Return to Video

A ascensão e a queda do primeiro império da História — Soraya Field Fiorio

  • 0:08 - 0:13
    O primeiro império da História surgiu
    numa paisagem quente e árida,
  • 0:13 - 0:16
    sem chuvas para alimentar as culturas,
  • 0:16 - 0:19
    sem árvores nem pedras para construção.
  • 0:19 - 0:21
    Apesar disso tudo,
  • 0:21 - 0:24
    os seus habitantes construíram
    as primeiras cidades do mundo,
  • 0:24 - 0:28
    com uma arquitetura monumental
    e grande população
  • 0:28 - 0:32
    — e criaram-nas totalmente
    feitas de lama.
  • 0:33 - 0:36
    A Suméria ocupava a parte sul
    do atual Iraque
  • 0:36 - 0:39
    na região chamada Mesopotâmia.
  • 0:39 - 0:42
    Mesopotâmia significa
    "entre dois rios"
  • 0:42 - 0:45
    —o Tigre e o Eufrates.
  • 0:45 - 0:50
    Por volta de 5000 a.C., os sumérios
    usavam canais de irrigação,
  • 0:50 - 0:52
    represas e reservatórios
  • 0:53 - 0:57
    para canalizar a água do rio
    e irrigar grandes áreas de terras
  • 0:57 - 0:59
    anteriormente totalmente secas.
  • 0:59 - 1:03
    Comunidades agrícolas, como esta,
    iam surgindo lentamente por todo o mundo.
  • 1:03 - 1:06
    Mas os sumérios foram os primeiros
    a dar o passo seguinte.
  • 1:07 - 1:09
    Usando tijolos de argila
    feitos com a lama do rio,
  • 1:09 - 1:13
    começaram a criar casas
    e templos de vários pisos.
  • 1:13 - 1:15
    Inventaram a roda
  • 1:15 - 1:20
    — a roda do oleiro, para transformar
    a lama em artigos caseiros e instrumentos.
  • 1:20 - 1:24
    Os tijolos de argila deram origem
    às primeiras cidades do mundo,
  • 1:24 - 1:28
    provavelmente por volta de 4500 a.C.
  • 1:28 - 1:32
    No topo da pirâmide social da cidade
    estavam os sacerdotes e as sacerdotisas
  • 1:32 - 1:35
    que eram considerados a nobreza.
  • 1:35 - 1:38
    Depois, havia os mercadores,
    os artesãos, os agricultores
  • 1:38 - 1:40
    e os povos escravizados.
  • 1:40 - 1:44
    O Império Sumério consistia
    em cidades-estados distintas
  • 1:44 - 1:47
    que funcionavam como pequenas nações.
  • 1:47 - 1:50
    Estavam ligadas superficialmente
    pela língua e por crenças espirituais
  • 1:50 - 1:53
    mas faltava-lhes um controlo centralizado.
  • 1:53 - 1:57
    As cidades mais antigas
    eram Uruk, Ur e Eridu,
  • 1:57 - 2:00
    e acabou por haver
    uma dezena de cidades.
  • 2:00 - 2:02
    Cada cidade tinha um rei
    que exercia um cargo
  • 2:02 - 2:05
    entre um sacerdote e um governante.
  • 2:05 - 2:09
    Por vezes, lutavam umas contra as outras
    para conquistar novos territórios.
  • 2:09 - 2:12
    Cada cidade era dedicada
    a uma divindade padroeira
  • 2:12 - 2:15
    considerada como fundadora da cidade.
  • 2:15 - 2:18
    O edifício maior
    e mais importante da cidade
  • 2:18 - 2:21
    era a casa do deus seu padroeiro:
    o zigurate
  • 2:21 - 2:24
    um templo construído
    como uma pirâmide em degraus.
  • 2:25 - 2:30
    Por volta de 3200 a.C., os sumérios
    começaram a expandir o seu alcance.
  • 2:30 - 2:35
    A roda de oleiro encontrou uma nova função
    nos carros de combate e nas carroças.
  • 2:35 - 2:38
    Construíram barcos feitos de juncos
    e de folhas de tamareiras,
  • 2:38 - 2:43
    com velas de linho que os transportaram
    a grandes distâncias, por rio e pelo mar.
  • 2:43 - 2:47
    Para complementar os recursos escassos,
    criaram uma rede comercial,
  • 2:47 - 2:51
    com os reinos em ascensão
    do Egito, da Anatólia e da Etiópia.
  • 2:52 - 2:55
    Importavam ouro,
    prata, lápis lazúli
  • 2:55 - 2:57
    e madeira de cedro.
  • 2:58 - 3:00
    O comércio foi o impulso improvável
  • 3:00 - 3:04
    para a invenção do primeiro
    sistema de escrita do mundo.
  • 3:04 - 3:08
    Começou como um sistema de contabilidade
    dos mercadores sumérios
  • 3:08 - 3:10
    que faziam negócios
    com comerciantes estrangeiros.
  • 3:10 - 3:14
    Ao fim de centenas de anos,
    o primitivo sistema de pictogramas
  • 3:14 - 3:17
    chamado cuneiforme,
    transformou-se numa escrita.
  • 3:17 - 3:20
    Os sumérios redigiram
    a primeiras leis escritas
  • 3:20 - 3:25
    e criaram o primeiro sistema escolar,
    destinado a ensinar a arte da escrita
  • 3:25 - 3:28
    e foram pioneiros
    em inovações menos atrativas,
  • 3:28 - 3:31
    como a burocracia e os impostos.
  • 3:31 - 3:35
    Nas escolas, os escribas estudavam
    do nascer ao pôr-do-sol,
  • 3:35 - 3:38
    de crianças até à idade adulta.
  • 3:38 - 3:42
    Aprendiam contabilidade, matemática,
    e copiavam obras de literatura
  • 3:42 - 3:48
    — hinos, mitos, provérbios,
    fábulas de animais, encantamentos
  • 3:48 - 3:51
    e as primeiras epopeias
    em tabuinhas de barro.
  • 3:51 - 3:54
    Algumas dessas tabuinhas
    contavam a história de Gilgamesh,
  • 3:54 - 3:56
    um rei da cidade de Uruk
  • 3:57 - 4:00
    que também era
    o sujeito de lendas míticas,
  • 4:00 - 4:06
    Mas, no terceiro milénio a.C.,
    a Suméria já não era o único império,
  • 4:06 - 4:08
    nem sequer na Mesopotâmia.
  • 4:08 - 4:13
    Vagas de tribos nómadas invadiram
    a região, vindos de norte e de leste.
  • 4:14 - 4:16
    Alguns recém-chegados
    copiaram os sumérios,
  • 4:16 - 4:18
    adotaram o seu estilo de vida,
  • 4:18 - 4:21
    usaram a escrita cuneiforme
    para exprimir as suas línguas.
  • 4:22 - 4:26
    Em 2300 a.C., o rei Sargão da Acádia
  • 4:27 - 4:29
    conquistou as cidades-estado da Suméria.
  • 4:29 - 4:32
    Mas Sargão respeitou a cultura suméria,
  • 4:32 - 4:36
    e acádios e sumérios coexistiram
    lado a lado durante séculos.
  • 4:37 - 4:41
    Outros grupos invasores
    só se dedicaram a pilhagem e destruição.
  • 4:41 - 4:44
    Apesar de a cultura suméria
    se espalhar,
  • 4:44 - 4:51
    uma carnificina permanente de invasões
    chacinaram o povo sumério em 1750 a.C.
  • 4:52 - 4:56
    Posteriormente, a Suméria desapareceu
    na poeira do deserto,
  • 4:56 - 4:59
    e só foi redescoberta no século XIX.
  • 5:00 - 5:04
    Mas a cultura suméria sobreviveu
    durante milhares de anos
  • 5:04 - 5:07
    — primeiro, através dos acádios,
    depois dos assírios
  • 5:07 - 5:09
    e depois dos babilónicos.
  • 5:09 - 5:13
    Os babilónicos transmitiram
    as invenções e tradições dos sumérios
  • 5:13 - 5:17
    para as culturas dos hebreus,
    dos gregos e dos romanos.
  • 5:17 - 5:20
    Algumas delas ainda hoje persistem.
Title:
A ascensão e a queda do primeiro império da História — Soraya Field Fiorio
Speaker:
Soraya Field Fiorio
Description:

Vejam a lição completa: https://ed.ted.com/lessons/the-rise-and-fall-of-history-s-first-empire-soraya-field-fiorio

O primeiro império da História surgiu numa paisagem quente e árida, sem chuvas para alimentar as culturas, sem árvores nem pedras para construção. Apesar disso tudo, os seus habitantes construíram as primeiras cidades do mundo, com uma arquitetura monumental e grande população — e criaram-nas totalmente feitas de lama. Soraya Field Florio fala-nos da ascensão e da queda do império da Suméria.

Lição de Soraya Field Fiorio, realização de Tomás Pichardo-Espaillat.

more » « less
Video Language:
English
Team:
TED
Project:
TED-Ed
Duration:
05:21

Portuguese subtitles

Revisions