YouTube

Got a YouTube account?

New: enable viewer-created translations and captions on your YouTube channel!

Portuguese, Brazilian subtitles

← Minicasas do futuro | Lara Nobel | TEDxSouthBank

Get Embed Code
9 Languages

Showing Revision 21 created 08/23/2016 by Maricene Crus.

  1. Alguns dos meus amigos compraram uma casa,

  2. com preços razoáveis,
    de três ou quatro quartos.
  3. Não foram caras,
  4. mas suficiente para prendê-los
    a 30 anos de financiamento.
  5. Eles trabalham nove horas ao dia, e gastam
    duas horas indo e vindo do trabalho.
  6. Quando eles chegam em casa,
    relaxam e dormem,
  7. eles precisam se levantar
    e fazer tudo novamente.
  8. Algumas vezes eles dizem
    que se sentem um pouco presos.
  9. Realisticamente, metade dos cômodos
    nesta casa estão vazios o tempo todo.
  10. E eles estão sempre ansiosos
    pelas próximas férias,
  11. longe de tudo,
  12. inclusive da casa.
  13. Aparentemente, isto é muito normal.
  14. Meu parceiro Andrew e eu
    estamos neste ponto em nossas vidas.
  15. Mas a ideia de se esforçar por esse
    estilo de vida parece desequilibrado.
  16. Saúde, natureza, e tempo
    parecem estar sendo trocados
  17. por casa, dinheiro e produtos.
  18. Imagino que muitos seguem o mesmo caminho:
    comprar o tanto quanto podemos pagar,
  19. na melhor área que pudermos,
  20. e então ajustar nosso estilo de vida.
  21. Geralmente isso significa
    uma casa grande em bairros residenciais
  22. com um trajeto curto para o trabalho.
  23. O problema que eu tenho com isso é que
    acredito que nossos ambientes físicos
  24. nos impõem hábitos, bons e ruins.
  25. Nós construímos as maiores casas
    do mundo e as enchemos com coisas
  26. piorando nossas pegadas ecológicas.
  27. Muitas de nossas casas
    são muito insulares,
  28. virando as costas para os vizinhos
    e para a rua pública.
  29. Fazemos financiamentos debilitantes
  30. em busca do grande sonho australiano,
  31. e sacrificamos nosso bem-estar,
    nossas relações e nossos hobbies.
  32. Então isso era um problema para nós.
  33. O que nós realmente queríamos
    era algo bem menor e mais flexível
  34. do que o mercado oferecia.
  35. Nós queríamos comprar algo
    dentro de nossas possibilidades,
  36. e adaptar o nosso estilo de vida
    a nossa casa, e não o contrário.
  37. Nossas casas poderiam ser muito mais,
    e tomar muito menos.
  38. Elas poderiam nos oferecer formas fáceis
    de processar nosso próprio lixo,
  39. ou reciclar nossa água.
  40. Elas poderiam nos oferecer formas
  41. de coletar e monitorar
    o consumo de energia,
  42. ou promover comunidades conectadas.
  43. E claro, como muitos problemas,
    esse não é apenas um problema pessoal.
  44. É um problema mais amplo,
    numa escala nacional e global.
  45. Nossas casas exigem muita energia
    para a construção e o funcionamento.
  46. Além disso, elas produzem
    uma grande quantidade de lixo.
  47. E a limpeza de terreno necessária
    para áreas de baixa densidade
  48. é um problema constante.
  49. Porém, continuamos teimosamente
    construindo casas cada vez maiores.
  50. O tamanho médio da planta baixa
    ou a área média das casas
  51. tem crescido constantemente
    nos últimos 15 anos.
  52. E, simultaneamente, o número de pessoas
    que vivem nessas casas diminuiu.
  53. E, além disso,
  54. muitos não podem sequer
    se dar ao luxo de comprar uma casa.
  55. O preço médio de nossas casas
    nas capitais da Austrália
  56. são sete vezes maiores
    do que nossa renda média anual.
  57. Isso é enorme.
  58. Então no ano passado meu parceiro e eu,
    e um amigo nosso pedreiro,
  59. nos unimos a ele e sua equipe
  60. para criarmos e construirmos
    uma alternativa.
  61. Algo baseado em nossos desejos,
    e não nas expectativas do mercado.
  62. Você já deve ter ouvido
    o termo "minicasas".
  63. No nosso caso, é essencialmente
    uma casa completamente funcional
  64. condensada em 18m²,
  65. que corresponde a duas vagas
    de estacionamento.
  66. O produto é uma casa transportável,
  67. mais acessível do que a casa comum,
  68. e, também, mais ecológico.
  69. Então deixe-me apresentá-la brevemente.
  70. A casa é construída em um trailer,
  71. então você pode rebocar uma casa
    completamente funcional e estacioná-la.
  72. Você entra na casa através do deck.
  73. O deck é feito de painéis modulares,
    que se ligam à lateral da casa
  74. quando você chega a um local,
    dobrando sua largura.
  75. As portas e as janelas são feitas
    de vigas de assoalhos de casas velhas,
  76. e esse compensado de madeira reciclada
    continua nas bancadas,
  77. nas prateleiras, e nas placas do deck.
  78. Como espaço é uma grande questão,
  79. foi importante manter
    uma visão boa por toda a casa.
  80. Então as janelas e as portas da frente
  81. estão alinhadas com as janelas
    em frente à cozinha.
  82. Uma vez dentro, você encontra
    longas vistas através da casa.
  83. O ritmo da viga do portal
    ajuda a organizar o espaço,
  84. e reduzir a sensação de desordem.
  85. Na parede do fundo, tem uma
    sala de estar em formato de L,
  86. e atrás dela tem um espaço
    para armazenagem do chão ao teto.
  87. Durante o dia, é uma sala de estar,
  88. e à noite, uma cama desce do teto.
  89. No espaço central,
    de um lado temos a bancada da cozinha,
  90. e no outro lado, uma bancada estreita,
  91. que se transforma em uma penteadeira
    e em uma área de serviço.
  92. E no outro extremo está o banheiro,
  93. que é separado da área principal
    por uma porta de correr.
  94. O banheiro possui um chuveiro,
    e uma privada de compostagem,
  95. porque ele foi projetado para possuir
    uma instalação autônoma.
  96. Acima do espaço do fundo, tem um loft,
  97. que pode ser utilizado
    como um espaço adicional para dormir
  98. para uma cama de casal ou "queen-size"
    ou para mais espaço de armazenamento.
  99. Foi muito importante para nós
  100. fazer com que o espaço pareça
    bem maior do que ele realmente é.
  101. E algumas estratégias
    que adotamos para isso
  102. foram os tetos altos com claraboias,
  103. paredes brancas,
  104. as vistas foram cuidadosamente
    organizadas por todo o espaço,
  105. e espelhos foram instalados
    estrategicamente.
  106. Claro, estética à parte,
  107. foi importante que ela funcionasse
    muito bem como casa.
  108. Então numa casa tão pequena,
    armazenamento foi bem importante.
  109. Tivemos que explorar todas
    as oportunidades que tivemos:
  110. embaixo do piso, nas paredes,
    em volta dos arcos, nos móveis.
  111. Claro, também tivemos
    que adotar cenários diferentes
  112. de como o espaço seria utilizado.
  113. Então, o que faríamos
    quando fossemos receber convidados?
  114. Como o espaço poderia ser reorganizado
    para diferente atividades do dia?
  115. Até agora, a capacidade máxima
    foi de 30 pessoas.
  116. (Risos)
  117. Ao projetar a casa,
  118. tivemos que colocar várias coisas
    em espaços muito pequenos.
  119. Mas para nós, a medida final de sucesso
  120. foi ser capaz de manter
    a essência de um lar.
  121. Claro, não é para todos,
    mas nos atende bem.
  122. Ser construída em um trailer significou
    que temos muitas alternativas
  123. para como o espaço é utilizado.
  124. Pessoas que possuem terrenos
    poderiam expandir o seu espaço,
  125. ao incluir uma parte adicional
    de acomodação.
  126. Aqueles que não possuem terrenos,
    podem ter muitas oportunidades.
  127. E esse é o caso do meu parceiro e eu.
  128. Arranjos podem ser feitos,
    e se você trouxer a casa com você,
  129. é incrível onde você pode
    achar lugares para viver.
  130. Há também oportunidades para pessoas
    que possuem funcionários que moram juntos
  131. ou familiares dependentes,
  132. e até mesmo para acomodação de férias.
  133. Claro, existem outras coisas
    a serem consideradas
  134. com casas modulares portáteis e pequenas
  135. sobre habitação para socorro a desastres,
    e comunidades que querem autonomia,
  136. ou propriedades mais remotas.
  137. E uma minicasa, que opera
    totalmente de forma autônoma,
  138. funciona bem nesses cenários.
  139. Outra questão que vale a pena mencionar
    brevemente é o envelhecimento da população
  140. e outras várias formas de habitação
  141. que podem não ser adaptadas tão bem,
  142. e como pequenas casas podem ser usadas
  143. nas propriedades de filhos de pais idosos,
  144. ou até mesmo no fundo
    das próprias propriedades,
  145. e eles poderiam alugar
    ou vender a casa maior,
  146. e permanecer na própria comunidade.
  147. Com um pouco de pensamento criativo
    e colaboração de consultores,
  148. desenvolvedores, vizinhos, amigos, família
  149. acredito que podemos superar muitas
    questões que temos com nossas moradias.
  150. Gostemos ou não,
  151. nossas moradias são
    um reflexo de quem somos
  152. e do que valorizamos como sociedade.
  153. O status quo das moradias australianas
    deve então nos preocupar.
  154. Estamos construindo casas cada vez maiores
    e não precisamos; talvez não deveríamos.
  155. Eu não quero tentar convencer
    todos a viverem em uma minicasa.
  156. Eu gostaria de sugerir um desafio
  157. de descartar nossos preconceitos,
  158. de colocar esses preconceitos de lado
    sobre nossas casas e pensar realmente
  159. no que queremos
    que nossa casa proporcione.
  160. Eu acredito que apenas
    quando chegarmos neste ponto
  161. poderemos refletir sobre o que importa
    em nossas casas e estilo de vida.
  162. É muito difícil colocar
    um preço num estilo de vida.
  163. Mas para mim, vale muito mais a pena
    do que uma casa com quatro quartos.
  164. (Aplausos)