YouTube

Got a YouTube account?

New: enable viewer-created translations and captions on your YouTube channel!

Portuguese subtitles

← Lições de vida através do desenrasque

Get Embed Code
42 Languages

Showing Revision 2 created 11/14/2016 by Margarida Ferreira.

  1. Foi neste preciso momento
  2. que comecei a criar uma coisa
    chamada Escola do Desenrasque.
  3. A Escola do Desenrasque é um local
    em que as crianças podem pegar em paus

  4. e martelos e outros objetos perigosos,
  5. e sentir que confiam nelas.
  6. Confiam que não se vão magoar,
  7. e confiam que não vão magoar os outros.
  8. A Escola do Desenrasque
    não segue um currículo determinado,
  9. e não há testes.
  10. Não estamos a tentar ensinar
    nada de específico a ninguém.
  11. Quando as crianças chegam

  12. são confrontadas com um monte de coisas:
  13. madeira, pregos, corda, rodas,
  14. e montes de ferramentas,
    ferramentas a sério.
  15. São seis dias de uma experiência
    envolvente para as crianças.
  16. E nesse contexto, conseguimos
    oferecer tempo às crianças,
  17. uma coisa que parece ser escasso
  18. nas suas vidas
    com agendas sobrecarregadas.
  19. O nosso objetivo é assegurar
  20. que eles saem com uma melhor noção
    de como fazer as coisas
  21. do que quando chegaram,
  22. e com a profunda realização interior
  23. de que conseguem descobrir
    como as coisas funcionam, brincando.
  24. Nunca nada funciona
    como planeado...

  25. nunca,
  26. (Risos)
  27. E as crianças depressa aprendem
  28. que todos os projetos dão para o torto...
  29. (Risos)
  30. ... e ficam à vontade com a ideia
  31. de que cada passo num projeto
    é um passo mais próximo
  32. do doce sucesso,
  33. ou da perfeita catástrofe.
  34. Começamos com rabiscos e esboços.
  35. E às vezes fazemos planos a sério.
  36. Às vezes simplesmente
    começamos a construir.
  37. Construir está no coração da experiência:
  38. mãos na massa, profundamente envolvidos
  39. e completamente empenhados
    no problema entre mãos.
  40. Robin e eu, agindo como colaboradores,
  41. mantemos a paisagem dos projetos
  42. inclinada no sentido da conclusão.
  43. O sucesso está no fazer,
  44. e as falhas são festejadas
    e analisadas.
  45. Os problemas tornam-se puzzles
  46. e os obstáculos desaparecem.
  47. Quando confrontados
    com contratempos e complexidades

  48. particularmente difíceis,
  49. surge um comportamento
    muito interessante: a decoração.
  50. (Risos)
  51. A decoração do projeto inacabado
  52. é uma espécie de incubação conceptual.
  53. Destes interlúdios
    nascem perspetivas profundas
  54. e abordagens novas e espantosas
    à resolução dos problemas
  55. que os tinham frustrado
    escassos momentos antes.
  56. Todos os materiais
    estão disponíveis para usar.

  57. Até os mundanos e detestáveis
    sacos de plástico das compras
  58. se podem tornar uma ponte
  59. mais forte do que alguém podia imaginar.
  60. E as coisas que eles constroem
  61. espantam-nos a eles próprios.
  62. (Vídeo)
  63. Três... dois... um... Vai!

  64. Gever Tulley: Uma montanha russa
    construída por crianças de sete anos.

  65. Aaaaah...

  66. (Aplausos)
  67. GT: Obrigado. Foi um enorme prazer.

  68. (Aplausos)