Return to Video

África é um gigante adormecido e eu estou a tentar acordá-lo

  • 0:01 - 0:02
    Como é que é, malta?
  • 0:02 - 0:05
    Antes de mais, não acredito
    que estou na TED Talk.
  • 0:05 - 0:07
    Isto é muito importante.
  • 0:07 - 0:10
    Porque, neste momento,
    todos na minha aldeia estão a ver isto.
  • 0:10 - 0:13
    E, portanto, o meu dote
    de noiva acabou de subir.
  • 0:13 - 0:15
    O meu nome é Adeola Fayehun.
  • 0:15 - 0:17
    Sou da Nigéria, mas vivo nos EUA
  • 0:17 - 0:21
    e sou jornalista ou comediante
    ou humorista,
  • 0:21 - 0:23
    sou o que quiserem que eu seja.
  • 0:23 - 0:25
    Eu sou todas as mulheres,
    tenho tudo em mim.
  • 0:26 - 0:29
    Apresento um programa no YouTube
    chamado "Keeping It Real with Adeola".
  • 0:30 - 0:35
    Este programa é uma forma
    delicada, educada e muito direta
  • 0:35 - 0:37
    de chamar a atenção
    dos líderes africanos corruptos.
  • 0:37 - 0:40
    (Vídeo) Presidente Buhari: Não sei
    de que partido é a minha mulher,
  • 0:40 - 0:42
    mas o lugar dela é na cozinha.
  • 0:42 - 0:44
    Adeola Fayehun: Ó, meu Deus!
  • 0:44 - 0:45
    Preciso de água.
  • 0:45 - 0:47
    Eu disse que preciso de água!
  • 0:49 - 0:50
    Veem?
  • 0:50 - 0:52
    Eu chamo-os à razão!
  • 0:52 - 0:55
    Sobretudo quando fazem asneiras,
    o que acontece muitas vezes.
  • 0:55 - 0:58
    A propósito, se algum dirigente africano
    me estiver a ver
  • 0:58 - 1:00
    não estou a falar de si.
  • 1:00 - 1:02
    Estou a falar dos seus colegas, sim.
  • 1:03 - 1:07
    Faço-o porque África
    tem tudo para ser grandiosa.
  • 1:07 - 1:09
    Cresci a acreditar
  • 1:09 - 1:12
    que África, enquanto
    continente, é um gigante.
  • 1:12 - 1:14
    Temos capacidades, temos intelectuais,
  • 1:14 - 1:18
    recursos naturais, em maior quantidade
    do que qualquer outro continente.
  • 1:18 - 1:22
    África exporta 31% do ouro,
  • 1:22 - 1:24
    do manganésio e do urânio do mundo,
  • 1:24 - 1:27
    57% dos diamantes do mundo
  • 1:27 - 1:29
    e 13% do petróleo do mundo.
  • 1:29 - 1:32
    Não temos razão para depender de ajuda
  • 1:32 - 1:36
    ou pedir dinheiro emprestado
    à China ou ao Banco Mundial.
  • 1:36 - 1:37
    Mas sem bons líderes,
  • 1:37 - 1:42
    somos uma águia
    que não sabe que pode voar,
  • 1:42 - 1:43
    e muito menos pairar.
  • 1:43 - 1:46
    África é um gigante adormecido.
  • 1:46 - 1:49
    A verdade é que estou
    a tentar acordar este gigante.
  • 1:49 - 1:52
    É por isso que coloco
    a descoberto a "roupa suja"
  • 1:52 - 1:53
    dos que estão no poder.
  • 1:53 - 1:56
    Os nossos políticos e líderes religiosos,
  • 1:56 - 1:58
    sempre com muito respeito, claro,
  • 1:58 - 2:01
    porque mais do que tudo,
  • 2:01 - 2:04
    os líderes africanos
    adoram ser respeitados.
  • 2:04 - 2:06
    Por isso, faço-o em doses.
  • 2:06 - 2:09
    No meu programa,
    ajoelho-me perante eles.
  • 2:09 - 2:13
    Chamo-lhes tios, tias,
    os meus pais do céu,
  • 2:14 - 2:15
    e depois...
  • 2:15 - 2:19
    insulto-os por insultarem
    a nossa inteligência.
  • 2:19 - 2:21
    Porque estamos cansados
  • 2:21 - 2:24
    da hipocrisia e promessas falsas.
  • 2:24 - 2:26
    Por exemplo,
  • 2:26 - 2:29
    o presidente nigeriano
    prometeu acabar com o turismo médico
  • 2:29 - 2:32
    através da reparação
    dos nossos hospitais deploráveis
  • 2:32 - 2:34
    e da construção de novos hospitais.
  • 2:34 - 2:36
    Mas o que é que ele fez?
  • 2:36 - 2:41
    Passou três meses em Londres
    a receber tratamento, em 2017.
  • 2:41 - 2:44
    Ficámos sem presidente
    durante três meses.
  • 2:44 - 2:46
    Ficámos órfãos de presidente
    durante três meses.
  • 2:46 - 2:49
    Portanto, a minha função
    é chamá-los à razão,
  • 2:49 - 2:51
    com todo o respeito, claro.
  • 2:51 - 2:54
    Eu disse: "Ah, Sr. Presidente,
    sou eu, a sua amiga Adeola.
  • 2:54 - 2:56
    "Sabe como eu sou.
    Como é que está?
  • 2:56 - 2:57
    "Não tem vergonha."
  • 2:57 - 2:59
    Esqueci-me de dizer "senhor".
  • 2:59 - 3:01
    "O senhor não tem vergonha."
  • 3:01 - 3:03
    (Em Yoruba): Não teme o Senhor.
  • 3:03 - 3:04
    "Não teme o Senhor."
  • 3:04 - 3:09
    Há 35 mil médicos nigerianos
    neste momento a trabalhar nos EUA,
  • 3:09 - 3:10
    no Reino Unido e no Canadá,
  • 3:10 - 3:12
    a fazer coisas extraordinárias,
  • 3:12 - 3:15
    porque na Nigéria são mal pagos
  • 3:15 - 3:17
    e não têm o equipamento necessário
  • 3:17 - 3:20
    para fazer o seu trabalho de médicos.
  • 3:20 - 3:24
    E isto está a acontecer
    em muitos países africanos.
  • 3:24 - 3:26
    Nós temos a capacidade de voar.
  • 3:26 - 3:29
    Mas, infelizmente,
    muito do talento africano
  • 3:29 - 3:33
    está a voar de África
    para outros continentes.
  • 3:33 - 3:34
    Por exemplo,
  • 3:34 - 3:39
    este médico nigeriano operou um bebé
    que ainda não tinha nascido, no Texas.
  • 3:39 - 3:40
    Também este médico nigeriano
  • 3:40 - 3:45
    descobriu os efeitos neurológicos
    dos traumatismos em atletas.
  • 3:45 - 3:48
    E muitos países têm atletas africanos
  • 3:48 - 3:50
    a ganhar medalhas de ouro para eles.
  • 3:51 - 3:53
    O mais interessante é que estamos à espera
  • 3:53 - 3:55
    que Deus venha salvar a África.
  • 3:55 - 3:58
    Não estou a brincar,
    estamos mesmo à espera de Deus.
  • 3:58 - 4:00
    Quer dizer, basta olhar
    para o presidente do Burundi.
  • 4:00 - 4:02
    Prendeu jornalistas
    e membros da oposição,
  • 4:02 - 4:05
    mas declarou um Dia de Oração Nacional
  • 4:05 - 4:08
    para as pessoas poderem
    rezar para que Deus salve o país.
  • 4:09 - 4:11
    E eu pergunto, não era
    ele que devia salvar o país?
  • 4:11 - 4:13
    Ó, não, não, não, não, não, não.
  • 4:13 - 4:15
    Queremos que seja Deus a salvá-lo.
  • 4:15 - 4:17
    Tenho de lidar com isto, percebem?
  • 4:17 - 4:20
    Digo-vos, alguém vai cair
    em cima deste políticos
  • 4:20 - 4:22
    mais tarde ou mais cedo.
  • 4:22 - 4:24
    Somos bons demais para isto.
  • 4:24 - 4:28
    Quero que os nossos líderes
    comecem a assumir responsabilidade
  • 4:28 - 4:31
    e deixem de culpar Deus.
  • 4:32 - 4:34
    Deus já nos deu tudo aquilo
    de que precisamos.
  • 4:34 - 4:37
    Está tudo aqui, vamos usá-lo.
  • 4:37 - 4:40
    Mas o mais importante,
    o que mais gosto de fazer
  • 4:40 - 4:43
    é apresentar africanos
    a fazer trabalhos maravilhosos.
  • 4:43 - 4:45
    Pessoas normais que mudam vidas.
  • 4:45 - 4:48
    Como esta mulher queniana,
    Wangari Maathai,
  • 4:48 - 4:52
    a primeira mulher africana
    a receber o Prémio Nobel da Paz,
  • 4:52 - 4:54
    por defender os direitos humanos
  • 4:54 - 4:56
    e por plantar um milhão de árvores.
  • 4:56 - 4:59
    Ou esta mulher do Zimbabué,
    a Dra. Tererai Trent,
  • 4:59 - 5:02
    obrigada a casar aos 14 anos
  • 5:02 - 5:04
    em troca de uma vaca.
  • 5:04 - 5:07
    Apesar disso, esta mulher
    aprendeu a ler e a escrever sozinha
  • 5:07 - 5:10
    e acabou por ir ao programa da Oprah.
  • 5:10 - 5:13
    Ó, Pai, um dia quero
    ir ao programa da Oprah.
  • 5:13 - 5:15
    Esta mulher já construiu escolas
  • 5:15 - 5:18
    para milhares de crianças no Zimbabué.
  • 5:18 - 5:22
    Também o famoso arquiteto britânico
    David Adjaye
  • 5:22 - 5:24
    projetou edifícios espetaculares
    por todo o mundo.
  • 5:24 - 5:27
    E ele é do Gana e da Tanzania,
  • 5:27 - 5:31
    por isso sabemos que foi
    o arroz Jollof ganês que ele comeu
  • 5:33 - 5:35
    que lhe deu inspiração para o "design".
  • 5:35 - 5:37
    Ou talvez seja o arroz Jollof nigeriano,
  • 5:37 - 5:38
    porque o nigeriano é melhor.
  • 5:38 - 5:41
    De qualquer maneira,
    foi isso que o inspirou
  • 5:41 - 5:43
    a tornar-se o homem talentoso que é hoje.
  • 5:43 - 5:46
    Enquanto tenho a vossa atenção,
    quero dizer mais uma coisa,
  • 5:46 - 5:47
    por isso aproximem-se.
  • 5:47 - 5:50
    Ok, está bem, não se aproximem demasiado.
  • 5:50 - 5:53
    Não gosto da maneira
    como alguns de vocês descrevem África.
  • 5:53 - 5:55
    Não são todos, só alguns de vocês.
  • 5:55 - 5:56
    Sobretudo tu.
  • 5:56 - 5:59
    Antes de mais, não é um país,
    é um continente.
  • 5:59 - 6:01
    não conheço o Paul do Uganda,
  • 6:02 - 6:04
    não conheço a Rebecca do Zimbabué.
  • 6:04 - 6:06
    A Nigéria é tão longe do Zimbabué,
  • 6:06 - 6:08
    como Nova Iorque é de França.
  • 6:08 - 6:11
    E não é um grupo de pessoas nuas
    que precisam da caridade ocidental.
  • 6:11 - 6:13
    Vocês têm tudo baralhado.
  • 6:13 - 6:15
    Os leões não andam
    a vaguear pelas ruas, ok?
  • 6:15 - 6:18
    E eu podia continuar,
    mas já sabem a que é que me refiro.
  • 6:18 - 6:20
    Por isso, enquanto faço o meu trabalho
  • 6:20 - 6:23
    de tentar acordar
    o gigante adormecido, África,
  • 6:23 - 6:25
    para ela poder ocupar
    o seu devido lugar no mundo,
  • 6:26 - 6:27
    vocês podem ajudar também.
  • 6:27 - 6:29
    Por favor, ouçam.
  • 6:30 - 6:32
    Ouçam os vossos amigos africanos
  • 6:32 - 6:34
    sem uma noção preconcebida
  • 6:34 - 6:37
    do que vocês acham que eles vão dizer.
  • 6:37 - 6:39
    Leiam livros africanos.
  • 6:39 - 6:41
    Ó, meu Deus, vejam filmes africanos.
  • 6:41 - 6:43
    Ou, pelo menos,
  • 6:43 - 6:46
    aprendam alguns dos nomes
    dos nossos 54 belos países.
  • 6:46 - 6:49
    É verdade, 54, querido, cinco e quatro.
  • 6:49 - 6:50
    Pronto, pessoal, é isto.
  • 6:50 - 6:52
    Vou continuar, ok?
  • 6:52 - 6:54
    Até à próxima.
    Vemo-nos depois.
  • 6:54 - 6:55
    Fiquem em paz.
Title:
África é um gigante adormecido e eu estou a tentar acordá-lo
Speaker:
Adeola Fayehun
Description:

"África é um gigante adormecido", diz a jornalista e humorista Adeola Fayehun no início da sua palestra divertida e incisiva. "A verdade é que estou a tentar acordar este gigante. É por isso que coloco a descoberto a 'roupa suja' dos que estão no poder". Vejam como ela critica os dirigentes africanos corruptos e mostra que o continente tem tudo o que precisa para ocupar o seu devido lugar no contexto mundial, se os líderes começarem a assumir as suas responsabilidades.

more » « less
Video Language:
English
Team:
TED
Project:
TEDTalks
Duration:
07:09

Portuguese subtitles

Revisions