Return to Video

5 erros comuns em SEO (e 6 boas ideias!)

  • 0:05 - 0:07
    O meu nome é Maile Ohye,
  • 0:07 - 0:10
    e trabalho na "Google" como "Developer Programs Tech Lead",
  • 0:10 - 0:13
    normalmente na nossa sede
    em Mountain View na California.
  • 0:13 - 0:17
    Mas hoje, estou em casa em São
    Francisco para falar sobre os
  • 0:17 - 0:21
    cinco erros mais comuns
    que encontro em SEO (Otimização de Sites).
  • 0:21 - 0:26
    O erro número um é trabalhar em SEO antes do seu site ter uma
  • 0:26 - 0:28
    boa proposta.
  • 0:28 - 0:32
    Pergunte-se a si mesmo, porque
    escolheria um utilizador o meu
  • 0:32 - 0:34
    site e resultados de pesquisa?
  • 0:34 - 0:36
    Digamos que tem um site que promove o seu
  • 0:36 - 0:40
    negócio "offline", como uma loja local de reparação de bicicletas.
  • 0:40 - 0:42
    O que distingue o seu negócio da
  • 0:42 - 0:44
    concorrência?
  • 0:44 - 0:46
    É uma organização sem fins lucrativos?
  • 0:46 - 0:50
    Ou talvez ofereça estimativas grátis,
    demonstrações grátis, ou
  • 0:50 - 0:53
    seja o fornecedor independente
    mais antigo da cidade.
  • 0:53 - 0:57
    Ou se tem um site de comercio eletrónico,
    o que distingue o seu site
  • 0:57 - 0:59
    dos outros?
  • 0:59 - 1:03
    Tem preços mais baixos, entregas grátis, um excelente
  • 1:03 - 1:06
    serviço de apoio ao cliente, ou melhores descrições do produto?
  • 1:06 - 1:11
    Começar com uma boa proposta,
    simplifica o SEO.
  • 1:11 - 1:14
    Independentemente de onde o seu site se situe
    nos resultados de pesquisa, se
  • 1:14 - 1:17
    quizer estar no topo,
    os pesquisadores precisam de uma boa proposta para
  • 1:17 - 1:20
    clicar no seu site, para voltar
    e revisitar o seu site,
  • 1:20 - 1:23
    e recomendar o seu site aos seus amigos.
  • 1:23 - 1:27
    Comece com uma boa proposta, e
    depois concentre-se numa experiência
  • 1:27 - 1:28
    de qualidade do utilizador.
  • 1:28 - 1:31
    Passemos ao erro
    número dois, uma
  • 1:31 - 1:34
    abordagem segmentada do SEO.
  • 1:34 - 1:36
    Chamo a esta abordagem, a caixa "bênto",
  • 1:36 - 1:39
    porque sou japonesa.
  • 1:39 - 1:42
    E é como o seu prato
    do jantar, com todos os itens
  • 1:42 - 1:45
    em separado e nenhum deles
    se mistura.
  • 1:45 - 1:47
    É otimo para o seu sushi
    e para a sua salada.
  • 1:47 - 1:50
    Mas não é tão bom quando
    não existe comunicação entre
  • 1:50 - 1:53
    o seu marketing, desenvolvimento de negócio,
    e equipas SEO.
  • 1:53 - 1:58
    Portanto, o erro número dois trata-se de
    trabalhar em SEO num silo.
  • 1:58 - 2:02
    Uma abordagem melhor, mais holística
    do SEO é ter em conta
  • 2:02 - 2:06
    toda a experiência do utilizador, desde
    a campanha de marketing
  • 2:06 - 2:09
    à conversão real
    e potencial
  • 2:09 - 2:11
    repetição de negócio.
  • 2:11 - 2:14
    Vanessa Fox, uma consultora e
    autora em estratégia de motor de busca,
  • 2:14 - 2:18
    escreveu sobre este tipo
    de abordagem da caixa "bênto"
  • 2:18 - 2:21
    em relação ao "Super Bowl"
    onde é difícil para
  • 2:21 - 2:23
    as empresas integraram
    completamente os seus
  • 2:23 - 2:27
    anúnicos de televisão "offline" com os seus
    esforços de SEO "online".
  • 2:27 - 2:31
    Ela reparou que uma companhia de carros
    gastou milhões em anúncios de televisão para
  • 2:31 - 2:36
    levar utilizadores a um website,
    "edityourown.com", onde
  • 2:36 - 2:38
    podiam então editar o seu
    próprio video do carro.
  • 2:38 - 2:42
    Num domingo do "Super Bowl", esta
    publicidade provavelmente não só
  • 2:42 - 2:46
    trouxe utilizadores ao website,
    como também ajudou na consulta,
  • 2:46 - 2:51
    ao posicionar o "edityourown" em número
    36 no "Google Hot Trends".
  • 2:51 - 2:54
    Agora, imagine se isto
    fosse a sua empresa.
  • 2:54 - 2:58
    Como SEO, não pode apenas focar-se
    nas suas palavras chave habituais
  • 2:58 - 2:59
    como faz todos os dias.
  • 2:59 - 3:03
    Mas também tem de integrar
    campanhas de marketing e
  • 3:03 - 3:06
    otimizar as palavras
    "edityourown."
  • 3:06 - 3:09
    O erro número três é
    é perder tempo
  • 3:09 - 3:13
    com soluções que contornam o problema,
    em vez de procurar novas
  • 3:13 - 3:17
    opções ou melhores práticas que
    possam simplificar as suas tarefas.
  • 3:17 - 3:22
    Por exemplo, para sites com
    conteúdo paginado, no passado
  • 3:22 - 3:25
    alguns webmasters tentaram
    contornar o problema utilizando o
  • 3:25 - 3:29
    rel="canonical" em páginas
    subsequentes à sua primeira página.
  • 3:29 - 3:32
    Isto, infelizmente, pode causar perda de
  • 3:32 - 3:34
    conteúdo no índice do Google.
  • 3:34 - 3:38
    As boas noticias são que existem
    novas e melhores soluções.
  • 3:38 - 3:41
    Nós agora suportamos o registo rel="next"
    e rel="prev".
  • 3:41 - 3:45
    Portanto, o seu artigo paginado ou
    categoria de produto é tratado como
  • 3:45 - 3:49
    uma série única, em vez
    de ter uma classificação de página diluída em
  • 3:49 - 3:52
    vários componentes.
  • 3:52 - 3:55
    Também no passado, para ter
    várias páginas novas e atualizadas
  • 3:55 - 3:59
    indexadas o mais rápidamente possivel,
    os "web masters" provavelmente
  • 3:59 - 4:02
    executaram a longa tarefa
    de atualizar o seu
  • 4:02 - 4:05
    mapa de site com novas URLs,
    e depois atualizar o novo
  • 4:05 - 4:08
    ficheiro de mapa do site,
    e então submete-lo ao Google.
  • 4:08 - 4:12
    Mas em 2011, expandimos
    as "Webmaster Tools" "Fetch as
  • 4:12 - 4:17
    Googlebot" para que, por semana,
    você possa submeter até 500 URLs
  • 4:17 - 4:22
    novas ou atualizadas que você gostaria
    que fossem indexadas ou até 10
  • 4:22 - 4:26
    URLs que gostaria de indexar,
    juntamente com as páginas a que estão conetadas.
  • 4:26 - 4:30
    Ao submeter através do "Fetch
    as Googlebot", a maioria dos URLs são
  • 4:30 - 4:33
    indexados em 24 horas.
  • 4:33 - 4:36
    Uma maneira fácil de ficar em contacto
    com novas funcionalidades e melhores
  • 4:36 - 4:41
    soluções é inscrever-se no
    "Webmaster Central Blog".
  • 4:41 - 4:44
    Agora, enquanto o erro número três
    se trata de gastar tempo a
  • 4:44 - 4:49
    contornar o problema, frequentemente porque um
    SEO não está a par das novidades,
  • 4:49 - 4:52
    o erro número quatro trata de
    um espectro semelhante.
  • 4:52 - 4:56
    Mas agora está a ser capturado
    pelas tendências SEO.
  • 4:56 - 5:00
    Nos primórdios dos
    motores de busca, ambos "webmasters" e
  • 5:00 - 5:03
    motores de busca perseguiam
    o utilizador.
  • 5:03 - 5:06
    Corriamos a mesma maratona,
    conseguir mais utilizadores
  • 5:06 - 5:08
    para visitar e converter.
  • 5:08 - 5:12
    Entretanto, com o crescimento do mercado,
    gerou-se um caos.
  • 5:12 - 5:18
    Foi como se a corrida se dividisse
    em duas corridas simultâneas.
  • 5:18 - 5:22
    E em vez de perseguir os utilizadores,
    alguns websites começaram a perseguir
  • 5:22 - 5:25
    algoritmos de motores de busca.
  • 5:25 - 5:30
    Em seis anos na Google,
    tenho visto as tendências SEO tomarem muitas
  • 5:30 - 5:35
    formas. Por volta de 2005, os SEOs perderam
    o alvo e gastaram horas a fio
  • 5:35 - 5:39
    a editar o seu conteúdo
    para uma quantidade ideal de palavras chave,
  • 5:39 - 5:42
    em termos de palavras
    chave por página.
  • 5:42 - 5:44
    Uma perda de tempo.
  • 5:44 - 5:47
    Em vez disso, poderiam ter
    utilizado melhor o tempo tornando
  • 5:47 - 5:51
    o conteúdo legível,
    empolgante, e informativo.
  • 5:51 - 5:55
    Estou certa de que você tem uma longa lista
    de tarefas para o seu site.
  • 5:55 - 5:59
    Tente evitar as tendências SEO,
    e em em vez disso dar prioridade às
  • 5:59 - 6:03
    tarefas que irão dar
    valor duradouro.
  • 6:03 - 6:05
    Por fim, isto leva-nos
    ao erro
  • 6:05 - 6:08
    número cinco, atualização lenta.
  • 6:08 - 6:12
    No Google, somos conhecidos por
    dizer que a principal constante em
  • 6:12 - 6:16
    SEO é estar constantemente
    em evolução.
  • 6:16 - 6:20
    Quanto mais rápida for a sua equipa
    a atualizar-se, melhor.
  • 6:20 - 6:24
    Uma boa maneira é, primeiro, definir
    passos para o sucesso.
  • 6:24 - 6:28
    Segundo, implementar
    progressos.
  • 6:28 - 6:32
    Seguidamente, medir o impacto, e
    logo criar novos progressos.
  • 6:32 - 6:36
    Por fim, dar prioridade aqueles
    progressos baseados
  • 6:36 - 6:39
    no mercado e no
    pessoal da sua equipa.
  • 6:39 - 6:41
    Em seguida, claro, repetir.
  • 6:41 - 6:43
    A vantagem de ter
    um ciclo SEO ágil
  • 6:43 - 6:45
    é bastante clara.
  • 6:45 - 6:49
    Em 2009, lançámos
    os "Rich Snippets".
  • 6:49 - 6:52
    Sites de receitas ou eventos que
    poderiam rápidamente atualizar-se e
  • 6:52 - 6:55
    implementar um registo próprio
    mostram agora resultados de pesquisa
  • 6:55 - 6:57
    muito mais apelativos.
  • 6:57 - 7:00
    O mesmo se passava com os
    sites de vídeo que podiam
  • 7:00 - 7:03
    rápidamente criar e submeter
    mapas do site de vídeo
  • 7:03 - 7:07
    Uma vez mais, os que são mais ageis
    conseguem mais benefícios.
  • 7:07 - 7:11
    Estes são os cinco erros mais comuns
    em SEO que eu encontro.
  • 7:11 - 7:15
    Mas agora, vamos falar de
    boas práticas em SEO.
  • 7:15 - 7:17
    Primeiro, faz algo fixe.
  • 7:17 - 7:20
    Estabelece uma boa proposta que
    te distinga da
  • 7:20 - 7:21
    concorrência.
  • 7:21 - 7:25
    Segundo, inclui palavras chave
    relevantes na tua cópia.
  • 7:25 - 7:28
    Não há necessidade de pensar
    em densidade de palavras chave.
  • 7:28 - 7:31
    Mas certifique-se de que o seu conteúdo
    inclui as palavras chave que as pessoas
  • 7:31 - 7:33
    realmente procuram.
  • 7:33 - 7:37
    Terceiro, seja astuto relativamente às suas
    etiquetas, etiquetas de título e
  • 7:37 - 7:41
    etiquetas de meta-descrição, e
    à arquitetura do seu site.
  • 7:41 - 7:45
    Quarto, inscreva-se no "email
    forwarding" do "Webmaster Tools".
  • 7:45 - 7:49
    Isto permite que mensagens importantes
    do Google, tais como
  • 7:49 - 7:52
    notificações para questões de pesquisa,
    sejam enviadas
  • 7:52 - 7:55
    diretamente para a caixa de entrara que você
    verifica regularmente, seja
  • 7:55 - 7:59
    a sua caixa de entrada da conta de trabalho,
    Yahoo, ou Gmail.
  • 7:59 - 8:02
    Quinto, atraia movimento.
  • 8:02 - 8:06
    Isto ajuda a trazer ligações naturais,
    boas revisões, votos,
  • 8:06 - 8:09
    +1s, e seguidores.
  • 8:09 - 8:12
    Por último, permaneça sucinto
    e relevante.
  • 8:12 - 8:16
    Porque não expandir a sua pesquisa a
    sites de média social, se forem
  • 8:16 - 8:18
    um bom sitio para aceder
    à sua audiência.
  • 8:18 - 8:22
    Ou certifíque-se de que o seu site é
    acessível em telefones inteligentes, se
  • 8:22 - 8:24
    o seu produto é excelente
    para mobilidade.
  • 8:24 - 8:28
    Espero que este vídeo o ajude
    a evitar erros comuns de SEO
  • 8:28 - 8:32
    e ao invés, se foque nas boas
    práticas que possam trazer
  • 8:32 - 8:34
    benefícios postivos e duradouros.
  • 8:34 - 8:36
    Obrigada por assistir.
  • 8:36 - 8:40
    [Fim de legendagem]
Title:
5 erros comuns em SEO (e 6 boas ideias!)
Description:

Maile Ohye da Google aborda os cinco erros mais comuns que encontra em SEO, e finaliza com seis dicas rápidas para certificar-se de que está no bom caminho.

more » « less
Video Language:
English
Team:
Google Webmasters
Projekt:
WebmasterHelp
Duration:
08:41

Portuguese subtitles

Revízie Compare revisions