Return to Video

Um apelo à educação

  • 0:00 - 0:02
    Esta é a minha primeira viagem.
  • 0:02 - 0:04
    A primeira viagem ao estrangeiro como Primeira-dama.
  • 0:04 - 0:06
    Dá para acreditar?
  • 0:06 - 0:16
    (Aplausos)
  • 0:16 - 0:19
    E embora não seja a minha primeira visita ao Reino Unido,
  • 0:19 - 0:24
    tenho que dizer que estou contente de que esta seja a minha primeira visita oficial.
  • 0:24 - 0:28
    A relação especial entre os Estados Unidos e o Reino Unido
  • 0:28 - 0:33
    é baseada, não apenas na relação entre governos,
  • 0:33 - 0:36
    mas na linguagem comum e nos valores que partilhamos.
  • 0:36 - 0:40
    E sou lembrada disso ao ver-vos aqui todos hoje.
  • 0:40 - 0:44
    Durante a minha visita, tenho ficado especialmente honrada
  • 0:44 - 0:47
    de conhecer algumas das mulheres mais extraordinárias do Reino Unido.
  • 0:47 - 0:50
    Mulheres que estão a abrir o caminho para todas vocês.
  • 0:50 - 0:53
    E sinto-me honrada de vos conhecer,
  • 0:53 - 0:59
    as futuras líderes do Reino Unido e deste mundo.
  • 0:59 - 1:04
    E, embora as circunstâncias das nossas vidas possam parecer muito distantes,
  • 1:04 - 1:08
    estando eu aqui como Primeira-dama dos Estados Unidos da América,
  • 1:08 - 1:12
    e vocês, apenas a fazer o vosso percurso escolar.
  • 1:12 - 1:16
    Eu quero quer saibam que temos mesmo muito em comum.
  • 1:16 - 1:20
    No meu percurso de vida nada
  • 1:20 - 1:22
    faria prever que eu estaria aqui perante vocês
  • 1:22 - 1:25
    como Primeira-dama
  • 1:25 - 1:27
    dos Estados Unidos da América.
  • 1:27 - 1:32
    Não há nada na minha história que indicasse que eu estaria aqui.
  • 1:32 - 1:35
    Não fui criada com riqueza nem recursos
  • 1:35 - 1:39
    nem com nenhum status social de que falar.
  • 1:39 - 1:43
    Eu fui criada no lado sul de Chicago.
  • 1:43 - 1:46
    Essa é a parte real de Chicago.
  • 1:46 - 1:49
    E eu fui o produto de uma comunidade de classes de trabalhadores.
  • 1:49 - 1:53
    O meu pai foi um trabalhador citadino toda a sua vida.
  • 1:53 - 1:55
    E a minha mãe foi uma dona-de-casa.
  • 1:55 - 2:00
    E ela ficou em casa para tomar conta de mim e do meu irmão mais velho.
  • 2:00 - 2:03
    Nenhum deles estudou na universidade.
  • 2:03 - 2:06
    O meu pai foi diagnosticado com esclerose múltipla
  • 2:06 - 2:08
    no auge da sua vida.
  • 2:08 - 2:11
    Mas mesmo quando se tornou mais difícil para ele andar
  • 2:11 - 2:13
    e vestir-se de manhã --
  • 2:13 - 2:15
    eu vi-o lutar cada vez mais --
  • 2:15 - 2:19
    o meu pai nunca se queixou sobre a sua luta.
  • 2:19 - 2:21
    Ele estava grato pelo que tinha.
  • 2:21 - 2:26
    Ele só acordava um pouco mais cedo e trabalhava um pouco mais.
  • 2:26 - 2:29
    E o meu irmão e eu fomos criados com tudo o que é realmente preciso:
  • 2:29 - 2:32
    amor, valores fortes
  • 2:32 - 2:35
    e com a crença de que com uma boa educação
  • 2:35 - 2:37
    e com muito trabalho e dedicação,
  • 2:37 - 2:40
    não havia nada que nós não pudéssemos fazer.
  • 2:40 - 2:44
    Eu sou um exemplo do que é possível atingir
  • 2:44 - 2:48
    quando as meninas, desde muito pequenas,
  • 2:48 - 2:53
    são amadas e acompanhadas pelas pessoas à sua volta.
  • 2:53 - 2:57
    Eu estive rodeada por mulheres extraordinárias na minha vida.
  • 2:57 - 3:02
    Avós, professoras, tias, primas, vizinhas,
  • 3:02 - 3:06
    que me ensinaram sobre força silenciosa e dignidade.
  • 3:06 - 3:11
    E a minha mãe, o exemplo mais importante da minha vida,
  • 3:11 - 3:13
    que vive connosco na Casa Branca
  • 3:13 - 3:16
    e ajuda a criar as nossas duas filhas pequenas,
  • 3:16 - 3:18
    Malia and Sasha.
  • 3:18 - 3:22
    Ela é uma presença activa nas vidas delas e também na minha,
  • 3:22 - 3:24
    e está a incutir nelas
  • 3:24 - 3:27
    os mesmos valores que ela ensinou a mim e ao meu irmão:
  • 3:27 - 3:30
    coisas como compaixão e integridade,
  • 3:30 - 3:34
    e confiança e perseverança.
  • 3:34 - 3:37
    Tudo isso envolvido num amor incondicional
  • 3:37 - 3:40
    que só uma avó pode dar.
  • 3:40 - 3:44
    Fui também suficientemente sortuda por ser acarinhada e encorajada
  • 3:44 - 3:49
    por alguns exemplos masculinos fortes,
  • 3:49 - 3:52
    incluindo o meu pai, o meu irmão, tios e avôs.
  • 3:52 - 3:57
    Os homens na minha vida também me ensinaram algumas coisas importantes.
  • 3:57 - 4:00
    Ensinaram-me sobre o que uma relação de respeito
  • 4:00 - 4:04
    devia ser, entre homens e mulheres.
  • 4:04 - 4:08
    Ensinaram-me a sensação de ter um casamento forte.
  • 4:08 - 4:11
    Isso é construído com base na verdade e no compromisso
  • 4:11 - 4:15
    e na admiração pelas características únicas um do outro.
  • 4:15 - 4:17
    Ensinaram-me sobre o que significa
  • 4:17 - 4:19
    ser um pai
  • 4:19 - 4:21
    e construir uma família.
  • 4:21 - 4:23
    E não apenas para investir nas suas próprias famílias
  • 4:23 - 4:28
    mas para ensinar e ajudar a educar crianças
  • 4:28 - 4:30
    numa comunidade mais vasta.
  • 4:30 - 4:32
    E estas foram as mesmas qualidades
  • 4:32 - 4:35
    que eu procurei para o meu próprio marido,
  • 4:35 - 4:37
    Barack Obama.
  • 4:38 - 4:41
    E quando nós nos vimos pela primeira vez,
  • 4:41 - 4:45
    uma das coisas de que me lembro é que ele me levou para sair.
  • 4:45 - 4:48
    E o plano dele era que eu fosse com ele a uma reunião da comunidade.
  • 4:48 - 4:50
    (risos)
  • 4:50 - 4:52
    Eu sei ... que romântico.
  • 4:52 - 4:55
    (risos)
  • 4:55 - 4:57
    Mas quando nos conhecemos, o Barack era um organizador da comunidade.
  • 4:57 - 5:01
    Ele trabalhava ajudando pessoas a encontrar empregos
  • 5:01 - 5:05
    e a tentar trazer recursos em bairros problemáticos.
  • 5:05 - 5:07
    Enquanto ele falava para os residentes naquele centro da comunidade,
  • 5:07 - 5:09
    ele falava sobre dois conceitos.
  • 5:09 - 5:15
    Falava sobre "o mundo como ele é" e "o mundo como devia ser."
  • 5:15 - 5:19
    E eu falava sobre isto durante toda a campanha.
  • 5:19 - 5:21
    O que ele dizia era que, demasiadas vezes,
  • 5:21 - 5:26
    nós aceitamos a distância entre estas duas ideias.
  • 5:26 - 5:30
    E às vezes acomodamo-nos ao mundo como ele é,
  • 5:30 - 5:34
    mesmo quando isso não reflecte os nossos valores e aspirações.
  • 5:34 - 5:37
    Mas o Barack lembrou-nos nesse dia,
  • 5:37 - 5:40
    a todos nós nessa sala, que todos sabemos
  • 5:40 - 5:44
    como o mundo devia ser.
  • 5:44 - 5:47
    Nós sabemos o que a justeza e justiça e a oportunidade são.
  • 5:47 - 5:49
    Todos sabemos.
  • 5:49 - 5:51
    E ele incitou as pessoas nesse encontro,
  • 5:51 - 5:53
    nessa comunidade,
  • 5:53 - 5:56
    a se dedicarem a diminuir a distância
  • 5:56 - 5:58
    entre essas duas ideias,
  • 5:58 - 6:02
    a trabalharem em conjunto para tentar que o mundo como ele é
  • 6:02 - 6:06
    e o mundo como devia ser, fossem um e um só.
  • 6:06 - 6:09
    E eu penso sobre isso hoje porque eu sou
  • 6:09 - 6:13
    lembrada e estou convencida de que todas vocês nesta escola
  • 6:13 - 6:18
    são muito importantes para diminuir essa diferença.
  • 6:18 - 6:23
    Vocês são as mulheres que vão construir o mundo como ele devia ser.
  • 6:23 - 6:25
    Vão escrever o próximo capítulo na história.
  • 6:25 - 6:29
    Não apenas para vocês, mas para a vossa geração
  • 6:29 - 6:32
    e para as próximas gerações.
  • 6:32 - 6:34
    E é por isso que ter uma boa educação
  • 6:34 - 6:36
    é tão importante.
  • 6:36 - 6:39
    É por isso que tudo pelo que estão a a passar --
  • 6:39 - 6:43
    os altos e baixos, os professores de quem gostam e de quem não gostam --
  • 6:43 - 6:46
    é por isso que é tão importante.
  • 6:46 - 6:49
    Porque as comunidades e os países e, no limite, o mundo,
  • 6:49 - 6:54
    são apenas tão fortes como a saúde das suas mulheres.
  • 6:54 - 6:56
    E é importante manter isso em mente.
  • 6:56 - 7:02
    Uma parte dessa saúde inclui uma educação fora de série.
  • 7:02 - 7:07
    A diferença entre uma família com dificuldades e uma saudável
  • 7:07 - 7:10
    é geralmente a presença de mulheres com autoridade,
  • 7:10 - 7:13
    ou mulheres, com um papel central nessa família.
  • 7:13 - 7:16
    A diferença entre uma comunidade em dificuldades e uma em prosperidade
  • 7:16 - 7:20
    é geralmente o respeito saudável entre homens e mulheres
  • 7:20 - 7:25
    que apreciam a contribuição de cada um para a sociedade.
  • 7:25 - 7:28
    A diferença entre uma nação abatida
  • 7:28 - 7:30
    e uma nação que vai florescer
  • 7:30 - 7:34
    é o reconhecimento que precisamos de acesso igualitário à educação
  • 7:34 - 7:36
    para os rapazes e raparigas.
  • 7:36 - 7:41
    E esta escola, que tem o nome da primeira médica do Reino Unido,
  • 7:41 - 7:47
    e os prédios à volta, que têm o nome da artista mexicana Frida Kahlo,
  • 7:47 - 7:49
    Mary Seacole,
  • 7:49 - 7:53
    a enfermeira jamaicana conhecida como a "Florence Nighingale negra",
  • 7:53 - 7:56
    e o autora inglesa, Emily Bronte,
  • 7:56 - 8:00
    honram as mulheres que lutaram contra o sexismo, racismo e ignorância,
  • 8:00 - 8:05
    para seguirem as suas paixões e para alimentarem as suas almas.
  • 8:05 - 8:08
    Elas não aceitaram obstáculos.
  • 8:08 - 8:12
    Como dizia ali atrás a placa "sem limitações".
  • 8:12 - 8:14
    Elas não conheciam outro modo de viver
  • 8:14 - 8:17
    sem ser seguir os seus sonhos.
  • 8:17 - 8:22
    E, ao fazerem isso, estas mulheres
  • 8:22 - 8:24
    ultrapassaram muitos obstáculos.
  • 8:24 - 8:26
    E abriram muitas novas portas
  • 8:26 - 8:29
    para milhões de médicas e enfermeiras
  • 8:29 - 8:32
    e artistas e autoras,
  • 8:32 - 8:34
    que as seguiram.
  • 8:34 - 8:37
    E, ao terem uma boa educação,
  • 8:37 - 8:41
    vocês também podem controlar o vosso destino.
  • 8:41 - 8:44
    Por favor lembrem-se disso.
  • 8:44 - 8:48
    Se querem saber a razão de eu estar aqui hoje,
  • 8:48 - 8:51
    é por causa da educação.
  • 8:51 - 8:55
    Eu nunca faltei às aulas. Desculpem ... não sei se alguém aqui falta às aulas.
  • 8:55 - 8:57
    Eu nunca faltei.
  • 8:57 - 8:59
    Eu adorava ter "Excelentes".
  • 8:59 - 9:01
    Eu gostava de ser inteligente.
  • 9:01 - 9:05
    Eu gostava de ser pontual. Gostava de fazer os meus deveres.
  • 9:05 - 9:10
    Eu pensava que ser inteligente era a coisa mais fixe do mundo.
  • 9:10 - 9:12
    E vocês, com estes mesmos valores,
  • 9:12 - 9:14
    também podem controlar o vosso próprio destino.
  • 9:14 - 9:17
    Também podem abrir o caminho.
  • 9:17 - 9:19
    Também podem realizar os vossos sonhos
  • 9:19 - 9:23
    e depois, o vosso dever é voltar atrás
  • 9:23 - 9:27
    e ajudar alguém como vocês a fazer o mesmo.
  • 9:27 - 9:30
    A história prova que não interessa
  • 9:30 - 9:32
    se vocês vêm de uma localidade
  • 9:32 - 9:34
    ou de uma capital de distrito.
  • 9:34 - 9:36
    O vosso sucesso será determinado
  • 9:36 - 9:39
    pela vossa força de vontade,
  • 9:39 - 9:43
    pela vossa confiança, pela vosso esforço individual.
  • 9:43 - 9:47
    Isso é verdade. Isso é a realidade do mundo em que vivemos.
  • 9:47 - 9:50
    Vocês têm o controlo sobre o vosso próprio destino.
  • 9:50 - 9:55
    E não vai ser fácil. Isso é certo.
  • 9:55 - 9:57
    Mas vocês têm tudo o que precisam.
  • 9:57 - 10:00
    Tudo o que precisam para vencer,
  • 10:00 - 10:03
    vocês já têm aqui.
  • 10:03 - 10:07
    O meu marido trabalha num grande escritório.
  • 10:07 - 10:10
    Chamam-lhe: "A sala oval".
  • 10:10 - 10:12
    Na Casa Branca, está a secretária onde ele se senta.
  • 10:12 - 10:15
    É chamada a Secretária da decisão.
  • 10:15 - 10:19
    Esta secretária foi construída com a madeira do navio Resolute ("Decidido") de Sua Majestade
  • 10:19 - 10:22
    e oferecida pela Rainha Victória.
  • 10:22 - 10:27
    É um símbolo da amizade duradoura entre as duas nações.
  • 10:27 - 10:29
    E o seu nome, "Secretária da Decisão",
  • 10:29 - 10:33
    é uma lembrança da força de carácter que é necessária
  • 10:33 - 10:35
    não só para liderar um país,
  • 10:35 - 10:40
    mas para viver uma vida com sentido também.
  • 10:40 - 10:44
    E eu espero que na busca dos vossos sonhos, vocês se mantenham decididas,
  • 10:44 - 10:47
    que vão em frente sem limites,
  • 10:47 - 10:52
    e que usem os vossos talentos -- porque têm muitos. Já os vimos.
  • 10:52 - 10:54
    Estão aí.
  • 10:54 - 10:58
    E que os usem para criar um mundo como deve ser.
  • 10:58 - 11:01
    Porque nós estamos a contar convosco.
  • 11:01 - 11:03
    Estamos a contar que cada uma de vocês
  • 11:03 - 11:06
    seja o melhor que pode ser.
  • 11:06 - 11:08
    Isto porque o mundo é grande.
  • 11:08 - 11:10
    E está cheio de desafios.
  • 11:10 - 11:14
    E nós precisamos que jovens mulheres fortes e confiantes
  • 11:14 - 11:16
    se levantem e tomem as rédeas.
  • 11:16 - 11:20
    Nós sabemos que vocês conseguem. Amamo-vos. Muito obrigada.
  • 11:20 - 11:27
    (Aplausos).
Title:
Um apelo à educação
Speaker:
Michelle Obama
Description:

Falando numa escola de raparigas em Londres, Michelle Obama faz um apelo apaixonado e pessoal para que cada aluna leve a educação a sério. Será esta nova e brilhante geração que, segundo ela, irá diminuir a diferença entre o mundo como ele é e o mundo como ele devia ser.

more » « less
Video Language:
English
Team:
TED
Project:
TEDTalks
Duration:
11:29

Portuguese subtitles

Revisions Compare revisions