YouTube

Got a YouTube account?

New: enable viewer-created translations and captions on your YouTube channel!

Portuguese, Brazilian subtitles

← Sue Austin: Mergulho de profundidade … em cadeira de rodas

Get Embed Code
34 Languages

Subtitles translated from English Showing Revision 4 created 01/18/2013 by Aline Pereira.

  1. É um prazer estar aqui

  2. para falar da minha experiência.
  3. Para falar da minha cadeira de rodas
  4. e da liberdade que ela me trouxe.
  5. Eu comecei a usar cadeira de rodas aos 16 anos,

  6. quando uma doença prolongada
  7. mudou a minha maneira de ter acesso mundo.
  8. Quando eu comecei a usar minha cadeira de rodas,
  9. senti uma tremenda sensação de liberdade.
  10. Eu tinha visto a minha vida se esvair e se tornar restrita, por conta da doença,
  11. então foi como se eu tivesse ganhado um brinquedo novo e especial.
  12. Eu podia me movimentar e sentir o vento no meu rosto novamente.
  13. Só o fato de poder ir lá fora, na rua, já era maravilhoso.
  14. Mas apesar da minha recém-descoberta alegria e liberdade,

  15. a reação das pessoas com relação a mim mudou completamente.
  16. Foi como se elas não mais me enxergassem,
  17. como se uma capa de invisibilidade me cobrisse.
  18. Elas pareciam me ver em termos de suas suposições
  19. sobre o que significa estar em uma cadeira de rodas.
  20. Quando eu perguntei que sentimento elas associavam ao objeto,
  21. elas usaram palavras como "limitação", "medo",
  22. "pena" e "restrição".
  23. E eu me dei conta de que havia internalizado estas respostas
  24. e que isto havia mudado quem eu era, a minha essência.
  25. Uma parte de mim havia se perdido.
  26. Eu estava me vendo não através da minha própria perspectiva,
  27. mas, vívida e repetidamente, através da perspectiva
  28. e da reação dos outros a mim.
  29. O resultado disso foi que eu me dei conta de que precisava criar minhas próprias histórias

  30. sobre a minha experiência;
  31. uma nova narrativa para recuperar minha identidade.
  32. ["Encontrando a Liberdade: 'Ao criarmos nossas próprias histórias, nós aprendemos a levar o texto das nossas vidas tão a sério quanto as narrativas oficiais'.––Davis 2009. TEDx Women"]

  33. Eu comecei a trabalhar em projetos

  34. que procuravam comunicar algo sobre
  35. a alegria e liberdade que eu sentia usando a cadeira de rodas––
  36. a minha super cadeira––para navegar o mundo.
  37. Eu estava trabalhando para transformar estas respostas internalizadas,
  38. para transformar os preconceitos––que tanto tinham contribuído para formar
  39. a minha idéía de mim mesma, quando eu comecei a usar cadeiras de rodas––
  40. através de imagens inesperadas.
  41. A cadeira de rodas se tornou um objeto lúdico, com o qual eu podia pintar e brincar.
  42. Quando eu comecei, literalmente, a deixar
  43. traços da minha alegria e liberdade por onde eu passava,
  44. foi muito bom ver
  45. as pessoas reagindo com surpresa e interesse.
  46. Isto parece ter proporcionado novas perspectivas,
  47. o que, por sua vez, possibilitou uma mudança de paradigma.
  48. Foi uma prova de que manifestações artísticas
  49. podem transformar nossa auto-imagem, nossa identidade,
  50. e transformar preconceitos ao repensar aquilo que nos é familiar.
  51. Então, quando eu comecei a fazer mergulho de profundidade, em 2005,

  52. eu aprendi que o equipamento de mergulho aumenta a gama de atividades/movimentos das pessoas,
  53. da mesma forma que a cadeira de rodas,
  54. mas as idéias associadas à equipamento de mergulho
  55. normalmente têm a ver com entusiasmo e aventura;
  56. completamente diferente da resposta das pessoas à cadeira de rodas.
  57. Então eu pensei, "O que será que aconteceria

  58. se eu juntasse as duas coisas"? (Risadas) (Aplauso)
  59. O resultado disso foi a cadeira de rodas submarina,
  60. que me proporcionou uma das aventuras mais maravilhosas
  61. dos meus últimos sete anos.
  62. Para lhes dar uma idéia da minha experiência,

  63. eu gostaria de partilhar com vocês um dos resultados
  64. deste espetáculo,
  65. para que vejam como foi incrível a minha aventura.
  66. (Música)

  67. (Aplauso)

  68. A experiência mais maravilhosa,

  69. mais incrível do que qualquer outra que eu já vivi.
  70. Eu tenho a liberdade de me mover
  71. em 360 graus, literalmente,
  72. o que me dá uma sensação de profunda alegria e liberdade.
  73. E o mais incrível e inesperado

  74. é que as pessoas que assistem este video parecem sentir o mesmo.
  75. Seus olhos brilham,
  76. e elas dizem coisas do tipo, "Eu quero uma dessas!",
  77. ou, "Se você consegue fazer isso, eu posso fazer qualquer coisa".
  78. E eu acho que é porque naquele momento

  79. em que vêem um objeto
  80. que nunca viram antes,
  81. e que transcende o referencial
  82. que têm para cadeira de rodas,
  83. as pessoas precisam pensar de maneira completamente diferente.
  84. E eu acho que este momento de pensamento completamento novo
  85. talvez crie uma liberdade
  86. que contagie outras pessoas.
  87. Para mim, isso significa que elas estão enxergando
  88. o valor da diferença,
  89. a alegria que ela traz
  90. quando, ao invés de prestarmos atenção na perda e na limitação,
  91. nós descobrimos o poder e prazer
  92. de enxergar o mundo por novos e ângulos.
  93. Para mim, a cadeira de rodas se torna
  94. um veículo de transformação.
  95. Na verdade, eu agora chamo a cadeira de rodas submarina de "Portal",
  96. porque ela literalmente me transportou para
  97. uma nova maneira de ser,
  98. para novas dimensões e novos níveis de consciência.
  99. E tem mais uma coisa.

  100. Uma vez que ninguém nunca antes viu ou ouviu falar
  101. de uma cadeira de rodas submarina,
  102. e que o objetivo deste espetáculo é criar
  103. novas formas de ver, ser e saber,
  104. agora vocês têm este novo conceito em mente.
  105. Vocês são todos parte da minha obra de arte também.
  106. (Aplauso)