Return to Video

Falling physics that Every Climber Needs to know

  • 0:02 - 0:04
    Aqui diz kilonewtons
  • 0:05 - 0:07
    Depois deste vídeo,
  • 0:07 - 0:09
    você saberá mais do que
  • 0:09 - 0:13
    provavelmente 99% dos escaladores
  • 0:13 - 0:16
    sobre o que estes kilonewtons
    realmente significam,
  • 0:16 - 0:20
    e quais forças estão envolvidas
    em quedas reais.
  • 0:20 - 0:24
    Vou explicar por quê
    quedas muito, muito grandes
  • 0:24 - 0:27
    são frequentemente mais suaves
    que quedas pequenas
  • 0:27 - 0:30
    Mas primeiro, vamos descobrir o que é força.
  • 0:30 - 0:33
    Eu gosto de brincar com
    meus seguidores do Instagram,
  • 0:33 - 0:36
    então pedi para eles responderem
    o que vem à cabeça
  • 0:36 - 0:39
    quando eles ouvem a palavra 'força'.
  • 0:39 - 0:40
    Metade das pessoas disse
  • 0:40 - 0:43
    que é algo a ver com
    "Star Wars".
  • 0:43 - 0:45
    Justo.
  • 0:45 - 0:46
    E antes que você pense
  • 0:46 - 0:51
    que metade dos meus
    seguidores são realmente espertos,
  • 0:51 - 0:54
    Tenho que dizer que a maioria
    nem sequer votou.
  • 0:54 - 0:55
    Então imagine algo assim...
  • 0:55 - 0:58
    O que é força?
  • 0:58 - 1:01
    (música animada)
    (sons eletronicos)
  • 1:01 - 1:03
    Ok, mas os que quiseram
    soar inteligentes
  • 1:03 - 1:07
    Disseram que força é
    massa vezes aceleração
  • 1:07 - 1:10
    que é formula que Newton,
    este cara aqui,
  • 1:10 - 1:11
    chegou.
  • 1:11 - 1:12
    - [Newton] 'Ooh yaa'
  • 1:12 - 1:14
    E é por isto que medimos
    força em Newtons
  • 1:14 - 1:17
    O que pra mim é meio
    engraçado pensar,
  • 1:17 - 1:19
    Imagine Newton.
  • 1:19 - 1:21
    (Musica suave)
  • 1:22 - 1:25
    Então nos medimos
    massa em kilogramas,
  • 1:28 - 1:33
    e medimos aceleração
    em metros por segundo ao quadrado.
  • 1:35 - 1:40
    Então devemos medir força em
    Newtons.
  • 1:40 - 1:43
    (palmas)
  • 1:43 - 1:45
    Então para por esta fórmula
    em perspectiva,
  • 1:45 - 1:49
    É assim, um Newton,
    este cara,
  • 1:49 - 1:52
    está empurrando
    um kilograma de massa
  • 1:52 - 1:55
    e isto faz esta massa acelerar
  • 1:55 - 1:59
    a um metro por segundo, a cada segundo.
  • 1:59 - 2:02
    Aqui temos um mosquetão.
  • 2:02 - 2:06
    Se eu colocar todo
    meu peso sobre ele, assim,
  • 2:06 - 2:09
    a pergunta é, qual é a
    força neste exato momento
  • 2:09 - 2:10
    sobre o mosquetão ?
  • 2:10 - 2:12
    Se olharmos novamente para a fórmula,
  • 2:12 - 2:16
    podemos dizer que a massa
    é a minha massa
  • 2:16 - 2:19
    multiplicada pela aceleração.
  • 2:19 - 2:21
    Que aceleração?
    Eu to pendurado na árvore.
  • 2:21 - 2:24
    Não há movimento,
    não há aceleração.
  • 2:25 - 2:28
    ou há aceleração ?
  • 2:28 - 2:30
    (música animada)
  • 2:30 - 2:34
    Veja, você provavelmente
    já viu este experimento antes,
  • 2:34 - 2:38
    Eu tenho um objeto pesado
    e um objeto leve.
  • 2:38 - 2:39
    E a pergunta é, se eu os deixar cair
  • 2:39 - 2:42
    ao mesmo tempo
  • 2:42 - 2:44
    qual atingirá o solo primeiro ?
  • 2:45 - 2:46
    Vamos tentar.
  • 2:56 - 2:59
    Sim, eles chegam ao mesmo tempo
  • 2:59 - 3:00
    Por que é isto que a gravidade faz,
  • 3:00 - 3:04
    Ela faz os objetos cairem com
    exatamente a mesma aceleração
  • 3:04 - 3:09
    de 9.8 metros por segundo por segundo
  • 3:16 - 3:19
    Então eu estou pendurado no mosquetão,
  • 3:19 - 3:20
    a gravidade está me puxando para baixo;
  • 3:20 - 3:23
    Mas para que eu possa
    não me mover para baixo,
  • 3:23 - 3:27
    tem que haver uma força oposta,
    me puxando para cima.
  • 3:27 - 3:29
    Aqui eu tenho uma mola.
  • 3:29 - 3:33
    Enquanto a gravidade está
    puxando a pedra para baixo,
  • 3:33 - 3:35
    a mola está puxando
    a pedra para cima
  • 3:35 - 3:39
    O mosquetão então é na verdade
    uma mola muito muito rígida
  • 3:39 - 3:41
    que está me puxando para cima.
  • 3:41 - 3:44
    As moléculas do mosquetão,
    quando estou pendurado nele,
  • 3:44 - 3:46
    estão sendo separadas,
  • 3:46 - 3:50
    mas elas querem ficar juntas,
    então elas fazem uma força oposta.
  • 3:50 - 3:53
    Você não pode ver esta expansão
    do mosquetão
  • 3:53 - 3:56
    com forças baixas,
    mas pode com forças grandes.
  • 4:02 - 4:05
    Acontece então que este mosquetão
  • 4:05 - 4:08
    tem que acelerar o meu peso para cima
  • 4:08 - 4:13
    aos mesmos 9.8 metros
    por segundo ao quadrado
  • 4:13 - 4:16
    O que é aproximadamente 600 Newtons
  • 4:16 - 4:21
    Sim, 600 destes são necessários para
    segurar um magrelo como eu.
  • 4:29 - 4:32
    Ok, continuando, o mosquetão diz
  • 4:32 - 4:37
    que ele pode segurar 26 kilonewtons.
  • 4:38 - 4:41
    Kilonewton é basicamente
    mil Newtons
  • 4:41 - 4:45
    Então significa que
    poderia segurar 40 eus
  • 4:47 - 4:49
    Queria ter uma máquina de clonagem
  • 4:49 - 4:51
    para demonstrar isto para vocês.
  • 4:53 - 4:58
    Imaginine quantos videos
    estes 'eus' poderiam criar.
  • 4:58 - 5:01
    (música)
  • 5:01 - 5:06
    Então se você quiser nos ver
    criando mais videos como este,
  • 5:06 - 5:09
    clique no 'join', realmente ajuda.
  • 5:09 - 5:12
    Eu prometo que vou gastar
    cada centavo
  • 5:12 - 5:16
    que eu ganhar de vocês
    comprando uma máquina de clonagem.
  • 5:16 - 5:17
    Aproveite!
  • 5:17 - 5:22
    Ok, então você pode pendurar 40 eus
  • 5:22 - 5:27
    em um único mosquetão,
    bem impressionante.
  • 5:27 - 5:30
    No entanto há algumas coisas que
    você precisa saber.
  • 5:30 - 5:32
    Primeiramente, todas estas
    especificações
  • 5:32 - 5:34
    são para equipamentos novos,
  • 5:34 - 5:38
    desgaste não entra na especificação.
  • 5:38 - 5:39
    Quão ruim é isso ?
  • 5:39 - 5:43
    Bem, eu perguntei ao meu amigo
    Ryan do canal de YouTube,
  • 5:43 - 5:46
    HowNOTtoHighline por que ele tem um hobby
  • 5:46 - 5:48
    de quebrar coisas.
  • 5:48 - 5:50
    E de acordo com os testes dele,
  • 5:50 - 5:53
    a maioria dos metais tende
    a durar bastante.
  • 5:53 - 5:58
    Mas com tecidos
    a coisa é bem diferente.
  • 5:59 - 6:02
    - [Ryan] Fita da Black Diamond com
    22 kilonewtons MBS
  • 6:03 - 6:04
    (som de máquina)
  • 6:04 - 6:07
    (estalo metálico)
  • 6:09 - 6:13
    O que ? Era o MBS de 22 kilonewtons?
  • 6:13 - 6:14
    - [Homem] Sim.
  • 6:14 - 6:18
    - É, a fita de 22 kilonewtons
    quebrou com 6.
  • 6:19 - 6:21
    E aqui vai outra.
  • 6:21 - 6:25
    - [Ryan] Woo, ótima condição.
  • 6:25 - 6:26
    - [Homem] Não tomaria queda nela.
  • 6:28 - 6:29
    - [Ryan] Não, não caia.
  • 6:30 - 6:32
    Eu amarraria meu cachorro com ela.
  • 6:32 - 6:35
    (barulho de máquina)
  • 6:37 - 6:38
    Certo.
  • 6:38 - 6:40
    - [Homem] Não amarraria um cachorro
    muito grande.
  • 6:40 - 6:45
    - [Ryan] Vamos ver quão grande
  • 6:45 - 6:47
    poderíamos amarrar com isto.
  • 6:47 - 6:50
    Ohh, um Chiuaua.
  • 6:50 - 6:51
    (homem ri)
  • 6:51 - 6:53
    - Então se você é uma dessas pessoas
  • 6:53 - 6:56
    que gosta de economizar
    e usar
  • 6:56 - 6:59
    fitas muito velhas e gastas,
    boa sorte.
  • 6:59 - 7:00
    - [Ryan] 24 kilonewtons,
  • 7:00 - 7:03
    (barulho de máquina)
  • 7:04 - 7:06
    não esticou muito
  • 7:06 - 7:08
    Oh, adivinha, adivinha.
  • 7:08 - 7:09
    - [Homem] Eu vi.
  • 7:09 - 7:13
    - [Ryan] 4 Kilonewtons,
    que porra é essa cara?
  • 7:13 - 7:18
    - 4000 Newtons, ok quanto
    esta fita aguenta?
  • 7:19 - 7:21
    Bem fácil.
  • 7:21 - 7:25
    Divida 4000 por 9.8.
  • 7:25 - 7:30
    Se quiser mais fácil, divida por 10
    e você tem 400 kilogramas.
  • 7:30 - 7:33
    Parece muito.
    Não ? 400 kilogramas?
  • 7:34 - 7:39
    Bem, todas estas conversões de
    força para kilogramas
  • 7:39 - 7:41
    que eu tenho falado até
    o momento
  • 7:41 - 7:46
    são baseadas no fato de
    que o peso é pendurado estaticamente.
  • 7:46 - 7:50
    Uma vez que as coisas começam
    a cair, tudo muda.
  • 7:50 - 7:50
    - [Homem] Vai.
  • 7:50 - 7:54
    (estalo metálico)
  • 7:54 - 7:57
    - O que acabamos de ver é um
    clipe da DMM,
  • 7:57 - 8:00
    onde eles deixam cair
    uma massa de 80kg,
  • 8:00 - 8:04
    e quebra uma fita de Dyneema novinha.
  • 8:04 - 8:07
    Meu objetivo agora não é assutá-lo
    ao contrário.
  • 8:07 - 8:10
    Quero chamar atenção ao fato
    que equipamentos de escalada
  • 8:10 - 8:14
    não são mágicos, e se você
    usá-los inadequadamente, eles podem falhar.
  • 8:17 - 8:19
    Fato engraçado, sabe esta
    piada que o escaladores
  • 8:19 - 8:22
    gostam de fazer quando
    eles falham nas suas escaladas
  • 8:22 - 8:25
    Que hoje é um dia de gravidade elevada?
  • 8:25 - 8:27
    Bem, acontece que é verdade.
  • 8:27 - 8:30
    A gravidade muda mês a mês.
  • 8:30 - 8:33
    Então se você é um desses
  • 8:33 - 8:36
    que gosta de reclamar
    da umidade,
  • 8:36 - 8:39
    da temperatura, agora
    você tem o direito de reclamar
  • 8:39 - 8:42
    que hoje é um dia de gravidade ruim, yaay!
  • 8:42 - 8:44
    Ok, vejamos o que acontece
  • 8:44 - 8:48
    quando objetos como nós,
    escaladores, caem.
  • 8:51 - 8:54
    Esta foi uma queda de 10 metros.
  • 8:54 - 8:56
    Vejamos quanta força esta queda
  • 8:56 - 8:58
    poderia gerar para o escalador.
  • 8:58 - 9:00
    A fórmula para isto seria bem similar
  • 9:00 - 9:04
    ao que tínhamos antes, exceto que temos
    que multiplicar
  • 9:04 - 9:07
    isto pela distância que o escalador
    está caindo.
  • 9:07 - 9:11
    e dividir pela distância que o escalador
    está freando.
  • 9:17 - 9:18
    E você notou
  • 9:18 - 9:21
    quão suave foi a queda para o escalador ?
  • 9:23 - 9:26
    Então se imagine dirigindo um carro
    na rodovia
  • 9:26 - 9:31
    e pressionando o freio gentilmente
    até parar por completo.
  • 9:32 - 9:33
    Sem problemas, correto ?
  • 9:33 - 9:35
    Agora imagine que você
    não está tão rapido,
  • 9:35 - 9:38
    você está na cidade, dirigindo devagar,
  • 9:38 - 9:39
    mas vocẽ senta o pé no freio,
  • 9:40 - 9:43
    Não seria agradável, correto?
  • 9:43 - 9:46
    Aqui vai a primeira coisa que eu
    quero que você lembre
  • 9:46 - 9:49
    deste video, o impacto
    no escaldor
  • 9:49 - 9:52
    será sempre multiplicado pela distância
  • 9:52 - 9:55
    que o escalador caiu livre,
    dividido pela distância
  • 9:55 - 9:57
    da frenagem
  • 9:57 - 10:00
    Vamos calcular, a distância em queda livre
  • 10:00 - 10:02
    foi mais ou menos quatro costuras
  • 10:02 - 10:05
    e a frenagem foi
  • 10:05 - 10:07
    duas costuras e meia
  • 10:07 - 10:09
    E temos aproximadamente 860 Newtons
  • 10:09 - 10:12
    Ou, se a substituírmos por
    um escalador padrão
  • 10:12 - 10:17
    de 80 kilogramas, seria
    próximo de 1.3 kilonewtons
  • 10:18 - 10:19
    o que não é muito.
  • 10:20 - 10:22
    Embora esta fórmula tenha
    um pequeno problema
  • 10:22 - 10:26
    pois dará sempre um valor
    ligeiramente menor
  • 10:26 - 10:29
    do que seria na vida real.
  • 10:29 - 10:32
    Mas mostrar como calcular
    de forma precisa
  • 10:32 - 10:34
    significaria que a maioria de vocês
  • 10:34 - 10:36
    sairia do vídeo exatamente aqui.
  • 10:36 - 10:38
    Não precisamos fazer isto,
  • 10:38 - 10:42
    pois podemos contar com
    dados experimentais reais
  • 10:42 - 10:45
    E quem é o cara para nos
    fornecer estes dados?
  • 10:45 - 10:46
    - Oi, eu sou Ryan Jenks e ...
  • 10:46 - 10:49
    E isto basta de propaganda
    para você
  • 10:49 - 10:51
    O que eles fizeram neste vídeo,
  • 10:51 - 10:54
    eles colocaram um dispositivo
    medindo a força no escalador
  • 10:54 - 10:57
    e realizaram uma série de quedas.
  • 10:59 - 11:01
    - (rindo) Zach
  • 11:07 - 11:09
    Pela Ciência, Woo Hoo
  • 11:13 - 11:15
    Isto dá 1.87 kN
  • 11:16 - 11:18
    Na maioria das quedas,
    que na minha opinião,
  • 11:18 - 11:20
    seriam exemplos de boa seg,
  • 11:20 - 11:23
    a força esteve abaixo de 2 kN.
  • 11:23 - 11:26
    Agora vamos olhar para
    estes dois exemplos extremos
  • 11:26 - 11:30
    O escalador da esquerda está
    cinco metros acima da chapa,
  • 11:30 - 11:32
    então daria uma queda de 10 metros
  • 11:32 - 11:34
    mais a sobra no sistema
  • 11:34 - 11:37
    O seg deu cerca de um
    metro de corda
  • 11:37 - 11:40
    e deve ter mais um metro sobrando
  • 11:40 - 11:42
    entre as costuras.
  • 11:42 - 11:45
    No total, estamos
    falando de uma queda de 12 metros.
  • 11:45 - 11:48
    Enquanto que o escalador
    a direita está apenas 1 metro acima da chapa
  • 11:48 - 11:51
    E digamos que o seg está
    com muito medo,
  • 11:51 - 11:55
    e ele vai pegar sem dinamizar
  • 11:55 - 11:57
    Então estamos falando de uma
    queda de 2 metros.
  • 11:58 - 12:03
    Então uma queda massiva de 12 metros,
    ou uma queda pequena de 2 metros;
  • 12:03 - 12:06
    Qual você acha que será mais
    suave para o escalador?
  • 12:06 - 12:08
    Bem, vejamos, sabemos o quanto
  • 12:08 - 12:11
    os escaladores cairão
    Mas agora precisamos achar
  • 12:11 - 12:15
    a distância de frenagem
    para ambos os casos.
  • 12:15 - 12:18
    E isto depende de duas coisas.
  • 12:18 - 12:21
    Primeiro o quanto o seg
    é puxado para cima
  • 12:21 - 12:24
    Numa queda grande,
    o seg provavelmente vai voar
  • 12:24 - 12:27
    uns dois metros, enquanto que numa
    queda pequena
  • 12:27 - 12:30
    vamos assumir um erro comum
    entre os iniciantes
  • 12:30 - 12:33
    onde o seg recolhe a sobra de corda
  • 12:33 - 12:34
    e não dinamiza a queda.
  • 12:34 - 12:38
    E o segundo fator é o
    alongamento da corda
  • 12:38 - 12:41
    Os fabricantes de corda afirmam
    que se você colocar 80 kg
  • 12:41 - 12:45
    estaticamente sobre uma corda dinâmica
  • 12:45 - 12:49
    assim, sem movimento,
    a corda vai esticar 10%
  • 12:49 - 12:53
    E ao alongamento dinâmico,
    quando o escalador cai,
  • 12:53 - 12:55
    pode chegar a 30%
  • 12:55 - 12:59
    Bem, chegar a 30% não nos ajuda muito.
  • 12:59 - 13:02
    Precisamos saber a magnitude
    do alongamento da corda
  • 13:02 - 13:05
    para forças entre 2 e 4 kN
  • 13:05 - 13:07
    que é o range de forças em uma queda.
  • 13:07 - 13:09
    Novamente, eu estava trocando
    mensagens com Ryan.
  • 13:09 - 13:11
    - Eu vou puxar uma corda dinâmica aqui,
  • 13:11 - 13:13
    pra ver o quanto ela estica.
  • 13:13 - 13:15
    Num primeiro momento
    pensamos que seria fácil.
  • 13:15 - 13:18
    Só ir ao parque, e esticar
    a corda com diferentes forças.
  • 13:18 - 13:21
    e medir o alongamento.
  • 13:21 - 13:25
    Bem, as vezes o fácil é difícil.
  • 13:25 - 13:28
    Quando você estica a corda
    sob uma certa força
  • 13:28 - 13:30
    e a deixa lá, a força começa
  • 13:30 - 13:34
    a cair, a corda meio que cede
  • 13:34 - 13:37
    Apesar de muito interessante,
    não é crítico para nós
  • 13:37 - 13:40
    A única coisa que ele precisava
    fazer é puxar a corda
  • 13:40 - 13:42
    o mais rapído possível até a
    força desejada,
  • 13:42 - 13:44
    a medir o alongamento.
  • 13:44 - 13:49
    - [Ryan] Ok, meu Deus,
    é a marca de sete
  • 13:50 - 13:55
    6.9 metros... alonga...
    quando você puxa
  • 13:56 - 13:59
    uma corda dinâmica ... a 4 kN.
  • 13:59 - 14:01
    Mas tem um outro fator
    interessante,
  • 14:01 - 14:04
    quando você solicita a
    corda com cargas maiores,
  • 14:04 - 14:06
    demora um tempo para a corda
  • 14:06 - 14:09
    voltar ao seu tamanho original.
  • 14:09 - 14:11
    Isto é conhecido como descanso da corda.
  • 14:11 - 14:14
    e foi bem legal ver isto em ação.
  • 14:14 - 14:17
    - [Ryan] Vê o grigri sendo
    lentamente puxado de volta ?
  • 14:20 - 14:23
    Super interessante, provavelmente
    bem mais interessante
  • 14:23 - 14:25
    pra mim do que para você.
  • 14:25 - 14:28
    Então, depois que ele passou
    umas 4 horas no parque
  • 14:28 - 14:31
    puxando cordas, os
    resultados foram que
  • 14:31 - 14:34
    para forças de 2 a 4 kN,
  • 14:34 - 14:38
    a corda esticou cerca de 20%.
  • 14:38 - 14:41
    Fantástico, vamos usar
    este número nas contas.
  • 14:41 - 14:45
    Numa queda grande,
    temos 27 metros de corda no total
  • 14:45 - 14:50
    daria então 5.4 metros de alongamento.
  • 14:50 - 14:53
    Enquanto que numa queda pequena,
    temos 5 metros de corda,
  • 14:53 - 14:55
    o que daria 1 metro de alongamento.
  • 14:55 - 14:59
    Contudo, nosso seg está em pânico
    e não está dinamizando
  • 14:59 - 15:02
    então ele vai tirar
    metade deste alongamento
  • 15:02 - 15:07
    deixando apenas 0.5 m
    de alongamento para o escalador
  • 15:07 - 15:10
    Ta-da! A queda enorme
  • 15:10 - 15:14
    será duas vezes e meia
    mais suave para o escalador
  • 15:14 - 15:15
    que a queda pequena.
  • 15:16 - 15:18
    Eu adoro curiosidades,
  • 15:18 - 15:19
    aqui vai mais uma,
  • 15:19 - 15:22
    imagine que você estava escalando e falhou,
  • 15:22 - 15:25
    a umidade estava boa,
    temperatura boa,
  • 15:25 - 15:27
    até a gravidade estava boa,
  • 15:28 - 15:30
    Você ainda pode culpar a lua.
  • 15:30 - 15:33
    - [Narrador] De fato,
  • 15:33 - 15:36
    você pesa um milhonésimo
    do seu peso a menos
  • 15:36 - 15:39
    quando a lua está diretamente sobre você.
  • 15:39 - 15:41
    - Então se você quer subir,
    escale quando a lua estiver
  • 15:41 - 15:46
    diretamente sobre você,
    de nada.
  • 15:46 - 15:48
    Eu lembro que
    estava projetando esta via longa
  • 15:48 - 15:52
    de 35 metros, e a primeira vez
    que consegui linkar
  • 15:52 - 15:55
    todos os cruxes e chegar na parada.
  • 15:55 - 15:57
    No momento em que
    eu estava puxando corda
  • 15:57 - 15:59
    para clipar a parada.
  • 15:59 - 16:01
    Meu seg não conseguia me ver direito
  • 16:01 - 16:03
    Então ele me deu muita corda.
  • 16:03 - 16:07
    Ainda por cima, a chapa
    antes da parada
  • 16:07 - 16:10
    estava bem, bem longe.
  • 16:10 - 16:13
    Então quando eu ia clipar
  • 16:13 - 16:16
    eu desequilibrei e caí
  • 16:16 - 16:18
    A parede corria rápido
    na minha frente
  • 16:18 - 16:20
    e eu pensei,
    por quê ainda estou caindo ?
  • 16:20 - 16:22
    Hmmm, que estranho.
  • 16:22 - 16:23
    Aí eu parei, e olhei para cima.
  • 16:23 - 16:26
    Tinhas umas cinco eu seis costuras
    acima de mim
  • 16:26 - 16:29
    uma queda de uns 15 metros
  • 16:29 - 16:34
    Mas, a queda foi super suave,
    como estar num elevador
  • 16:34 - 16:37
    Aqui vai outra lição
    deste vídeo.
  • 16:37 - 16:39
    se o escalador está bem alto,
  • 16:39 - 16:42
    ele tem bastante corda
    para absorver a queda.
  • 16:42 - 16:45
    Contanto que não se choque
    contra alguma coisa,
  • 16:45 - 16:49
    a queda será suave, não importa
    o que o seg faça.
  • 16:49 - 16:52
    Contudo, se o escalador não está tão alto.
  • 16:52 - 16:55
    ele não tem tanta corda para
    absorver a queda,
  • 16:55 - 17:00
    aí uma seg dinamizada é
    bem importante.
  • 17:00 - 17:02
    E você pode perguntar para
    qualquer escalador leve
  • 17:02 - 17:06
    quantas vezes eles quebraram
    o tornozelo
  • 17:06 - 17:08
    por segs duras.
  • 17:08 - 17:09
    Ok, vamos trocar o disco um pouco.
  • 17:09 - 17:11
    Vamos falar de fricção,
  • 17:11 - 17:14
    pois quanto mais fricção,
  • 17:14 - 17:17
    mais dura será a queda
    para o escalador.
  • 17:17 - 17:20
    E aqui vai um exemplo
    extremo disso.
  • 17:20 - 17:24
    - Como você pode ver aqui,
    a gente fez um 'Z'
  • 17:24 - 17:28
    Então vai ter muita frição
    quando eu cair.
  • 17:28 - 17:29
    Woo Hoo, pela ciência!
  • 17:29 - 17:31
    Manda!
  • 17:31 - 17:31
    Meu Deus!
  • 17:34 - 17:36
    - Então quando se tem muita fricção,
  • 17:36 - 17:40
    a corda perto do escalador
    estica normalmente,
  • 17:40 - 17:44
    mas a corda perto do seg
    não estica tanto.
  • 17:44 - 17:47
    É como ter uma corda menor,
    e um seg mais pesado
  • 17:47 - 17:48
    ao mesmo tempo.
  • 17:48 - 17:50
    E embora a força na cadeirinha
  • 17:50 - 17:52
    tenha sido apenas 2.5 kN
  • 17:52 - 17:56
    Uma boa parte da força
    estava no pêndulo na parede.
  • 17:56 - 17:57
    - Manda!
  • 17:57 - 18:00
    - E assim é como quebramos tornozelos.
  • 18:00 - 18:03
    Então, estender as costuras ajuda
    não só a clipar
  • 18:03 - 18:05
    e evitar estas situações assim.
  • 18:05 - 18:06
    (música)
  • 18:06 - 18:09
    (escalador bufando)
  • 18:17 - 18:21
    Mas também reduz a força de
    impacto para o escalador
  • 18:21 - 18:24
    Ok, de volta ao teste da DMM
  • 18:24 - 18:26
    quebrando a fita.
  • 18:26 - 18:30
    Fitas de Dyneema são bem estáticas,
    não esticam quase nada.
  • 18:30 - 18:32
    Espero que você já tenha compreendido
  • 18:32 - 18:35
    que esta parada abrupta
    gera forças elevadas.
  • 18:35 - 18:38
    Se não entendeu,
    peça para alguém te estapear
  • 18:38 - 18:41
    Esta parada abrupta na sua cara
  • 18:41 - 18:42
    vai te fazer entender.
  • 18:42 - 18:44
    Vamos dar um chute
  • 18:44 - 18:46
    bem louco e inacurado
  • 18:46 - 18:51
    de que esta fita vai esticar 5 cm
  • 18:51 - 18:55
    Então se soltarmos uma massa de 80 kg,
  • 18:55 - 18:58
    a distância de 120cm,
  • 18:58 - 19:02
    e a distância de absorção de
    apenas 5 cm
  • 19:02 - 19:06
    estamos falando de 19 kN!
  • 19:06 - 19:09
    Se isto não quebrar a fita,
  • 19:09 - 19:12
    certamente vai quebrar você.
  • 19:12 - 19:14
    Woo, se você ainda está assitindo,
  • 19:14 - 19:16
    isto provavelmente significa que você
  • 19:16 - 19:18
    deve ser um pouquinho geek.
  • 19:18 - 19:20
    Então vai uma sobremesa para você
  • 19:21 - 19:24
    Não há gravidade.
  • 19:24 - 19:27
    É, objetos não atraem uns aos outros,
  • 19:27 - 19:29
    há somente espaço-tempo.
  • 19:29 - 19:32
    - Você sente que está sendo
    empurrado para o chão
  • 19:32 - 19:34
    não por que tem uma
    força chamada gravidade,
  • 19:34 - 19:36
    mas por que o tempo está
    se movendo mais rápido
  • 19:36 - 19:39
    para a sua cabeça que para seus pés.
  • 19:39 - 19:41
    Isto é tudo. Os recursos que usei
  • 19:41 - 19:45
    para criar este vídeo
    estão na descrição.
  • 19:45 - 19:47
    E agora por favor, vá lá e
    dê uma moral pro Ryan
  • 19:47 - 19:50
    por prover todos seus
    dados experimentais
  • 19:50 - 19:52
    que usei neste vídeo.
  • 19:52 - 19:55
    Não esqueça de se inscrever,
    e apoiar nossos canais
  • 19:55 - 19:58
    se quiser ver mais conteúdos como este.
  • 19:58 - 19:59
    Aproveite.
Title:
Falling physics that Every Climber Needs to know
Description:

more » « less
Video Language:
English
Team:
Hard Is Easy
Project:
Belay Masterclass
Duration:
20:00

Portuguese, Brazilian subtitles

Revisions Compare revisions