Portuguese titulky

← Revista ABILITY - Entrevista: Mark Povinelli

Získať kód na vloženie
18 Languages

Ukazujem Revíziu 2 vytvorenú 05/26/2016 od Manuela Silva.

  1. Crescer profundamente diferente do nascimento, em relação ao tamanho
  2. que eu estava no palco todo o tempo.
  3. Eu quero dizer, se eu saísse de casa
  4. as pessoas olhariam para mim, e olhavam espantadas.
  5. Se eu fosse à mercearia, ou andasse de bicicleta
  6. as pessoas olhariam espantadas, aproximavam-se e falavam comigo.
  7. Eu nunca conseguia ser anónimo,
  8. e muita gente tenta ... não ser anónima.
  9. E eu tive isso, quer eu o quisesse ou não
  10. a partir do momento que saia de casa.
  11. Então quando eu encontrei o palco,
  12. esse foi o único momento em que eu pude controlar
  13. as pessoas olharem para mim.
  14. E, como elas ... se sentiam a meu respeito.
  15. Eu não pude controlar como elas se
    sentiam a meu respeito
  16. quando ia à mercearia.
  17. (Entrevistador) Como é isso às vezes?
  18. É ... muito chato.
  19. É .. eu cheguei à conclusão que
  20. são eles, não eu, a coisa toda.
  21. E eu me sinto muito bem com isso.
  22. Sempre que eu faço ... vocês tem sido
    muito simpáticos em deixar-me
  23. fazer algumas sessões para
  24. Encontrar-me com Biz. Eu penso que
  25. eu tento expressar-me mais do que qualquer
    coisa para os outros atores.
  26. é, tu tens que te conhecer a ti próprio. Por dentro e por fora.
  27. E saber todos os truques que utilizas para esconder
  28. as coisas nas quais te sentes inseguro.
  29. Ao conhece-las e compreende-las verdadeiramente,
  30. tu nem sempre chegas ao seu âmago,
  31. mas tens que ter muito conhecimento de ti próprio.
  32. Quero dizer, eu acho muita gente pensa
  33. eu representar como qualquer outro, então eu
  34. vou por esta máscara e ser
  35. outra pessoa. E eu sinto como tu não podes, a menos
  36. que te conheças realmente. Todas as tuas imperfeições,
  37. e todas as qualidades.
  38. ♪ (música jazz) ♪