YouTube

Got a YouTube account?

New: enable viewer-created translations and captions on your YouTube channel!

Portuguese, Brazilian subtitles

← Matemática não é difícil, é apenas uma linguagem | Randy Palisoc | TEDxManhattanBeach

Get Embed Code
18 Languages

Showing Revision 34 created 09/20/2015 by Leonardo Silva.

  1. Vinte e seis por cento
    nas estatísticas oficiais da nação.
  2. Esta é a porcentagem
    dos estudantes do 12° ano nos EUA
  3. que são habilidosos em matemática.
  4. Nos Estados Unidos, nos orgulhamos
    de nosso país excepcional.
  5. Mas 26% parecem excepcionais para você?
  6. Levante a mão se você acha
    que precisamos ser melhores do que isso.
  7. Eu estou com vocês.
  8. Precisamos da matemática, mas por que
    tantos ficam confusos com ela?
  9. Será porque apenas 26% das pessoas
    têm habilidades matemáticas
  10. enquanto outras 74% não possuem?
  11. Após trabalhar com milhares
    de crianças, eu posso lhes dizer
  12. que o problema não é esse.
  13. Crianças não entendem matemática
  14. porque nós a temos ensinado
    de uma forma não humanizada.
  15. Precisamos tornar a matemática humana,
    e ela começará a fazer sentido novamente.
  16. Você provavelmente está pensando:
  17. "Como a Matemática era humana no passado?"
  18. Pense sobre isso.
  19. (Risos)
  20. Matemática é uma linguagem humana,
    assim como inglês, espanhol ou chinês,
  21. porque ela permite que as pessoas
    se comuniquem umas com as outras.
  22. Mesmo nos tempos antigos, as pessoas
    usavam da linguagem da matemática
  23. para fazer trocas, construir monumentos,
  24. e medir a terra para a agricultura.
  25. Essa ideia da matemática
    como linguagem não é exatamente nova.
  26. Um grande filósofo disse certa vez:
  27. "As leis da natureza são escritas
    na linguagem da matemática".
  28. Viram só? Até Galileu concorda comigo.
  29. (Risos)
  30. Mas em algum lugar no passado,
  31. mudaram essa linguagem da matemática,
  32. que falava sobre o mundo a nossa volta,
  33. e a tornaram irreconhecível.
  34. E este é o motivo de as crianças
    ficarem confusas.
  35. Vou mostrar o que quero dizer.
  36. Leia este conteúdo matemático
    para alunos do 3° ano na Califórnia
  37. e veja se isso faz sentido
    para uma criança de oito anos.
  38. "Entenda uma fração 1/b
    como a quantidade formada por 1 parte
  39. quando o todo é repartido
    em b partes iguais".
  40. Entenda a fração a/b
  41. como a quantidade formada
    por "a" partes de tamanho 1/b.
  42. (Risos)
  43. E se você der essa definição
    para uma criança de oito anos,
  44. provavelmente você vai obter
    uma reação como essa...
  45. (Risos)
  46. Para um especialista em matemática,
    este conteúdo faz sentido,
  47. Mas para uma criança, isto é uma tortura.
  48. Eu escolhi este exemplo porque frações
  49. são as bases da álgebra,
    trigonometria, e até mesmo do cálculo.
  50. Portanto, se as crianças não compreendem
    frações no ensino fundamental,
  51. terão um caminho muito difícil
    a trilhar no ensino médio.
  52. Mas existe uma maneira de tornar frações
    simples e fáceis para crianças entenderem?
  53. Sim!
  54. Lembre que matemática
    é uma linguagem e use isso a seu favor.
  55. Por exemplo, quando ensino a alunos
    do 5° ano a somar e subtrair frações,
  56. começo com a lição de somar maçãs.
  57. Primeiro pergunto,
    "Quanto é 1 maçã mais 1 maçã?"
  58. As crianças geralmente respondem 2,
    o que é parcialmente correto.
  59. Eles se esquecem das palavras,
    já que matemática é uma linguagem.
  60. Então, a resposta não é apenas 2:
    2 maçãs seria o correto.
  61. A próxima seria 3 lápis mais 2 lápis.
  62. Todos vocês sabem que lápis + lápis
    vai resultar em lápis,
  63. Então, todos agora, quantos lápis?
  64. Plateia: 5 lápis.
  65. 5 lápis está correto.
  66. O segredo é incluir as palavras.
  67. Eu fiz esse teste
    com minha sobrinha de cinco anos.
  68. Depois de ela somar os lápis,
    eu perguntei:
  69. "Quanto é 4 bilhões + 1 bilhão?"
  70. E minha tia que ouviu isso me repreendeu:
  71. "Está louco? Ela está
    no jardim de infância!
  72. Como ela vai saber quanto é
    4 bilhões + 1 bilhão?"
  73. (Risos)
  74. Destemida, ela termina de contar,
    olha pra cima e diz:
  75. "5 bilhões?"
  76. E eu falei: "Correto! É 5 bilhões."
  77. Minha tia apenas balançou
    a cabeça e sorriu.
  78. Ela não esperava isso
    de alguém com cinco anos.
  79. Tudo que temos a fazer é usar
    uma abordagem linguística
  80. e a matemática se torna intuitiva
    e fácil de ser entendida.
  81. Então, eu lhe fiz uma pergunta
  82. que crianças do jardim de infância
    definitivamente não saberiam:
  83. "Quanto é um terço mais um terço?"
  84. E imediatamente ela respondeu: "2 terços".
  85. Você pode estar se perguntando
    como ela pode saber isso
  86. se ainda nem conhece
    numeradores e denominadores?
  87. Ela não estava pensando em termos
    de numeradores e denominadores.
  88. Ela pensou no problema de outra maneira.
  89. E usou 1 maçã + 1 maçã como analogia
  90. para entender 1 terço + 1 terço.
  91. Então, se até alguém no jardim
    de infância pode somar frações,
  92. você conclui que todo aluno
    do 5º ano também pode.
  93. (Aplausos)
  94. Só por divertimento, eu perguntei a ela
    uma questão de álgebra do ensino médio:
  95. "Quanto é 7 x² mais 2 x²?"
  96. E esta pequena criança de cinco anos
    respondeu corretamente:
  97. "9 x²".
  98. E ela não precisou de nenhuma regra
    de potenciação para resolver isso.
  99. Então quando as pessoas dizem que ou você
    tem ou não tem habilidades matemáticas,
  100. isto não é verdade.
  101. Matemática é uma linguagem humana;
  102. todos temos habilidades para entendê-la.
  103. (Risos)
  104. Precisamos com urgência tratar
    a matemática como uma linguagem
  105. porque muitas crianças estão perdidas
    e ansiosas por matemática
  106. e isso não pode ficar assim!
  107. Eu trabalhei com uma estudante
    do ensino médio frustrada e nervosa
  108. que não conseguia ser aprovada em álgebra
  109. porque só dominava 44% do conteúdo.
  110. Eu lhe disse:
  111. "Isso é como tentar ler e
    só conhecer 44% do alfabeto.
  112. Isto está te prejudicando."
  113. Ela não fatorava nem resolvia equações
    e ela não tinha segurança em matemática.
  114. Como resultado, essa adolescente
    não tinha confiança em si mesma.
  115. Eu lhe disse: "Vamos começar
    com multiplicação,
  116. porque quando você dominar
    este assunto, tudo ficará mais fácil,
  117. será como ter um passe rápido
    para cada atração da Disneylândia.
  118. (Risos)
  119. O que você acha?"
  120. E ela disse: "Tudo bem".
  121. E conseguiu aprender tabuada
    em apenas quatro semanas
  122. e sim, até mesmo a multiplicação
    tem uma linguagem inserida nela.
  123. Você ficará surpreso em saber que muitas
    crianças não percebem que 7 vezes 3
  124. pode ser traduzido para "sete vezes" 3,
  125. que significa somar o número 3
    por sete vezes, dessa forma.
  126. Quando visualizam dessa forma,
  127. rapidamente percebem
    que a repetição da adição
  128. é lenta e inconveniente,
  129. então eles memorizam que 7 vezes 3
    sempre resultará em 21.
  130. Então precisamos fazer com que esses
    adolescentes desestimulados
  131. se tornem fluentes
    e seguros em multiplicação
  132. e isso será um divisor de águas.
  133. Porque pela primeira vez ela poderá
    focar a resolução de problemas
  134. em vez de de ficar contando nos dedos.
  135. Eu percebi que ela havia entendido
  136. quando percebeu que o financiamento
    de um carro em dois anos
  137. pagando uma parcela de US$ 445 por mês
    iria custar ao todo US$ 10.680.
  138. E ela me olhou com desaprovação e disse:
  139. "Sr. Palisoc, isso fica muito caro!"
  140. (Risos)
  141. Naquela momento, a matemática parou
    de ser um problema para ela,
  142. porque ela a estava usando para resolver
    problemas como um adulto o faria.
  143. Como educador, é meu dever desafiar
    alunos a chegarem ao topo da montanha.
  144. Então eu deixo este desafio para vocês.
  145. Nosso país está estagnado em 26%
    em habilidades matemáticas.
  146. E eu os desafio a aumentarem esse número.
  147. Isso é importante porque o raciocínio
    lógico não só constrói a mente dos jovens,
  148. mas também os fazem imaginar e construir
    um futuro que ainda não existe.
  149. Superar este desafio pode ser
    tão simples quanto somar maçãs.
  150. Insista para que nós ensinemos matemática
    como uma linguagem humana
  151. e nós chegaremos ao topo mais
    rápido do que imaginamos.
  152. Obrigado!
  153. (Aplausos)