Return to Video

ABILITY Magazine Interview: Ed Asner

  • 0:00 - 0:08
    (música)
  • 0:08 - 0:11
    O quê te levou a ver-me?
  • 0:11 - 0:14
    ENTREVISTADORES: Boa pergunta.
    Nós íamos perguntar-te isso!
  • 0:14 - 0:14
    ENTREVISTADORES: Sim.
  • 0:14 - 0:16
    Como? O que queres dizer?
  • 0:16 - 0:18
    (gargalhada)
  • 0:18 - 0:21
    Não te convidei. Por que razão te iria
    querer na minha casa?
  • 0:21 - 0:24
    ENTREVISTADORES: Nós íamos perguntar-te:
    "Porquê que estamos aqui?"
  • 0:24 - 0:26
    Não faço ideia. Sai!
  • 0:29 - 0:36
    Eu vim para Hollywood no ano de 1961.
    Encontramos um apartamento numa
    propriedade
  • 0:36 - 0:47
    em Hollywood Hills, e arrendamo-la.
    A segunda noite que estivemos lá, ouvimos
    um farfalhar lá fora.
  • 0:47 - 0:55
    Fomos lá fora, espiamos por entre as persianas
    da janela, e estava um grande
  • 0:55 - 1:01
    abacateiro a crescer mesmo ao lado do
    apartamento, e acenou para mim.
  • 1:01 - 1:10
    Eu olhei para baixo, e estavam dois guaxinins,
    sentados, a mastigar abacates.
  • 1:10 - 1:14
    E eu disse, "Isto é para mim."
  • 1:14 - 1:16
    (gargalhada)
  • 1:16 - 1:19
    Tenho andado a mastigar abacates desde
    que cheguei aqui.
  • 1:19 - 1:27
    ENTREVISTADORES: Ainda estás envolvido com
    o mundo do espetáculo agora? Estás a fazer alguma coisa
    nos bastidores ou-?
  • 1:27 - 1:29
    Queres um beijo?
  • 1:29 - 1:33
    (gargalhada)
  • 1:33 - 1:41
    Sim, ainda estou envolvido no mundo do espetáculo.
    Eu faço tourné com o espetáculo de um homem.
  • 1:44 - 1:53
    Eu faço filmes se os estás a fazer,
    e eu sou viável...
  • 1:53 - 1:55
    em todos os sentidos da palavra.
  • 1:55 - 1:56
    (gargalhada)
  • 1:56 - 2:07
    Eu tenho quatro filhos, e o mais novo,
    que tem agora 27 anos, foi considerado autista
  • 2:07 - 2:15
    aos 7 ou 8 anos, o que é tarde.
    Ele é um autista em alta atividade.
  • 2:15 - 2:24
    A minha mulher na altura disse que pensava
    que ele não tem autismo.
  • 2:24 - 2:28
    Ela pensa que ele tem um Asneurisma.
  • 2:28 - 2:31
    (gargalhada)
  • 2:31 - 2:35
    Houve uma altura que ele estava
    comigo quando era um miúdo,
  • 2:35 - 2:42
    e eu já tinha alguma fama, e um polícia
    mandou-me encostar.
  • 2:42 - 2:45
    Eu fiz uma curva errada ou assim,
    e um polícia mandou-me encostar.
  • 2:45 - 2:55
    E enquanto o polícia se aproximava da janela
    para passar um bilhete, Charlie debruçou-se
  • 2:55 - 3:00
    sobre a janela e disse "Sabes com quem
    é que estás a falar?"
  • 3:00 - 3:02
    Eu fiquei "SHHHHHHHH"
  • 3:02 - 3:09
    E este é um dos maiores esforços que temos.
    Arranjar reforços de lei para
  • 3:09 - 3:17
    perceber que há este tipo de pessoas, que
    não podem exercer merdas duras de polícia.
  • 3:17 - 3:28
    Eles têm de abordar a situação e responder
    de acordo com ela.
  • 3:30 - 3:35
    Eu dizia com frequência que o mundo seria
    um lugar mais feliz se fosse governado por autistas.
  • 3:35 - 3:40
    E pode ser que seja.
  • 3:40 - 3:44
    ENTREVISTADORES: Então tiveste uma carreira incrível,
    Qualquer coisa que fizeste no início dela.
  • 3:44 - 3:51
    Não sou saudado em todos os corredores
    do mundo.
  • 3:51 - 3:54
    Ainda tenho de ser descoberto por muitas
    pessoas.
  • 3:54 - 3:57
    ENTREVISTADORES: Já fizeste comédia?
  • 3:57 - 4:02
    Não. Nem sequer consigo fazer um bom
    "sentem-se".
  • 4:02 - 4:04
    (gargalhada)
  • 4:04 - 4:11
    Eu estou de acordo com a Revista ABILITY
    (arrota), uma data de fotos sexy com
  • 4:11 - 4:15
    a Mary sem nada como eu à volta dela.
  • 4:15 - 4:16
    (gargalhada)
  • 4:16 - 4:17
    Okay, chega?
  • 4:17 - 4:18
    ENTREVISTADORES: Sim, acabou.
  • 4:18 - 4:23
    Por quanto tempo vais fazer espalhafato?
Title:
ABILITY Magazine Interview: Ed Asner
Video Language:
English
Team:
ABILITY Magazine
Duration:
04:26

Portuguese subtitles

Revízie