entre a porta
    número um ou a porta número dois.
  158. E o estranho é que qualquer outra decisão
  159. provavelmente vai parecer errada.
  160. Acontece que a intuição
    e a racionalidade econômica
  161. nem sempre concordam.
  162. Esses são apenas dois exemplos econômicos
    de tendências ao fazer uma escolha.
  163. Acontece que há muitos fatores

  164. que podem previsivelmente
    nos predispor a uma escolha.
  165. O primeiro foi um exemplo
  166. de avaliação inadequada
    de pequenas probabilidades.
  167. Há menos de 3% de chance
  168. de ganhar pelo menos US$ 32
    em um jogo de cara ou coroa,
  169. e, como resultado, temos dificuldade
    até de levar em conta
  170. a chance de ganhar US$ 1 milhão.
  171. Essa mesma tendência é vista
    em pessoas que não vacinam seus filhos.
  172. Se seu filho não vacinado tem
    apenas 5% de chances de ficar doente,
  173. é realmente difícil levar em conta
  174. as possíveis consequências
    de não vaciná~lo,
  175. que podem custar tanto
    quanto a vida da criança.
  176. O segundo exemplo é
    de um efeito de enquadramento.
  177. Isso afeta tudo, desde o cereal
    que compramos no mercado
  178. até como julgamos nossas próprias emoções.
  179. Por exemplo, você é mais capaz
    de dizer que estar feliz
  180. se eu perguntar: "Você está feliz?",
  181. do que se eu perguntar:
    "Você está infeliz?"
  182. Outra tendência é ter aversão à incerteza
  183. e fazer escolhas que tentam evitá-la.
  184. Podemos perder ótimas oportunidades,
  185. tentando evitar o desconhecido.
  186. Também somos influenciados
    pelo número de opções que nos são dadas.
  187. Ter uma ampla gama de opções
    nem sempre é o melhor.
  188. Isso pode tornar a decisão mais difícil
  189. e afeta tanto nossos níveis
    de felicidade quanto de ansiedade.
  190. Como essas tendências
    afetam grandes decisões,
  191. como o que ser quando crescer?
  192. Vou pedir a participação
    rápida da plateia.
  193. Levante a mão se alguém já te falou
  194. que você pode ser qualquer coisa
    que quiser quando crescer.
  195. Sim? Pode abaixar a mão.
  196. Ouvir que pode ser o que você quiser
    parece realmente bom.
  197. Faz você sentir que pode viver a vida
  198. de acordo com suas próprias
    regras, vontades e objetivos.
  199. Como se pudesse se tornar
    a pessoa que quer ser:
  200. orgulhosa, bem-sucedida, feliz.
  201. Isso dá uma sensação
    de controle sobre sua vida,
  202. um sentimento de liberdade.
  203. A vida é um campo aberto,
  204. você pode ir para onde quiser.
  205. Mas os humanos não tem um tempo infinito.
  206. Você pode fazer tudo o que quiser,
  207. mas provavelmente você não será capaz
    de fazer tudo o que quer.
  208. Ter que escolher entre tantas opções
  209. pode nos trazer ansiedade e ser
    prejudicial para nossa felicidade.
  210. Nós, como humanos,
    odiamos eliminar opções,
  211. mesmo sabendo que esse não é
    o caminho que queremos escolher.
  212. Sentimos que estamos perdendo algo
  213. simplesmente por desistir
    da possibilidade de escolher algo.
  214. Levante a mão se já te falaram
  215. qualquer coisa semelhante
    às afirmações que vou fazer.
  216. Apenas levante a mão, certo?
  217. Se você se dedicar,
    você pode ser muito bom nisso.
  218. Não importa se isso é para você.
  219. Se dedicar sua vida a isso,
  220. você pode ajudar a curar o câncer
  221. ou outro feito muito difícil e específico.
  222. Se realmente tentar,
  223. você pode ganhar um Prêmio Nobel,
    uma medalha de ouro Olímpica ou um Oscar.
  224. O que acha desta?
  225. Você seria uma ótima astronauta.
  226. (Risos)
  227. Pode abaixar a mão.
  228. Essas afirmações são
    muito diferentes da primeira.
  229. Bom, todas são para motivar e inspirar.
  230. A primeiro insinua um sentido
    de liberdade, de controle.
  231. A segunda implica uma responsabilidade
    pelo caminho que foi escolhido.
  232. Se essa pessoa estiver certa,
  233. e eu puder ajudar a curar o câncer
    se eu dedicar toda minha vida nisso,
  234. então será ruim se eu quiser me tornar
    um violoncelista profissional?
  235. Se eu realmente pudesse
    ganhar um Prêmio Nobel,
  236. estarei privando o mundo
    por focar a pintura?
  237. Se eu puder ser a próxima Meryl Streep,
  238. seria errado querer programar
    em uma startup de tecnologia?
  239. Se nos disserem que podemos ser
    o que quisermos ser,
  240. então faremos nossas escolhas,
  241. suportando o estresse
    e a ansiedade que virão com isso.
  242. Quando outra pessoa define nosso caminho,
  243. não devemos nos preocupar
    com fechar as portas,
  244. mas perdemos um sentimento de autonomia.
  245. E se tomarmos qualquer outro caminho
    além daquele que previram para nos,
  246. sentimos que estamos deixando
    alguém mal ou fazendo algo de errado.
  247. A pressão que vem com saber que você
    poderá ser ótimo em alguma coisa,
  248. que tem potencial
    para ganhar um Prêmio Nobel,
  249. salvar os ursos polares ou ser astronauta,
  250. poderá te impedir de fazer algo
    que você realmente quer fazer.
  251. Quase todas pessoas inteligentes,
    talentosas e trabalhadoras que conheço
  252. têm passado por essa pressão
    em algum momento de sua vida.
  253. Até mesmo se não sabem
    o que querem ser quando crescer,
  254. ouvir que poderiam ser ótimas
    em alguma coisa específica
  255. faz elas se sentirem responsáveis
    por alcançar esse objetivo.
  256. É uma responsabilidade
    que é colocada sobre elas,
  257. muitas vezes acidentalmente,
    por pais, professores ou amigos,
  258. e se a pessoa internalizar aquilo,
    pode ser destruidor,
  259. alimentando raiva ou ressentimento.
  260. A possível ansiedade
    de ter muitas escolhas
  261. não parece tão ruim quando vem com a
    liberdade de escolher o próprio caminho.
  262. Não tenho as respostas sobre como decidir
    o que fazer com sua vida,
  263. quais portas fechar
    ou quais oportunidades seguir.
  264. Mas isto pode ajudá-lo a perceber
    que você tem escolhas:
  265. só você escolhe seu caminho.
  266. Mas caso a ansiedade
    começar a ficar extrema,
  267. quero te deixar com isto:
  268. não importa o que você escolha
    fazer da sua vida,
  269. e você pode escolher fazer
    qualquer coisa, inclusive nada,
  270. você ainda é importante,
  271. você ainda é digno de amor,
  272. e ainda haverá pessoas que amam você.
  273. Ser inteligente ou talentoso
    é um privilégio.
  274. Isso te permite fazer alguma coisa,
    possivelmente muitas coisas,
  275. melhor, mais rápida e facilmente
    do que as demais pessoas.
  276. Porém, ser inteligente ou talentoso
    não é uma responsabilidade.
  277. Não é seu trabalho salvar alguém;
  278. não é seu dever consertar qualquer coisa;
  279. não é sua responsabilidade criar algo.
  280. Você é como qualquer pessoa neste mundo,
    e tem apenas um trabalho:
  281. amar.
  282. Ame a si mesmo,
  283. faça seu melhor para amar o próximo,
  284. e, o que quer que você decida
    fazer na sua vida,
  285. faça-o por amor.
  286. Se você seguir isso, você não vai errar.
  287. Obrigada.
  288. (Aplausos)