Portuguese, Brazilian sottotitoli

← Cineasta independente com Kiki Febriyanti

Ottieni il codice di inserimento
6 Lingue

Mostrare Revisione 5 creata 07/02/2020 da Eduarda Gruppi.

  1. Olá, pessoal! Esse é meu pequeno talk show
  2. sobre pessoas que me inspiram
  3. e que me motivam a fazer as coisas
  4. Então, o convidado de hoje é
  5. Kiki Febriyanti
  6. uma cineasta independente da Indonésia
  7. Oi Kiki, tudo bem?
  8. Oi, tudo bem. E com você?
  9. Comigo também,
  10. está tudo bem. Obrigada!
  11. Obrigada por se juntar a mim hoje
  12. É importante termos essa conversa
  13. porque gostaria que o público
  14. conhecesse trabalho e sua caminhada
  15. e também gostaria de perguntar
  16. como é ser uma cineasta independente
  17. nos dias de hoje, nesse período
  18. Mas vamos começar do início
  19. Quem sabe você não conta um pouco
  20. como surgiu interesse em ser uma cineasta?
  21. Como você começou?
  22. Bem, essa é uma longa história
  23. hahaha mas resumindo
  24. tenho que voltar a minha infância
  25. lá no começo
  26. fui inspirada
  27. pelo melhor amigo dos meus avós
  28. ele era fotojornalista
  29. Então, ele sempre mostrava seu trabalho
  30. e eu pensava: ok
  31. vou me tornar uma fotojornalista também
  32. como ele era
  33. Minha familia também adorava ver filmes
  34. e meus pais
  35. meus avós e meus pais
  36. me levavam sempre
  37. no cinema
  38. perto da minha casa
  39. 5 minutos de caminhada
  40. e depois,
  41. pensava que
  42. o rapaz que trabalhava como faxineiro
  43. havia se acostumado
  44. a me ver ali
  45. no cinema
  46. geralmente, antes de abrir
  47. ele me convidava
  48. a entrar
  49. para ver os cartazes
  50. dos filmes
  51. ou só sentar
  52. nas poltronas antes
  53. que chegassem
  54. outras pessoas.
  55. Foi assim que me interessei por cinema
  56. desde muito pequena
  57. quando era apenas uma criança
  58. Em 2008,
  59. quando estava na universidade, havia
  60. um workshop de cinema In-docs
  61. e foram para universidade em Jember
  62. Leste de Java? Sim
  63. e aí
  64. fui ao evento
  65. e fui selecionada
  66. minha história foi selecionada para
  67. receber um auxílio para ser produzida
  68. e
  69. foi assim que comecei como cineasta
  70. Em 2008,
  71. fiz meu primeiro filme documentário
  72. a 12 anos atrás
  73. isso, 12 anos atrás
  74. Qual foi seu primeiro filme? Sobre o que?
  75. Sobre 2 pessoas
  76. que
  77. foram rotulados
  78. pois tinham
  79. problemas mentais.
  80. e
  81. a história é sobre sentimentos
  82. suas vidas
  83. como eles batalham
  84. para ser aceitos pela sociedade
  85. pelas famílias
  86. na comunidade
  87. é sobre
  88. doenças mentais
  89. sobre esse lugar
  90. um refúgio, sim, porque
  91. Eu assisti o film e conheço o tema
  92. No começo quando abriu
  93. o fundador disse era apenas
  94. um lugar para aprender o Alcorão
  95. para ler o Alcorão, mas
  96. muitas pessoas vinham para
  97. usá-lo como abrigo
  98. e se tornou um lugar
  99. para acolher pessoas
  100. com problemas mentais
  101. okay
  102. Como encontrou a história?
  103. como achou as pessoas? o tema?
  104. Na verdade,
  105. eu já
  106. era meio que amiga
  107. do fundador
  108. da pensão islâmica
  109. a Al Ghafur
  110. porque minha mãe
  111. trabalhava como professora
  112. na escola elementar
  113. perto da pensão
  114. Foi assim que o conheci
  115. e sempre curiosa
  116. por essas pessoas
  117. que ficam lá
  118. gente com problemas mentais
  119. sobre o que diziam
  120. como caminhavam livremente
  121. sozinhas
  122. conversando com as pessoas
  123. na vizinhança
  124. Não era como uma prisão
  125. como pensavam
  126. que não poderiam sair dos quartos
  127. pelo contrário
  128. eles interagiam
  129. interagiam com pessoas locais
  130. Era interessante
  131. para mim
  132. Eu quero dizer que o tópico
  133. é bem específico e que
  134. huum sim
  135. como no começo, normalmente
  136. acham que são perigosos
  137. eles são...
  138. temos que evitá-los, algo assim
  139. mas o que eu sempre
  140. aprendi desde a infância
  141. e que são como nós
  142. não são diferentes de mim
  143. podem se comunicar
  144. podem socializar
  145. trabalhar. Eu pensava...
  146. Como é a vida deles
  147. realmente?
  148. enfrentando essa situação
  149. a sociedade, as famílias
  150. Era interessante para mim
  151. como eu me via nessas pessoas
  152. através delas, dos meus assuntos
  153. foi por isso que
  154. resolvi fazer o filme
  155. Como eles reagiriam
  156. quando virão as cameras?
  157. Foi divertido na verdade
  158. como eles reagiram as cameras
  159. no meu caso
  160. nesse primeiro filme
  161. o tema era eu conseguir fazer
  162. que se acostumassem
  163. com as cameras
  164. Durante a pesquisa eu também
  165. levava a camera
  166. e se acostumaram a ela
  167. e ficou tudo bem
  168. Pelo contrário
  169. um pessoa da equipe
  170. que eu levei pra locação
  171. Quem
  172. deveria gravar
  173. já que eu estava dirigindo
  174. tentou se comunicar com um dos participantes
  175. e precisava gravar
  176. mas não conseguiu, ficou nervoso
  177. de alguma forma
  178. uma reação inesperada
  179. não veio dos participantes
  180. mas da equipe
  181. sim
  182. Essa pergunta
  183. sempre me faz pensar
  184. como os participantes
  185. qualquer um, reage as cameras
  186. Se falamos sobre gravar documentários
  187. isso me interessa sempre
  188. Sou muito feiz de ter feito esse filme
  189. Se não me engano, está disponível
  190. caso alguém queira assistir.
  191. Está no site chamado
  192. cultureunplugged.com
  193. Podemos colocar abaixo
  194. Com certeza.
  195. Se não me engano, foram selecionados
  196. com esse filme
  197. para diferentes festivais
  198. e também foram ao
  199. STEPS Festival International
  200. de filmes de Direitos Humanos
  201. Na Ucrânia, em Kharkiv. Sim Ucrânia.
  202. Em 2013, certo?
  203. 2014 se não me engano.
  204. Já faz muito tempo
  205. Não não, foi em 2013, Ki
  206. ahh ok
  207. Certo? foi 2013
  208. sim sim
  209. Você recebeu o prêmio
  210. nesse festival
  211. Prêmio de melhor
  212. documentarista
  213. exatamente com esse filme
  214. Jangan bilang aku gila / Não me chame de louco
  215. Sim
  216. Fala um pouco mais sobre sua experiência?
  217. Meu primeiro festival foi na India
  218. fui selecionada na India
  219. para exibir
  220. meu filme para o público
  221. para um público maior
  222. Que alegria me deu
  223. Era o meu objetivo
  224. conscientizar
  225. pessoas sobre essa situação
  226. sobre meu tema
  227. sobre as condições
  228. e aí, quando
  229. quando o festival me deu o prêmio
  230. foi um bônus
  231. eu já estava muito feliz
  232. de mostrar as condições
  233. na minha cidade natal
  234. dessas pessoas
  235. Sim, foi um bônus
  236. Felicidade extra!
  237. e mais
  238. A embaixatriz da Indonésia na Ucrânia
  239. foi ao festival
  240. ela e sua equipe
  241. me deram muito apoio
  242. e, claro, fiquei muito feliz
  243. Estava feliz de compartilhar com público?
  244. compartilhar a historia
  245. Te entendo muito bem.
  246. Posso perguntar sobre o segundo filme?
  247. Que também é independente, o
  248. "Yup, it's my body"
  249. sim sim
  250. Como escolheu o tema e o personagem?
  251. Conta mais sobre esse filme.
  252. Então,
  253. o segundo filme "Yup, it's my body"
  254. eu fiz como se fosse um
  255. diário
  256. estava prestes
  257. a me formar na
  258. universidade
  259. e todos esses anos fiquei
  260. envolvida com participantes
  261. que eram meus colegas de quarto
  262. de casa em uma república estudantil
  263. notei alguns hábitos
  264. nossos
  265. de todos nós
  266. Sempre falávamos sobre nosso corpo
  267. Tentei todo tipo de dieta
  268. e perguntava a meus colegas:
  269. Porque nós fazemos isso?
  270. Na minha casa, nesse período
  271. a maioria dos moradores queria perder peso
  272. especialmente uma amiga próxima
  273. seu nome era Sara
  274. ela se abria comigo com mais frequência
  275. sobre sua vida, sua trajetória, algo assim
  276. porque erámos como uma família
  277. então tentei documentar isso
  278. como se fosse uma memorabilia
  279. Então, passei a gravar
  280. comecei a gravar usando
  281. Mini DV
  282. Usei isso para gravar
  283. No início, gravava
  284. atividades e situações da casa
  285. com minha camera de mão
  286. e uma fita
  287. Primeiro, usava
  288. fitas
  289. reutilizadas
  290. e não precisava comprar
  291. Consegui as fitas de mini DV
  292. usadas, de um set de casamento
  293. e um dos meus amigos
  294. que era jornalista de TV
  295. as fitas que ele usava e digitalizava
  296. ele me dava
  297. Então
  298. eu usava elas outra vez
  299. e, de alguma forma, no In-Docs
  300. Eu li o anúncio que
  301. o In-Docs abriria o patrocínio de novo
  302. como masterclass
  303. e me inscrevi com essa história
  304. que na verdade já havia gravado
  305. Eu fui mais fundo nesse tópico
  306. sobre a imagem dos corpos
  307. Hoje, o tema da positividade do corpo
  308. é parte da agenda, sim e o seu filme
  309. "Yup, it's my body" é de 2009?
  310. nove, nove sim
  311. São 11 anos já
  312. levantando esse tópico
  313. sobre positividade do corpo
  314. Está a frente do seu tempo
  315. certo?
  316. Sim, esse tipo de problema
  317. vem ocorrendo a muito tempo
  318. e ainda temos que
  319. ainda existe esse problema
  320. Kiki, que legal que você
  321. começou com fitas cassetes
  322. Sim e dentro disso
  323. se entendi bem,
  324. 12 anos atrás vc pode testemunhar
  325. a era pre-digital
  326. e continuar trabalhando com filmes
  327. Talvez possa nos contar mais sobre isso
  328. Você vê alguma diferença entre
  329. fazer um filme analógico ou digital?
  330. Na verdade, e sim um
  331. pouco diferente
  332. No analógico
  333. o custo é bem maior
  334. se falamos de produção, é
  335. preciso comprar fitas miniDV
  336. e uma única fita custa
  337. aproximadamente 20 000 IDR
  338. uns 2 USD naquela época
  339. e com uma fita
  340. você grava 60 min
  341. 1 hora mais ou menos
  342. E hoje, você só precisa
  343. do cartão SD
  344. só um cartão de memória, tudo digital
  345. pode gravar o que quiser
  346. quando quiser
  347. e só transferir
  348. para o computador
  349. e pronto!
  350. pode reutilizar várias vezes
  351. Compra apenas
  352. uma ou duas vezes
  353. carrega alguns consigo, reusa
  354. pode usar o cartão o tempo todo
  355. sem se preocupar
  356. com uma situação urgente
  357. Nessas situações
  358. que o cassete termina, certo?
  359. Sim, e também
  360. a coisa de
  361. sentir, eu sinto assim,
  362. sinto como
  363. com o miniDV
  364. é como
  365. um treino para disciplina
  366. treinamos para ter mais disciplina
  367. porque é preciso
  368. ë preciso pensar no orçamento
  369. pensar no tempo
  370. algumas coisas assim
  371. E também...
  372. Você tem limitações, quero dizer
  373. na filmagem analógica vc tem limitações
  374. sim, tenho algumas limitações
  375. também temos
  376. prós e contras, claro
  377. Nesse tempo
  378. eu lembro pq fazia tudo sozinha
  379. Marcava nas
  380. fitas com adesivos
  381. durante a edição e pós-produção
  382. Sentava com meu
  383. editor
  384. Posso lembrar precisamente
  385. ok, essa cena está
  386. na fita numero tal, ou tal

  387. e o no minuto aproximado
  388. essas coisas de minutos, segundos
  389. talvez um pouco diferente
  390. mas posso me lembrar
  391. é fácil porque nós tínhamos
  392. ainda tenho meu miniDV
  393. as vezes tento relembrar
  394. Ohh, do tempo quando filmava e precisava
  395. realmente lembrar disso

  396. Sim, é sobre produção e também
  397. depois, sobre distribuição
  398. Era
  399. sem dúvida, mais caro
  400. que hoje, é muito mais barato
  401. porque vc pode fazer online
  402. Kiki, também soube que
  403. está trabalhando na equipe
  404. de diferentes projetos
  405. As vezes como diretora
  406. ou como assistente de direção
  407. outras vezes como produtora
  408. e está trabalhando não só documentários
  409. mas mídias difrentes
  410. Porque não divide com a gente
  411. um pouco do processo de filmagem
  412. o processo mesmo
  413. O que é uma filmagem para vc?
  414. É diferente, cada produção
  415. tem vários tipos
  416. Quero dizer que
  417. de uma maneira geral entre
  418. documentários e não documentários
  419. normalmente, não documentários
  420. tem mais equipe
  421. não documentários, ficção
  422. ficção ou pode ser
  423. propaganda, algo assim
  424. qualquer tipo que não
  425. seja documentário
  426. normalmente
  427. ao menos para mim,
  428. no meu caso
  429. eu tenho
  430. experiencia trabalhando com equipe maior
  431. para não documentários
  432. Para os documentários eu prefiri
  433. até hoje
  434. prefiro trabalhar
  435. com equipe menor
  436. Nos documentários
  437. posso escolher minha equipe
  438. prefiro assim
  439. quem eu realmente conheço
  440. nos conhecemos
  441. a trajetória, o caráter, tudo
  442. porque nos comunicamos
  443. nem sempre concordamos
  444. mas nos entendemos
  445. a linguagem
  446. Quer dizer que para documentários, prefere
  447. uma equipe concisa
  448. como um casal
  449. com mais intimidade
  450. Sim sim sim, entendi
  451. ok, Kiki e o que é
  452. vc sabe no Facebook e em todo lugar
  453. eu sigo esses grupos
  454. sobre cinegrafia
  455. engraçados, quero dizer sim
  456. muita gente falando que
  457. o trabalho é duro
  458. Vc sabe que eu também participei
  459. de algumas filmagens
  460. e
  461. me lembro
  462. foi uma surpresa enorme pra mim
  463. quando cheguei na locação
  464. e
  465. tudo terminaria em 24h
  466. então, tive
  467. 24h de filmagem
  468. e foi um desastre pra mim
  469. Quando vc está no processo de filmagem
  470. o tempo voa e vc não vê
  471. Não sente o tempo passar
  472. e foi incrível pra mim
  473. de alguma forma está imersa ali
  474. imagino, que trabalhando no campo
  475. por mais de 10 anos
  476. isso também te chamou atenção
  477. e despertou seu interesse
  478. Poderia dar um conselho a novos cineastas
  479. Como é estar em uma filmagem?
  480. Você gosta? Como é isso?
  481. Sim, se falarmos sobre
  482. não documentarios
  483. sempre tem limite de tempo
  484. temos cronograma de filmagem
  485. chamada da equipe
  486. muitas vezes as 5 ou 6 da manhã
  487. então reunião e preparação de tudo
  488. e depois,
  489. começávamos a gravar lá pelas 7 da manhã
  490. a princípio
  491. terminar de gravar no horário
  492. em não documentários
  493. era praticamente
  494. mais preciso com o cronograma
  495. mas nos documentários não tínhamos
  496. tempo determinado
  497. gravamos conforme nossa pesquisa
  498. mas claro,
  499. nos acostumamos
  500. Ohh ok, meu personagem
  501. acordava esse horário geralmente
  502. Ia para escola
  503. ou nessa hora
  504. ela rezava, etc
  505. Mas nas gravações pode ser diferente
  506. mudando alguma
  507. coisa ou mudando tudo
  508. e precisávamos ajustar
  509. se algum inesperado acontecesse
  510. no meio da noite
  511. ou de manhã bem cedo
  512. No documentário senti meu cerebro
  513. sempre alerta, mesmo
  514. quando estava dormindo sentia
  515. que ele não parava de trabalhar, vc sabe
  516. sim sim
  517. Precisava estar alerta o tempo todo
  518. durante as gravações
  519. estar atenta ao personagem
  520. ou aos personagens
  521. precisa seguir toda a história
  522. Muita gente pensa quando encontro
  523. pessoas, amigos ou família
  524. até estranhos
  525. quem sabe
  526. Oh vc é cineasta, deve ser legal
  527. viaja muito
  528. essa coisa de tapete vermelho
  529. conhece celebridades
  530. Você dve ter uma coleção de
  531. fotos legais
  532. para você
  533. Social media por trás das cameras
  534. segurando o claquete
  535. umas coisas desse tipo
  536. São coisas legais
  537. mas não é só isso
  538. muitas coisas acontecem
  539. por isso tem que amar e
  540. ser apaixonado
  541. pelo que faz
  542. porque se não for
  543. eu te falo
  544. não é um trabalho fácil
  545. e pra mim não é só um trabalho
  546. uma profissão
  547. É parte da minha vida
  548. então, se v não ama o que faz
  549. fica muito difícil
  550. provavelmente
  551. Sinceramente, não sei dizer
  552. Temos
  553. cronogramas precisos
  554. tempo de trabalho
  555. se alguém do escritório
  556. trabalha de 9 as 5
  557. com filmagem não tem isso
  558. as vezes temos que
  559. aproveitar os momentos
  560. que precisamos gravar
  561. qundo o sol nasce ou se põe
  562. nascer do sol ou por do sol
  563. só um exemplo
  564. alguma coisa específica
  565. para explicar melhor
  566. coisas desse tipo
  567. eu concordo com vc
  568. se a pessoa não ama o que faz
  569. é muito difícil
  570. já é dificil para quem gosta
  571. sim, para quem ama filmar
  572. Porque não conta mais sobre
  573. ser pos-produtor independente?
  574. Vc foi a fundo na pos-produção
  575. pos-produção é edição
  576. e depois cineasta independente
  577. precisa distribuir
  578. Qual é o seu caminho?
  579. Como você lida com essas 2 etapas?
  580. É diferente para cada cineasta
  581. cada um tem seu objetivo
  582. alguns preferem não...
  583. conheço pessoas que não querem distribuir
  584. então, fazem assim
  585. não querem exibir em festivais
  586. apenas para a comunidade
  587. outros
  588. querem ir pra festivais, mas não online
  589. e nos dias de hoje...
  590. para mim
  591. de um modo geral
  592. o que eu quero
  593. quando faço um filme
  594. é mostrar pras pessoas
  595. pro público
  596. Cineastas independentes
  597. normalmente tem um
  598. produtor
  599. um publicista
  600. ou um distribuidor
  601. costumamos fazer tudo
  602. nós mesmos
  603. e é isso que eu faço
  604. Obrigada.
  605. Como você faz a distribuição?
  606. Que meios utiliza?
  607. Quero dizer
  608. sei que existem plataformas hoje
  609. como a Filmfreeway e algumas outras
  610. vc pode se inscrever online
  611. Conta pra gente mais sobre isso.
  612. Bem,
  613. existe uma grande diferença com o passado
  614. porque no passado
  615. o custo era mais alto
  616. para inscrever o filme tínhamos que copiar
  617. uma fita miniDV ou
  618. VCD, que chegou depois
  619. ou um DVD
  620. tínhamos que enviar
  621. uma copia do filme para o festival
  622. através dos correios
  623. ou algo parecido
  624. e se o festival fosse
  625. estrangeiro,
  626. o custo era mais alto
  627. para o envio, correto?
  628. sim sim
  629. Se eles escolhecem o filme
  630. acabavam pagando esse custo
  631. mas se mandassemos
  632. nosso filme
  633. tínhamos que arcar com ele
  634. Hoje em dia, é tudo online
  635. não temos que pagar nada
  636. existem muitos festivais
  637. que não é preciso pagar
  638. são de graça
  639. a inscrição é gratuíta
  640. inscrição é gratuíta
  641. só precisa fazer o upload do filme
  642. através da plataforma na internet
  643. as vezes pelo Dropbox
  644. Wetransfer, Filmfreeway, Mega
  645. vários outros
  646. Filmfreeway, Filmdepot
  647. muitas plataformas hoje
  648. e por causa do caminho digital
  649. cada vez mais
  650. não dá nem pra contar
  651. milhares de festivais de cinema
  652. que nem sabemos
  653. e dão mais chances
  654. de tentar também
  655. distribuir nosso filme com menor custo
  656. e também de forma mais fácil
  657. O que você acha, Kiki, é fácil e...
  658. é fácil ser um cineasta independent?
  659. Como cineastas independentes
  660. buscam por recusrsos?
  661. Eu sei que esses recursos
  662. não tem um caminho fácil
  663. sim
  664. ahh yeah
  665. para fazer um filme
  666. que é mesmo sua idéia
  667. que você sente que é isso
  668. e quer muito filmar
  669. esse projeto
  670. Não é fácil
  671. nos inscrevemos e aplicamos para vários
  672. concessões, pessoas, organizações
  673. não é facil
  674. são muitos querendo recusrsos
  675. tentando o mesmo caminho
  676. Exatamente
  677. as vezes não somos selecionados
  678. acredito que
  679. se não somos selecionados
  680. não quer dizer que o filme é ruim
  681. que o projeto não é bom
  682. pode ser só o gosto
  683. tem gente que faz negócios
  684. e tem outros trabalhos
  685. guardam dinheiro
  686. para filmar
  687. como querem
  688. Conheço cineastas que são
  689. fazendeiros,
  690. outros contrutores civís
  691. ou tIem outro trabalho
  692. ou, como eu,
  693. Trabalho como freelancer
  694. em qualquer área
  695. para uma produtora em Jakarta
  696. Se vc é realmente apaixonado
  697. com filme
  698. as pessoas pensam
  699. que trabalhar com cinema vc
  700. tem muito dinhero
  701. Pode ser que não
  702. Os objetivos do trabalho,
  703. quando temos o recusro,
  704. pagamos o aluguel, a comida
  705. coisas básicas
  706. tentamos pagar nossas contas
  707. Pirâmide de Maslow, sim
  708. Isso
  709. mas, pelo menos para mim
  710. quando estou trabalhando
  711. ou recebo um chamado para
  712. um projeto
  713. o que me vem a mente é
  714. que vou guardar algum dinheiro
  715. Quer dizer
  716. se eles me dizem o cachê
  717. e o orçamento
  718. normalmente penso
  719. ok, é o suficiente
  720. pelo menos pra comida
  721. ou pro aluguel
  722. mas o que penso realmente
  723. é que preciso economizar
  724. pro meu próximo projeto
  725. isso é prioridade na minha cabeça
  726. ter pelo menos um pouco
  727. 50 000 IDR guardados
  728. para o seu próximo filme ou projeto
  729. ok, Kiki, entendido
  730. muitos artistas independentes
  731. ou cineastas independentes
  732. estão sempre em busca
  733. de recursos de trabalhos como freelancer
  734. mas caso esses freelas não rolem,
  735. para ser uma cineasta como vc
  736. vc é cineasta,
  737. parte da equipe, e trabalha
  738. para seus trabalhos independentes
  739. Sim, tipo isso
  740. É a vida...
  741. Queria te perguntar
  742. sobre seus últimos projetos
  743. um deles é um
  744. documentário "Calalai"
  745. Sim, documentário "Calalai"
  746. fale mais sobre ele?
  747. Meu último projeto
  748. é um documentário
  749. chamado "CalalaiIn-betweenness"
  750. sobre a quinta geração
  751. da cultura Bulgis na Indonésia
  752. na ilha de Sulawesi do Sul
  753. Eles acreditam em 5 gêneros
  754. como escrito no manuscrito de La Galigo
  755. humanos consitem em 5 gêneros
  756. masculino, feminino, bissu
  757. que são como xamãs, padres
  758. os calabai
  759. e os calalai
  760. Eu fiz sobre os Calalai
  761. como eles são
  762. os Bugis tem seu próprio sistema
  763. que está acima
  764. são muito bons nisso
  765. muito interessante pra mim
  766. sim, é sim
  767. imagino que é interessante
  768. para a sociedade
  769. quanto mais
  770. como a rotina de diferentes papéis
  771. papéis da sociedade
  772. e dos gêneros
  773. nós discutirmos isso
  774. hoje em dia
  775. não só agora
  776. na atualidade
  777. eles se tornam
  778. trabalhos de casa
  779. como tomar conta das crianças
  780. se tornar pai
  781. e eles não estão no escritório
  782. e sim as mulheres trabalham fora
  783. o que é em algumas sociedades
  784. estranho e pouco comum
  785. mas
  786. depois de tudo que aprendi
  787. e o motivo pelo qual fiz o filme
  788. na sociedade Bugis, isso é ok
  789. mulheres na contrução
  790. se tornando engenheiras
  791. técnicos ou
  792. cineastas, jornalistas, policiais
  793. oficiais ou algo assim
  794. Ou talvez presidente
  795. Não é algo tão
  796. estranho
  797. para os Bugis
  798. Eu não sou Bugis, mas
  799. foi o que aprendi sobre eles
  800. então, Calalai e sobre isso
  801. se você nasce
  802. um mulher
  803. tudo bem
  804. você ser um cineasta, que algumas
  805. pessoas consideram coisa de homem
  806. Sim, muitas profissões no mundo
  807. são consideradas para homens
  808. sim sim
  809. Ok, Kiki, e mais uma pergunta
  810. sobre seu último projeto
  811. o filme "Roti" que
  812. significa pão em inglês
  813. Se não me engano, ele é um
  814. microfilme, correto?
  815. Sim, a duração é de apenas
  816. 30 segundos
  817. É ficção, baseada em história real
  818. Basead em história real,
  819. não conta, são só 30 seg.
  820. Sem spoiler!
  821. Sem spoiler
  822. sim
  823. será exibido online
  824. já passou em um
  825. festival de cinema
  826. No Festival de filmes feminista em Berlim
  827. nesse período de Corona vai passar também
  828. os filmes selecionados
  829. online
  830. ok, quem sabe deixamos o link aqui
  831. ou informações aqui embaixo
  832. ok, Kiki, acho que eu vou
  833. fechar nossa conversa
  834. mesmo estando muito interessante
  835. e muito legal escutar
  836. essas histórias de vc
  837. O que vc...
  838. Vc está no processo de algum novo filme
  839. durante esse tempo de Corona?
  840. Alguma coisa nessa quarentena?
  841. Quais os planos futuros?
  842. Bem, durante esse período de Corona
  843. que estamos de quarentena
  844. todos nós
  845. ou a maioria
  846. Estou trabalhando em
  847. um projeto de video
  848. que estou tratando no formato
  849. de documentário
  850. mas o resultado será video art
  851. bem experimental
  852. imagens em movimento
  853. linguagem, sim
  854. estou amando isso
  855. quero dizer
  856. video, audiovisual
  857. como audiovisual, adoro videos
  858. além de fazer eu gosto
  859. de assistir
  860. Usar o tempo assisting
  861. curtas ou filmes
  862. fico horas...
  863. Antes do Corona eu ia
  864. muito ao cinema
  865. sim sim
  866. Posso entender claramente vc
  867. Esse é o tipo de linguagem que gosta de
  868. consumir e de produzir, certo?
  869. Sim sim
  870. ok , Kiki
  871. muito obrigada pela conversa comigo
  872. Fiquei muito feliz
  873. e espero te ver outra vez
  874. falar sobre outras coisas
  875. ou falar sobre novos projetos
  876. que vc fizer
  877. quando o Corona se for
  878. Espero que sim
  879. Eu também espero que sim
  880. Muito obrigada pelo convite
  881. Muito obrigada Kiki por compartilhar tudo
  882. Sampai jumpa! ( Até breve!)
  883. até a próxima
  884. Adeus!
  885. e agora preciso encerrar
  886. Olha como o coronavirus
  887. nos dá novos desafios
  888. constrangimento
  889. Hahaha constrangimento
  890. Tudo bem, ainda está gravando
  891. já falamos tchau
  892. mas não acho
  893. ok
  894. o botão de parar
  895. Acho que foi
  896. Obrigada, tchau
  897. Obrigada, obrigada
  898. Tchau tchau!