Return to Video

vimeo.com/.../618821508

  • 0:07 - 0:10
    Então, uma das coisas que um
    discurso da visão consegue
  • 0:10 - 0:14
    é sinalizar a todos um destino
    para o qual estão indo juntos.
  • 0:15 - 0:18
    Às vezes, esses destinos,
    especialmente na liderança da inovação,
  • 0:19 - 0:21
    são lugares para onde nunca foram antes.
  • 0:21 - 0:27
    Essa ideia é bem demonstrada
    no discurso que vimos
  • 0:27 - 0:31
    do Kennedy sobre a Lua, literalmente.
  • 0:31 - 0:36
    Quer dizer, é um destino
    que fica a 240.000 milhas da Terra.
  • 0:36 - 0:38
    Nessa época, nunca tinha sido feito.
  • 0:40 - 0:42
    Essa é uma das razões
    pela qual demonstramos,
  • 0:42 - 0:46
    adotamos o discurso da Lua
    como exemplo de uma visão excelente,
  • 0:47 - 0:50
    porque há muitas lições
    que podemos tirar disso,
  • 0:50 - 0:53
    que se aplicam mais
    amplamente a uma visão efetiva.
  • 0:54 - 0:57
    O discurso levou um pouco
    menos de 18 minutos
  • 0:58 - 1:01
    e, se pensarem
    nesse período de tempo,
  • 1:01 - 1:04
    temos muitas palestras TED,
    atualmente muito populares,
  • 1:04 - 1:08
    que procuram
    durar esse mesmo tempo.
  • 1:08 - 1:10
    Assim, ao pensar na elaboração,
  • 1:10 - 1:12
    especialmente se estiverem
  • 1:12 - 1:17
    apresentando uma inovação
    muito crítica e estratégica,
  • 1:17 - 1:19
    poderiam pensar nesse tempo
  • 1:19 - 1:25
    como uma duração ótima
    para fazer um discurso.
  • 1:25 - 1:29
    Imagino que levou muito mais
    do que 18 minutos para planejar,
  • 1:29 - 1:31
    e praticar esse discurso.
  • 1:31 - 1:33
    Mas um discurso de visão bem feito
  • 1:33 - 1:35
    pode estimular e mobilizar as pessoas
  • 1:36 - 1:39
    rumo a novas direções da inovação
  • 1:39 - 1:41
    muito efetivamente.
  • 1:41 - 1:43
    Então, acho que investir em tempo
  • 1:45 - 1:46
    definitivamente vale a pena.
  • 1:46 - 1:49
    Temos algumas conclusões
    do discurso da Lua.
  • 1:50 - 1:52
    Uma das coisas que uma boa visão faz
  • 1:52 - 1:56
    é dizer por que estamos indo
    para uma certa direção.
  • 1:56 - 1:59
    Há muito disso embutido
    no discurso da Lua,
  • 2:00 - 2:02
    ele diz a todos por que
    estão indo para a Lua
  • 2:02 - 2:04
    e dá muitas respostas a isso,
  • 2:04 - 2:06
    para gerar novos conhecimentos,
  • 2:06 - 2:07
    ganhar novos direitos,
  • 2:08 - 2:10
    encontrar novas esperanças de paz,
  • 2:11 - 2:13
    alcançar o progresso
    para toda a humanidade.
  • 2:14 - 2:18
    No final, adoro a forma
    como ele conclui dizendo
  • 2:18 - 2:20
    que vamos lá porque está lá.
  • 2:22 - 2:26
    Assim, uma das conclusões
  • 2:26 - 2:28
    tiradas do discurso do Kennedy,
  • 2:29 - 2:34
    é o esforço empenhado para essa visão
  • 2:34 - 2:37
    de explicar a muitas
    partes interessadas diferentes,
  • 2:37 - 2:40
    por que estamos fazendo
    o que estamos fazendo.
  • 2:40 - 2:42
    Ocasionalmente, se fizerem isso,
  • 2:42 - 2:45
    há uma frase que podem tirar
    do discurso da visão
  • 2:45 - 2:48
    e voltar mais tarde.
  • 2:49 - 2:52
    Uma das falas mais
    famosas desse discurso é
  • 2:53 - 2:55
    vou parafrasear
  • 2:55 - 2:59
    ele diz: "Vamos à
    Lua não porque seja fácil,
  • 2:59 - 3:01
    mas porque é difícil."
  • 3:02 - 3:05
    Novamente, acho
    que é uma ótima demonstração.
  • 3:06 - 3:11
    É uma grande lição para levar a
    qualquer inovação, especialmente radical,
  • 3:11 - 3:14
    que você ou sua empresa
    estiver perseguindo.
  • 3:14 - 3:17
    Uma boa visão fala a muitas
    partes interessadas diferentes.
  • 3:17 - 3:20
    E, ao mapear quem são
    essas partes interessadas críticas,
  • 3:20 - 3:24
    pensem no que elas vão valorizar,
  • 3:24 - 3:28
    e entendam por que vão caminhar juntos
  • 3:28 - 3:29
    rumo a essa nova direção.
  • 3:30 - 3:33
    Outro atributo que bons
    discursos de visão têm
  • 3:33 - 3:38
    é que ajudam a chamar a atenção
    sobre quem somos e o quê defendemos.
  • 3:39 - 3:40
    São nossos valores compartilhados.
  • 3:41 - 3:45
    Acho que vimos muitas evidências
    disso feito com maestria.
  • 3:46 - 3:48
    Acho que no discurso da Lua apelaram,
  • 3:48 - 3:53
    aquele discurso apelou para nosso
    senso coletivo de identidade, como país.
  • 3:54 - 3:55
    Eu não fiz,
  • 3:55 - 3:59
    mas algo que alguém
    nesse programa pode fazer,
  • 3:59 - 4:03
    é contar quantas vezes
    ele diz "nós" naquele discurso.
  • 4:04 - 4:33
    Nós.
  • 4:33 - 4:34
    Nós escolhemos ir à Lua.
  • 4:35 - 4:37
    Nós escolhemos ir à Lua.
  • 4:37 - 4:39
    Nós escolhemos ir à Lua.
  • 4:40 - 4:41
    São muitas vezes.
  • 4:41 - 4:43
    Novamente,
  • 4:43 - 4:46
    essa repetição do "nós",
  • 4:46 - 4:48
    ressalta a importância da visão,
  • 4:49 - 4:52
    realmente definindo
    quem somos e quem queremos ser.
  • 4:52 - 4:56
    Grandes discursos de visão
    podem fazer isso.
  • 4:56 - 5:01
    Ele fez muitas referências,
    nesse discurso, à natureza competitiva
  • 5:01 - 5:03
    de chegar à Lua.
  • 5:03 - 5:06
    E acho que vemos
    esse e outros exemplos
  • 5:06 - 5:09
    de discursos de visão eficazes,
  • 5:09 - 5:11
    nos quais os líderes usam adversários
  • 5:12 - 5:16
    e mostram que é importante vencer
  • 5:17 - 5:20
    em qualquer mercado
    competitivo em que estiverem.
  • 5:22 - 5:23
    É uma forma de empolgar as pessoas,
  • 5:24 - 5:27
    uma forma de gerar
    e estimular a energia das pessoas.
  • 5:28 - 5:29
    Além de para onde estamos indo,
  • 5:29 - 5:31
    bons discursos de visão
  • 5:31 - 5:35
    planejam o futuro como
    uma extensão de quem somos hoje.
  • 5:36 - 5:40
    Então, essa é uma boa demonstração dada
  • 5:40 - 5:42
    no discurso da Lua do Kennedy.
  • 5:42 - 5:43
    E há muitos outros.
  • 5:43 - 5:45
    Encorajo a compartilharem
    entre vocês
  • 5:45 - 5:47
    o que descobriram que é eficaz
  • 5:48 - 5:51
    como uma visão de mudança estratégica.
  • 5:52 - 5:54
    Ou uma visão de
    inovação estratégica para um país.
  • 5:55 - 5:58
    A última coisa que quero
    destacar no discurso da Lua
  • 5:58 - 6:02
    é a importância
    de não só o conteúdo ser ótimo,
  • 6:02 - 6:04
    que é um dos pontos que falei,
  • 6:04 - 6:08
    mas, provavelmente, o mais
    importante é a apresentação.
  • 6:09 - 6:13
    Pode ter um ótimo discurso,
    mas se não for proferido de forma eficaz,
  • 6:13 - 6:17
    essa visão não terá o impacto que deveria.
  • 6:18 - 6:19
    Há muitos exemplos
  • 6:22 - 6:26
    na apresentação do discurso do Kennedy
    que acho muito bons.
  • 6:27 - 6:29
    Bons exemplos para aprender.
  • 6:30 - 6:32
    Eu imagino que estava
    muito calor naquele dia.
  • 6:32 - 6:34
    Já fui professor
    na Universidade de Rice,
  • 6:34 - 6:35
    onde ele estava discursando
  • 6:35 - 6:37
    e sei de primeira mão
  • 6:37 - 6:40
    quão quente e úmido o lugar pode ser.
  • 6:40 - 6:44
    Na verdade, ao verem o discurso,
    podem ver as pessoas atrás dele,
  • 6:44 - 6:47
    constantemente enxugando
    o suor das sobrancelhas.
  • 6:48 - 6:53
    Mas isso não o impediu de fazer
    um discurso muito tranquilamente.
  • 6:54 - 6:57
    Em termos de apresentação,
    ele demostrou domínio do conteúdo,
  • 6:58 - 6:59
    o que acho que é fundamental.
  • 6:59 - 7:03
    Ele moderou o tom da voz
    para enfatizar as partes principais,
  • 7:03 - 7:06
    agiu com muita habilidade o tempo todo.
  • 7:06 - 7:10
    É uma ótima lição
    de como apresentar uma boa visão.
  • 7:10 - 7:12
    Ele gesticulou com muita eficácia.
  • 7:12 - 7:14
    Podem ver que
    usou o punho várias vezes.
  • 7:14 - 7:17
    Mesmo estando atrás de um pódio,
  • 7:17 - 7:18
    ainda podem ver
  • 7:19 - 7:23
    algum uso eficaz de gestos com as mãos.
  • 7:24 - 7:26
    Ele falou num bom ritmo.
  • 7:26 - 7:29
    Não falou muito rápido,
    nem muito devagar,
  • 7:29 - 7:32
    e fazia uma pausa de vez em quando.
  • 7:32 - 7:35
    É uma forma de
    enfatizar as mensagens.
  • 7:35 - 7:39
    Podem ver também que
    ele observou o público com os olhos.
  • 7:40 - 7:42
    Essa é outra boa prática
  • 7:43 - 7:47
    quando estiverem apresentando
    uma visão estratégica,
  • 7:47 - 7:49
    quer ter contato com as pessoas.
  • 7:50 - 7:52
    E isso é algo que vemos no discurso.
  • 7:52 - 7:53
    Muitos exemplos.
  • 7:53 - 7:55
    O Kennedy era
    um comunicador muito habilidoso.
  • 7:56 - 8:00
    É um bom exemplo com
    o qual temos muito que aprender.
  • 8:01 - 8:03
    Para encerrar, tenham em mente
  • 8:03 - 8:06
    que, ao comunicar uma visão de inovação,
  • 8:06 - 8:09
    têm que persuadir e inspirar as pessoas,
  • 8:09 - 8:11
    devem criar
  • 8:12 - 8:16
    um contexto para que as pessoas
    queiram segui-lo para novos destinos.
  • 8:17 - 8:19
    Então, pensem nisso
    ao elaborar um discurso.
  • 8:19 - 8:22
    Nesse curso,
    poderão realmente praticar isso.
  • 8:23 - 8:26
    Mas ainda mais importante,
    quando estiverem em suas funções,
  • 8:26 - 8:28
    apresentando inovações.
  • 8:28 - 8:32
    Essa é uma oportunidade
    de estimular e mobilizar
  • 8:32 - 8:35
    a energia e o apoio
    das pessoas desde o início.
  • 8:36 - 8:39
    Visão é o que
    esperamos dos nossos líderes,
  • 8:39 - 8:42
    especialmente se estivermos
    embarcando para um destino,
  • 8:42 - 8:47
    embarcando para uma jornada
    na qual nunca estivemos antes.
  • 8:47 - 8:50
    Só para voltar a essa ideia
    que vem do Star Trek.
  • 8:50 - 8:52
    Se alguns de vocês não se lembram.
  • 8:53 - 8:54
    Como outras habilidades,
  • 8:54 - 8:56
    estabelecer uma visão
    é algo que se aprende a fazer.
  • 8:56 - 8:59
    E com a prática
    pode ficar cada vez melhor nisso.
  • 8:59 - 9:01
    É algo que estamos fazendo nesse curso.
  • 9:02 - 9:04
    Espero que tenham gostado
    do discurso da Lua
  • 9:04 - 9:06
    e das lições que podemos tirar dele.
Title:
vimeo.com/.../618821508
Video Language:
English
Duration:
09:10

Portuguese, Brazilian subtitles

Revisions Compare revisions