Portuguese subtítulos

← O mito egípcio da morte de Osíris — Alex Gendler

Obtener código incrustado.
27 idiomas

Mostrar Revisión6 creada 07/28/2020 por Margarida Ferreira.

  1. Era uma festa como o Egito
    nunca tinha visto antes.
  2. O deus guerreiro Set
    e a sua esposa, a deusa Néftis,
  3. decoraram um salão extravagante
    para a ocasião,
  4. com uma bela arca de madeira
    no seu centro.
  5. Convidaram todos os deuses
    mais importantes,
  6. dezenas de divindades menores,
  7. e monarcas estrangeiros.
  8. Mas nenhum causou maior agitação
    e burburinho do que Osíris,
  9. o irmão mais velho de Set e Néftis,
  10. o deus que governava todo o Egito
    e tinha trazido prosperidade para todos.
  11. Set anunciou um jogo

  12. — quem coubesse perfeitamente na arca
    recebê-la-ia de presente.
  13. Um a um, os convidados enfiaram-se nela,
    mas nenhum cabia.
  14. Finalmente, foi a vez de Osíris.
  15. Quando se deitou,
    toda a gente viu que cabia perfeitamente
  16. — outra vitória para o deus
    que não podia errar.
  17. Então Set fechou a tampa da arca
    com Osíris ainda lá dentro, selou-a,

  18. e atirou-a ao Nilo.
  19. A arca era um caixão.
  20. Set tinha-o mandado construir
    especificamente para apanhar o irmão
  21. e planeou a festa para o atrair
    para dentro do caixão.
  22. Set há muito que sentia inveja
    do reino bem sucedido do irmão
  23. e esperava tomar o seu lugar
    como governante de todo o Egito.
  24. O Nilo levou o caixão para o mar
    onde ficou à deriva muitos dias

  25. antes de dar à costa perto de Biblos,
    onde um grande cedro cresceu à sua volta.
  26. A essência do deus no seu interior
    deu à árvore uma aura divina,
  27. e quando o rei de Biblos reparou nisso,
  28. ordenou que a árvore fosse cortada
    e levada para o seu palácio.
  29. Mal sabia ele
  30. que o caixão que continha o deus
    mais poderoso do Egito
  31. ainda estava no interior.
  32. A vitória de Set parecia completa,
    mas ele não contara com as irmãs.

  33. Néftis, a esposa de Set,
    era também sua irmã,
  34. e a outra irmã deles, a deusa Ísis,
  35. estava casada com o irmão deles, Osíris.
  36. Ísis estava determinada
    em encontrar Osíris,
  37. e conseguiu a ajuda de Néftis,
    sem o conhecimento de Set.
  38. As duas irmãs assumiram a forma de falcões
    e viajaram para todos os lados.
  39. Algumas crianças que tinham visto
    passar o caixão
  40. indicaram-lhes o palácio de Biblos.
  41. Ísis adotou uma nova forma
    e aproximou-se do palácio.
  42. A rainha ficou tão encantada
    com a deusa disfarçada
  43. que lhe confiou o príncipe bebé
    aos seus cuidados, como ama.
  44. Ísis decidiu tornar o bebé imortal
    banhando-o nas chamas.
  45. Quando a rainha, horrorizada,
    se deparou com esta cena,
  46. Ísis revelou-se e exigiu
    que lhe entregassem a árvore.
  47. Quando ela cortou o caixão
    do tronco e o abriu,

  48. Osíris estava morto no seu interior.
  49. Em lágrimas, ela levou o seu corpo
    de volta para o Egito
  50. e escondeu-o num pântano,
  51. partindo à descoberta
    de um meio de o ressuscitar.
  52. Mas, enquanto ela esteve fora,
  53. Set encontrou o corpo
    e cortou-o em mil pedaços,
  54. espalhando-os por todo o Egito.
  55. Ísis tinha perdido o esposo
    pela segunda vez, mas não iria desistir.

  56. Ela partiu numa busca por todo o país,
    viajando num barco de papiro.
  57. Uma a uma, ela encontrou as partes
  58. do corpo desmembrado do seu esposo,
    em cada província do Egito,
  59. fazendo um funeral para cada uma.
  60. Por fim, tinha descoberto
    todas as partes menos uma
  61. — o pénis dele, comido
    por um peixe do Nilo.
  62. Trabalhando com o que tinha,
    Ísis reconstruiu e reanimou o seu esposo.

  63. Mas, sem o pénis,
    Osíris estava incompleto.
  64. Osíris não poderia ficar entre os vivos,
  65. e não poderia recuperar a sua posição
    como governante do Egito.
  66. Em vez disso, ele teria de governar
    sobre Duat, o reino dos mortos.
  67. Mas, antes de partir, ele e Ísis
    conceberam um filho
  68. para receber o legado de Osíris
  69. e, um dia, vingá-lo.