Return to Video

Android Software Stack and Gradle - Developing Android Apps

  • 0:01 - 0:04
    A simplicidade de apertar run e ver seu aplicativo aparecer em um emulador,
  • 0:04 - 0:08
    esconde muita complexidade. Lembre-se que o Android é uma pilha completa de softwares.
  • 0:08 - 0:12
    Adspace é um Linux Kernel,
  • 0:12 - 0:16
    que controla tarefas de nível baixo como fibras de harware e gestão de painel.
  • 0:16 - 0:21
    Em cima disso, existem algumas bibliotecas de core C e C++ como Libsc,
  • 0:21 - 0:26
    SQLite e o Android Runtime. Isso inclui bibliotecas Android bem legais
  • 0:26 - 0:31
    e máquinas virtuais Android, Dalvik ou mais recentemente ART.
  • 0:31 - 0:36
    Seu aplicativo roda dentro da própria instância de VM usando as classes e serviços
  • 0:36 - 0:41
    fornecidos aqui no framework do aplicativo. Acima disso fica a camada do aplicativo,
  • 0:41 - 0:45
    que inclui o seu aplicativo e qualquer outro que esteja instalado no dispositivo.
  • 0:45 - 0:49
    Então, quando você aperta run dentro do Android Studio, a primeira coisa que acontece
  • 0:49 - 0:53
    é que seu código é compilado em código byte que consegue rodar na Android Virtual Machine.
  • 0:53 - 0:58
    Isso então é instalado no dispositivo. No Android Studio,
  • 0:58 - 1:02
    isto é feito usando gradle, um kit de ferramentas interno que gere as dependências
  • 1:02 - 1:04
    e permite que defina lógica de compilação personalizada.
  • 1:04 - 1:10
    Você pode inicializar manualmente o gradle build no IDE selecionando make project.
  • 1:10 - 1:13
    Também pode fazer isso indo até o menu build e selecionar make project de lá,
  • 1:13 - 1:17
    ou pode usar o console gradle para observar quaisquer erros de log ou build,
  • 1:17 - 1:22
    ou abrir a janela de tarefas gradle para ver as tarefas disponíveis.
  • 1:22 - 1:25
    O clique duplo em qualquer um deles irá executar. Isto irá funcionar
  • 1:25 - 1:29
    também a partir da linha de comando. Uma vez que tenha navegado até a raiz de sua pasta de projeto,
  • 1:29 - 1:35
    você pode rodar as tarefas gradle para ver todas as tarefas possíveis.
  • 1:35 - 1:39
    Pode aprender mais sobre gradle nos links existentes nas notas do instrutor.
  • 1:39 - 1:43
    Por agora, perceba que começamos com o projeto, o qual então o gradle constrói e
  • 1:43 - 1:48
    então empacota o código em byte, juntamente com as fontes externas
  • 1:48 - 1:53
    tais como imagens, strings, e uixml em um pacote do aplicativo. Isso é chamado de APK,
  • 1:53 - 1:57
    e é um arquivo zip especialmente formatado. Uma vez que você tenha seu arquivo APK pronto,
  • 1:57 - 2:02
    é assinado e então empurrado até o dispositivo utilizando o Android Debug Bridge ou ADB.
  • 2:02 - 2:07
    Se retornarmos ao terminal, poderá ver que ADB permite que interaja e
  • 2:07 - 2:11
    corrija aplicativos em qualquer dispositivo, físico ou virtual. Coisas como empurrar
  • 2:11 - 2:14
    e puxar arquivos, visualizar logcat output,
  • 2:14 - 2:19
    ou até mesmo rodar um remote shell. Uma vez que o GDO Android tenha feito ADB instalar o APK,
  • 2:19 - 2:23
    ele utiliza o ADB novamente para lançar o aplicativo ao enviar um comando stock via remote shell,
  • 2:23 - 2:27
    ao identificar o pacote e classe de nome de sua atividade principal.
  • Nem szinkronizált
Cím:
Android Software Stack and Gradle - Developing Android Apps
Leírás:

more » « less
Video Language:
English
Team:
Udacity
Projekt:
UD853 - Developing Android Apps
Duration:
02:29

Portuguese, Brazilian subtitles

Felülvizsgálatok Compare revisions