Return to Video

TIMELAPSE DO FUTURO: Uma Jornada até o Fim dos Tempos (4K)

  • 0:00 - 0:01
    Apoiado por:
  • 0:01 - 0:03
    Protocol Labs
  • 0:03 - 0:05
    O que nosso futuro nos guarda?
  • 0:06 - 0:14
    "Tudo tem suas maravilhas, até mesmo a escuridão e o silencio..." - Helen Keller
  • 0:15 - 0:18
    Como será o futuro?
  • 0:19 - 0:22
    Como o universo encontrará seu fim?
  • 0:23 - 0:26
    Talvez nunca tenhamos certeza.
  • 0:26 - 0:30
    Mas a ciência começou a desenhar uma imagem incrível do que pode se tornar o futuro.
  • 0:32 - 0:35
    Vamos embarcar em uma jornada para o fim do tempo.
  • 0:35 - 0:39
    Nós vamos viajar através do tempo, dobrando nossa velocidade a cada 5 segundos.
  • 0:39 - 0:45
    Essa visão do futuro com certeza irá evoluir conforme encontramos mais pistas. Mas uma coisa é clara:
  • 0:45 - 0:47
    o universo apenas começou.
  • 0:49 - 0:52
    [Período Antropoceno]
    O Holoceno terminou.
  • 0:52 - 0:56
    O que nós fizermos agora e nos próximos anos
  • 0:56 - 1:02
    afetará profundamente os próximos mil anos.
  • 1:04 - 1:10
    As condições que os humanos modernos conhecem até aqui, estão mudando
  • 1:10 - 1:12
    e mudando rapidamente.
  • 1:13 - 1:16
    Nada se mantém o mesmo nesse planeta.
  • 1:16 - 1:18
    Tudo muda.
  • 1:18 - 1:23
    A Terra vai entrar em uma dessas jornadas e você não sabe o que está no final dela.
  • 1:23 - 1:25
    [O campo magnético da Terra se inverte]
  • 1:25 - 1:27
    A Terra sempre está viajando.
  • 1:27 - 1:32
    [Cometa Hale-Bopp retorna]
  • 1:33 - 1:35
    [Drástico aumento do nível do mar]
    As coisas se movem nesse planeta.
  • 1:35 - 1:37
    Nada está parado.
  • 1:38 - 1:39
    [Impacto de meteoro de 30 metros]
    Tudo está girando
  • 1:40 - 1:43
    [Antares explode numa supernova]
  • 1:43 - 1:47
    [Sahara se torna tropical]
  • 1:47 - 1:50
    [Constelações começam a vagar]
  • 1:51 - 1:54
    [Voyager 1 passa perto de uma estrela próxima]
  • 1:54 - 1:57
    [Acaba o período interglacial]
  • 1:58 - 2:06
    [Erupção de um supervulcão]
  • 2:06 - 2:08
    [Novas ilhas havaianas surgem]
  • 2:09 - 2:14
    [Novas cadeias de ilhas]
  • 2:14 - 2:18
    [Pegadas da Apollo desaparecem]
  • 2:18 - 2:21
    [Betelgeuse explode numa supernova]
  • 2:22 - 2:30
    [Monumentos de pedra erodem-se]
  • 2:30 - 2:33
    [Explosão mortal de raios gama]
  • 2:33 - 2:38
    [A lua de Marte se torna um anel]
  • 2:38 - 2:41
    [Os anéis de Saturno desaparecem]
  • 2:42 - 2:45
    [Antártica derrete]
  • 2:45 - 2:51
    [Grande impacto com asteroide]
  • 2:52 - 2:58
    [Novo supercontinente]
  • 2:58 - 2:59
    [A luminosidade do Sol aumenta]
  • 2:59 - 3:00
    Enquanto perde combustível
  • 3:00 - 3:03
    [Fotossíntese vai chegando a um fim]
    o Sol não vai simplesmente desaparecer.
  • 3:03 - 3:04
    [Toda vida vegetal morre]
    o Sol não vai simplesmente desaparecer.
  • 3:04 - 3:06
    [Toda vida vegetal morre]
  • 3:06 - 3:08
    [Oceanos evaporam]
    Seu núcleo colapsará
  • 3:08 - 3:12
    e o calor gerado fará suas camadas externas expandirem.
  • 3:12 - 3:14
    [Toda vida morre]
  • 3:14 - 3:17
    [Sol se expande]
  • 3:17 - 3:19
    [Sol torna-se uma gigante vermelha]
  • 3:19 - 3:21
    [A Terra é destruída pela morte do Sol]
  • 3:21 - 3:22
    [Sol torna-se uma anã branca]
  • 3:22 - 3:25
    O Sol agora está morto.
  • 3:25 - 3:31
    Seus restos ficam resfriando lentamente nas temperaturas congelantes do espaço.
  • 3:40 - 3:44
    O destino do Sol é o mesmo para todas as estrelas.
  • 3:44 - 3:52
    Um dia todas elas devem morrer e o cosmos será submerso em uma eterna noite.
  • 3:54 - 3:58
    [Outras estrelas começam a morrer]
    Todas estrelas eventualmente ficarão sem combustível.
  • 3:58 - 4:01
    A temperatura do universo cai.
  • 4:01 - 4:06
    As estrelas, uma de cada vez se vão, fazendo o céu noturno se apagar.
  • 4:08 - 4:12
    E não haverão novas estrelas.
  • 4:14 - 4:18
    Fazendo com que o universo não termine com uma explosão, mas com um gemido.
  • 4:20 - 4:22
    [Últimas estrelas anãs vermelhas morrem]
  • 4:22 - 4:24
    E não em fogo,
  • 4:24 - 4:26
    mas em gelo.
  • 4:30 - 4:38
    [Era degenerada]
    Com a morte do último sol, a era da luz estelar chega ao fim.
  • 4:40 - 4:48
    O universo se torna um cemitério cósmico, repleto de restos de estrelas mortas.
  • 4:50 - 4:57
    Nosso Sol se torna uma anã branca - um quente, denso e comprimido corpo estelar.
  • 5:02 - 5:04
    Sem combustível restante para queimar,
  • 5:04 - 5:11
    o fraco brilho de uma anã branca vem do último calor residual de sua extinta fornalha.
  • 5:16 - 5:24
    Olhando pra ela de onde a Terra está agora, geraria a mesma quantidade de luz de uma Lua Cheia numa noite clara.
  • 5:29 - 5:37
    O fraco brilho das anãs brancas fornecerá a única iluminação nesse espaço escuro e vazio
  • 5:37 - 5:41
    repleto de estrelas mortas e buracos negros.
  • 5:51 - 5:53
    De certa forma é como um universo fantasma,
  • 5:53 - 5:57
    são os cadáveres, as estrelas zumbis que nos levarão para o futuro.
  • 6:07 - 6:13
    Com o passar do tempo, a gravidade ejetará os planetas e as estrelas mortas de suas galáxias, enviando-os para o congelante vazio.
  • 6:18 - 6:23
    Por acaso, algumas anãs marrons colidirão e formarão novas estrelas.
  • 6:28 - 6:33
    Estrelas de nêutrons colidindo perfuram a escuridão com suas super brilhantes supernovas.
  • 6:33 - 6:35
    [Colisão de estrelas de nêutrons]
  • 6:51 - 6:58
    [Era degenerada]
    Formas de vida sobreviventes podem achar refugio em volta de anãs brancas.
  • 7:06 - 7:12
    Mas com o tempo, até as anãs brancas vão se apagar e morrer.
  • 7:13 - 7:14
    [Estrelas se tornam anãs negras]
  • 7:14 - 7:18
    [Estrelas se tornam anãs negras]
    Uma anã negra será o destino final dessas últimas estrelas.
  • 7:18 - 7:23
    Anãs brancas que se tornaram tão geladas que mal emitem calor ou luz.
  • 7:28 - 7:33
    Anãs negras são bolas escuras, densas e decadentes compostas de matéria degenerada.
  • 7:34 - 7:38
    Pouco mais que cinzas das estrelas,
  • 7:38 - 7:42
    os átomos que as constituem estão tão esmagados
  • 7:42 - 7:46
    que anãs negras são um milhão de vezes mais densas que nosso Sol.
  • 7:54 - 8:03
    As estrelas demoram tanto pra atingir esse estágio que nós acreditamos não existir anãs negras no universo.
  • 8:11 - 8:17
    Toda matéria que não conseguir escapar de sua galáxia é sugada para o centro por um buraco negro supermassivo.
  • 8:17 - 8:20
    [Buracos negros engolem matéria perdida]
  • 8:26 - 8:31
    Buracos negros há muito adormecidos acordam em uma chama de glória.
  • 8:49 - 8:52
    [Era degenerada]
  • 8:52 - 9:00
    A energia rotacional de buracos negros se torna a única fonte confiável de energia para qualquer exótica civilização futura.
  • 9:05 - 9:10
    Nós temos um ritmo de vida baseado na energia que temos disponível agora.
  • 9:11 - 9:16
    Você poderia imaginar, sistemas vivos e conscientes com um ritmo diferente,
  • 9:16 - 9:20
    que portanto se estenderiam, muito mais do que se você imaginasse de outra forma.
  • 9:22 - 9:28
    Você poderia ter um sistema vivo que teria um pensamento a cada 10 trilhões de anos e isso seria normal.
  • 9:31 - 9:33
    Mesmo se nossa vida morrer
  • 9:33 - 9:35
    é possível imaginar
  • 9:35 - 9:38
    que em algum momento arbitrariamente distante no futuro
  • 9:38 - 9:43
    uma flutuação pode ocorrer permitindo a vida inteligente existir de novo por mais um tempo.
  • 9:45 - 9:48
    Teríamos ilhas no tempo formadas de inteligência.
  • 9:54 - 9:56
    [Expansão do espaço-tempo]
  • 9:56 - 10:04
    Conforme a expansão do universo acelera, a matéria começa a ser espalhada na velocidade da luz.
  • 10:06 - 10:13
    A esse ponto galáxias e estrelas distantes estão recuando tão rapidamente que suas luzes são indetectáveis.
  • 10:14 - 10:22
    Os segredos do cosmos estarão trancados para sempre.
  • 10:25 - 10:28
    Teorias atuais preveem que os átomos vão começar a decair destruindo toda matéria restante no universo.
  • 10:28 - 10:31
    [Decaimento do próton]
    Teorias atuais preveem que os átomos vão começar a decair destruindo toda matéria restante no universo.
  • 10:31 - 10:33
    [Decaimento do próton]
    Teorias atuais preveem que os átomos vão começar a decair destruindo toda matéria restante no universo.
  • 10:35 - 10:40
    Um próton, um dos blocos fundamentais para a criação da matéria atômica, o que nos cria,
  • 10:40 - 10:42
    pode espontaneamente se desmanchar.
  • 10:45 - 10:51
    Qualquer material que evita o puxão de um buraco negro, eventualmente morre conforme seus prótons desintegram-se.
  • 10:58 - 11:07
    Decaimento do próton ainda não foi provado - portanto esse capítulo do futuro pode ser muito diferente perante novas descobertas.
  • 11:18 - 11:23
    A matéria dentro das anãs negras, a última matéria no universo
  • 11:24 - 11:34
    vai eventualmente evaporar e ser carregada ao espaço, como radiação, não deixando nada para trás.
  • 11:35 - 11:38
    Era dos buracos negros
  • 11:42 - 11:48
    Com as anãs negras extintas, não haverá um sequer átomo de matéria restante.
  • 11:52 - 11:59
    Tudo que restará do nosso uma vez rico cosmos serão partículas de luz e buracos negros.
  • 12:07 - 12:10
    Começa a era dos Buracos Negros.
  • 12:12 - 12:18
    Sem planetas, sem estrelas, sem restos persistentes de estrelas para a vida se agarrar.
  • 12:21 - 12:27
    Mesmo assim, ainda estamos no início dos tempos.
  • 12:28 - 12:32
    Na escala da vida humana, o universo acaba de sair do útero.
  • 12:36 - 12:44
    Frio, escuro e vazio - é assim que o universo vai passar maior parte de sua vida.
  • 12:47 - 12:57
    Nosso universo dá apenas um breve momento para a vida brilhar - um refúgio no tempo, a salvo de seu quente nascimento e de sua morte congelante.
  • 12:57 - 13:02
    A flecha do tempo tempo cria uma janela luminosa na adolescência do universo
  • 13:02 - 13:04
    onde a vida é possível.
  • 13:08 - 13:11
    Mas é uma janela que não se mantém aberta por muito tempo.
  • 13:15 - 13:24
    Como uma fração da vida do universo, de seu início até a evaporação do último buraco negro,
  • 13:24 - 13:31
    a vida, como conhecemos, é apenas possível por um milésimo de bilhão de bilhões de bilionésimo 2x...
  • 13:35 - 13:38
    De um porcento.
  • 13:45 - 13:48
    Buracos negros se tornam os blocos fundamentais de criação do universo.
  • 13:53 - 13:58
    Uma galáxia será basicamente um buraco negro supermassivo no centro com menores buracos negros o orbitando.
  • 14:02 - 14:06
    Galáxias zumbis, feitas de buracos negros continuam a evoluir.
  • 14:11 - 14:15
    Elas vão se orientar e se tornarão maiores e talvez cairão em buraco negro massivo e ele então ficará maior.
  • 14:15 - 14:18
    O universo ainda será um local agitado e dinâmico,
  • 14:18 - 14:25
    acontece que estamos falando de escalas de tempo na casa dos trilhões em vez de milhões.
  • 14:30 - 14:36
    Nesse tempo distante, fusões de buracos negros se tornam o principal evento.
  • 14:36 - 14:39
    [Fusão de buracos negros]
  • 14:39 - 14:46
    Alguns crescem a tamanhos enormes, possivelmente trilhões de vezes a massa do nosso Sol.
  • 14:50 - 14:56
    Quando eles se fundem, enviam poderosas ondas gravitacionais que ressoam através do universo.
  • 14:56 - 15:01
    Buracos negros podem dobrar o espaço-tempo como marretas em um tambor.
  • 15:09 - 15:12
    E eles tem uma música muito característica.
  • 15:18 - 15:21
    Imagine dois buracos negros que
    viveram uma longa vida juntos...
  • 15:22 - 15:25
    No final de suas vidas eles estão
    orbitando um ao outro
  • 15:25 - 15:28
    viajando milhares de quilômetros
    em uma fração de segundo.
  • 15:32 - 15:37
    Enquanto fazem isso, deixam pra trás
    nos seus caminhos um toque no espaço,
  • 15:37 - 15:39
    de fato uma onda no espaço-tempo.
  • 15:54 - 15:59
    O espaço contrai e alonga enquanto se emana desses buracos negros batendo no universo.
  • 16:03 - 16:05
    Essas são as ondas gravitacionais e
  • 16:05 - 16:07
    elas são literalmente o som do espaço se mexendo.
  • 16:07 - 16:11
    E elas vão viajar a partir desses buracos negros na velocidade da luz
  • 16:11 - 16:13
    enquanto eles se tocam e se juntam
  • 16:13 - 16:16
    em um agitado e quieto buraco negro.
  • 16:21 - 16:28
    Se você estivesse perto o suficiente, seu ouvido ressoaria com a contração e alongamento do espaço
  • 16:28 - 16:30
    você iria literalmente ouvir o som.
  • 16:39 - 16:43
    Imagine um buraco negro mais leve caindo em um buraco negro mais pesado.
  • 16:44 - 16:51
    O som que você está ouvindo é um buraco negro leve batendo no espaço toda vez que se aproxima.
  • 16:58 - 17:02
    Conforme ele cai, fica mais rápido e mais alto.
  • 17:23 - 17:28
    Cientistas costumavam achar que buracos negros eram imortais, mas até mesmo esses um dia morrerão.
  • 17:29 - 17:33
    Tudo que estamos falando, escalas de tempo de inimaginável comprimento -
  • 17:33 - 17:35
    quadrilhões de anos no futuro.
  • 17:36 - 17:40
    Nessa escala de tempo, até buracos negros começam a evaporar.
  • 17:45 - 17:47
    [Radiação Hawking]
  • 17:47 - 17:50
    [Radiação Hawking]
  • 17:50 - 17:52
    [Radiação Hawking]
  • 17:52 - 17:59
    De acordo com a mecânica quântica, o espaço é repleto de partículas virtuais e anti-partículas
  • 17:59 - 18:02
    que estão constantemente se materializando em pares,
  • 18:02 - 18:06
    separando-se e ficando juntas novamente
  • 18:06 - 18:08
    e se aniquilando.
  • 18:13 - 18:16
    Na presença de um buraco negro
  • 18:16 - 18:20
    um membro do par de partículas virtuais pode cair no buraco,
  • 18:21 - 18:25
    deixando o outro membro sem um parceiro para se aniquilar.
  • 18:28 - 18:30
    A partícula abandonada
  • 18:30 - 18:32
    aparece como radiação
  • 18:32 - 18:34
    emitida pelo buraco negro.
  • 18:37 - 18:38
    Portanto
  • 18:39 - 18:41
    os buracos negros não são eternos.
  • 18:41 - 18:43
    [Evaporação do buraco negro]
  • 18:44 - 18:47
    Eles evaporam em uma frequência cada vez maior,
  • 18:47 - 18:49
    até desaparecerem
  • 18:49 - 18:51
    em uma explosão gigantesca.
  • 18:52 - 18:54
    [Buracos negros começam a morrer]
  • 18:58 - 18:59
    A mecânica quântica
  • 18:59 - 19:02
    permitiu que as partículas e a radiação
  • 19:02 - 19:05
    escapassem da melhor das prisões -
  • 19:05 - 19:07
    um buraco negro.
  • 19:07 - 19:13
    Buracos negros começam a evaporar, apagando as últimas grandes estruturas no universo.
  • 19:15 - 19:19
    Conforme eles morrem, iluminam a escuridão um de cada vez.
  • 20:00 - 20:10
    Enquanto os buracos negros morrem lentamente, o universo continua a expandir, controlado por uma força misteriosa que ainda não compreendemos.
  • 20:10 - 20:12
    [Energia escura infla o universo]
  • 20:12 - 20:18
    Essa é a fronteira do conhecimento humano - uma fronteira pronta para exploração e descoberta.
  • 20:18 - 20:23
    Filósofos e poetas fizeram a pergunta
    "O mundo vai acabar em fogo ou gelo?"
  • 20:23 - 20:26
    Podemos agora dar uma resposta.
  • 20:29 - 20:30
    As últimas evidências
  • 20:30 - 20:32
    mostram que o universo não está desacelerando,
  • 20:32 - 20:34
    mas sim, acelerando sem controle.
  • 20:35 - 20:38
    E o universo, nós achamos, morrerá em gelo.
  • 20:39 - 20:41
    Trilhões de trilhões de anos no futuro.
  • 20:45 - 20:47
    Espaço vazio por si só, possui energia.
  • 20:47 - 20:49
    E em cada centímetro cúbico de espaço,
  • 20:49 - 20:51
    tendo coisas ou não,
  • 20:51 - 20:54
    tendo ou não partículas, matéria, radiação ou o que seja...
  • 20:54 - 20:57
    Ainda existe energia, mesmo no espaço por si só.
  • 21:01 - 21:02
    E essa energia, de acordo com Einstein
  • 21:02 - 21:04
    exerce um empurrão no universo.
  • 21:07 - 21:09
    O que é a coisa estranha que está acelerando o universo?
  • 21:11 - 21:12
    Nós a chamamos de energia escura.
  • 21:15 - 21:18
    E essa coisa é a coisa dominante do universo -
  • 21:18 - 21:24
    quase 3/4 do conteúdo de matéria-energia do universo é essa energia escura
  • 21:24 - 21:26
    e nós não sabemos o que isso é.
  • 21:30 - 21:34
    Energia escura, ao contrário da matéria ou radiação, não se desfaz
  • 21:34 - 21:36
    enquanto o universo se expande.
  • 21:37 - 21:42
    Isso possui implicações cruciais sobre o que o universo vai fazer no futuro.
  • 21:44 - 21:46
    Então qual será o futuro do universo?
  • 21:48 - 21:51
    Bem, se a energia escura se manter dominante e repulsiva,
  • 21:53 - 21:55
    o universo expandirá para sempre.
  • 22:01 - 22:04
    Mais rápido e mais rápido e mais rápido com o tempo -
  • 22:04 - 22:06
    um universo descontrolado.
  • 22:08 - 22:12
    70% da energia do universo reside em espaço vazio
  • 22:13 - 22:16
    e nós não entendemos o por que.
  • 22:18 - 22:20
    Mas nós sabemos o que irá acontecer.
  • 22:21 - 22:23
    Se essa energia continuar existindo,
  • 22:24 - 22:27
    o universo vai se tornar gelado, escuro e vazio.
  • 22:30 - 22:33
    Esse é o futuro como ele pode ser.
  • 22:33 - 22:37
    Nós não sabemos, porque nós ainda não entendemos a natureza da energia escura.
  • 22:37 - 22:42
    Até entendermos, não conheceremos o futuro, nem sequer entenderemos nossas próprias origens
  • 22:42 - 22:44
    e é por isso que nós queremos
    saber e estudar esse assunto.
  • 22:47 - 22:54
    Descobrir a verdadeira natureza da energia escura pode mudar nossa visão do futuro dramaticamente.
  • 22:56 - 23:03
    Se de alguma forma ela enfraquecer com o tempo, o universo pode desmoronar diante da gravidade - um "grande colapso".
  • 23:04 - 23:10
    Dando um empurrão, ela poderia rasgar o universo em pedaços - uma "grande ruptura".
  • 23:10 - 23:13
    [Era dos buracos negros]
  • 23:13 - 23:22
    Físicos suspeitam que podem existir múltiplos universos além do nosso, cada um com suas próprias leis da física.
  • 23:25 - 23:34
    Alguns abrigariam as condições certas para a vida. Outros poderiam colapsar ou ser rompidos.
  • 23:35 - 23:42
    Outros poderiam ser muito mais exóticos do que qualquer coisa que possamos imaginar.
  • 23:46 - 23:53
    Novas peças para esse quebra-cabeça estão lá fora em algum lugar, esperando serem encontradas.
  • 23:53 - 23:58
    A previsão parece sim ser para um universo cada vez mais frio e mais vazio.
  • 24:03 - 24:05
    Mas então claro que nos devemos nos perguntar
  • 24:05 - 24:07
    "Poderia esse final nos guiar para um novo começo?"
  • 24:11 - 24:14
    E existem ideias que dizem que o que na verdade é o fim do nosso universo
  • 24:14 - 24:17
    poderia de alguma forma estar conectado com o início de outro.
  • 24:24 - 24:30
    Alguns especulam que possa haver uma maneira de escapar do nosso universo antes que a entropia apague tudo.
  • 24:32 - 24:39
    Nós poderíamos criar universos simulados, ou com energia suficiente, criarmos outro universo como o nosso.
  • 24:44 - 24:46
    Nós fizemos os cálculos, as equações
  • 24:46 - 24:49
    e elas parecem dizer que se você tiver um colisor de átomos
  • 24:49 - 24:52
    que pode concentrar uma gigantesca quantidade de energia em um ponto,
  • 24:52 - 24:56
    talvez você possa criar uma saída -
  • 24:56 - 24:57
    um universo bebê.
  • 25:03 - 25:10
    Encarando a morte de tudo que existe, essa talvez pode ser a única possibilidade de escapar.
  • 25:12 - 25:17
    E isso também levanta uma intrigante possibilidade, mera especulação, é claro,
  • 25:17 - 25:23
    que talvez todo universo que possua vida inteligente, criará universos bebês,
  • 25:23 - 25:27
    criará barcos salva-vidas e se proliferará com "universos crianças".
  • 25:27 - 25:30
    [Último buraco negro evapora]
  • 25:30 - 25:34
    Então uma evolução pode ocorrer entre os universos, no multiverso.
  • 25:34 - 25:38
    Sobrevivência do mais apto pode ocorrer.
  • 25:39 - 25:42
    Então aqueles universos que não possuem vida inteligente, seriam inférteis,
  • 25:42 - 25:44
    não possuiriam filhos.
  • 25:44 - 25:48
    Mas aqueles universos que possuem temperaturas suaves, estrelas como a nossa,
  • 25:48 - 25:51
    criariam civilizações que abririam "universos bebês"
  • 25:51 - 25:54
    e eles então se proliferariam.
  • 25:59 - 26:06
    Se não existir jeito de escapar do universo, então a entropia marchará, destruindo os últimos buracos negros supermassivos.
  • 26:09 - 26:17
    Enquanto o último explode e morre, banhará o universo em luz uma última vez.
  • 26:18 - 26:20
    [Último buraco negro evapora]
  • 27:25 - 27:28
    Depois de um inimaginável período de tempo
  • 27:28 - 27:31
    até mesmo buracos negros evaporarão,
  • 27:31 - 27:36
    e o universo não será nada além de um oceano de fótons
  • 27:36 - 27:39
    gradualmente tendendo a mesma temperatura
  • 27:39 - 27:44
    enquanto a expansão do universo os resfria até o zero absoluto.
  • 27:57 - 28:03
    Uma vez que os últimos resquícios das últimas estrelas terão finalmente decaído até nada
  • 28:03 - 28:07
    e tudo atingir a mesma temperatura,
  • 28:07 - 28:09
    a história do universo
  • 28:09 - 28:11
    finalmente chegará ao fim.
  • 28:12 - 28:15
    O CONCEITO DE "TEMPO" DEIXA DE TER SENTIDO
  • 28:15 - 28:17
    Pela primeira vez em sua vida,
  • 28:17 - 28:20
    o universo se tornará permanente
  • 28:20 - 28:22
    e imutável.
  • 28:22 - 28:24
    Entropia finalmente para de aumentar
  • 28:24 - 28:28
    porque o cosmos não consegue ficar mais desordenado.
  • 28:29 - 28:31
    Nada acontece,
  • 28:31 - 28:33
    e continua não acontecendo
  • 28:33 - 28:34
    para sempre...
  • 28:37 - 28:46
    "Tudo tem suas maravilhas, até mesmo a escuridão e o silêncio... E eu aprendi que, em qualquer estado que eu esteja, estarei contente." - Helen Keller
  • 28:48 - 28:53
    Criado por Melodysheep
  • 28:53 - 28:54
    Apoiado por
  • 28:54 - 28:56
    Protocol Labs
  • 28:56 - 28:57
    O que você vai descobrir?
  • 28:57 - 28:59
    Como você vai mudar o futuro?
  • 29:06 - 29:11
    Agradecimentos para: Juan Benet & meus apoiadores no Patreon.
  • 29:11 - 29:14
    MELODYSHEEP.COM | @MUSICALSCIENCE
  • 29:15 - 29:17
    Para Ash
タイトル:
TIMELAPSE DO FUTURO: Uma Jornada até o Fim dos Tempos (4K)
概説:

Apoie meu trabalho no Patreon: https://www.patreon.com/melodysheep | Obtenha a trilha sonora: https://bit.ly/2HKl9fi |
Como tudo vai acabar? Essa experiência nos leva a uma jornada até o fim dos tempos, trilhões de anos no futuro, para descobrir qual pode ser o destino final do nosso planeta e do nosso universo.

Começamos em 2019 e viajamos exponencialmente ao longo do tempo, testemunhando o futuro da Terra, a morte do sol, o fim de todas as estrelas, o decaimento de prótons, galáxias zumbis, possíveis civilizações futuras, buracos negros explosivos, efeitos da energia escura, universos alternativos, o destino final do cosmos - para citar alguns dos eventos.

Esta é uma imagem do futuro pintada pela ciência moderna - uma imagem que certamente irá evoluir ao longo do tempo à medida que procuramos mais pistas sobre como a nossa história se irá desenrolar. Grande parte da ciência é muito recente - e novas peças de quebra-cabeças ainda estão esperando para serem encontradas.

Para mim, esta visão geral do tempo dá uma perspectiva profunda - que estamos vivendo dentro do flash quente do Big Bang, o momento perfeito para mergulhar nas vistas e sons de um universo em seus dias de glória, antes que tudo desapareça. Embora o fim acabe por vir, na prática temos uma infinidade de tempo para jogar, se jogarmos as nossas cartas corretamente. O futuro pode parecer sombrio, mas temos um enorme potencial como espécie.

Apresentando as vozes de David Attenborough, Craig Childs, Brian Cox, Neil deGrasse Tyson, Michelle Thaller, Lawrence Krauss, Michio Kaku, Mike Rowe, Phil Plait, Janna Levin, Stephen Hawking, Sean Carroll, Alex Filippenko e Martin Rees.

Muito obrigado ao Protocol Labs por seu apoio a esta criação: https://protocol.ai/

E aos meus patrocinadores do Patreon: Juan Benet, Kalexan, Laine Boswell, Holly, Dave & Debbie Boswell, Abraxas, Alina Sigaeva, Aksel Tjønn, Daniel Saltzman, Crystal, Eico Neumann, geekiskhan, Giulia Carrozzino, Hannah Murphy, Jeremy Kerwin, JousterL, Lars Støttrup Nielsen, Leonard van Vliet, Mitchel Mattera, Nathan Paskett, Patrick Cullen, Randall Bollig, Roman Shishkin, Silas Rech, Stefan Stettner, The Cleaner, Timothy E Plum, Virtual_271, Westin Johnson, Yannic, and Anna & Tyson.

Trilha sonora agora disponível: https://bit.ly/2HKl9fi e em breve no iTunes/ Spotify/Etc

Paz e amor,
melodysheep
@musicalscience
melodysheep.com

Conceito, música, escrita, edição e esfeitos visuais do Melodysheep, com material visual adicional proveniente de:

NASA Goddard
Google
SpaceX
2012
Geostorm
No universo com Stephen Hawking
BMW X1
Viagem ao limite do universo
Noé
Como funciona o universo
Impacto profundo
Maravilhas do Universo
Moon raker vfx reel
Voyage of Time

Fontes das amostras de vozes:

Attenborough Davos Speech https://www.youtube.com/watch?v=xuudPum21nE
Craig Childs - Long Now Talk http://longnow.org/seminars/02013/jul/29/apocalyptic-planet-field-guide-everending-earth/
Brian Cox - Wonders of the Universe Episode 1
Neil deGrasse Tyson interview with Bill Moyers https://vimeo.com/84075447
How the Universe Works - Season 3 Episode 2
Will The Universe Ever End with Lawrence Krauss https://www.closertotruth.com/series/will-the-universe-ever-end#video-2549
Janna Levin TED Talk https://www.youtube.com/watch?v=eLz9TvxGoKs
A Brief History of Time (1991) https://www.youtube.com/watch?v=UAfxKExKjVQ
What Happens in the Far Far Future https://www.closertotruth.com/series/what-happens-the-far-far-future
Sean Carroll TEDxCaltech https://www.youtube.com/watch?v=WMaTyg8wR4Y
Alex Filippenko - TEDxSF https://www.youtube.com/watch?v=-gAtPyEu0G4
To Infinity and Beyond: The Accelerating Universe https://www.youtube.com/watch?v=pcKdA2-W0X0
Martin Rees interview http://www.closertotruth.com/series/what-happens-the-far-far-future#video-3625

Ajude-nos a traduzir este vídeo!

https://amara.org/v/oIuX/

more » « less
Video Language:
English
Duration:
29:21

Portuguese, Brazilian subtitles

改訂 Compare revisions