Return to Video

Android Software Stack and Gradle - Developing Android Apps

  • 0:01 - 0:04
    A simplicidade de clicar em Run e fazer seu aplicativo aparecer em um emulador
  • 0:04 - 0:08
    esconde muita complexidade. Lembre-se de que o Android é uma pilha completa de software.
  • 0:08 - 0:12
    Adspace é um Linux Kernel
  • 0:12 - 0:16
    que controla tarefas de baixo nível como fibras de hardware e gerenciamento de painéis.
  • 0:16 - 0:21
    Acima disso, há algumas bibliotecas Core C e C++ como Libsc,
  • 0:21 - 0:26
    SQLite e o Android Runtime. Isso inclui bibliotecas do Android bem legais e
  • 0:26 - 0:31
    as máquinas virtuais do Android, Dalvik ou, mais recentemente, ART. Seus aplicativos são executados
  • 0:31 - 0:36
    em sua própria instância da VM usando as classes e serviços fornecidos aqui
  • 0:36 - 0:41
    no framework do aplicativo. Acima disso está a camada do aplicativo,
  • 0:41 - 0:45
    que inclui seu aplicativo e qualquer outro aplicativo instalado no dispositivo. Assim,
  • 0:45 - 0:49
    ao clicar em Run no Android Studio, a primeira coisa que acontece é a compilação
  • 0:49 - 0:53
    de seu código em bytecode para que possa ser executado na máquina virtual do Android.
  • 0:53 - 0:58
    Isso é então instalado no dispositivo. No Android Studio,
  • 0:58 - 1:02
    isso é feito usando Gradle, uma kit de ferramentas de compilação que gerencia dependências e
  • 1:02 - 1:04
    permite definir a lógica de compilação personalizada.
  • 1:04 - 1:10
    Você pode iniciar manualmente a compilação Gradle no IDE selecionando Make Project.
  • 1:10 - 1:13
    Também pode fazer isso acessando o menu da compilação e selecionando Make Project
  • 1:13 - 1:17
    ali, ou pode usar o console Gradle para ver logs ou
  • 1:17 - 1:22
    erros de compilação, ou abrir a janela Gradle tasks para ver as tarefas disponíveis.
  • 1:22 - 1:25
    Clicar duas vezes em qualquer um deles o executará. Isso funcionará na
  • 1:25 - 1:29
    linha de comando também. Navegando até a raiz da pasta do projeto,
  • 1:29 - 1:35
    você poderá executar gradlew tasks para ver todas as tarefas que pode executar. Você pode aprender mais
  • 1:35 - 1:39
    sobre o Gradle verificando os links nas notas do instrutor. Por hora,
  • 1:39 - 1:43
    note que começamos com o projeto, que o Gradle então compila, e
  • 1:43 - 1:48
    então empacota o bytecode junto com recursos externos como imagens,
  • 1:48 - 1:53
    strings e uixml em um pacote de aplicativo. Isso é chamado de APK,
  • 1:53 - 1:57
    um arquivo zip especialmente formatado. Assim que o APK estiver pronto,
  • 1:57 - 2:02
    ele é assinado e transferido para o dispositivo usando o Android Debug Bridge, ou
  • 2:02 - 2:07
    ADB. Se voltarmos ao terminal, você poderá ver que o ADB permite interagir e
  • 2:07 - 2:11
    depurar aplicativos em qualquer dispositivo, físico ou virtual. Coisas como transferir e
  • 2:11 - 2:14
    carregar arquivos, ver a saída logcat ou mesmo
  • 2:14 - 2:19
    executar um shell remoto. Assim que o Android Studio fizer o ADB instalar o APK,
  • 2:19 - 2:23
    ele usa o ADB novamente para iniciar o aplicativo enviando um comando stock via shell
  • 2:23 - 2:27
    remoto, identificando o pacote e o nome de classe da atividade principal.
Cím:
Android Software Stack and Gradle - Developing Android Apps
Leírás:

more » « less
Video Language:
English
Team:
Udacity
Projekt:
UD853 - Developing Android Apps
Duration:
02:29

Portuguese, Brazilian subtitles

Felülvizsgálatok Compare revisions