Return to Video

A ascensão e queda dos guerreiros celtas - Philip Freeman

  • 0:08 - 0:13
    Numa tarde de verão em 338 AEC,
    Alexandre, o Grande,
  • 0:13 - 0:18
    descansava às margens do Rio Danúbio
    após um dia de luta contra os citas
  • 0:18 - 0:21
    quando um grupo de estranhos
    se aproximou de seu acampamento.
  • 0:21 - 0:25
    Alexandre nunca havia visto
    algo como aqueles guerreiros:
  • 0:25 - 0:30
    altos, de olhar feroz, com grandes
    colares de ouro e capas coloridas,
  • 0:30 - 0:34
    então ele os convidou a um banquete.
  • 0:34 - 0:38
    Orgulhosamente, os guerreiros
    disseram ser "keltoi" ou celtas
  • 0:38 - 0:41
    que vinham dos alpes distantes.
  • 0:41 - 0:44
    Alexandre perguntou a eles
    o que mais temiam no mundo,
  • 0:44 - 0:46
    esperando que dissessem que era ele.
  • 0:46 - 0:50
    Eles riram e disseram que não temiam nada.
  • 0:51 - 0:55
    Essa é uma das primeiras
    histórias sobre os antigos celtas.
  • 0:55 - 0:58
    Não sabemos de onde eles se originaram,
  • 0:58 - 1:02
    mas sim que, na época de Alexandre,
    haviam se espalhado na Europa,
  • 1:02 - 1:05
    da Anatólia ao leste da Espanha,
  • 1:05 - 1:10
    e ao oeste, nas ilhas britânicas
    do Atlântico e na Irlanda.
  • 1:10 - 1:16
    Eles nunca foram um império unificado,
    e não construíam cidades ou monumentos.
  • 1:16 - 1:22
    Eram, em vez disso, centenas de tribos
    independentes que falavam a mesma língua.
  • 1:22 - 1:26
    Cada uma com seu rei
    guerreiro e centro religioso.
  • 1:26 - 1:28
    As tribos lutavam entre si
  • 1:28 - 1:31
    tão entusiasmadamente
    quanto lutavam contra seus inimigos.
  • 1:31 - 1:34
    Poucos exércitos eram páreos para eles.
  • 1:34 - 1:38
    Acreditavam em reencarnação,
    algo incomum na época;
  • 1:38 - 1:44
    criam que renasceriam na Terra
    para viver, banquetear e lutar novamente,
  • 1:44 - 1:48
    o que pode ter contribuído
    para sua coragem em batalha.
  • 1:48 - 1:52
    Alguns lutavam nus, zombando
    da armadura de seus inimigos.
  • 1:52 - 1:55
    O maior troféu para um guerreiro celta
  • 1:55 - 1:58
    era a cabeça de um adversário.
  • 1:58 - 2:02
    Eles preservavam essas cabeças
    em jarras de óleo de cedro
  • 2:02 - 2:05
    e as exibiam em casa para suas visitas.
  • 2:05 - 2:09
    Guerreiros celtas eram
    tão valorizados na Antiguidade
  • 2:09 - 2:13
    que reis estrangeiros os contratavam
    como soldados mercenários
  • 2:13 - 2:15
    para servir seus exércitos.
  • 2:15 - 2:18
    Mas os celtas eram
    muito mais que apenas guerreiros.
  • 2:18 - 2:24
    Eram também artesãos habilidosos,
    artistas e grandes poetas chamados bardos.
  • 2:24 - 2:28
    Os bardos cantavam sobre os feitos
    corajosos de seus antepassados
  • 2:28 - 2:31
    e louvavam as conquistas
    dos reis guerreiros,
  • 2:31 - 2:37
    além de compor sátiras provocantes
    sobre líderes covardes ou egoístas.
  • 2:37 - 2:39
    Os celtas adoravam muitos deuses,
  • 2:39 - 2:43
    e sacerdotes conhecidos como druidas
    administravam essa adoração.
  • 2:43 - 2:45
    Qualquer pessoa poderia se tornar druida,
  • 2:45 - 2:50
    mas o treinamento exigia
    muitos anos de estudo e memorização;
  • 2:50 - 2:55
    não era permitido aos druidas registrar
    seus ensinamentos por escrito.
  • 2:55 - 2:59
    Druidas supervisionavam práticas
    religiosas e sacrifícios aos deuses,
  • 2:59 - 3:04
    além de serem instrutores,
    curandeiros, juízes e cientistas.
  • 3:05 - 3:09
    Eles eram tão respeitados que podiam
    caminhar entre tribos em guerra,
  • 3:09 - 3:14
    no meio da batalha, e encerrar a luta.
  • 3:14 - 3:19
    Nenhum celta ousaria ferir um druida,
    ou questionar suas decisões.
  • 3:19 - 3:25
    No século 2 AEC, os romanos
    começaram a invadir o território celta,
  • 3:25 - 3:28
    conquistando as tribos do norte da Itália.
  • 3:28 - 3:32
    Em vez de se unirem
    contra as legiões romanas,
  • 3:32 - 3:35
    os celtas mantiveram sua divisão tribal.
  • 3:36 - 3:39
    As tribos da Espanha caíram pouco depois.
  • 3:39 - 3:44
    No século 1 AEC, Júlio César marchou
    seus exércitos cruzando a França,
  • 3:44 - 3:50
    usando subornos, ameaças e mentiras
    para criar rivalidades entre tribos.
  • 3:50 - 3:53
    Somente nos dias finais
    dessa grande guerra,
  • 3:53 - 3:56
    os celtas decidiram se unir
    contra o inimigo comum
  • 3:56 - 3:59
    sob a liderança do rei Vercingetorix,
  • 3:59 - 4:01
    mas era tarde demais.
  • 4:01 - 4:05
    Inúmeros guerreiros e suas famílias
    morreram ou foram escravizados
  • 4:05 - 4:08
    enquanto os romanos conquistavam a França.
  • 4:08 - 4:10
    Protegidos pelas águas ao redor,
  • 4:10 - 4:15
    as tribos celtas da Grã-Bretanha
    e da Irlanda eram as últimas resistentes.
  • 4:15 - 4:18
    Quando os romanos finalmente
    invadiram a Grã-Bretanha,
  • 4:18 - 4:23
    a rainha Boudicca iniciou uma revolta
    após seu marido ser assassinado.
  • 4:23 - 4:28
    Ela quase sucedeu em expulsar
    os romanos da Grã-Bretanha
  • 4:28 - 4:33
    antes de morrer enquanto liderava
    a batalha final contra o inimigo.
  • 4:33 - 4:38
    Ao fim do século 1 EC,
    somente a Irlanda, distante ao mar,
  • 4:38 - 4:41
    permaneceu não conquistada por Roma.
  • 4:41 - 4:46
    Ali, as tradições dos antigos celtas
    sobreviveram intocadas pelo mundo externo,
  • 4:46 - 4:49
    muito depois da própria
    Roma cair em ruínas.
Cím:
A ascensão e queda dos guerreiros celtas - Philip Freeman
Speaker:
Philip Freeman
Leírás:

Veja a lição completa: https://ed.ted.com/lessons/the-rise-and-fall-of-the-celtic-warriors-philip-freeman

Numa tarde de verão em 338 AEC, Alexandre, o Grande, descansava às margens do Rio Danúbio quando um grupo de estranhos se aproximou de seu acampamento. Alexandre nunca havia visto algo como aqueles guerreiros: altos, de olhar feroz, com grandes colares de ouro e capas coloridas. Eles eram os "keltoi" ou celtas -- um grupo de tribos independentes espalhadas pela Europa. Philip Freeman detalha a ascensão e queda dos antigos celtas.

Lição de Philip Freeman, direção de Paper Panther.

more » « less
Video Language:
English
Team:
TED
Projekt:
TED-Ed
Duration:
04:51

Portuguese, Brazilian subtitles

Felülvizsgálatok