Return to Video

A África é um gigante adormecido, e estou tentando acordá-lo

  • 0:01 - 0:02
    E aí, pessoal?
  • 0:02 - 0:05
    Antes de mais nada, não acredito
    que estou numa palestra TED.
  • 0:05 - 0:07
    Isto é muito importante
  • 0:07 - 0:10
    porque, neste momento,
    todos da minha região estão assistindo.
  • 0:10 - 0:13
    E, claro, meu dote de noiva aumentou.
  • 0:13 - 0:15
    Meu nome é Adeola Fayehun.
  • 0:15 - 0:16
    Sou da Nigéria.
  • 0:16 - 0:17
    Moro nos EUA,
  • 0:17 - 0:20
    sou jornalista, comediante,
  • 0:20 - 0:21
    ou humorista,
  • 0:21 - 0:23
    o que quiserem que eu seja.
  • 0:23 - 0:25
    Sou todas as mulheres, está tudo em mim.
  • 0:25 - 0:29
    Apresento um programa no YouTube
    chamado "Keeping It Real with Adeola".
  • 0:30 - 0:35
    Esse programa é um jeito suave,
    respeitoso e muito direto
  • 0:35 - 0:37
    de chamar a atenção
    de líderes africanos corruptos.
  • 0:37 - 0:40
    (Vídeo) Presidente Buhari: Não sei
    o partido de minha esposa,
  • 0:40 - 0:42
    mas o lugar dela é na cozinha.
  • 0:42 - 0:44
    Adeola Fayehun: Ah, meu Deus!
  • 0:44 - 0:45
    Preciso de água.
  • 0:45 - 0:47
    Eu disse que preciso de água!
  • 0:49 - 0:50
    Viram só?
  • 0:50 - 0:52
    Sou sincera com eles,
  • 0:52 - 0:55
    principalmente quando fazem besteira,
    o que acontece muitas vezes.
  • 0:55 - 0:58
    A propósito, se algum
    dirigente africano estiver me vendo,
  • 0:58 - 1:00
    não estou falando do senhor.
  • 1:00 - 1:02
    Estou falando de seus colegas, sim.
  • 1:03 - 1:07
    Faço isso porque a África
    tem tudo para ser grandiosa.
  • 1:07 - 1:12
    Cresci acreditando que a África,
    como continente, é gigante.
  • 1:12 - 1:14
    Temos habilidades, temos intelectuais
  • 1:14 - 1:18
    e recursos naturais em quantidade maior
    do que qualquer outro continente.
  • 1:18 - 1:24
    A África fornece 31% de ouro,
    manganês e urânio do mundo,
  • 1:24 - 1:27
    57% dos diamantes do mundo
  • 1:27 - 1:29
    e 13% do petróleo do mundo.
  • 1:29 - 1:32
    Não temos razão para depender de ajuda
  • 1:32 - 1:36
    ou pedir dinheiro emprestado
    à China ou ao Banco Mundial.
  • 1:36 - 1:37
    Mas, sem bons líderes,
  • 1:37 - 1:42
    somos como uma águia que não sabe voar,
  • 1:42 - 1:43
    muito menos voar a grande altitude.
  • 1:43 - 1:46
    A África é como um gigante adormecido.
  • 1:46 - 1:49
    A verdade é que estou tentando
    acordar esse gigante.
  • 1:49 - 1:53
    Por isso, revelo a hipocrisia
    dos responsáveis pelo gigante.
  • 1:53 - 1:56
    Nossos políticos e líderes religiosos,
  • 1:56 - 1:58
    com todo o respeito, é claro,
  • 1:58 - 2:01
    porque, mais do que tudo,
  • 2:01 - 2:04
    os líderes africanos
    adoram ser respeitados.
  • 2:04 - 2:06
    Então, vou por partes.
  • 2:06 - 2:08
    Em meu programa,
  • 2:08 - 2:09
    me ajoelho diante deles, sim,
  • 2:09 - 2:12
    os chamo de meus tios, minhas tias,
  • 2:12 - 2:14
    meus pais no Senhor,
  • 2:14 - 2:15
    e depois...
  • 2:15 - 2:19
    os insulto por insultarem
    nossa inteligência,
  • 2:19 - 2:21
    porque estamos cansados
  • 2:21 - 2:24
    da hipocrisia e das falsas promessas.
  • 2:24 - 2:26
    Por exemplo,
  • 2:26 - 2:29
    o presidente nigeriano
    prometeu acabar com o turismo médico,
  • 2:29 - 2:32
    reformando nossos hospitais
    em más condições
  • 2:32 - 2:34
    e construindo novos.
  • 2:34 - 2:36
    Mas o que ele fez?
  • 2:36 - 2:41
    Passou três meses recebendo tratamento
    em Londres, em 2017.
  • 2:41 - 2:44
    Ficamos sem presidente por três meses.
  • 2:44 - 2:46
    Ficamos sem presidente por três meses!
  • 2:46 - 2:49
    Então, meu dever foi chamar o presidente,
  • 2:49 - 2:50
    com todo respeito, claro.
  • 2:50 - 2:54
    Eu disse: "Senhor presidente,
    sou eu, sua amiga Adeola.
  • 2:54 - 2:56
    Sabe como eu sou, como vai?
  • 2:56 - 2:57
    Não tem vergonha".
  • 2:57 - 2:59
    Me esqueci do "senhor".
  • 2:59 - 3:01
    "O senhor não tem vergonha."
  • 3:01 - 3:03
    (Iorubá) O senhor não teme a Deus.
  • 3:03 - 3:04
    "O senhor não teme a Deus."
  • 3:04 - 3:09
    Trinta e cinco mil médicos nigerianos
    trabalham atualmente nos EUA,
  • 3:09 - 3:10
    no Reino Unido e no Canadá,
  • 3:10 - 3:12
    fazendo coisas incríveis,
  • 3:12 - 3:15
    porque, na Nigéria, não são bem pagos
  • 3:15 - 3:20
    nem têm o equipamento necessário
    para exercerem a medicina.
  • 3:20 - 3:24
    E isso está acontecendo
    em muitos países africanos.
  • 3:24 - 3:26
    Temos a capacidade de voar.
  • 3:26 - 3:29
    Mas infelizmente muitos talentos africanos
  • 3:29 - 3:33
    estão saindo da África
    para outros continentes.
  • 3:33 - 3:34
    Por exemplo,
  • 3:34 - 3:37
    este médico nigeriano operou um feto
  • 3:37 - 3:39
    no Texas.
  • 3:39 - 3:40
    Este outro médico nigeriano
  • 3:40 - 3:45
    descobriu os efeitos neurológicos
    da concussão cerebral em atletas.
  • 3:45 - 3:51
    E muitos países têm atletas africanos
    que ganham a medalha de ouro para eles.
  • 3:51 - 3:55
    O interessante é que esperamos
    que Deus salve a África.
  • 3:55 - 3:57
    É sério, não é piada,
    estamos à espera de Deus.
  • 3:57 - 3:59
    Vejam o presidente do Burundi.
  • 3:59 - 4:02
    Prendeu jornalistas e membros da oposição,
  • 4:02 - 4:05
    mas declarou o Dia Nacional da Oração
  • 4:05 - 4:08
    para que as pessoas possam
    pedir a Deus para salvar o país.
  • 4:08 - 4:11
    E eu pergunto: não era ele
    que deveria salvar o país?
  • 4:11 - 4:13
    Ah, não, não, não, não, não.
  • 4:13 - 4:15
    Queremos que Deus faça isso.
  • 4:15 - 4:17
    Percebem com o que eu tenho que lidar?
  • 4:17 - 4:19
    Vou lhes dizer uma coisa:
  • 4:19 - 4:22
    um dia, esses políticos
    receberão o que merecem.
  • 4:22 - 4:24
    Somos melhores do que isso.
  • 4:24 - 4:28
    Queremos que nossos líderes
    comecem a assumir responsabilidade
  • 4:28 - 4:32
    e parem de colocar tudo nas mãos de Deus.
  • 4:32 - 4:34
    Deus já nos deu tudo o que precisamos.
  • 4:34 - 4:37
    Está bem aqui, vamos utilizar.
  • 4:37 - 4:40
    Mas o que mais gosto de fazer
  • 4:40 - 4:43
    é mostrar africanos
    que fazem trabalhos incríveis,
  • 4:43 - 4:45
    pessoas comuns que mudam vidas,
  • 4:45 - 4:48
    como esta mulher queniana,
    Wangari Maathai,
  • 4:48 - 4:52
    a primeira mulher africana
    a receber o Prêmio Nobel da Paz.
  • 4:52 - 4:56
    Ela lutou pelos direitos humanos
    e plantou um milhão de árvores.
  • 4:56 - 4:58
    Ou também esta mulher do Zimbábue,
  • 4:58 - 4:59
    a doutora Tererai Trent,
  • 4:59 - 5:02
    que se casou aos 14 anos
  • 5:02 - 5:04
    em troca de uma vaca.
  • 5:04 - 5:07
    Porém ela aprendeu
    a ler e a escrever sozinha
  • 5:07 - 5:09
    e acabou aparecendo no programa da Oprah.
  • 5:09 - 5:13
    Ah, Deus, um dia, eu quero estar na Oprah.
  • 5:13 - 5:18
    Atualmente essa mulher construiu escolas
    para milhares de crianças no Zimbábue.
  • 5:18 - 5:21
    O famoso arquiteto britânico David Adjaye
  • 5:21 - 5:24
    projetou edifícios espetaculares
    em todo o mundo.
  • 5:24 - 5:27
    Ele é ganense e tanzaniano.
  • 5:27 - 5:31
    Então sabemos que foi
    o arroz jollof ganense
  • 5:31 - 5:33
    que ele comeu
  • 5:33 - 5:35
    que lhe deu a inspiração para o design.
  • 5:35 - 5:38
    Ah, talvez seja o arroz jollof nigeriano
    porque o nigeriano é melhor.
  • 5:38 - 5:43
    Mas foi isso que lhe deu a inspiração
    para se tornar o grande homem que é hoje.
  • 5:43 - 5:46
    Aproveitando a atenção de vocês,
    tenho mais uma coisa a dizer.
  • 5:46 - 5:47
    Por favor, se aproximem.
  • 5:47 - 5:50
    Não cheguem tão perto, assim está bom.
  • 5:50 - 5:52
    Não gosto do modo como alguns de vocês
  • 5:52 - 5:53
    retratam a África.
  • 5:53 - 5:55
    Não todos vocês, apenas alguns.
  • 5:55 - 5:56
    Você principalmente.
  • 5:56 - 5:59
    Antes de mais nada,
    não é um país, é um continente.
  • 5:59 - 6:01
    Não conheço Paul, de Uganda.
  • 6:01 - 6:04
    Não conheço Rebeca, do Zimbábue.
  • 6:04 - 6:08
    A Nigeria é tão longe do Zimbábue
    quanto Nova York é da França.
  • 6:08 - 6:11
    E não é um grupo de pessoas nuas
    que precisam da caridade ocidental.
  • 6:11 - 6:13
    Está tudo errado.
  • 6:13 - 6:15
    Não temos leões nas ruas, está bem?
  • 6:15 - 6:18
    Eu poderia continuar,
    mas vocês já me entenderam.
  • 6:18 - 6:20
    Enquanto faço meu trabalho
  • 6:20 - 6:22
    de tentar acordar a África,
    o gigante adormecido,
  • 6:22 - 6:25
    para que ela possa ocupar
    seu devido lugar no mundo,
  • 6:26 - 6:27
    vocês também podem fazer sua parte.
  • 6:27 - 6:30
    Por favor, escutem mais.
  • 6:30 - 6:32
    Escutem seus amigos africanos
  • 6:32 - 6:37
    sem preconceitos sobre o que acham
    que eles irão dizer.
  • 6:37 - 6:39
    Leiam livros africanos.
  • 6:39 - 6:41
    Ah, meu Deus, assistam a filmes africanos.
  • 6:41 - 6:42
    Ou, pelo menos,
  • 6:42 - 6:46
    aprendam alguns dos nomes
    de nossos 54 belos países.
  • 6:46 - 6:49
    Sim, são 54, querido, 5-4.
  • 6:49 - 6:52
    Bem, pessoal, foi de coração,
    e continuarei a ser sincera.
  • 6:52 - 6:54
    Até mais, nos vemos em breve.
  • 6:54 - 6:55
    Fiquem em paz.
Title:
A África é um gigante adormecido, e estou tentando acordá-lo
Speaker:
Adeola Fayehun
Description:

"A África é um gigante adormecido", diz a jornalista e humorista Adeola Fayehun no início de sua palestra hilariante e incisiva. "A verdade é que estou tentando acordar esse gigante. É por isso que revelo a hipocrisia dos que estão no poder." Acompanhe como ela critica os dirigentes africanos corruptos e mostra por que o continente já tem tudo o que precisa para ocupar seu devido lugar no contexto mundial, se os líderes começarem a assumir suas responsabilidades.

more » « less
Video Language:
English
Team:
TED
Project:
TEDTalks
Duration:
07:09

Portuguese, Brazilian subtitles

Revisions Compare revisions