Portuguese, Brazilian titulky

← vimeo.com/.../434965052

Získať kód na vloženie
7 Languages

Ukazujem Revíziu 7 vytvorenú 07/10/2021 od larissa.hashimoto.

  1. Oi, meu nome é Andy Imparato
  2. e eu sou Diretor Executivo do Direitos
    dos Deficientes da Califórnia
  3. Consigo me lembrar de várias diferentes
    interações que tive com pessoas com
  4. deficiências enquanto eu crescia.
    Mas gostaria de dizer
  5. que a coisa que teve mais teve impacto
    em mim
  6. foi quando estava iniciando minha carreira
  7. como advogado, acabei sendo diagnosticado
    com transtorno bipolar.
  8. E eu estava trabalhando em uma organização
    que estava advogando
  9. pelos direitos das pessoas com deficiência
  10. e aprendi a ideia que aparece em muitas
    leis federais de deficiência
  11. a ideia de que deficiência é parte natural
  12. da experiência humana
  13. e eu achei essa
    afirmação muito poderosa
  14. enquanto eu estava lidando com o novo
    diagnóstico do transtorno bipolar
  15. Acho que a mensagem que eu estava
    recebendo do universo da saúde mental
  16. era que meu diagnóstico não era natural e
  17. era tipo um problema de longo prazo
  18. que eu teria que enfrentar
  19. e eu não tive nenhuma noção de que a
    experiência de viver com transtorno bipolar
  20. podia na verdade me beneficiar
  21. e na verdade ajudar em minha carreira
  22. E o que entendi da convivência com
    ativistas dos direitos dos deficientes
  23. pessoas que tiveram experiência vivendo com
    vários tipos diferentes de deficiência
  24. eu vivia em Boston na época
  25. foi a ideia de que minha vivência foi na
    verdade uma força
  26. e uma fonte de credibilidade ao trabalho
    que eu fazia
  27. e se eu quisesse ser efetivo como um
    ativista de deficiência
  28. eu precisava aprender a ver minha deficiência
    como um bem e uma força
  29. Então meio que sinto que a Lei dos
    Americanos com Deficiências
  30. está refletindo os valores do
    movimento pelos direitos dos deficientes
  31. e um dos mais importantes valores
  32. é a ideia de que deficiência é natural.
  33. Sua vida com uma deficiência é uma parte
    natural da experiência humana
  34. e isso não deveria te impedir de fazer
    o que você quiser fazer
  35. e quando você é impedido de fazer essas
    coisas
  36. é discriminação e não é natural
  37. A ideia que discriminação não é natural
  38. e deficiências são naturais
  39. Foi algo poderoso para mim e me
    ajudou a conceber minha
  40. experiência como alguém com uma deficiência
    de longo prazo que adquiri enquanto adulto
  41. A coisa mais importante
    que o movimento deficiente se apropriou da
  42. Lei dos Americanos Portadores de
    Deficiência
  43. foi a concepção das pautas dos deficientes
    como pautas dos direitos civis
  44. Se você der uma
    olhada, mais ou menos, na história das
  45. políticas dos deficientes nos EUA e em
    outros países, as pessoas geralmente viam
  46. a deficiência pela abordagem de bem
    estar social, pela abordagem da pobreza
  47. pela abordagem de, tipo, do pobre "digno"
  48. e a ideia era que se você quisesse tratar dos
    problemas que os deficientes sofrem
  49. você só precisa prover os serviços certos,
  50. mas não havia um conceito de discriminação,
  51. não havia um conceito de direitos humanos e
    civis sobre isso
  52. Temos leis anteriores, como a "Lei da
    Reabilitação" que teve
  53. uma parte da legislação que tentou lidar
    com a discriminação contra deficientes,
  54. mas o ADA foi a primeira lei, na qual toda
    a legislação era sobre abordar
  55. a discriminação e eu acho que para todos
    nós que vivemos com deficiências,
  56. a estrutura dos direitos
    civis é uma estrutura muito empoderadora
  57. porque ela impede... se algo ruim ocorre
    com você, enquanto deficiente, isso para
  58. de tratar do que fez de errado ou que
    serviços precisa evitar usar de novo
  59. e isso começa a girar em torno de... Talvez
    o sistema seja projetado para te excluir
  60. e isso é discriminação. Então, não olhe
    só a pessoa como a causa do problema,
  61. mas olhe para o meio.
  62. E esse conceito, acho
    que foi muito importante para nos ajudar a
  63. repensar o porquê de coisas ruins
    acontecerem com deficientes, por que a
  64. exclusão ocorre, por que a segregação
    ocorre, por que a pobreza ocorre
  65. E isso nos ajuda a ter expectativas mais
    altas sobre nós mesmos
  66. e expectativas mais altas para o meio
    a nossa volta.
  67. Então existem muitas
    modificações concretas que a ADA fez
  68. como fazer os ônibus serem muito mais
    acessíveis
  69. para pessoas com as mais diversas deficiências
  70. fazer as construções muito mais acessíveis
  71. Mas eu acho que tratar, quase que de forma
    espiritual, as nossas pautas como problemas
  72. de direitos civis, como problemas de justiça,
    como problemas dos direitos humanos,
  73. Acho que foi tão importante quanto
    qualquer requerimento específico na lei.
  74. Então é difícil escolher uma pauta como a grande
    mudança que eu gostaria de ver daqui pra frente
  75. enquanto pensamos nos próximos 30 anos da
    Lei dos Americanos com Deficiências
  76. Mas eu direi uma coisa que acho que é
    crucial que mudemos
  77. É o que nós exigimos que as
    pessoas comprovem
  78. para obter apoio do governo pelos nossos
    maiores programas.
  79. Então se você observar nossos quatro
    maiores programas que atendem aos
  80. deficientes: Seguro de Invalidez da Previdência
    Social, Fundo Suplementar de Segurança,
  81. Medicaid e Medicare. Esses
    programas exigem que você comprove
  82. que você tem uma deficiência e a maneira
    de se comprovar é com atestado médico
  83. que mostre que você, devido à sua
    deficiência física ou mental,
  84. está inapto a participar em atividades
    lucrativas substanciais.
  85. Muitas pessoas entendem que significa que
    devido sua deficiência elas não podem trabalhar.
  86. E essa concepção de tentar
    decidir quem merece ter apoio do governo
  87. Isso remonta a 1956. Foi quando essa
    definição foi
  88. escrita originalmente na legislação
    federal
  89. e nosso pensamento sobre o que é
    possível para pessoas com deficiência
  90. conquistarem no mercado de trabalho
    evoluiu muito desde 1956.
  91. Sabemos que pessoas com deficiências
    bem significativas
  92. podem ter sucesso no mercado de
    trabalho competitivo
  93. se tiverem o amparo certo.
  94. Mas ainda exigimos que as pessoas produzam
    evidências médicas de que sua deficiência
  95. os impede de trabalhar, para obter apoio
    para viver de forma independente e trabalhar
  96. E isso é só um sistema retrógrado.
  97. Nós tentamos, ao longo dos anos,
    implantar incentivos de trabalho
  98. nos programas de deficiência dos
    Seguros Sociais.
  99. Conseguimos um programa "buy-in"
    do Medicaid.
  100. Fizemos muitas coisas superficialmente para
    tentar e facilitar as pessoa com deficiência
  101. trabalhar e obter benefícios, mas não
    temos lidado com
  102. aquela definição fundamental de quem é
    elegível aos benefícios.
  103. Então umas das coisas que espero ver à
    medida que avançamos é conciliar
  104. a definição de deficiência no Seguro Social
    e nas leis de Benefícios por Deficiência
  105. com a visão de deficiência na Lei dos
    Americanos com Deficiências.
  106. Ao invés de pedir às pessoas que provem
    que sua deficiência as impede de exercer
  107. atividades remuneradas substanciais,
    deveríamos questioná-los
  108. que auxílios eles precisam para
    participar ativamente na comunidade
  109. e podemos decidir se você precisa de um
    certo nível de apoio, e então estar
  110. elegível aos auxílios de renda.
  111. Poderia ser toda uma outra questão para a
    saúde
  112. ou outros serviços de longo prazo e
    subsídios, mas de forma alguma, deveríamos
  113. exigir que alguém de 18 anos, que está só
    iniciando a vida adulta, que providencie
  114. um atestado médico em que sua deficiência
    o impeça de trabalhar, e essa é
  115. nossa política e tem sido nossa política
    desde 1956
  116. e gastamos centenas de bilhões de dólares
    federais pelos programas
  117. que exigem que as pessoas façam essa
    demonstração inicial
  118. Então eu acho que é algo muito importante
    a ser mudado por nós
  119. se realmente quisermos tornar real a visão
    da Lei dos Americanos com Deficiências.
  120. Estamos pensando muito nos Direitos dos
    Deficientes da Califórnia
  121. sobre como podemos responder
    às três crises que
  122. estão emergindo em nosso estado e em todo
    o país:
  123. Uma é a pandemia, a outra é a recessão
    econômica que está ligada à pandemia,
  124. com muitas pessoas perdendo seus empregos,
  125. e a terceira é esse debate nacional que
    estamos tendo sobre justiça racial.
  126. A pandemia afeta de forma desproporcional
    as comunidades de cor na Califórnia;
  127. a recessão econômica afeta de forma
    desproporcional as comunidades de cor
  128. e a violência policial e todas essas
    barreiras estruturais
  129. que existem em todo programa que atende
    crianças e adultos com deficiências,
  130. de novo, de forma desproporcional,
    afeta negativamente
  131. crianças e adultos negros, crianças e
    adultos latinos e outros de diversas
  132. comunidades na Califórnia.
  133. Então quando pensamos em chamar
    para a ação,
  134. sinto que uma das coisas mais
    importantes que podemos
  135. fazer enquanto celebramos o 30º
    aniversário do ADA
  136. é realmente chamar a tenção sobre
    quais populações na Califórnia
  137. e de todo o país, têm tido menos benefícios
    positivos
  138. da Lei dos Americanos com Deficiências.
  139. E o que podemos fazer para expandir a
    visão e o impacto daquela lei
  140. às comunidades que não sentiram o impacto no
    mesmo grau que as famílias de classe média
  141. que vêm sendo os principais beneficiados
    pela lei.
  142. Então o que isso significa?
  143. Significa, no sistema educacional,
    fazer mais para não deixar disciplina
  144. recair desproporcionalmente sobre as
    crianças de cor com deficiências
  145. tentar retirar a polícia das escolas,
    para mim, é parte da conversa.
  146. Em nosso sistema regional central da
    Califórnia, apontar as disparidades
  147. para que famílias de baixa renda e famílias
    com diversidade tenham o mesmo acesso
  148. a serviços e subsídios que famílias
    mais abastadas.
  149. No contexto do sistema de reabilitação
    vocacional, de novo, aplicando
  150. análise de equidade, e assegurando que a
    população atendida pelo sistema se
  151. assemelha à população da
    Califórnia.
  152. E me parece que esse é um diálogo
    nacional, mas a Califórnia pode liderar
  153. no país, porque somos líderes em muitos
    aspectos.
  154. Somos um dos estados mais diversificados
    no país.
  155. Temos um governo estadual progressista que
    se importa com
  156. a diversidade, se importa com a inclusão,
    se importa com a equidade.
  157. Temos um governador que criou uma força
    tarefa para reconstruir a economia
  158. e incluiu minha predecessora Catherine
    Blakemore, antiga Diretora Executiva dos
  159. Direitos dos Deficientes da Califórnia,
    naquela força tarefa, junto com o CEO da Apple
  160. Temos a indústria tecnológica que meio que
    está mudando o mundo, literalmente
  161. em termos de como as pessoas
    interagem no mundo.
  162. E existe uma grande oportunidade para nós
    de assegurar que deficientes de contextos
  163. diversos tenham oportunidades para
    trabalhar na indústria tecnológica
  164. e dar forma à tecnologia que
    usaremos diariamente no futuro.
  165. Então uma das mensagens mais importantes
    para esse aniversário é:
  166. Vamos nos certificar que a visão da ADA
    abranja TODAS as populações
  167. que poderiam se beneficiar disso.
    Vamos falar sobre racismo estrutural,
  168. vamos falar sobre disparidades, vamos
    sobre inequidades que existem em todo
  169. sistema que serve pessoas com deficiência.
  170. Para que a visão, a inclusividade, a visão
    inclusiva radical
  171. da Lei dos Americanos
    com Deficiências seja uma que
  172. possa ser experimentada e que toda a nossa
    comunidade possa se beneficiar dela.
  173. Isso foi incrível, foi...
    (sem palavras)
  174. Muito obrigada!
    Obrigada, obrigada, obrigada!