YouTube

Got a YouTube account?

New: enable viewer-created translations and captions on your YouTube channel!

Portuguese, Brazilian subtitles

← Barbara Kruger: Part of the Discourse | Art21 "Extended Play"

Get Embed Code
10 Languages

Showing Revision 4 created 04/05/2018 by Mariana Marcondes.

  1. BARBARA KRUGER:
    PARTE DO DISCURSO
  2. Como um pedaço de lona pintada
  3. pode ser Arte?
  4. Há muitas formas de produzir arte...
  5. Algumas são mais digeríveis do que outras.

  6. Me lembro de visitar galerias
    quando era mais jovem
  7. completamente intimidada!
  8. Algumas obras precisavam ser decifradas.
  9. Creio que a acessibilidade do meu trabalho
    foi importante para mim,
  10. já que eu era aquela espectadora
    que não entendia,
  11. que não conhecia as linguagens.
  12. Me aproximei da performance,
  13. e a ideia da pista de skate surgiu.
  14. Eu apenas fui, "Isso seria tão legal."
  15. "O dinheiro fala."
  16. "Valores de quem?"
  17. Eram apenas ideias no ar,
  18. perguntas que às vezes fazemos
  19. e perguntas que não fazemos,
    embora devêssemos.
  20. Cresci em Newark, em Nova Jérsia.
  21. Minha mãe e meu pai
  22. não fizeram faculdade.
  23. Morávamos em um apartamento de 3 cômodos
  24. e eu dormia na sala.
  25. Sempre tive consciência de que
    nossas origens,
  26. o que nos é dado,
    e o que nos é negado
  27. determinam quem podemos ser no mundo.
  28. Cheguei em Nova Iorque.
  29. Fiz escola de arte por um ano.
  30. Comecei a trabalhar com cobrança
  31. e, depois, como telefonista.
  32. Sair de Newark para morar em Nova Iorque,
  33. mesmo não acompanhando os tabloides
    é possível saber deles
  34. no metrô e em qualquer lugar.
  35. De repente,
    soube que havia empregos na Condé Nast.
  36. Eu estava com sorte...
  37. Fui contratada como designer auxiliar.
  38. Se não contratar gente
    para cuidar disso,
  39. está demitido.
  40. Recortar imagens.
  41. Escolher fontes.
  42. Quando comecei, eu pensei,
    "Quero ser diretora de arte",
  43. mas era um mundo diferente.
  44. Eu era uma limpa-chaminés
    em comparação com outras pessoas de lá.
  45. Eu tirei uma folga
  46. e tentei descobrir o que
    poderia significar me considerar artista.
  47. Lembro-me de dizer às pessoas,
  48. "Posso ser artista apenas por trabalhar
    com montagens e colagens?'
  49. "Não, você não pode."
  50. Percebi que podia usar minha experiência
    de designer
  51. para fazer meu trabalho.
  52. Eu gosto dessas fontes chamativas
  53. há meio que uma nitidez
    nessas fontes sans serif.
  54. Senti que o vermelho chama a atenção.
  55. Não podia pagar para imprimir
    a maioria dessas imagens coloridas.
  56. Costumava ir em sebos
    e descobrir revistas antigas,
  57. e as convertia para preto e branco.
  58. Para nós, em 1981/1983,
  59. mostrar nosso trabalho significava
    fazer parte daquele meio.
  60. Quando meu grupo começou a ser assunto,
  61. e nosso trabalho, vendido,
  62. pensei, "Se meu trabalho está virando
    mercadoria, tenho que falar disso."
  63. Questões sobre poder, valor
  64. infelizmente não estão desatualizadas.
  65. A arquitetura é meu primeiro amor.
  66. Eu apenas espacializo ideias.
  67. Eu sei em quais áreas devo estar
  68. para estimular um espaço
    com imagens e com texto.
  69. "Pense como nós."
  70. "Odeie como nós."
    "Tema como nós."
  71. Quero meu trabalho suscitando comentários.
  72. [ATIVISTA]
    Direito à vida,
  73. você não se importa
    se mulheres morrem.
  74. Seu nome é mentira!
  75. Eu criei "Seu corpo é um campo de batalha"
  76. para fazer as pessoas irem ao protesto.
  77. Isso foi pelo direito
  78. reprodutivo feminino.
  79. Lembro-me de ligar à Paternidade Planejada
    e oferecer meus serviços,
  80. e eles não sabiam quão eficiente eu era.
  81. Eles disseram que trabalhavam
    com uma agência de publicidade.
  82. Ok, tudo bem.
  83. Então, usei essa impressora "Quirky".
  84. Imprimia todos esses cartazes com ela.
  85. Saí com um ou dois deles pela manhã
  86. e os espalhei pela cidade.
  87. Bem, com certeza sou feminista,
  88. mas nunca pude considerar
    o gênero ou sexualidade separado da classe
  89. e nunca pensei a classe separada da raça.
  90. Algo para realmente se pensar sobre
  91. é o que nos faz ser quem somos
    no mundo em que vivemos,
  92. e como a cultura nos constrói e confina.
  93. Há um esteriótipo do artista
  94. ou do músico.
  95. São muitos esteriótipos.
  96. As pessoas sempre me perguntam
    se podem visitar meu ateliê.
  97. Eu digo, vocês querem que eu use boina
  98. e vocês me fotografam em uma mesa?
  99. Eu disse "não".
  100. Não,
  101. eu não quero ser essa pessoa.
  102. Há registros visuais meus suficientes.
  103. Não é necessário um milhão de fotos.
  104. O que isso significa?
    Para apontar a câmera a outra pessoa,
  105. acredito que haja brutalidade nisso.
  106. "Você."
  107. "Você sabe que as mulheres
    serviram, todos esses séculos,
  108. como espelhos que possuem o dom
    e o poder delicioso
  109. de refletir a imagem do homem 2 vezes
    maior do que seu tamanho real."
  110. Citação da Virginia Woolf,
  111. eu precisava usá-la.