Portuguese, Brazilian subtítols

← O que aconteceu quando colocamos milhares de desconhecidos frente a frente para conversar sobre política

Obtén el codi d'incrustació
27 llengües

Showing Revision 17 created 10/30/2019 by Maricene Crus.

  1. Essa é a Joanna.
  2. Ela trabalha numa universidade na Polônia.
  3. E numa madrugada de sábado,
    às três horas da manhã,
  4. ela se levantou, preparou sua mochila
  5. e viajou mais de mil quilômetros,
  6. somente para ter uma discussão política
  7. com um estranho.
  8. E ele se chama Christof, um gerente
    de relacionamentos alemão.
  9. Os dois nunca haviam se encontrado.
  10. Só sabiam que discordavam
    totalmente sobre a política europeia,
  11. sobre imigração ou a relação com a Rússia,
    ou o que quer que seja.
  12. E discutiram por praticamente um dia.
  13. E depois daquilo, Joanna me enviou
    um e-mail de certa forma irritante.
  14. "Foi muito legal, curti cada minuto!"
  15. (Risos)

  16. Esses são Tom do Reino Unido
    e Nils da Alemanha.

  17. Eles também não se conheciam,
  18. e ambos são torcedores
    de seus times de futebol locais,
  19. como podem perceber,
    Borussia Dortmund e Tottenham Hotspurs.
  20. E se encontraram no mesmo local onde
    as raízes do futebol foram inventadas,
  21. em um campo em Cambridge.
  22. E não discutiram sobre futebol,
  23. mas sobre o Brexit.
  24. E depois de conversarem por várias horas
    sobre esse tema controverso,
  25. também enviaram um e-mail bem inesperado.
  26. "Foi maravilhoso e aproveitamos muito."
  27. (Risos)

  28. Na primavera de 2019,

  29. mais de 17 mil europeus de 33 países
  30. se inscreveram para ter
    uma discussão política.
  31. Milhares cruzaram suas fronteiras
  32. para encontrar um desconhecido
    com uma opinião diferente
  33. e todos foram parte de um projeto
    chamado "Europe Talks".
  34. Conversar sobre política com pessoas
    que têm opiniões distintas

  35. se tornou muito difícil,
  36. não somente na Europa.
  37. Famílias estão se separando,
    amigos não conversam mais entre si.
  38. Ficamos em nossas bolhas.
  39. E essas chamadas bolhas de filtros
    são amplificadas pelas redes sociais,
  40. mas não são, em sua essência,
    um produto digital.
  41. A bolha de filtro sempre esteve presente.
  42. Está em nossa mente.
  43. Assim como vários estudos
    mostraram repetidamente,

  44. nós, por exemplo, ignoramos efeitos
    que contradizem nossas convicções.
  45. Então corrigir notícias falsas
    é definitivamente necessário,
  46. mas não é suficiente
    para fazer uma sociedade dividida
  47. repensar sobre si mesma.
  48. Felizmente, de acordo com alguns estudos,
  49. pode haver uma maneira simples
    de obtermos uma nova perspectiva:
  50. uma discussão individual frente a frente
  51. com alguém que não tem a mesma opinião.
  52. Isso faz com que você veja o mundo
    de uma maneira diferente,
  53. pelos olhos de outra pessoa.
  54. Sou o editor do jornal "ZEIT ONLINE,"

  55. um dos maiores noticiários
    digitais na Alemanha.
  56. E começamos o que se tornou "Europe Talks"
    como um exercício simples.
  57. Como vários jornalistas,
  58. estávamos impressionados
    por Trump e pelo Brexit,
  59. e a Alemanha se dividia,
    especialmente no tema da imigração.
  60. A chegada de mais de 1 milhão
    de refugiados em 2015 e 2016
  61. estava no centro das discussões.
  62. E quando pensávamos sobre nossa eleição
    que estava próxima de acontecer em 2017,
  63. sabíamos que era preciso reinventar
    o modo de lidarmos com a política.
  64. Como somos nerds digitais,
  65. pensamos obviamente em várias ideias
    estranhas de produtos digitais,
  66. uma delas sendo um Tinder para a política,
  67. (Risos)

  68. uma plataforma de relacionamento
    para opostos políticos,

  69. uma ferramenta que ajudaria
    a unir pessoas com opiniões diferentes.
  70. E decidimos testá-la
  71. e lançamos o que os nerds chamariam
    de "produto viável mínimo".
  72. Era bem simples.
  73. Nós o chamamos de "Deutschland spricht",
  74. "Germany Talks",
  75. e começamos em maio de 2017.
  76. E era bem simples.
  77. Usamos principalmente
    o Formulários Google,
  78. uma ferramenta que qualquer um pode usar
    para criar pesquisas on-line.
  79. E por todo o nosso conteúdo,
    incorporamos questões simples como esta:
  80. "A Alemanha recebeu refugiados demais?"
  81. Para clicar sim ou não.
  82. Fizemos outras perguntas como:
    "O Ocidente trata a Rússia adequadamente?"
  83. ou "Deve-se permitir o casamento
    de casais homossexuais?"
  84. E se você respondesse a todas elas,
    tínhamos mais uma pergunta:
  85. "Oi, gostaria de encontrar um vizinho
    que discorda totalmente de você?"
  86. (Risos)

  87. Foi um experimento bem simples,
    realizado sem verba alguma.

  88. Esperávamos a inscrição
    de aproximadamente 100 pessoas,
  89. e planejávamos combinar os pares à mão.
  90. E após um dia, mil pessoas
    haviam se inscrito.
  91. E depois de algumas semanas,
    12 mil alemães haviam se registrado
  92. para se encontrar com alguém
    com opiniões diferentes.
  93. Então tínhamos um problema.
  94. (Risos)

  95. Desenvolvemos um algoritmo
    simples e rápido

  96. que encontraria as combinações perfeitas,
  97. como as pessoas que moram o mais perto
    entre si e tinham respondido às perguntas
  98. tão diferente quanto possível.
  99. Apresentamos uns aos outros por e-mail.
  100. E, como podem imaginar,
    tínhamos muitas preocupações.
  101. Talvez ninguém iria comparecer
    aos encontros.
  102. Talvez todas as discussões
    seriam terríveis.
  103. Ou talvez tínhamos um assassino
    do machado em nosso banco de dados.
  104. (Risos)

  105. Mas então, em um domingo de junho de 2017,

  106. uma coisa linda aconteceu.
  107. Milhares de alemães se juntaram em pares
    e discutiram sobre política pacificamente.
  108. Como o Anno.
  109. Um ex-policial que é contra,
    ou era contra, o casamento homossexual,
  110. e a Anne, uma engenheira
    que vive com outra mulher.
  111. E eles conversaram por horas
    sobre todos os temas
  112. em que tinham opiniões diferentes.
  113. Em um dado momento,
    Anno nos contou depois,
  114. ele percebeu que Anne se ofendeu com
    as afirmações dele sobre o casamento gay,
  115. e ele começou a questionar
    suas próprias premissas.
  116. E depois de conversar por três horas,
  117. Anne convidou Anno
    para sua festa de verão,
  118. e hoje, anos depois,
  119. eles ainda se encontram
    de tempos em tempos e são amigos.
  120. Nosso algoritmo combinou,
    por exemplo, este oficial de justiça.

  121. Ele também é porta-voz do partido
    populista de direita alemão AfD,
  122. e esta conselheira de mulheres grávidas.
  123. Ela foi membra ativa do Partido Verde.
  124. Nós até mesmo combinamos
    este professor com o seu aluno.
  125. (Risos)

  126. É um algoritmo.

  127. (Risos)

  128. Também combinamos um sogro
    com sua própria nora,

  129. porque, obviamente, eles moram perto,
    mas têm opiniões bem diferentes.
  130. Então, como uma regra geral,

  131. não observamos, não gravamos,
    nem documentamos as discussões,
  132. porque não queríamos que as pessoas
    se portassem de um modo específico.
  133. Mas abri uma exceção.
  134. Eu participei.
  135. E então encontrei, em meu bairro moderno
    de Berlim chamado Prenzlauer Berg,
  136. o Mirko.
  137. Este sou eu conversando com o Mirko.
    Ele não queria aparecer na foto.
  138. Ele é um jovem operador
    de planta industrial,
  139. e ele se parece com aqueles
    hipsters da região,
  140. com uma barba e um gorro.
  141. Conversamos por horas,
    e achei ele uma ótima pessoa.
  142. E apesar de termos
    opiniões bastante diferentes
  143. sobre quase todos os temas,
  144. talvez à exceção
    dos direitos das mulheres,
  145. em que não podia compreender
    os pensamentos dele,
  146. foi bem legal.
  147. Depois de nossa conversa,
    eu pesquisei sobre Mirko no Google.
  148. E descobri que, mais jovem,
    ele foi neonazista.
  149. Então liguei para ele e perguntei:
  150. "Ei, por que não me disse?"
  151. E ele disse: "Sabe, não lhe disse
    porque quero esquecer isso.
  152. Só não quero mais falar sobre isso".
  153. Pensava que pessoas com uma história
    como essa nunca mudariam,

  154. e tive que repensar minhas premissas,
  155. assim como fizeram muitos participantes
    que nos enviaram milhares de cartas
  156. e também selfies.
  157. Nenhuma violência foi registrada.

  158. (Risos)

  159. E não sabemos se alguns pares
    acabaram se casando.

  160. (Risos)

  161. Mas, ao menos, ficamos muito animados
    e queríamos fazer de novo,

  162. especialmente na versão 2.0.
  163. Queríamos expandir
    a diversidade de participantes,
  164. porque, obviamente, na primeira rodada,
    eles eram sobretudo os nossos leitores.
  165. E então abraçamos a nossa competição

  166. e pedimos a participação
    de outros meios de comunicação.
  167. Coordenamos isso por meio do Slack.
  168. E essa colaboração ativa
    entre 11 grandes veículos de mídia alemães
  169. foi definitivamente
    a primeira na Alemanha.
  170. Os números mais que dobraram:
    28 mil pessoas se inscreveram dessa vez.
  171. E o presidente alemão,
  172. aqui no centro da imagem,
  173. se tornou nosso patrono.
  174. E então, milhares de alemães
    se encontraram novamente no verão de 2018
  175. para conversar com alguém
    com uma opinião diferente.
  176. Convidamos alguns pares para ir à Berlim
    para um evento especial.
  177. Essa foto foi tirada lá,
  178. até hoje, meu símbolo favorito
    do "Germany Talks".
  179. Vejam Henrik, um motorista de ônibus
    e treinador de boxe,
  180. e Engelbert, o diretor de um centro
    de ajuda para crianças.
  181. Responderam a todas
    as sete perguntas diferentemente.
  182. Nunca haviam se encontrado
    antes daquele dia,
  183. e tiveram uma discussão bem intensa
  184. e pareciam se entender bem mesmo assim.
  185. Dessa vez também queríamos saber

  186. se a discussão teria
    algum impacto nos participantes.
  187. Então pedimos a pesquisadores
    que questionassem os participantes.
  188. E dois terços dos participantes disseram
    que aprenderam alguma coisa
  189. sobre o posicionamento dos seus parceiros.
  190. Sessenta por cento concordaram
    que seus pontos de vista convergiram.
  191. O nível de confiança na sociedade
    também parecia maior depois do evento,
  192. de acordo com os pesquisadores.
  193. Noventa por cento disseram
    que gostaram de suas discussões.
  194. Dez por cento disseram
    que não gostaram da discussão,
  195. Oitenta por cento simplesmente
    porque os seus pares não compareceram.
  196. (Risos)

  197. Depois do "Germany Talks," várias
    mídias internacionais nos procuraram,

  198. e decidimos construir desta vez
    uma plataforma séria e segura.
  199. Nós a chamamos de "My Country Talks".
  200. E nesse curto período de tempo,
    "My Country Talks" já foi usada
  201. em mais de 12 eventos locais e nacionais
  202. como "Het grote gelijk" na Bélgica
    ou "Suomi puhuu" na Finlândia
  203. ou "Britain Talks" no Reino Unido.
  204. E como mencionado no início,
    também lançamos "Europe Talks",
  205. juntamente com 15 parceiros
    da mídia internacional
  206. desde o "Financial Times" do Reino Unido
    até o "Helsingin Sanomat" da Finlândia.
  207. Milhares de europeus se encontraram
    com alguém totalmente desconhecido
  208. para discutir sobre política.
  209. Até agora, fomos abordados por mais
    de 150 meios de comunicação globais,
  210. e talvez um dia existirá algo
    como "The World Talks",
  211. com centenas de milhares de participantes.
  212. Mas o que importa aqui não são os números,

  213. obviamente.
  214. O que importa aqui é ...
  215. Sempre que duas pessoas se encontram
    para conversar pessoalmente por horas
  216. sem qualquer outra pessoa ouvindo,
  217. elas mudam.
  218. E nossas sociedades também.
  219. Elas mudam pouco a pouco,
    discussão após discussão.
  220. O que importa aqui é que reaprendemos
  221. como ter essas discussões frente a frente,
  222. sem qualquer outra pessoa escutando,
  223. com um desconhecido.
  224. Não somente com um desconhecido
    ao qual somos apresentados
  225. por um Tinder da política,
  226. mas também com um desconhecido em um bar,
    em uma academia ou uma conferência.
  227. Então por favor encontrem alguém

  228. e tenham uma discussão
  229. e aproveitem bastante.
  230. Obrigado.

  231. (Aplausos)