Retourner vers la vidéo

Estabilizadores automáticos

  • 0:00 - 0:02
    RKA4JL - E aí, pessoal!
    Tudo bem?
  • 0:02 - 0:08
    Aqui temos um gráfico que representa um ciclo
    econômico de que já falamos em outros vídeos.
  • 0:08 - 0:14
    O eixo horizontal representa o tempo
    e o eixo vertical o PIB real
  • 0:14 - 0:21
    e essa reta azul você pode entender como o resultado
    do pleno emprego em diferentes momentos
  • 0:21 - 0:24
    e pode ver que é uma reta crescente.
  • 0:24 - 0:27
    Portanto, temos um crescimento econômico.
  • 0:27 - 0:32
    Talvez a população esteja aumentando
    e com isso estão ficando mais produtivos.
  • 0:33 - 0:37
    Talvez com uma melhor educação,
    ou quem sabe uma melhor tecnologia.
  • 0:38 - 0:44
    Mas sabemos que economias reais não têm
    um crescimento tão agradável e limpo como esse.
  • 0:44 - 0:50
    Em vez disso, elas experimentam períodos de ciclo
    em torno da produção de pleno emprego.
  • 0:50 - 0:54
    Às vezes estão acima
    da linha de tendência,
  • 0:54 - 0:59
    como você pode ver aqui
    onde tem um hiato do produto positivo
  • 0:59 - 1:05
    e também pode estar abaixo da linha de tendência,
    onde tem um hiato de produto negativo.
  • 1:06 - 1:10
    Já falamos em outro vídeo
    a respeito de política fiscal
  • 1:10 - 1:14
    e vimos que são ferramentas
    que os governos usam
  • 1:14 - 1:17
    a fim de fechar
    essas aberturas de produção,
  • 1:17 - 1:21
    essas brechas ou hiato,
    como costumamos dizer.
  • 1:21 - 1:25
    Mas, por exemplo, se você tem
    um hiato de produção positiva
  • 1:25 - 1:31
    e o governo teme que a economia superaqueça,
    que haja uma inflação,
  • 1:31 - 1:36
    eles podem ter uma política fiscal
    que chamamos de contracionista.
  • 1:36 - 1:42
    Isso significa que o governo vai tentar
    fazer algo para que esse buraco se feche.
  • 1:42 - 1:48
    Quando há um hiato de produto negativo,
    isso significa que as pessoas estão sem trabalho
  • 1:48 - 1:54
    e nesse momento o governo vai dar
    um pacote de estímulos para melhorar isso.
  • 1:54 - 1:56
    E como eles podem fazer isso?
  • 1:56 - 2:00
    Diminuindo impostos
    e aumentando os gastos do governo.
  • 2:00 - 2:07
    Esse tipo de política fiscal em que o governo
    está fazendo algo especial para essa circunstância
  • 2:07 - 2:14
    a fim de melhorar o cenário negativo
    é o que chamamos de política discricionária.
  • 2:14 - 2:21
    Neste vídeo vamos focar no que chamamos
    de estabilizadores automáticos
  • 2:21 - 2:27
    e que são chamados assim porque agem
    para estabilizar os ciclos econômicos.
  • 2:27 - 2:33
    E claro, são desencadeados automaticamente,
    sem uma ação explícita do governo.
  • 2:33 - 2:37
    Quais são exemplos
    desses estabilizadores automáticos?
  • 2:38 - 2:40
    O primeiro deles são os impostos.
  • 2:41 - 2:43
    Eu sugiro que você pause o vídeo
  • 2:43 - 2:48
    e pense em como os impostos
    ajudam a suavizar essas flutuações.
  • 2:49 - 2:50
    Vamos lá, então.
  • 2:50 - 2:54
    Vamos pensar no que está acontecendo
    em uma parte desse ciclo econômico
  • 2:55 - 2:57
    em que a economia
    está se expandindo.
  • 2:57 - 3:01
    Digamos que seja aqui
    ou, quem sabe, aqui.
  • 3:01 - 3:03
    O que está acontecendo
    com os impostos?
  • 3:04 - 3:09
    Nesses dois cenários em que temos
    o hiato do produto positivo
  • 3:09 - 3:13
    seria o caso em que a renda das pessoas
    aumenta mais e mais
  • 3:14 - 3:17
    e os lucros corporativos
    são cada vez maiores.
  • 3:17 - 3:21
    Com isso, a nossa variação
    de impostos será positiva
  • 3:21 - 3:27
    e, além disso, esses impostos não crescem
    apenas em termos absolutos de dólares,
  • 3:27 - 3:33
    mas provavelmente vão crescer a um ritmo
    mais rápido do que a economia.
  • 3:33 - 3:34
    E por que isso acontece?
  • 3:35 - 3:40
    Quando eu economia fica positiva,
    quando começa a se expandir cada vez mais,
  • 3:40 - 3:44
    mais e mais empresas
    se tornarão lucrativas, correto?
  • 3:44 - 3:50
    E se pensar no Imposto de Renda pessoal
    abaixo de um certo nível de renda em muitos países,
  • 3:50 - 3:53
    você nem precisa pagar impostos
  • 3:53 - 3:57
    e que para cada dólar
    ou aumento de 10 mil dólares,
  • 3:58 - 4:01
    a taxa de impostos
    nessa parte pode subir.
  • 4:01 - 4:05
    É por isso que o valor absoluto
    em dólares dos impostos
  • 4:05 - 4:11
    provavelmente aumentará em um ritmo
    mais rápido do que o crescimento econômico real.
  • 4:11 - 4:14
    Vamos pensar no que acontece
    no cenário oposto,
  • 4:15 - 4:20
    ou seja, o que acontece com os impostos
    quando estamos em uma recessão.
  • 4:20 - 4:23
    Digamos que estamos
    neste ponto aqui.
  • 4:23 - 4:27
    Nessa situação, os lucros corporativos
    são mais baixos.
  • 4:27 - 4:34
    Algumas empresas não serão tão lucrativos
    e, em alguns casos, nem pagarão impostos.
  • 4:34 - 4:37
    As pessoas vão ganhar
    cada vez menos dinheiro
  • 4:37 - 4:41
    e, com isso, a variação de impostos
    será negativa.
  • 4:41 - 4:44
    Além disso, a taxa de redução de impostos
  • 4:44 - 4:49
    provavelmente ficará maior
    do que a taxa de diminuição do PIB real,
  • 4:50 - 4:54
    ou seja, o multiplicador de impostos
    vai ficar negativo
  • 4:54 - 4:57
    e isso suaviza
    um pouco dessa curva.
  • 4:57 - 5:01
    Outros exemplos
    de estabilizadores automáticos
  • 5:02 - 5:07
    seriam coisas como pagamentos
    de bem-estar e seguro-desemprego.
  • 5:07 - 5:08
    Mas por quê?
  • 5:08 - 5:13
    Quando os tempos são bons,
    quando se tem esse hiato do produto positivo,
  • 5:13 - 5:20
    as pessoas vão precisar cada vez menos desses
    pagamentos de bem-estar ou do seguro-desemprego
  • 5:20 - 5:25
    e nesse cenário nós temos
    uma diminuição nos gastos do governo.
  • 5:25 - 5:28
    Isso porque ele não precisa
    pagar esses benefícios.
  • 5:28 - 5:33
    Essa diminuição de gastos
    é o que chamamos de contracionismo
  • 5:33 - 5:36
    e serve para suavizar
    um pouco essa curva.
  • 5:36 - 5:39
    E de novo, quando
    entramos em recessão,
  • 5:39 - 5:43
    quando começamos a ter um hiato
    de produto negativo,
  • 5:43 - 5:48
    mais e mais pessoas vão precisar desse bem-estar
    ou do seguro-desemprego.
  • 5:49 - 5:57
    Isso aumenta os gastos do governo que, por sua vez,
    com o multiplicador, pode suavizar essa curva.
  • 5:57 - 6:04
    Então o que aprendemos aqui é que quando o governo
    faz algo explicitamente para suavizar essa curva,
  • 6:04 - 6:08
    ele está fazendo
    uma política fiscal discricionária.
  • 6:08 - 6:12
    Mas você pode ter alguns mecanismos
    automáticos no sistema
  • 6:13 - 6:18
    que podem suavizar a curva independentemente
    de onde estamos no ciclo econômico.
  • 6:18 - 6:24
    Esses mecanismos têm o efeito de amortecimento.
    Eles suavizam essa oscilação
  • 6:25 - 6:29
    e são o que chamamos de
    estabilizadores automáticos.
  • 6:29 - 6:33
    Eu espero que essa aula tenha os ajudado
    e até a próxima, pessoal!
Titre:
Estabilizadores automáticos
Description:

plus » « moins
Langue de la vidéo:
Portuguese
Équipe:
Khan Academy
Projet :
Accessibility Brazil
Durée:
06:40

sous-titres en Portuguese

Révisions Comparer les révisions