Return to Video

Trabalho de equipe: Tornando a TI Acessível na Universidade de Washington e por Todo o Estado

  • 0:04 - 0:06
    Meu nome é Sheryl Burgstahler,
  • 0:06 - 0:08
    diretora do Serviço à Acessibilidade
  • 0:08 - 0:10
    da Universidade de Washignton
  • 0:10 - 0:12
    Através do nosso centro de acessibilidade
  • 0:12 - 0:15
    e outros serviços, nos certificamos de que
  • 0:15 - 0:20
    a TI desenvolvida, adquirida e utilizada
  • 0:20 - 0:22
    na Universidade de Washington
  • 0:23 - 0:28
    está acessível a todos os departamentos,
    alunos, funcionários e visitantes.
  • 0:28 - 0:32
    GRUPO DE TRABALHO:
    TORNANDO A TI ACESSÍVEL
  • 0:32 - 0:35
    NA UNIVERSIDADE DE WASHINGTON
    E NO ESTADO TODO
  • 0:36 - 0:40
    O estado de Washington tem uma norma
  • 0:40 - 0:44
    A norma 188 se refere
    à acessibilidade de informação
  • 0:44 - 0:46
    e requer que todas as instituições
    de ensino superior
  • 0:46 - 0:51
    no estado de Washington
    tenham acesso a informação
  • 0:51 - 0:54
    ao público interno
    e visitantes com deficiência.
  • 0:54 - 0:57
    Isso requer que sejamos pró-ativos
  • 0:57 - 0:59
    vistoriando nosso programa
  • 0:59 - 1:03
    e fazendo planos de acessibilidade
  • 1:03 - 1:08
    nós mesmos ou contratando terceiros,
    se for um produto comercial.
  • 1:08 - 1:10
    Meu nome é Patrick Pow.
  • 1:10 - 1:13
    Sou da Universidade de Washington Tacoma.
  • 1:13 - 1:17
    Minha responsabilidade é tecnologia.
  • 1:17 - 1:20
    Sou o vice chanceler de TI.
  • 1:20 - 1:23
    Quando eu analiso a norma 188
  • 1:23 - 1:26
    eu a vejo como uma oportunidade
  • 1:26 - 1:31
    de melhorarmos o nosso campus.
  • 1:31 - 1:34
    Um de nossos esforços
    na Universidade de Washington
  • 1:34 - 1:37
    para nos garantirmos que todo o TI
  • 1:37 - 1:40
    que adquirimos, desenvolvemos e utilizamos
  • 1:40 - 1:45
    é acessível a todo o nosso corpo docente,
    alunos e funcionários.
  • 1:45 - 1:46
    que tenham alguma deficiência,
  • 1:46 - 1:50
    iniciamos uma força tarefa de alto nível.
  • 1:50 - 1:56
    Juntamos o RH, o serviço a deficientes,
  • 1:56 - 2:00
    o grupo de comunicação,
    o grupo de acessibilidade em TI,
  • 2:00 - 2:04
    e outros nessa luta para a tecnologia
  • 2:04 - 2:07
    ser mais acessível para deficientes.
  • 2:07 - 2:09
    e algumas das cosias que fazemos
  • 2:09 - 2:13
    é catalogar os programas, websites e
  • 2:13 - 2:18
    vídeos, software e sites
    mais utilizados no campus.
  • 2:18 - 2:20
    Meu nome é Dan.
  • 2:20 - 2:23
    Minha função com a norma 188
  • 2:23 - 2:30
    é ajudar a montar
    a classificação de TI no campus.
  • 2:30 - 2:32
    Isso não é um trabalho individual.
  • 2:32 - 2:33
    É um esforço conjunto.
  • 2:33 - 2:37
    Nós documentamos todas as informações
    que temos sobre estes produtos.
  • 2:37 - 2:40
    Conforme o tempo, testamos
    a acessibilidade dos produtos
  • 2:40 - 2:43
    e trabalhamos para tornar eles acessíveis,
  • 2:43 - 2:44
    junto com os fornecedores.
  • 2:44 - 2:46
    Uma das nossas prioridades
  • 2:46 - 2:50
    tem sido legendar os vídeos utilizados
    no Campus.
  • 2:50 - 2:55
    Ajudamos a criar um piloto onde
  • 2:55 - 2:59
    fornecemos legendagem de vídeo gratuito.
  • 2:59 - 3:02
    Nem todos os vídeos são adaptados,
    por limites de verba,
  • 3:02 - 3:05
    mas trabalhamos nos de maior impacto.
  • 3:05 - 3:10
    Esse piloto já se tornou permanente.
  • 3:10 - 3:14
    Alguns vídeos precisam de legenda e
    descrição de áudio.
  • 3:14 - 3:16
    A descrição de áudio precisa narração
  • 3:16 - 3:18
    que descreva os visuais da tela
  • 3:18 - 3:20
    para aqueles que não conseguem enxergar.
  • 3:20 - 3:24
    O vídeo do evento "Best of UW 2016"
    o ano em revista,
  • 3:24 - 3:26
    usou legendas e descrição de áudio.
  • 3:28 - 3:29
    Eu sou a Gina Hills.
  • 3:29 - 3:31
    Sou a diretora de comunicação Web
  • 3:31 - 3:34
    do setor de Marketing e Comunicação.
  • 3:34 - 3:37
    O vídeo desse ano foi
    todo visual com música.
  • 3:37 - 3:40
    Legendamos todo o vídeo.
  • 3:40 - 3:47
    Colocamos algo pequeno que dizia "música".
  • 3:47 - 3:49
    Eu sou o Terrill Thompson.
  • 3:49 - 3:51
    Sou especialista em acessibilidade de TI
  • 3:51 - 3:54
    na Universidade de Washington.
  • 3:54 - 3:57
    Nesse vídeo, a música contribui muito
  • 3:57 - 4:01
    para sentir as emoções,
  • 4:01 - 4:05
    então ele realça as coisas
  • 4:05 - 4:06
    maravilhosas que ocorreram
  • 4:06 - 4:10
    na Universidade durante o ano de 2016
  • 4:10 - 4:13
    e a música no vídeo intensifica
  • 4:13 - 4:19
    a dramaticidade da peça.
  • 4:19 - 4:24
    Essa necessidade foi revisada nas legendas
  • 4:24 - 4:27
    e um trabalho excelente foi feito
  • 4:27 - 4:29
    de captura do que a música representa
  • 4:29 - 4:32
    ao longo da peça e como aumenta.
  • 4:32 - 4:37
    Outra coisa interessante sobre esse vídeo
  • 4:37 - 4:41
    é que ele contém música o tempo todo.
  • 4:41 - 4:44
    Não há falas.
  • 4:44 - 4:47
    Assim, alguém que não enxerga
  • 4:47 - 4:49
    não recebe conteúdo além da música.
  • 4:49 - 4:50
    Então eles escutam a música,
  • 4:50 - 4:54
    E mesmo sendo uma peça linda,
    para eles é só um vídeo com música.
  • 4:54 - 4:57
    Eles não sabem que todas
    essas coisas maravilhosas
  • 4:57 - 4:58
    acontecem na Universidade.
  • 4:58 - 5:01
    Eles não percebem todos esses detalhes
  • 5:01 - 5:06
    E esse vídeo em particular
    requer descrição de áudio.
  • 5:06 - 5:10
    Descrição de áudio:
    hash tag Melhores da UW 2016
  • 5:10 - 5:14
    Medalha do Nobel
    ao lado de David J. Thouless,
  • 5:14 - 5:16
    Prêmio Nobel em Física 2016.
  • 5:16 - 5:18
    Com o presidente Obama,
  • 5:18 - 5:21
    Mary-Claire King, Medalha
    Nacional em Ciência.
  • 5:21 - 5:24
    UW e Microsoft quebram
    recorde em armazenagem de info de DNA
  • 5:25 - 5:28
    Uma colagem de fotos, Inaugural Husky 100
  • 5:28 - 5:31
    Gina: cobrimos todas as bases,
    todos os públicos
  • 5:31 - 5:32
    e não isentamos ninguém
  • 5:32 - 5:36
    em ver o ano anterior na Universidade
  • 5:36 - 5:38
    Acredito que isso seja um bom exemplo
  • 5:38 - 5:41
    do que podemos e devemos fazer
  • 5:41 - 5:42
    e o que devemos querer fazer.
  • 5:42 - 5:46
    Narrador: outra tarefa
    é ajudar nosso pessoal
  • 5:46 - 5:49
    a fazer PDFs e outros
    documentos acessíveis
  • 5:49 - 5:51
    para que alguém utilizando leitor de telas
  • 5:51 - 5:53
    possa ter o conteúdo lido para ele.
  • 5:53 - 5:56
    Sheryl: no nosso piloto
    de acessibilidade em PDF
  • 5:56 - 5:59
    trabalhamos com unidades grandes no campus
  • 5:59 - 6:02
    e estamos contratando consultores
  • 6:02 - 6:06
    que farão nossos PDFs acessíveis
  • 6:06 - 6:08
    e irão reparar alguns PDFs
  • 6:08 - 6:11
    que foram feitos sem acessibilidade
  • 6:11 - 6:16
    Meu nome é Gaby de Jongh,
    especialista em TI de acessibilidade
  • 6:16 - 6:21
    do Serviço de Tecnologia de Acessibilidade
    na Universidade de Washington
  • 6:21 - 6:26
    Na Universidade de Washington
    temos centenas de PDFs
  • 6:26 - 6:31
    sendo colocados diariamente no website
  • 6:31 - 6:34
    e muitos destes documentos
  • 6:34 - 6:41
    não são acessíveis a quem utiliza
    a tecnologia de texto para fala
  • 6:41 - 6:45
    para acessar estes documentos.
  • 6:45 - 6:50
    Trabalhamos com a UW Bothell e UW Tacoma
  • 6:50 - 6:58
    em um projeto piloto destinado
    a lidar com grande quantidade de PDFs
  • 6:58 - 7:01
    que temos nos três campi.
  • 7:01 - 7:06
    Os três campi trabalham juntos
    utilizando ferramentas diferentes
  • 7:06 - 7:11
    para identificar a quantidade
    de documentos que estavam no website
  • 7:11 - 7:17
    e criando um plano
    para verificar esses documentos,
  • 7:17 - 7:20
    para ver se eles realmente
    precisam estar no site
  • 7:20 - 7:22
    ou se podem ser removidos
  • 7:22 - 7:24
    e se precisam continuar no site
  • 7:24 - 7:27
    qual o processo,
  • 7:27 - 7:28
    qual o processo que iremos adotar
  • 7:28 - 7:32
    para se certificar de que iremos
  • 7:32 - 7:35
    fazer todos estes PDFs acessíveis.
  • 7:35 - 7:38
    A força tarefa desenvolve e recruta
  • 7:38 - 7:41
    institutos de capacitação
    em tecnologia de acessibilidade
  • 7:41 - 7:44
    para participantes de unidades do campus
  • 7:45 - 7:47
    Meu nome é Pete Graff e trabalho no
  • 7:47 - 7:50
    escritório do Diretor
    de Segurança de Informação Chefe.
  • 7:50 - 7:52
    E muitas das ferramentas
    que desenvolvemos,
  • 7:52 - 7:54
    algumas são usadas em sites públicos
  • 7:54 - 7:59
    e queremos fazer o nosso melhor
  • 7:59 - 8:03
    para garantir que nossas ferramentas
    são totalmente acessíveis.
  • 8:03 - 8:05
    Meu nome é Ana Thompson.
  • 8:05 - 8:09
    Sou aprendiz de tecnologia na UW Bothell.
  • 8:09 - 8:14
    Gosto muito de participar
    dos institutos de capacitação
  • 8:14 - 8:18
    pois me conecto com outros profissionais
  • 8:18 - 8:22
    que percebem a importância
    do design universal,
  • 8:22 - 8:24
    e me ajudam a aprender.
  • 8:24 - 8:28
    Eles me dão ideias
    de como posso melhorar meu trabalho.
  • 8:28 - 8:31
    Narrador: A articulação
    da Acessibilidade na UW
  • 8:31 - 8:35
    é recrutada dos institutos de capacitação
    da UW .
  • 8:35 - 8:39
    As articulações acontecem online,
    com participação
  • 8:39 - 8:40
    em três treinamentos por ano
  • 8:40 - 8:44
    e promovendo acessibilidade
    nas respectivas unidades.
  • 8:44 - 8:49
    Meu nome é Jodi e trabalho em TI na UW.
  • 8:49 - 8:55
    Estou animada com o comprometimento
    que temos no campus
  • 8:55 - 8:58
    porque não estamos sozinhos nessa luta
  • 8:58 - 9:00
    e que todos queremos trabalhar juntos
  • 9:00 - 9:04
    e temos recursos que nos ajudam
    nesta tarefa.
  • 9:04 - 9:08
    Os institutos de capacitação
    no campus da UW
  • 9:08 - 9:14
    também são oferecidos à outras
    instituições de educação superior.
  • 9:14 - 9:18
    Os participantes compartilham
    práticas para tornar a TI mais acessível.
  • 9:18 - 9:21
    Scott Towsley da Yakima Valley College.
  • 9:21 - 9:25
    Sou o diretor de TI, co-diretor de EAD
  • 9:25 - 9:28
    e também o coordenador de acessibilidade.
  • 9:28 - 9:32
    Esse treinamento nos trará
    melhores práticas,
  • 9:32 - 9:34
    alguns contatos pelo estado.
  • 9:34 - 9:37
    Algumas das coisas que
    estamos todos considerando, são
  • 9:37 - 9:41
    qual programa todos podemos usar?
  • 9:41 - 9:44
    Quais iniciativas os outros
    estão tomando?
  • 9:44 - 9:47
    Sou Carrie Powell
    e trabalho na Centralia College
  • 9:47 - 9:51
    e sou a coordenadora da Norma 188.
  • 9:51 - 9:55
    A razão de termos tantas coisas boas
  • 9:55 - 9:58
    acontecendo no nosso campus é que nós,
  • 9:58 - 10:01
    meu diretor de serviços à deficiência
    e eu, participamos
  • 10:01 - 10:05
    de uma capacitação na UW três anos atrás
  • 10:05 - 10:08
    que desencadeou,
  • 10:08 - 10:10
    levou a muitas coisas ótimas.
  • 10:10 - 10:13
    Mas o mais importante
    foi que soubemos
  • 10:13 - 10:15
    que nossa missão era voltar
  • 10:15 - 10:21
    e formar um grupo
    de trabalho interessado
  • 10:21 - 10:24
    de pessoas de nossos departamentos,
  • 10:24 - 10:27
    relacionamentos e serviço legal,
  • 10:27 - 10:29
    selecionamos um grupo de pessoas,
  • 10:29 - 10:33
    perguntamos a elas e falaram: "Claro",
  • 10:33 - 10:34
    e essa foi a ideia
  • 10:34 - 10:38
    que tivemos dessa capacitação.
  • 10:38 - 10:40
    Meu nome é Bridget Irish
  • 10:40 - 10:42
    e trabalho na Evergreen State College
  • 10:42 - 10:45
    localizada em Olympia, Washington.
  • 10:45 - 10:52
    Sou do Suporte Tecnológico de Currículos
    para o corpo docente
  • 10:52 - 10:55
    na Evergreen State College,
  • 10:55 - 10:58
    uma das formas que tentamos fazer
  • 10:58 - 11:03
    de nossos recursos de TI mais acessíveis
  • 11:03 - 11:08
    é concedendo ao corpo docente um modelo
  • 11:08 - 11:11
    para ser utilizado no Canvas
  • 11:11 - 11:15
    e vários modelos para WordPress.
  • 11:15 - 11:17
    Sou Carly Gerard.
  • 11:17 - 11:23
    Desenvolvedora de acessibilidade
    da UW Western.
  • 11:23 - 11:29
    Promovemos acessibilidade com treinamento.
  • 11:29 - 11:33
    Quando as pessoas sabem por onde começar,
  • 11:33 - 11:36
    quais aspectos de acessibilidade procurar,
  • 11:36 - 11:40
    podemos ajudar a gerenciar os websites.
  • 11:40 - 11:43
    Podem procurar questões de acessibilidade.
  • 11:43 - 11:49
    Temos treinamentos presenciais e online.
  • 11:49 - 11:52
    Nosso treinamento de alguns meses atrás
  • 11:52 - 11:56
    teve mais 200 pessoas inscritas
  • 11:56 - 12:00
    que participaram antes do final do ano
  • 12:00 - 12:03
    e podem continuar a editar seu conteúdo
  • 12:03 - 12:06
    com a noção de questões de acessibilidade.
  • 12:06 - 12:08
    Também oferecemos treinamento presencial
  • 12:08 - 12:12
    para aqueles que não se
    sentem a vontade com o ensino a distância.
  • 12:12 - 12:14
    Meu nome é Craig Kerr,
  • 12:14 - 12:17
    diretor de Serviços
    a alunos com deficiência
  • 12:17 - 12:19
    na Edmonds Community College.
  • 12:19 - 12:21
    Nosso comitê
    de desenvolvimento profissional
  • 12:21 - 12:24
    está treinando cada setor
  • 12:24 - 12:27
    para tornar os documentos acessíveis.
  • 12:27 - 12:30
    O trabalho desse comitê, baseado
  • 12:30 - 12:33
    no corpo docente compartilhando
    entre si formas
  • 12:33 - 12:37
    de tornar seus documentos acessíveis,
  • 12:37 - 12:40
    é crucial por você estar
    compartilhando entre os colegas.
  • 12:40 - 12:42
    Olá, meu nome é Amy Rovner, designer
  • 12:42 - 12:46
    instrutiva e diretora de acessibilidade
  • 12:46 - 12:48
    na Shoreline Community College.
  • 12:48 - 12:52
    Trabalhamos na legendagem de nosso vídeos
  • 12:52 - 12:55
    para garantir que todos possam
  • 12:55 - 12:59
    escutar e absorver seus conteúdos.
  • 12:59 - 13:01
    Temos a Ally em nosso trabalho de Canvas
  • 13:01 - 13:03
    para que alunos que podem ter ou não
  • 13:03 - 13:04
    uma acomodação oficial
  • 13:04 - 13:09
    estejam aptos a acessar
    versões acessíveis de documentos,
  • 13:09 - 13:10
    suas versões auditivas,
  • 13:10 - 13:13
    e até uma versão eletrônica de braile
  • 13:13 - 13:15
    imediatamente em tempo real.
  • 13:15 - 13:17
    Meu nome é Agnes Figueroa.
  • 13:17 - 13:20
    Trabalho na Renton Technical College
  • 13:20 - 13:24
    e sou substituta do Diretor de Informação.
  • 13:24 - 13:32
    Convocamos um comitê de acessibilidade.
  • 13:32 - 13:36
    Nesse comitê tentamos reunir
  • 13:36 - 13:39
    pessoas de várias áreas
  • 13:39 - 13:42
    tendo representantes do RH,
  • 13:42 - 13:46
    da Biblioteca, do EAD,
  • 13:46 - 13:52
    de TI, setor para deficientes,
  • 13:52 - 13:54
    membros do corpo docente.
  • 13:54 - 13:57
    Sou David Engebretson Jr.
  • 13:57 - 14:00
    e estou na Western UW
  • 14:00 - 14:04
    como coordenador
    de acessibilidade digital.
  • 14:04 - 14:12
    Criamos consciência sobre acessibilidade
  • 14:12 - 14:16
    e acredito que a grande mudança tem sido
  • 14:16 - 14:19
    que nossa comunidade entende a necessidade
  • 14:19 - 14:23
    de um design inclusivo de acessibilidade.
  • 14:23 - 14:26
    Sendo cego, eu noto que pequenas mudanças
  • 14:26 - 14:30
    fazem muita diferença na acessibilidade.
  • 14:30 - 14:36
    Títulos nas páginas de internet,
    materiais educativos,
  • 14:36 - 14:43
    legendagem de vídeos e
  • 14:43 - 14:45
    gráficos acessíveis.
  • 14:45 - 14:47
    Meu nome é Jeremy Seda
  • 14:47 - 14:51
    da Big Bend Community College, Moses Lake
  • 14:51 - 14:53
    e trabalho como
    especialista de web e multimídia.
  • 14:53 - 14:57
    Parece tão mais pessoal se encontrar com
  • 14:57 - 15:00
    colegas que dividem o mesmo objetivo
  • 15:00 - 15:03
    e que se juntam para trocar ideias
  • 15:03 - 15:09
    e trabalhar para solucionar os problemas
    comuns.
  • 15:09 - 15:11
    Meu nome é Clay Krauss.
  • 15:11 - 15:13
    Trabalho na Tacoma Community College.
  • 15:13 - 15:18
    Sou o diretor de TI do Campus.
  • 15:18 - 15:20
    É muito importante reunir as pessoas
  • 15:20 - 15:23
    e formar grupos,
  • 15:23 - 15:27
    formais e informais,
  • 15:27 - 15:29
    para dialogar e trocar ideias
  • 15:29 - 15:32
    referente a TI de acessibilidade.
  • 15:33 - 15:35
    CONSIDERAÇÕES FINAIS
  • 15:36 - 15:37
    Meu nome é Zach Lattin,
  • 15:37 - 15:43
    assistente de TI
    e acessibilidade na Clark College.
  • 15:43 - 15:49
    Tenho interesse pessoal
    nesse assunto, pois sou
  • 15:49 - 15:54
    cego de nascença e utilizo desse serviço.
  • 15:54 - 15:56
    Não temos que ditar essa regra sozinhos.
  • 15:56 - 16:00
    Podemos trabalhar com diversas pessoas
  • 16:00 - 16:04
    pois assim ganhamos força, eu acredito.
タイトル:
Trabalho de equipe: Tornando a TI Acessível na Universidade de Washington e por Todo o Estado
概説:

Este vídeo compartilha os destaques de tentativas na Universidade de Washington e outras escolas no estado com respeito à compra, desenvolvimento e uso acessível de TI. Líderes dos Campi e pessoal de apoio falam sobre os empenhos que incluem uma Força Tarefa de Acessibilidade de TI, um grupo de Articulações de Acessibilidade de TI, incentivos como a legendagem gratuita de vídeos, oportunidades de treinamento para aprender sobre como criar e utilizar TI acessível, e tentativas específicas para reparar documentos e sites de internet não acessíveis.

more » « less
Video Language:
English
Team:
DO-IT
Duration:
16:37

Portuguese, Brazilian subtitles

改訂 Compare revisions