Portuguese, Brazilian 字幕

← O canabidiol pode ajudar os usuários de opioides a superar o vício?

埋め込みコードを取得する
24言語

Showing Revision 70 created 10/29/2020 by Maricene Crus.

  1. Nos últimos 20 anos,
  2. mais de 800 mil pessoas morreram
    nos EUA devido à overdose de drogas.
  3. Mais do que todas as vidas perdidas
    em todas as guerras que este país lutou.
  4. A maioria desses casos é decorrente
    do consumo de drogas opioides.
  5. Infelizmente, enquanto estamos aqui,
  6. pelo menos uma pessoa morrerá
    de overdose de drogas,
  7. e uma criança nascerá
    com graves sintomas de abstinência
  8. devido à exposição a opioides no útero.
  9. Apenas recentemente
    algumas empresas farmacêuticas

  10. foram responsabilizadas legalmente
    pela crise dos opioides.
  11. Mas em comparação
    com suas receitas multibilionárias,
  12. as penalidades econômicas
    impostas a elas parecem irrisórias.
  13. Então, deixem-me fazer uma pergunta:
  14. por que o vício e o estigma dele
  15. fazem com que seja correto
    subestimar vidas humanas?
  16. Ironicamente, muitas vezes
    me perguntam o contrário:

  17. "Por que devemos nos importar
    com 'viciados'?"
  18. Às vezes eu chego a gritar
  19. com pessoas que pensam que quem sofre
    de transtorno de uso de substâncias
  20. provoca isso a si mesmo.
  21. "Ele deve ser fraco,
  22. não tem valores morais
    e, portanto, não merece ajuda."
  23. Mas quem sabe alguma coisa
    sobre o vício em opioides,
  24. sabe que esta população
    não se encaixa nesse estereótipo.
  25. Na verdade, nenhum vício se encaixa.
  26. São mães, pais e avós.
  27. Professores, líderes empresariais,
  28. líderes de torcida, atletas,
    enfermeiras e motoristas de ônibus.
  29. Podem ser seu irmão ou irmã.
  30. Eles representam todas as fibras
    do tecido da nossa sociedade.
  31. Cada pessoa chega ao vício
    de uma maneira diferente,
  32. mas uma das principais causas
    da epidemia atual
  33. é a prescrição médica excessiva
    de drogas opioides
  34. para o tratamento da dor crônica.
  35. É o que torna esta epidemia diferente.
  36. Esta epidemia específica
    foi causada por receitas médicas.
  37. O ciclo começou quando as empresas
    farmacêuticas convenceram os médicos

  38. de que os pacientes não deviam sentir dor.
  39. Fabricantes de opioides alegavam
  40. que suas drogas muito potentes
    não levariam ao vício,
  41. a menos que fossem certas pessoas
    de certos tipos de comunidades.
  42. Essa desinformação, agravada
    pela formação limitada de médicos
  43. e pela ignorância
    das pessoas sobre o vício,
  44. foi o que criou a epidemia.
  45. Então foi assim que chegamos até aqui.
  46. Agora a questão é:

  47. como tratamos uma epidemia
    nacional de opioides?
  48. Durante uma epidemia,
  49. normalmente governos,
    médicos e cientistas se reúnem
  50. para ajudar os afetados.
  51. Desenvolvem estratégias de tratamento
    novas e até não convencionais
  52. para resolver rapidamente a situação.
  53. Não foi o caso da epidemia de opioides.
  54. No entanto, o quadro está mudando.
  55. Estamos começando a ver
    ações governamentais mais agressivas.
  56. Por exemplo, o NIH iniciou recentemente
    uma nova iniciativa chamada "HEAL".
  57. HEAL significa "ajudando a acabar
    com o vício a longo prazo",
  58. e foi projetada para acelerar a pesquisa
    para o controle da dor e dependência
  59. por meio do financiamento
    de novas estratégias de tratamento.
  60. A estratégia atual
    para dependência de opioides

  61. é o uso de outros opioides,
    como a metadona.
  62. Esses poucos medicamentos
    têm sido usados nos últimos 50 anos.
  63. São considerados terapia de substituição,
  64. basicamente combatendo fogo com fogo.
  65. Eles salvaram inúmeras vidas,
  66. no entanto, não são usados
    por muitos que ainda precisam deles.
  67. Por quê?
  68. Esses medicamentos também são viciantes
  69. e, portanto, têm muitos
    regulamentos governamentais.
  70. Centenas de milhares de pessoas devem ser
    rigorosamente monitoradas todos os dias.
  71. Precisam achar uma clínica de opioides,
  72. frequentemente longe de casa,
  73. tomar os remédios e tentar
    ir trabalhar normalmente.
  74. Obviamente, essa não é a estratégia
    de tratamento mais eficaz para a epidemia.
  75. E também levanta questões óbvias.

  76. Por exemplo: por que o tratamento
    de transtornos de dependência difere
  77. dos de outros distúrbios médicos?
  78. Na maioria dos outros casos,
  79. um medicamento prescrito
    não viciante é comprado na farmácia.
  80. Por que os médicos que tratam pacientes
    com transtorno de uso de substâncias
  81. têm opções de tratamento limitadas?
  82. Ninguém diz que dois a três tratamentos
    são suficientes para o câncer,
  83. especialmente quando não é uma cura.
  84. Isso nos leva ao problema
    de US$ 200 bilhões.

  85. Combater fogo com fogo
    é uma estratégia razoável.
  86. Mas que tal usar uma forma
    mais segura de fogo?
  87. Que tal desenvolver
    um tratamento não viciante
  88. derivado de outra droga?
  89. Essa tem sido minha jornada
  90. na tentativa de desenvolver um tratamento
    para a dependência de opioides,
  91. que me levou a direções
    realmente surpreendentes.
  92. Minha jornada começou
    estudando a "cannabis",

  93. a droga que muitos chamam de maconha.
  94. Para entender
  95. como a cannabis pode se conectar
    ao combate à epidemia de opioides,
  96. primeiro temos que entender um pouco
    sobre a ciência por trás da droga
  97. e da política.
  98. A cannabis é uma planta complexa.

  99. Na verdade, ela é composta
    de mais de 140 canabinoides.
  100. Eles são os princípios
    químicos ativos da planta
  101. que se ligam a receptores
    canabinoides em nosso corpo.
  102. O potente canabinoide psicoativo
    que leva à recompensa, ao "barato",
  103. é o THC,
  104. que nós cientistas chamamos
    de tetra-hidrocanabinol.
  105. Muito simples, certo?
  106. Mas a política é muito mais complicada.

  107. As posições em relação à cannabis
  108. e à quantidade de THC
    considerada segura para consumir
  109. mudaram drasticamente ao longo dos anos.
  110. Na verdade, este país teve
    uma relação de altos e baixos
  111. com a droga.
  112. A cannabis é ou demonizada ou adorada.
  113. Do lado demonizado,
  114. a cannabis foi considerada
    uma droga de "Schedule I" pelo DEA,
  115. a agência antidrogas dos EUA,
  116. que significa que a cannabis é considerada
    uma droga de maior potencial de abuso
  117. e sem nenhum valor medicinal.
  118. Além disso, a classificação Schedule I
    levou à prisão em massa e tendenciosa
  119. pelo uso de cannabis,
  120. especialmente de jovens negros e pardos.
  121. No entanto, as coisas estão mudando.
  122. O pêndulo está se movendo
    no sentido contrário.
  123. Hoje, a cannabis é legal para uso médico
    ou recreativo na maioria dos estados.
  124. Um projeto de lei está sendo analisado
    no Congresso para tirar a cannabis
  125. das drogas listadas pelo DEA.
  126. Também vimos um grande aumento
    de pesquisa sobre a cannabis.

  127. A maioria dos estudos,
    incluindo alguns dos meus,
  128. focam o THC.
  129. De fato, nossa pesquisa com animais
    mostrou uma relação negativa
  130. entre o THC e o vício em opioides.
  131. No entanto, como mencionei,
  132. a planta da cannabis tem
    mais de 100 canabinoides.
  133. Portanto, o THC não foi o único estudado.
  134. Ao analisar outro canabinoide,
  135. o canabidiol, ou CBD,
  136. ficamos surpresos ao ver
    características relevantes
  137. para aliviar comportamentos
    relacionados ao vício em opioides.
  138. Então minha jornada se voltou para o CBD.
  139. O que é esse CBD que saiu
    da obscuridade virtual
  140. apenas alguns anos atrás
  141. para todos os lugares da sociedade,
  142. no seu café de manhã, na água do almoço
    e na sua cerveja do jantar?
  143. O CBD vem da planta da cannabis,
  144. mas em contraste com o THC
    que leva ao "barato",
  145. o CBD não tem propriedades viciantes.
  146. Ainda estamos tentando descobrir
    como o CBD funciona totalmente,
  147. mas sabe-se que ele altera
    substâncias químicas no cérebro
  148. que regulam emoções e ansiedade.
  149. Curiosamente, dar CBD
    aos nossos modelos animais

  150. que tinham um histórico
    de autoadministração de heroína
  151. reduziu o comportamento
    de busca dessa droga.
  152. Especificamente,
  153. o CBD reduziu a busca de heroína
    causada por estímulos ambientais
  154. previamente associados à droga.
  155. Deixem-me dizer isso de novo.
  156. O CBD reduziu a procura de heroína
    desencadeada pelo estímulo das drogas.
  157. Isso é significativo,
  158. porque a "fissura" é frequentemente
    desencadeada pelas memórias do estímulo
  159. previamente associado ao uso de drogas.
  160. E essa fissura é uma questão
    de vida ou morte diariamente
  161. para pessoas com transtorno
    do uso de opioides.
  162. Simplificando,
  163. a fissura pode levar à recaída
    e à morte por overdose.
  164. Portanto, reduzir a fissura
    é uma estratégia de tratamento importante.
  165. Obter resultados
    de modelos animais como este

  166. é na verdade a primeira etapa
    crítica no processo da FDA
  167. no desenvolvimento de novos medicamentos.
  168. A próxima etapa:
  169. estudos em humanos.
  170. Em nosso primeiro estudo em humanos,
    demonstramos que o CBD é seguro,
  171. embora os indivíduos que o tomam também
    tenham consumido um opioide potente.
  172. Em seguida, para determinar a eficácia,
  173. conduzimos ensaios clínicos
  174. e nos certificamos de que tanto
    os pesquisadores do estudo
  175. quanto os seus participantes
  176. não sabiam quem tomou o CBD
    ou as substâncias placebo.
  177. Os resultados desses estudos
    replicaram as descobertas
  178. dos experimentos com animais.
  179. Sabemos que o CBD pode reduzir a fissura
    desencadeada por estímulos ambientais

  180. em usuários humanos de heroína.
  181. Além disso, nossos resultados demonstraram
  182. que o CBD reduziu a ansiedade
    associada ao uso de drogas.
  183. Isso também é significativo,
    pois ansiedade é outro fator crítico
  184. que desencadeia a fissura.
  185. Ressalto que o CBD também reduziu
    os níveis do hormônio do estresse cortisol
  186. que muitas vezes é elevado quando os
    dependentes são expostos ao uso de drogas.
  187. Outra descoberta intrigante
  188. foi que o CBD continuou
    a diminuir a fissura e a ansiedade
  189. mesmo uma semana após a utilização final.
  190. Este aspecto da eficácia
    prolongada é muito benéfico
  191. para pessoas que tomam
    qualquer medicamento.
  192. Portanto, as evidências estão aumentando.

  193. O CBD mostra potencial
    na redução de aspectos cruciais
  194. da dependência de opioides,
    como fissura e ansiedade.
  195. Mas ainda não chegamos ao fim do caminho
    para o desenvolvimento de medicamentos.
  196. O padrão de excelência
    estabelecido pela FDA
  197. é de grandes ensaios clínicos.
  198. Recentemente, tive a sorte
    de receber a rara oportunidade
  199. de conduzir um grande
    ensaio clínico com CBD
  200. em pessoas com transtorno
    do uso de opioides.
  201. E esse estudo deve continuar
    por pelo menos mais dois anos.
  202. O CBD está agora sendo estudado
    para inúmeras condições médicas.
  203. Além disso, durante a última década,
    nossa sociedade viu uma explosão de CBD.
  204. Ele está sendo usado em alimentos,
    bebidas, bem-estar e produtos para a pele.
  205. Estão até dando CBD
    para animais de estimação.
  206. Então, essa é uma droga milagrosa,
    como apregoado agora por muitos?

  207. Não.
  208. Tem benefícios medicinais potenciais?
  209. Tem.
  210. Mas a única maneira
    de obter informações definitivas
  211. sobre a total segurança e eficácia do CBD
    é por meio de grandes ensaios clínicos.
  212. Então será que é possível

  213. realmente mudarmos o jogo
  214. usando esta planta muito conhecida
  215. para desenvolver um medicamento
    não viciante aprovado pela FDA
  216. para transtorno de uso de opioides?
  217. Sem dúvida.
  218. É por isso que estamos trabalhando tanto
  219. para desenvolver uma solução
    baseada no CBD.
  220. Para mim,

  221. os benefícios potenciais são óbvios
    e também impressionantes.
  222. Significa ajudar a devolver
    às famílias sua mãe ou pai.
  223. Representa um filho se formar
    no ensino médio ou na faculdade.
  224. Mas sobretudo,
  225. significa ajudar a salvar muitas
    das centenas de milhares de vidas
  226. que de outra forma seriam
    perdidas para os opioides
  227. na próxima década.
  228. Obrigada.

  229. (Aplausos)