Retourner vers la vidéo

Jack Dorsey: O nascimento do Twitter

  • 0:03 - 0:06
    Então, apenas contratos de trabalho esparsos até
  • 0:06 - 0:11
    que eu descobri essa empresa chamada Odeo, que era administrada por Evan Williams.
  • 0:11 - 0:14
    Biz Stone se juntaria ao grupo poucos meses depois.
  • 0:14 - 0:18
    Era uma empresa de podcasting voltada para o consumidor.
  • 0:18 - 0:21
    Eu nunca tinho feito um currículo antes.
  • 0:21 - 0:25
    Eu não tinha interesse em nenhum tipo de podcasting,
  • 0:25 - 0:29
    mas eu era um programador muito bom e queria
  • 0:29 - 0:33
    entender o lado do consumidor da internet.
  • 0:33 - 0:35
    Grande parte do meu trabalho estava ligado à programação.
  • 0:35 - 0:40
    Se isso tivesse algum impacto na vida da minha mãe,
  • 0:40 - 0:41
    seria de uma forma indireta.
  • 0:41 - 0:47
    Minha mãe poderia pegar um táxi em Nova Iorque e poderia usar meu software,
  • 0:47 - 0:49
    ou comprar um ingresso para Alcatraz e usar meu software.
  • 0:49 - 0:51
    Mas não de uma forma direta.
  • 0:51 - 0:55
    Eu queria aprender a agir de forma mais direta na interação.
  • 0:55 - 0:57
    Então, fui trabalhar com Ev e Biz.
  • 0:57 - 1:03
    Eu descobri bem rápido que ninguém lá gostava de podcasting também.
  • 1:03 - 1:07
    Então, ninguém estava lá muito animado em construir o produto ou
  • 1:07 - 1:10
    construir a ferramenta, al®em disso, eles não eram consumidores da ferramenta.
  • 1:10 - 1:12
    Dessa forma, nós não estávamos construindo nada que a gente gostasse muito de usar.
  • 1:13 - 1:16
    Então, surgiu uma situação bem interessante que
  • 1:16 - 1:19
    permitiu que outras ideias borbulhassem.
  • 1:20 - 1:29
    No final de 2005, início de 2006, nós nos separamos em diferentes grupos.
  • 1:29 - 1:32
    Nos deram a tarefa de apresentar
  • 1:32 - 1:34
    uma ideia de algo com o qual nós gostaríamos de trabalhar.
  • 1:34 - 1:40
    A primeira coisa que me veio à cabeça foi essa ideia que tive lá atrás em 2000.
  • 1:40 - 1:43
    Só que agora em 2005-2006 nós já tínhamos o SMS.
  • 1:44 - 1:48
    Na verdade, eu poderia enviar uma mensagem de SMS de Cingular para Verizon.
  • 1:48 - 1:50
    Isso era uma coisa muito, muito nova para os Estados Unidos.
  • 1:50 - 1:53
    Eu estava apaixonado pela tecnologia.
  • 1:53 - 1:57
    Ela funciona bem em todo tipo de aparelho,
  • 1:57 - 1:59
    mesmo nos mais baratos.
  • 1:59 - 2:03
    E tem essa linda restrição de 160 caracteres.
  • 2:03 - 2:06
    Nem sempre as coisas funcionam assim.
  • 2:06 - 2:08
    É realmente tosco. Eu adoro coisas desse tipo.
  • 2:09 - 2:10
    Então, eu apareci com essa ideia:
  • 2:10 - 2:14
    "E se nós simplesmente pudéssemos usar o SMS? A pessoa poderia enviar o que
  • 2:14 - 2:17
    estivesse fazendo. E seria no tempo real de todas as
  • 2:17 - 2:19
    pessoas que estivessem interessadas em ouvi-la. E, então,
  • 2:19 - 2:21
    ela poderia ficar arquivada na rede. Também seria possível entrar
  • 2:21 - 2:24
    nela a partir da Web, além de poder ser acessada de diversas plataformas.
  • 2:24 - 2:27
    Poderia ser o pacote completo. Seria incrível."
  • 2:27 - 2:30
    Meu dois outros companheiros no parque, nós estávamos em um playground,
  • 2:31 - 2:31
    disseram que era uma boa ideia.
  • 2:31 - 2:35
    Nós apresentamos a ideia para a empresa. Levou mais ou menos uma semana.
  • 2:35 - 2:37
    Então, a companhia finalmente apoiou a ideia.
  • 2:37 - 2:40
    Me deram duas semanas e um outro programador
  • 2:40 - 2:45
    em Biz Stone para escrever o software. E assim nós fizemos.
  • 2:45 - 2:49
    Ao fim daquelas duas semanas, eu escrevi o primeiro tweet,
  • 2:49 - 2:50
    que foi convidando os colegas de trabalho.
  • 2:51 - 2:54
    E então todos os colegas da Odeo vieram; eles adoraram.
  • 2:54 - 2:55
    E, pouco a pouco,
  • 2:56 - 2:59
    nós tiramos daquela empresa e compramos eles no projeto Twitter,
  • 2:59 - 3:03
    até a desmembrarmos como uma empresa separada e vendermos a Odeo.
  • 3:03 - 3:09
    Então, foi assim que aquele tipo de visualização e desejo
  • 3:09 - 3:12
    antigo de ver o mundo levou até o Twitter,
  • 3:12 - 3:15
    o que ainda é um desejo meu.
  • 3:15 - 3:18
    Agora nós temos cada vez mais pessoas usando o twitter ao redor do mundo.
  • 3:18 - 3:21
    E é cada vez mais rápido ver o que está acontecendo
  • 3:21 - 3:23
    e o que está acontecendo no mundo.
  • 3:23 - 3:26
    Mas isso realmente tem a ver com aquela curiosidade de saber o que está acontecendo neste
  • 3:26 - 3:32
    exato instante em todos os lugares e realmente ser o pulso do que está acontecendo agora
  • 3:32 - 3:36
    em todos os lugares e ser capaz de apontar para cada meio de comunicação.
Titre:
Jack Dorsey: O nascimento do Twitter
Description:

Neste vídeo, o cofundador do Square e do Twitter, Jack Dorsey, nos conta como o Twitter começou, enquanto ele estava trabalhando na empresa Odeo, uma companhia de podcast voltada para os consumidores. Dorsey entrou para a Odeo para ganhar um maior entendimento do mercado de consumidores da internet, mas acabou descobrindo que poucas pessoas na empresa, incluindo ele próprio, estavam interessadas em podcasting. Dorsey diz que o projeto do Twitter começou na Odeo quando, num momento em que a empresa buscava novas ideias, ele sugeriu o conceito que acabou se transformando no Twitter.

Veja mais vídeos e compartilhe seus comentários em http://ecorner.stanford.edu/authorMaterialInfo.html?mid=2639

plus » « moins
Langue de la vidéo:
English
Équipe:
Stanford Entrepreneurship Corner
Durée:
03:42

sous-titres en Portuguese, Brazilian

Révisions Comparer les révisions