YouTube

Got a YouTube account?

New: enable viewer-created translations and captions on your YouTube channel!

Portuguese subtitles

← Marcel Dzama: Desenhar com Raymond Pettibon | Art21 "Extended Play"

Get Embed Code
10 Languages

Showing Revision 5 created 11/06/2019 by Margarida Ferreira.

  1. [Marcel Dzama:
    Desenhar com Raymond Pettibon]
  2. Gosto de trabalhar sozinho
    durante um mês.
  3. Depois disso, preciso de estar
    com outros artistas ou amigos.
  4. Gosto muito de colaboração.
  5. Trabalhar com Raymond Pettibon
    tem sido uma honra.
  6. Ele foi o primeiro artista contemporâneo
    de que ouvi falar,
  7. por causa das capas de álbuns
    das bandas "punk" que ele tinha feito
  8. ao longo dos anos.
  9. Começámos a colaborar porque íamos
    a todos os jantares de artistas Zwimmer.
  10. Éramos ambos um pouco
    desajeitados socialmente.
  11. Por isso, desenhávamos nesses jantares.
  12. Habitualmente, sentávamo-nos
    ao lado um do outro.
  13. Começávamos a desenhar nos guardanapos
  14. em cima da mesa.
  15. Penso que foi ele quem abriu a porta
    para a aceitação do desenho
  16. como uma forma de arte importante,
  17. não apenas como um esboço
    antes da pintura ou da escultura.
  18. Foi ele que abriu a porta
  19. e depois eu também entrei.
  20. Vamos fazer esta catedral ou as ondas?
  21. - Vamos começar por esta?
    - Vamos.
  22. Marcel Dzama: Também há esta
    que tu tinhas para os cavalos.
  23. RP: Ah, claro.
  24. MD: É uma cor muito bonita.
  25. RP: Adoro catedrais góticas
  26. porque basta deixar que a gravidade...
  27. MD: Sim, é só deixar cair.
  28. (Risos)
  29. RP: Foram precisos 500 anos
  30. de trabalho árduo para a terminar
  31. mas prefiro desenhá-la.
  32. MD: Nem sequer falávamos
    do que tencionávamos fazer.
  33. Começávamos naturalmente
    numa ponta do papel
  34. e encontrávamo-nos no meio,
    ou mudávamos de lado.
  35. Sabíamos que muitas pessoas
    iam tentar descobrir:
  36. "Oh, o Marcel desenhou isto
    e o Raymond desenhou isto".
  37. Então, ele desenhava um morcego,
    propositadamente,
  38. e eu desenhava uma onda
    ou um surfista,
  39. ou qualquer coisa por que
    somos mais conhecidos.
  40. Se a tinta pingava sobre o meu desenho,
  41. eu tentava incorporá-la,
    como uma cobra ou qualquer coisa assim.
  42. Enquanto Raymond deixava
    simplesmente os pingos.
  43. Eu gosto daquela descontração que ele tem
  44. de deixar as coisas acontecerem.
  45. É esse fluxo natural
    que funciona muito bem.
  46. Os nossos filhos são da mesma idade.
    têm os dois seis anos.
  47. Estiveram aqui há uns dias
    e pintaram isto aqui no canto.
  48. Raymond e eu também participámos.
  49. Foram eles que começaram.
  50. Tinham esta onda aqui.
  51. Isto é uma espécie de peça
    colaborativa familiar.
  52. É muito divertido.
  53. Desde que tenho um filho, descobri
    que ver as coisas pelos olhos dele
  54. ver as coisas de uma nova forma
  55. e descobrir coisas que eu ignorava
    ou a que estava habituado
  56. influenciaram o meu trabalho.
  57. Descobri
  58. que esta descontração no meu trabalho,
    quando colaboro
  59. dá-lhe mais energia.
  60. O trabalho tem vida
    e eu passei a fazê-lo.
  61. Tradução de Margarida Ferreira