YouTube

Got a YouTube account?

New: enable viewer-created translations and captions on your YouTube channel!

Portuguese, Brazilian subtitles

← Ensinar com empatia | Anna Spertini | TEDxSiena

Get Embed Code
7 Languages

Showing Revision 12 created 09/24/2018 by Maricene Crus.

  1. Boa tarde e obrigada pelo convite.

  2. Meu nome é Anna Spertini e sou professora,
  3. dou aula para crianças e adolescentes.
  4. Passei os últimos cinco meses
    da minha vida
  5. estudando microexpressões faciais
    e as emoções correlatas a elas.
  6. Vejam: esta, por exemplo,
    é uma expressão de alegria sincera.
  7. Diferente desta, que é uma expressão
    que meus amigos fazem
  8. quando conto a eles como passei o verão.
  9. Causa um certo incômodo,
  10. e também uma certa impressão
  11. já que as microexpressões faciais
  12. geralmente são associadas
    à descoberta de mentiras.
  13. Isto graças a uma série de TV
    de alguns anos atrás.
  14. Mas as pessoas não sabem
  15. que, aplicando esta técnica
    a outro setor, como o didático,
  16. podemos obter uma comunicação
    melhor com os alunos
  17. e também uma maior consciência
    de nós mesmos.
  18. Eu também sou mãe.
  19. Meu filho se chama Alessandro,
    tem nove anos,
  20. e estuda violino com o método Suzuki.
  21. O método Suzuki é inovador
    no ensino de música,
  22. reconhecido no mundo inteiro
  23. e também chamado
    de "método da língua mãe".
  24. Foi criado no século passado
    por Shinichi Suzuki,
  25. que é um violinista e professor japonês,
  26. e o principal fundamento deste método
  27. é que todos possam aprender
    pelo seu ambiente.
  28. Portanto criando um ambiente
    certo e estimulante,
  29. estimulamos estas mesmas coisas no aluno,
  30. e isso favorece o aprendizado.
  31. Uma condição essencial do método Suzuki
  32. é a participação de pelo menos um dos pais
  33. no processo do estudo.
  34. E de fato o sucesso dos programas Suzuki
  35. estão exatamente na boa qualidade
  36. de algo chamado "triângulo Suzuki"
  37. que é formado da relação de colaboração
  38. entre o professor, os pais e o aluno.
  39. Vejam, esta é uma aula de violino
  40. da Escola Suzuki de Siena.
  41. O mestre de violino do meu filho
    se chama Alessio Nacuzi
  42. e normalmente manda
    vários e-mails para os pais
  43. para apoiá-los em seu papel de pais Suzuki
  44. e especialmente ajudar seus filhos,
  45. no ensino de violino em casa.
  46. Na primavera passada,
    Alessio enviou um e-mail a todos os pais
  47. em que, entre outras coisas, tinha
    um link para o site de Paul Ekman.
  48. Paul Ekman é um pesquisador que dedicou
  49. sua vida toda à pesquisa
    de microexpressões faciais
  50. e as emoções relacionadas a elas.
  51. Fui olhar o site e percebi logo que nele
  52. havia uma enorme quantidade
    de informações interessantes
  53. não só para o meu trabalho,
    mas também para mim como mãe,
  54. para ajudar meu filho
    com as aulas de violino.
  55. Era muito material e era muito caro,
  56. portanto perguntei ao Alessio
    se era possível dividirmos o custo.
  57. Ele aceitou e assim dividimos também
    os momentos de estudo.
  58. Passamos o verão inteiro estudando
  59. e ao final do verão
  60. conseguimos obter
    o FACS Coders Certificate,
  61. que é um certificado geralmente atribuído
  62. a pessoas que vão trabalhar como experts
  63. com a polícia ou em tribunais.
  64. Mas nós queríamos aplicá-lo à didática,
  65. porque estávamos convencidos
    que nos daria resultados surpreendentes.
  66. E, neste momento,
    conheci o Alessio melhor.
  67. Conheci alguns detalhes de sua vida,
    como chegou em Siena,
  68. e descobri que,
  69. como Paul Ekman dedicou toda sua vida
  70. ao estudo de microexpressões faciais,
  71. Alessio dedicou toda sua vida
    não só à música e ao violino,
  72. mas também à pesquisa de um método
    didático único de seu gênero.
  73. Imaginem,
  74. pegar diversos instrumentos
    e técnicas de comunicação,
  75. usadas apenas em poucos setores,
  76. e aplicá-los à didática.
  77. O efeito é imediato:
    entre o professor e o aluno
  78. se cria uma comunicação
    e empatia profundas;
  79. os resultados são obtidos
    em muito pouco tempo,
  80. e com um bem-estar mais estável.
  81. O mestre Alessio Nacuzi
    está convencido que é possível,
  82. utilizando métodos diversos,
  83. como o método Suzuki,
    Mental Training, NLP Coaching,
  84. o método Feldenkrais, LAB Profile,
  85. conseguir obter uma situação pela qual,
  86. no momento da performance,
    do concerto, da execução,
  87. o aluno esteja numa situação
    de zero estresse
  88. e consequentemente de bem-estar estável.
  89. Muitas universidades
    estrangeiras e italianas
  90. se mostraram interessadas
    na pesquisa de Alessio.
  91. Entre elas a Royal College de Londres,
  92. e obviamente também o Paul Ekman Group,
  93. que nos doou parte do material de estudo.
  94. E então a questão é:
  95. como fazer para definir
    o nível de estresse no aluno?
  96. Há um teste simples e confiável
  97. que se chama teste de cortisol salivar.
  98. Consiste em pegar uma pequena
    amostra de saliva do sujeito,
  99. no momento da performance,
    neste caso então o concerto,
  100. para medir exatamente o nível de cortisol.
  101. Quando este hormônio,
  102. que é produzido
    pelas glândulas supra-renais,
  103. está presente em quantidade alta,
  104. indica uma condição de estresse.
  105. Alessio Nacuzi em seus anos de experiência
  106. aplicou este método
    em muitas crianças, seus alunos.
  107. E viu que, efetivamente,
    é possível aplicá-lo, fazê-lo,
  108. e que os resultados existem.
  109. Sou uma testemunha entusiasmada disto
  110. porque vi que meu filho, em apenas
    dois anos de aulas de violino,
  111. já consegue tocar, de cabeça,
    mais de 50 peças,
  112. entre elas algumas bem complexas.
  113. Então pensem em como seria
  114. aplicar um método deste tipo
    em outras matérias,
  115. como a matemática, história
    e línguas estrangeiras.
  116. Conseguiremos, finalmente,
    dar a possibilidade a nossos filhos
  117. de tirar maior vantagem disso
    durante o aprendizado
  118. que os acompanhará para a vida toda.
  119. E assim chegamos
  120. à expressão de alegria sincera
    que mostrei a vocês no início.
  121. Imaginem seus filhos felizes em aprender,
  122. e supermotivados a fazê-lo.
  123. E imaginem a expressão
    de vocês, de felicidade,
  124. quando entenderem o que fizeram por eles.
  125. Obrigada.
  126. (Aplausos)