YouTube

Got a YouTube account?

New: enable viewer-created translations and captions on your YouTube channel!

Portuguese subtitles

← A Vida Secreta do Plâncton — Tierney Thys

Get Embed Code
24 Languages

Showing Revision 9 created 01/24/2017 by Margarida Ferreira.

  1. [Histórias do Mar]
  2. [Conto de um Peixe]
    [A Minha Vida Secreta entre o Plâncton]
  3. Como é que vim aqui parar?
  4. Bem, é uma história mais estranha
    do que possam imaginar.
  5. Vim de um mundo à deriva,
  6. um lugar que poucos humanos já viram.
  7. O mundo do plâncton.
  8. Vim de um lote de milhões de ovos
  9. e apenas alguns de nós sobreviveram.
  10. Quando me tornei uma larva
  11. movia-me entre outros à deriva.
  12. O plâncton vem da palavra grega "planktos"
    que significa "errante".
  13. No plâncton, há companheiros meus
    de todos os tamanhos,
  14. desde as minúsculas algas e bactérias
  15. a animais mais longos que a baleia azul.
  16. Partilhei o meu jardim de infância
  17. com outros embriões e juvenis,
  18. desde amêijoas e caranguejos
    a ouriços-do-mar e anémonas.
  19. Nós, os animais flutuantes,
    somos chamados de zooplâncton.
  20. Os animais mais comuns aqui
  21. são os copépodes e o "krill".
  22. Podem procurar pelo mundo inteiro
  23. mas nunca encontrarão um sítio
    com mais diversidade
  24. do que o lar da minha infância.
  25. Uma colher de chá de água do mar
  26. pode conter mais de um milhão
    de criaturas vivas.
  27. Apesar disso, pode ser
    uma experiência bastante dura,
  28. Nascem aqui biliões
  29. mas apenas alguns chegam à vida adulta.
  30. Pode não ser maior
    do que a cabeça de um alfinete
  31. mas esta larva de caranguejo
    é o pior pesadelo de um quetognata.
  32. Batalhas épicas
    entre carnívoros como estes
  33. são apenas uma maneira de arranjar comida.
  34. Mas os verdadeiros poderes deste lugar
    vêm do fitoplâncton:
  35. vida unicelular
  36. que transforma a luz do sol
    e o dióxido de carbono
  37. num tesouro comestível.
  38. O fitoplâncton é a base da maior
    teia alimentar do mundo.
  39. Durante a noite,
  40. muitos animais, como eu,
    saem das profundezas
  41. para se virem alimentar deste banquete
    derivado da energia solar.
  42. Eu fiz parte da maior migração diária
    de vida na Terra.
  43. Durante o dia,
  44. eu voltava para a escuridão,
  45. juntando-me aos meus bizarros
    companheiros.
  46. Canibais, como esta borboleta-marinha,
  47. que come a sua parentela.
  48. E as carambolas-do-mar,
  49. que batem os seus cílios como
    pestanas multicoloridas.
  50. Algumas delas aprisionam as suas presas
    com tentáculos pegajosos
  51. enquanto outras se limitam
    a umas trincadelas nos primos.
  52. E os sifonóforos,
  53. que atraem as suas presas
    com iscas tóxicas.
  54. Mas o meu favorito tem de ser
    o crustáceo Phronima.
  55. o seu aspeto monstruoso
    inspirou o filme "Aliens".
  56. Consegue reter pequenas presas
    nas suas cerdas,
  57. mas prefere-as maiores, como as salpas.
  58. Com dois pares de olhos, esta fêmea
    patrulha as águas mais profundas.
  59. Com uma presa na mão,
  60. ela executa um dos comportamentos
    mais estranhos de todo o reino animal.
  61. Com partes do corpo das suas vítimas,
  62. constrói delicadamente
    uma casa em forma de barril
  63. e ali alimenta as suas crias
  64. até que estas possam
    ficar à deriva e sobreviver sozinhas
  65. O melhor de tudo é que constituem
    o petisco perfeito
  66. para um pequeno peixe como eu.
  67. Aqui, entre o plâncton,
  68. a teia alimentar
    é tão emaranhada e complexa,
  69. que nem os cientistas sabem
    quem é que come quem.
  70. Mas eu sei.
  71. Pelo menos, agora sabem
    um bocadinho da minha história.
  72. Sou muito mais do que apenas
    uma refeição saborosa.