Return to Video

Como a inovação digital pode combater a pandemia e fortalecer a democracia

  • 0:01 - 0:05
    Audrey Tang: Estou feliz por me juntar
    a vocês e bom dia ou boa noite, pessoal.
  • 0:10 - 0:13
    David Biello: Nos fale
    das ferramentas digitais e a COVID.
  • 0:14 - 0:15
    AT: Claro.
  • 0:15 - 0:21
    Estou muito feliz em compartilhar
    como Taiwan reagiu com sucesso à COVID
  • 0:21 - 0:23
    usando o poder das ferramentas
    da democracia digital.
  • 0:24 - 0:28
    Como sabemos, a democracia melhora
    à medida que mais pessoas participam.
  • 0:28 - 0:32
    E a tecnologia digital é uma das melhores
    maneiras de melhorar a participação,
  • 0:32 - 0:35
    contanto que o foco esteja
    em entrar em consenso,
  • 0:35 - 0:39
    isto é, rede pró-social
    em vez de rede antissocial.
  • 0:39 - 0:42
    E há três ideias principais
    que quero compartilhar hoje
  • 0:43 - 0:47
    sobre democracia digital
    para que seja rápida, justa e divertida.
  • 0:48 - 0:50
    Primeiro a parte rápida.
  • 0:50 - 0:54
    Enquanto muitas jurisdições começaram
    a combater o coronavírus apenas este ano,
  • 0:54 - 0:56
    Taiwan começou no ano passado.
  • 0:56 - 1:00
    Em dezembro passado, quando
    o Dr. Li Wenliang, denunciante da RPC,
  • 1:00 - 1:02
    postou que havia novos casos de SARS,
  • 1:02 - 1:05
    ele recebeu indagações
    e, finalmente, punições
  • 1:05 - 1:07
    das instituições policiais da RPC.
  • 1:07 - 1:11
    Mas ao mesmo tempo, no equivalente
    de Taiwan ao Reddit, o Ptt,
  • 1:11 - 1:16
    havia alguém chamado "nomorepipe"
    repostando o relato do Dr. Li Wenliang.
  • 1:16 - 1:19
    Nossos médicos notaram
    imediatamente esta postagem
  • 1:19 - 1:20
    e emitiram uma ordem dizendo
  • 1:20 - 1:23
    que todos os passageiros
    que voavam de Wuhan para Taiwan
  • 1:23 - 1:26
    precisavam iniciar inspeções
    de saúde no dia seguinte,
  • 1:26 - 1:28
    primeiro dia de janeiro.
  • 1:28 - 1:29
    E isso me diz duas coisas.
  • 1:29 - 1:32
    Primeiro, a sociedade civil
    confia no governo o bastante
  • 1:32 - 1:35
    para falar de possíveis novos surtos
    de SARS no fórum público.
  • 1:35 - 1:38
    E o governo confia nos cidadãos
    o bastante para levar a sério
  • 1:38 - 1:40
    e tratar como se a SARS
    tivesse acontecido novamente,
  • 1:40 - 1:44
    algo para o que nos preparamos desde 2003.
  • 1:44 - 1:46
    E por causa dessa sociedade civil aberta,
  • 1:46 - 1:50
    de acordo com o "Monitor CIVICUS"
    após o Movimento Girassol,
  • 1:50 - 1:53
    Taiwan é agora a sociedade
    mais aberta em toda a Ásia.
  • 1:53 - 1:56
    Gozamos da mesma liberdade
    de expressão e de reunião
  • 1:56 - 1:58
    de outras democracias liberais,
  • 1:58 - 2:03
    mas com ênfase em manter a mente aberta
    para ideias novas da sociedade.
  • 2:03 - 2:07
    É por isso que nossas escolas e empresas
    ainda permanecem abertas hoje,
  • 2:07 - 2:11
    não houve confinamento,
    há um mês não temos casos confirmados.
  • 2:12 - 2:13
    Então a parte rápida.
  • 2:13 - 2:16
    Todos os dias, o "Central Epidemic
    Command Center", ou CECC,
  • 2:16 - 2:19
    realiza uma entrevista coletiva
    transmitida ao vivo,
  • 2:19 - 2:22
    trabalhamos com os jornalistas,
    o CECC responde a todas as perguntas
  • 2:22 - 2:25
    e sempre que surge
    uma nova ideia da sociedade,
  • 2:25 - 2:30
    qualquer um pode ligar para 1922
    e contar essa ideia ao CECC.
  • 2:30 - 2:36
    Por exemplo, um dia em abril
    um menino não queria ir à escola
  • 2:36 - 2:40
    porque os colegas podiam rir dele
    por só ter uma máscara médica rosa.
  • 2:40 - 2:42
    No dia seguinte,
  • 2:42 - 2:46
    todos na entrevista coletiva da CECC
    usavam máscaras médicas cor-de-rosa,
  • 2:46 - 2:49
    garantindo que todos aprendessem
    sobre a integração de gênero.
  • 2:49 - 2:50
    Esse tipo de sistema de resposta rápida
  • 2:50 - 2:54
    constrói confiança entre o governo
    e a sociedade civil.
  • 2:54 - 2:56
    E o segundo foco é a justiça.
  • 2:56 - 2:58
    Garantir que todos usem o cartão
    de seguro de saúde nacional
  • 2:58 - 3:00
    para receber máscaras
    de farmácias próximas.
  • 3:00 - 3:06
    Não só publicamos o estoque disponível
    de máscaras em todas as 6 mil farmácias,
  • 3:06 - 3:08
    mas publicamos isso a cada 30 segundos.
  • 3:08 - 3:12
    É por isso que nossos hackers civis,
    os engenheiros civis no espaço digital,
  • 3:12 - 3:16
    criaram mais de 100 ferramentas permitindo
    que as pessoas visualizem um mapa.
  • 3:16 - 3:20
    E pessoas cegas que conversam
    com "chatbots", assistentes de voz,
  • 3:20 - 3:23
    obtêm o mesmo acesso
    inclusivo à informação
  • 3:23 - 3:26
    de quais farmácias próximas
    ainda têm máscaras.
  • 3:26 - 3:29
    E como o pagador individual
    do seguro de saúde nacional
  • 3:29 - 3:32
    é mais de 99,9% da cobertura de saúde,
  • 3:32 - 3:33
    pessoas que apresentam sintomas
  • 3:33 - 3:36
    podem pegar a máscara médica
    e ir a uma clínica local,
  • 3:36 - 3:39
    com a certeza de que serão
    tratadas de maneira justa
  • 3:39 - 3:41
    sem nenhum encargo financeiro.
  • 3:41 - 3:43
    E assim as pessoas criaram um painel
  • 3:43 - 3:46
    que permite que todos vejam
    se o estoque está crescendo
  • 3:46 - 3:48
    ou se há excesso ou falta de estoque,
  • 3:48 - 3:53
    para planejarmos o sistema de distribuição
    com as farmácias e toda a sociedade.
  • 3:53 - 3:55
    Então, com base nessa análise,
  • 3:55 - 3:59
    mostramos que havia
    um pico de 70% das pessoas
  • 3:59 - 4:03
    e os outros 20% eram frequentemente
    jovens, que trabalham até tarde,
  • 4:03 - 4:06
    e quando saem do trabalho,
    as farmácias já estão fechadas.
  • 4:06 - 4:08
    Trabalhamos com lojas de conveniência
  • 4:08 - 4:12
    pra que todos recebam
    máscaras 24 horas por dia.
  • 4:12 - 4:17
    Assim, garantimos justiça para todos,
    com base no retorno da democracia digital.
  • 4:17 - 4:21
    E, finalmente, gostaria de reconhecer
    que este é um momento muito estressante.
  • 4:21 - 4:25
    As pessoas se sentem ansiosas, indignadas,
    há compra excessiva causada pelo pânico,
  • 4:25 - 4:27
    muitas teorias da conspiração
    em todas as economias.
  • 4:27 - 4:29
    E em Taiwan,
  • 4:29 - 4:31
    a estratégia contra a desinformação
    é muito simples.
  • 4:31 - 4:34
    É chamada "humor versus rumor".
  • 4:34 - 4:38
    Quando houve pânico pela compra de lenço
    de papel, por exemplo, o boato era:
  • 4:38 - 4:42
    "Aumentamos a produção de máscaras,
    com o mesmo material dos lenços de papel.
  • 4:42 - 4:45
    Ficaremos sem esses lenços em breve".
  • 4:45 - 4:49
    E o nosso primeiro-ministro
    mostrou uma imagem muito memética
  • 4:49 - 4:51
    que simplesmente tenho que compartilhar.
  • 4:51 - 4:52
    Em letras muito grandes,
  • 4:52 - 4:54
    ele mostra o traseiro,
  • 4:55 - 4:57
    mexendo um pouco,
  • 4:57 - 4:59
    e então as letras grandes dizem:
  • 4:59 - 5:01
    "Cada um de nós tem apenas
    um par de nádegas".
  • 5:02 - 5:05
    E, claro, a tabela séria mostra
  • 5:05 - 5:08
    que o lenço de papel vem
    de materiais sul-americanos,
  • 5:08 - 5:10
    e máscaras médicas vêm do mercado interno,
  • 5:10 - 5:15
    e que aumentar a produção de um
    não prejudicará a produção do outro.
  • 5:15 - 5:17
    E tornou-se absolutamente viral.
  • 5:17 - 5:21
    E, com isso, o pânico da compra
    diminuiu em um ou dois dias.
  • 5:21 - 5:24
    Finalmente, descobrimos
    que o primeiro a espalhar o boato
  • 5:24 - 5:26
    foi o revendedor de lenço de papel.
  • 5:26 - 5:28
    E este não foi um evento
    isolado nas redes sociais.
  • 5:28 - 5:31
    Todo dia, a entrevista
    coletiva diária é traduzida
  • 5:31 - 5:34
    pelo porta-voz do ministério
    da Saúde e Bem-Estar,
  • 5:34 - 5:37
    que traduz muitas coisas.
  • 5:37 - 5:41
    Por exemplo, nosso distanciamento físico
    é expresso da seguinte maneira:
  • 5:41 - 5:44
    "Se estiver ao ar livre, mantenha
    'dois cachorros de distância',
  • 5:44 - 5:47
    se estiver num local fechado,
    'três cachorros de distância'".
  • 5:47 - 5:49
    Regras de higienização das mãos, etc.
  • 5:49 - 5:51
    Então, como tudo isso se torna viral,
  • 5:51 - 5:54
    garantimos que o humor real
    se espalhe mais rápido do que o boato.
  • 5:54 - 5:57
    Serve como vacina, como inoculação,
  • 5:57 - 5:59
    de modo que quando
    há teorias da conspiração,
  • 5:59 - 6:01
    o valor R0 disso estará abaixo de um,
  • 6:01 - 6:04
    o que significa que essas ideias
    não se espalharão.
  • 6:04 - 6:07
    Só tenho esse briefing de cinco minutos,
  • 6:07 - 6:09
    o resto será direcionado
    pelas perguntas e respostas,
  • 6:09 - 6:11
    mas fiquem à vontade para ler mais
  • 6:11 - 6:13
    sobre a estratégia de combate
    ao coronavírus de Taiwan
  • 6:13 - 6:15
    em taiwancanhelp.us.
  • 6:15 - 6:16
    Obrigada.
  • 6:19 - 6:21
    DB: Isso é incrível.
  • 6:21 - 6:25
    Adoro esse "humor versus rumor".
  • 6:26 - 6:28
    O problema aqui nos EUA, talvez,
  • 6:28 - 6:33
    é que os rumores parecem circular
    mais rápido do que qualquer reação,
  • 6:33 - 6:35
    humorística ou não.
  • 6:35 - 6:38
    Como você vence esse aspecto em Taiwan?
  • 6:40 - 6:42
    AT: Descobrimos que, é claro,
  • 6:42 - 6:45
    o humor implicitamente significa
    que há uma sublimação
  • 6:45 - 6:49
    do aborrecimento, da indignação.
  • 6:49 - 6:53
    E como mostrei no exemplo
    do nosso primeiro-ministro,
  • 6:53 - 6:55
    ele tira sarro de si mesmo.
  • 6:55 - 6:59
    Não faz piada à custa de outras pessoas.
  • 6:59 - 7:00
    E esse foi o segredo.
  • 7:00 - 7:02
    Porque as pessoas acham hilário,
  • 7:02 - 7:06
    elas compartilham, mas sem intenções
    maliciosas ou tóxicas.
  • 7:06 - 7:08
    As pessoas se lembram da informação real,
  • 7:08 - 7:11
    aquela tabela de materiais usados
    para produzir máscaras,
  • 7:11 - 7:13
    muito mais facilmente.
  • 7:13 - 7:17
    Se eles fazem uma piada
    que exclui partes da sociedade,
  • 7:17 - 7:20
    a parte excluída se sente ultrajada
  • 7:20 - 7:24
    e acabamos criando mais divisão,
    em vez de comportamento pró-social.
  • 7:24 - 7:27
    Então, o humor neutro,
  • 7:27 - 7:32
    não excluindo nenhuma parte da sociedade,
    acho que esse foi o segredo.
  • 7:34 - 7:41
    DB: Também é incrível porque Taiwan
    tem laços estreitos com o ponto de origem.
  • 7:41 - 7:42
    AT: A RPC, sim.
  • 7:42 - 7:43
    DB: O continente.
  • 7:43 - 7:47
    Com esses laços econômicos estreitos,
  • 7:47 - 7:51
    como vocês sobrevivem
    a esse tipo de perturbação?
  • 7:53 - 7:56
    AT: Neste momento,
  • 7:56 - 8:00
    há quase um mês agora,
    não tivemos casos locais confirmados,
  • 8:00 - 8:01
    então estamos indo bem.
  • 8:01 - 8:03
    O que fazemos, essencialmente,
  • 8:03 - 8:07
    é apenas responder mais rápido
    do que praticamente qualquer um.
  • 8:07 - 8:09
    Começamos a reagir no ano passado,
  • 8:09 - 8:13
    enquanto praticamente todo mundo
    começou a reagir este ano.
  • 8:13 - 8:16
    Tentamos alertar o mundo
    no ano passado, mas...
  • 8:17 - 8:23
    A questão é: começando cedo o suficiente,
    garante-se que o controle de fronteira
  • 8:23 - 8:29
    seja o ponto principal onde coloca em
    quarentena todos os residentes que voltam,
  • 8:29 - 8:32
    em vez de esperar até
    que a comunidade se espalhe,
  • 8:32 - 8:36
    e ainda mais técnicas
    de invasão de direitos humanos
  • 8:36 - 8:38
    teriam que ser implantadas
    de um jeito ou de outro.
  • 8:38 - 8:42
    Em Taiwan não declaramos
    situação de emergência.
  • 8:42 - 8:44
    Estamos firmemente sob lei constitucional.
  • 8:44 - 8:48
    Todas as medidas que a administração
    está tomando também são aplicáveis
  • 8:48 - 8:50
    mesmo sem o coronavírus.
  • 8:50 - 8:52
    E isso nos força a inovar.
  • 8:52 - 8:56
    Assim como a ideia de que:
    "somos uma democracia liberal aberta"
  • 8:56 - 8:59
    evitou que precisássemos
    remover conteúdo da internet.
  • 8:59 - 9:02
    E, portanto, temos que inovar
    o "humor versus rumor",
  • 9:02 - 9:04
    porque o caminho fácil
    de remover conteúdo on-line
  • 9:04 - 9:06
    não é acessível para nós.
  • 9:06 - 9:09
    Nossos critérios de concepção,
    que não incluem o confinamento,
  • 9:10 - 9:13
    também evitaram
    que usássemos qualquer tipo
  • 9:13 - 9:17
    de sistema de resposta
    muito invasivo de privacidade.
  • 9:17 - 9:18
    Então temos que inovar na fronteira,
  • 9:18 - 9:21
    nos certificar de que temos
    um número suficiente
  • 9:21 - 9:24
    de hotéis de quarentena
    ou as chamadas "barreiras digitais",
  • 9:24 - 9:29
    nas quais seu telefone fica conectado
    às telecomunicações próximas,
  • 9:29 - 9:33
    e se ultrapassar o raio de 15 metros,
  • 9:33 - 9:38
    um SMS é enviado aos gerentes
    locais ou à polícia.
  • 9:38 - 9:44
    Focando todas essas medidas na fronteira,
    a grande maioria vive uma vida normal.
  • 9:45 - 9:47
    DB: Vamos falar um pouco disso.
  • 9:47 - 9:52
    Então me explique as ferramentas digitais
    e como elas foram aplicadas à COVID.
  • 9:53 - 9:54
    AT: Sim.
  • 9:54 - 9:58
    Há três partes que acabei de resumir.
  • 9:58 - 10:01
    A primeira é o sistema
    de inteligência coletiva.
  • 10:01 - 10:06
    Através de espaços on-line
    projetados sem botões de "Responder",
  • 10:06 - 10:09
    porque vimos que, quando há esses botões,
  • 10:09 - 10:13
    as pessoas se concentram no rosto,
    não na parte do assunto,
  • 10:13 - 10:17
    e sem os botões "Responder",
    podemos obter inteligência coletiva
  • 10:17 - 10:22
    trabalhando para um consenso geral
    quanto à direção a ser tomada
  • 10:22 - 10:24
    com as estratégias de resposta.
  • 10:24 - 10:27
    Usamos novas tecnologias, como a "Polis",
  • 10:27 - 10:30
    um fórum que permite votos
    positivos e negativos
  • 10:30 - 10:33
    sobre os sentimentos dos outros,
  • 10:33 - 10:35
    mas se reunindo em tempo real,
  • 10:35 - 10:38
    de modo que, se visitar o cohack.tw,
  • 10:38 - 10:40
    vemos seis dessas conversas,
  • 10:40 - 10:43
    falando sobre como proteger
    as pessoas mais vulneráveis,
  • 10:43 - 10:44
    como fazer uma transição suave,
  • 10:44 - 10:48
    como fazer uma distribuição
    justa de suprimentos, etc.
  • 10:48 - 10:50
    As pessoas são livres pra expressar ideias
  • 10:50 - 10:53
    e votar contra ou a favor
    das ideias dos outros.
  • 10:53 - 10:56
    Mas o truque é mostrar às pessoas
    os principais pontos de divisão
  • 10:56 - 11:00
    e os principais pontos consensuais,
    e nós respondemos apenas às ideias
  • 11:00 - 11:03
    que podem convencer
    todos os diferentes grupos de opinião.
  • 11:03 - 11:07
    As pessoas são encorajadas
    a postar ideias mais ecléticas e sutis
  • 11:07 - 11:10
    e descobrem, no final desta consulta,
  • 11:10 - 11:13
    que todos concordam em quase tudo,
  • 11:13 - 11:15
    com a maioria dos vizinhos
    em muitos dos problemas.
  • 11:15 - 11:18
    E é isso que chamamos de função social,
  • 11:18 - 11:19
    ou função democrática,
  • 11:19 - 11:23
    que então informa o desenvolvimento
    da nossa estratégia contra o coronavírus
  • 11:23 - 11:26
    e ajuda o mundo com essas ferramentas.
  • 11:26 - 11:27
    Então esta é a primeira parte:
  • 11:27 - 11:30
    escutar em escala para obter
    um consenso aproximado.
  • 11:30 - 11:36
    A segunda parte é o registro distribuído:
    todos podem ir a uma farmácia próxima,
  • 11:36 - 11:40
    apresentar o cartão de seguro saúde,
    comprar nove ou dez máscaras
  • 11:40 - 11:43
    e ver o estoque
    dessa farmácia pelo celular,
  • 11:43 - 11:47
    diminuindo em nove ou dez
    em questão de alguns minutos.
  • 11:47 - 11:49
    E se o estoque aumenta,
  • 11:49 - 11:53
    você telefona para o 1922
    e denuncia a farmácia.
  • 11:53 - 11:55
    Mas isso é responsabilidade participativa.
  • 11:55 - 11:57
    É publicado a cada 30 segundos.
  • 11:57 - 12:01
    Então todo mundo se responsabiliza
    e isso aumenta enormemente a confiança.
  • 12:01 - 12:05
    E finalmente, a terceira,
    o humor versus rumor:
  • 12:05 - 12:11
    o importante aqui é que se há tendência
    de desinformação ou teoria da conspiração,
  • 12:11 - 12:15
    você responde com humor
    dentro de duas horas.
  • 12:15 - 12:17
    Descobrimos que respondendo nesse prazo,
  • 12:18 - 12:22
    mais pessoas veem a correção
    do que a teoria da conspiração.
  • 12:22 - 12:25
    Mas se você responder
    quatro horas ou um dia depois,
  • 12:25 - 12:26
    então é uma causa perdida.
  • 12:26 - 12:30
    Não dá mais para combater isso com humor,
  • 12:30 - 12:33
    você tem que convidar a pessoa
    que espalhou essas mensagens
  • 12:33 - 12:35
    para oficinas de cocriação.
  • 12:35 - 12:37
    Mas também estamos bem com isso.
  • 12:38 - 12:39
    DB: Sua velocidade é incrível.
  • 12:39 - 12:42
    Vejo que Whitney se juntou a nós
    com algumas perguntas.
  • 12:43 - 12:46
    Whitney Pennington Rodgers: Sim,
    já temos algumas chegando do público.
  • 12:46 - 12:48
    Olá, Audrey.
  • 12:48 - 12:52
    E começaremos com uma do membro
    da nossa comunidade, Michael Backes.
  • 12:58 - 13:01
    "Há quanto tempo a estratégia
    do 'humor versus rumor' foi implementada?
  • 13:01 - 13:05
    Comediantes foram consultados
    para fazer o humor?"
  • 13:06 - 13:07
    AT: Sim, definitivamente.
  • 13:07 - 13:10
    Comediantes são
    nossos colegas mais queridos.
  • 13:10 - 13:16
    Todos os ministérios têm uma equipe
    que chamamos de oficiais de participação
  • 13:16 - 13:19
    encarregada de se envolver
    com tópicos de tendências.
  • 13:19 - 13:22
    E agora é uma equipe
    com mais de 100 pessoas.
  • 13:22 - 13:25
    Nos encontramos todo mês
    e também a cada duas semanas
  • 13:25 - 13:26
    para tópicos específicos.
  • 13:26 - 13:31
    Tem sido assim desde o final de 2016,
  • 13:31 - 13:35
    mas foi quando o nosso
    porta-voz anterior, Kolas Yotaka,
  • 13:35 - 13:38
    entrou cerca de um ano e meio atrás,
  • 13:38 - 13:40
    que os comediantes profissionais
    entraram na equipe.
  • 13:40 - 13:48
    Anteriormente, tratava-se de convidar
    pessoas que postam citações como:
  • 13:48 - 13:51
    "Nosso sistema de declaração
    de impostos é explosivamente hostil",
  • 13:51 - 13:53
    que acabavam se tornando populares.
  • 13:53 - 13:55
    Antes, só essas pessoas eram convidadas.
  • 13:56 - 13:57
    Todo mundo que reclama
  • 13:57 - 13:59
    da declaração de impostos
    do ministro das Finanças
  • 13:59 - 14:02
    é convidado para a cocriação
    da declaração de impostos.
  • 14:02 - 14:04
    Anteriormente era assim.
  • 14:04 - 14:07
    Mas Kolas Yotaka e o primeiro-ministro
    Su Tseng-chang disseram:
  • 14:07 - 14:09
    "Não seria muito melhor
    e alcançaria mais pessoas
  • 14:09 - 14:12
    se adicionássemos alguns cães
    ou fotos de gatos?"
  • 14:12 - 14:15
    E isso existe há um ano e meio.
  • 14:15 - 14:16
    (Risos)
  • 14:17 - 14:20
    WPR: Definitivamente, acho que faz
    muita diferença apenas vê-los
  • 14:20 - 14:23
    sem fazer parte do processo
    de pensamento por trás disso.
  • 14:23 - 14:28
    E temos outra pergunta de G. Ryan Ansin:
  • 14:30 - 14:34
    "Como classificaria o nível de confiança
    que a comunidade tinha antes da pandemia,
  • 14:34 - 14:38
    para que o governo tenha uma chance
    de controlar adequadamente esta crise?"
  • 14:39 - 14:42
    AT: Diria que há confiança na comunidade.
  • 14:42 - 14:45
    E esse é o ponto principal
    da democracia digital.
  • 14:45 - 14:48
    Não se trata de pessoas
    confiando mais no governo.
  • 14:48 - 14:51
    Mas do governo confiar mais nos cidadãos,
  • 14:51 - 14:55
    tornando o Estado transparente para eles,
    e não eles transparentes para o Estado,
  • 14:55 - 14:57
    o que seria como qualquer outro regime.
  • 14:57 - 14:59
    Tornar o Estado transparente
    para os cidadãos
  • 14:59 - 15:01
    nem sempre gera mais confiança,
  • 15:01 - 15:04
    porque você pode ver
    algo errado ou faltante,
  • 15:04 - 15:07
    ou algo exclusivamente hostil
    à sua experiência de usuário
  • 15:07 - 15:08
    por parte do Estado.
  • 15:08 - 15:13
    Portanto, isso não necessariamente leva
    a mais confiança do cidadão ao governo.
  • 15:13 - 15:18
    Mas sempre leva a mais confiança entre
    as partes interessadas do setor social.
  • 15:18 - 15:21
    Então eu diria que o nível
    de confiança entre as pessoas
  • 15:21 - 15:23
    que estão trabalhando em, por exemplo,
  • 15:23 - 15:26
    consultórios médicos,
  • 15:26 - 15:29
    e pessoas que estão trabalhando
    com respostas pandêmicas,
  • 15:29 - 15:32
    as que fabricam máscaras médicas,
  • 15:32 - 15:35
    o nível de confiança
    entre elas é muito alto.
  • 15:35 - 15:38
    E não necessariamente confiam no governo.
  • 15:38 - 15:42
    Mas não precisamos disso para obter
    uma resposta bem-sucedida.
  • 15:42 - 15:44
    Se perguntar a alguém na rua,
  • 15:44 - 15:48
    ele dirá que Taiwan está
    se saindo bem por causa das pessoas.
  • 15:48 - 15:51
    Quando o CECC nos diz para usar
    a máscara, nós a usamos.
  • 15:51 - 15:55
    Se disserem para não usarmos a máscara
    se mantivermos distância física,
  • 15:55 - 15:57
    nós a usaremos mesmo assim.
  • 15:57 - 15:58
    E por isso,
  • 15:58 - 16:04
    a confiança do setor social é a chave
    entre as diferentes partes interessadas.
  • 16:06 - 16:09
    WPR: Voltarei em breve com mais perguntas.
  • 16:09 - 16:11
    Vou deixar que continuem a conversa.
  • 16:11 - 16:13
    AT: Ótimo.
  • 16:13 - 16:17
    DB: Claramente, parte dessa
    confiança no governo
  • 16:17 - 16:22
    talvez não existia em 2014
    durante o Movimento Girassol.
  • 16:22 - 16:25
    Então fale sobre isso
  • 16:25 - 16:30
    e como levou a esse tipo
    de transformação digital.
  • 16:32 - 16:33
    AT: É verdade.
  • 16:34 - 16:39
    Antes de março de 2014, se perguntasse
    a alguém nas ruas de Taiwan
  • 16:39 - 16:43
    se era possível para um ministro, como eu,
  • 16:43 - 16:47
    ter o escritório literalmente num parque,
  • 16:47 - 16:50
    onde qualquer um pode entrar
    e falar comigo 40 minutos por vez,
  • 16:50 - 16:53
    no "Social Innovation Lab",
  • 16:53 - 16:55
    diriam que isso é loucura.
  • 16:55 - 16:57
    Nenhum funcionário público trabalha assim.
  • 16:57 - 17:01
    Mas isso porque em 18 de março de 2014,
  • 17:01 - 17:04
    centenas de jovens ativistas,
    a maioria universitários,
  • 17:04 - 17:05
    ocupou o parlamento
  • 17:05 - 17:09
    para expressar profunda oposição
    a um pacto comercial com Pequim
  • 17:09 - 17:11
    que estava sob consideração,
  • 17:11 - 17:15
    e a maneira secreta
    com que foi forçado no parlamento
  • 17:15 - 17:17
    por Kuomintang,
    o partido no poder na época.
  • 17:17 - 17:21
    Os manifestantes exigiam
    que o pacto fosse adiado
  • 17:21 - 17:25
    e que o governo implementasse um processo
    de ratificação mais transparente.
  • 17:25 - 17:27
    E isso atraiu amplo apoio público.
  • 17:27 - 17:30
    Terminou em pouco mais de três semanas,
  • 17:30 - 17:33
    depois que o governo prometeu e concordou
  • 17:33 - 17:37
    com as quatro demandas
    da supervisão legislativa.
  • 17:37 - 17:40
    Uma pesquisa divulgada após a ocupação
  • 17:40 - 17:43
    mostrou que mais de 75%
    permaneciam insatisfeitos
  • 17:43 - 17:45
    com o governo dominante,
  • 17:45 - 17:49
    ilustrando a crise de confiança causada
    por uma disputa de acordo comercial.
  • 17:49 - 17:51
    E para curar essa fenda
    e se comunicar melhor
  • 17:51 - 17:53
    com cidadãos comuns,
  • 17:53 - 17:56
    o governo procurou as pessoas
    que apoiaram os ocupantes,
  • 17:57 - 17:59
    como a comunidade "g0v",
  • 17:59 - 18:02
    que busca melhorar
    a transparência do governo
  • 18:02 - 18:04
    com a criação de ferramentas
    de código aberto.
  • 18:04 - 18:09
    Jaclyn Tsai, ministra do governo na época,
    participou de nossa "hackathon"
  • 18:09 - 18:12
    e propôs a criação de novas plataformas
  • 18:12 - 18:15
    com a comunidade on-line
    para a troca de ideias políticas.
  • 18:15 - 18:18
    E nasceu um experimento chamado "vTaiwan",
  • 18:18 - 18:21
    que usou ferramentas pioneiras como Polis,
  • 18:21 - 18:25
    que permite o "concordo" ou "discordo"
    sem botão de "Responder",
  • 18:25 - 18:29
    obtendo um maior consenso das pessoas
    sobre temas como financiamento coletivo,
  • 18:29 - 18:31
    baseado em ações, para ser mais preciso,
  • 18:31 - 18:35
    teletrabalho e muitas outras leis
    relacionadas à cibernética,
  • 18:35 - 18:38
    para as quais não existem
    sindicatos ou associações.
  • 18:38 - 18:43
    Foi muito bem-sucedido, eles resolveram
    o problema do Uber, por exemplo.
  • 18:43 - 18:46
    Agora, qualquer um pode chamar um Uber;
  • 18:46 - 18:48
    eu mesmo já usei.
  • 18:48 - 18:51
    Mas eles estão operando como táxis,
  • 18:51 - 18:54
    como uma empresa local chamada "Q Taxi",
  • 18:54 - 18:58
    porque na plataforma as pessoas
    se preocupavam com seguros,
  • 18:58 - 19:03
    com o registro e todo tipo
    de proteção aos passageiros.
  • 19:03 - 19:06
    Então, mudamos os regulamentos de táxi,
  • 19:06 - 19:11
    e agora a Uber é apenas mais uma empresa,
    juntamente com as outras cooperativas.
  • 19:12 - 19:18
    DB: Então, de certa forma, você está
    "crowdsourcing" leis que se tornam leis.
  • 19:19 - 19:22
    AT: Sim, saiba mais no crowd.law.
  • 19:22 - 19:23
    É um site de verdade.
  • 19:24 - 19:25
    (Risos)
  • 19:25 - 19:29
    DB: Alguns podem dizer
    que isso parece mais fácil
  • 19:29 - 19:34
    porque Taiwan é uma ilha,
    o que talvez ajude a controlar a COVID,
  • 19:35 - 19:37
    ajude a promover a coesão social,
  • 19:37 - 19:41
    talvez seja um país menor do que outros.
  • 19:41 - 19:45
    Você acha que isso poderia ser
    escalado além de Taiwan?
  • 19:46 - 19:50
    AT: Bem, 23 milhões de habitantes
    não deixa de ser bastante gente.
  • 19:50 - 19:52
    Não é uma cidade,
  • 19:52 - 19:56
    como alguns costumam dizer:
    "Taiwan é uma cidade-estado".
  • 19:56 - 20:00
    Bem, 23 milhões de pessoas
    não é exatamente uma cidade-estado.
  • 20:00 - 20:07
    Quero dizer que a alta densidade
    populacional e uma variedade de culturas,
  • 20:07 - 20:09
    temos mais de 20 idiomas nacionais,
  • 20:09 - 20:14
    não necessariamente levam
    à coesão social, como você disse.
  • 20:14 - 20:19
    Acho que é a humildade
    de todos os ministros
  • 20:19 - 20:22
    na resposta contra o coronavírus.
  • 20:22 - 20:27
    Todos eles adotaram uma atitude
    de aprendizado com a SARS,
  • 20:27 - 20:30
    muitos eram encarregados
    da SARS naquela época,
  • 20:31 - 20:33
    mas isso foi epidemiologia clássica.
  • 20:33 - 20:36
    Esta é a SARS 2.0,
    com características diferentes.
  • 20:36 - 20:40
    Usamos ferramentas muito diferentes,
    por causa da transformação digital.
  • 20:40 - 20:43
    E por isso estamos empenhados
    em aprender com os cidadãos.
  • 20:43 - 20:46
    Nosso vice-presidente na época,
  • 20:46 - 20:48
    Dr. Chen Chien-jen, um acadêmico,
  • 20:48 - 20:52
    literalmente escreveu
    o livro sobre epidemiologia.
  • 20:52 - 20:54
    No entanto, ele ainda diz:
  • 20:54 - 20:59
    "Gravarei um curso intensivo
    de epidemiologia on-line",
  • 20:59 - 21:02
    que é compartilhado com mais de 20 mil
    inscritos apenas no primeiro dia,
  • 21:02 - 21:04
    inclusive eu,
  • 21:04 - 21:06
    para aprender ideias importantes,
  • 21:06 - 21:10
    sobre o R0 e a transmissão básica
  • 21:10 - 21:13
    e como as várias medidas
    diferentes funcionam,
  • 21:13 - 21:15
    e depois pediram às pessoas que inovassem.
  • 21:15 - 21:19
    Se você considera um novo caminho
    que o vice-presidente não considerou,
  • 21:19 - 21:21
    basta ligar para 1922
  • 21:21 - 21:24
    e a ideia estará na entrevista
    coletiva do dia seguinte.
  • 21:24 - 21:27
    E essa é a estratégia de coaprendizado
  • 21:27 - 21:32
    que, mais do que tudo, permitiu
    a coesão social que você mencionou.
  • 21:32 - 21:36
    Mas isso é uma sociedade civil
    mais robusta do que a uniforme.
  • 21:36 - 21:38
    Não há uniformidade alguma em Taiwan,
  • 21:38 - 21:42
    todo mundo tem direito às próprias ideias
    e todas as inovações sociais,
  • 21:42 - 21:44
    variando de usar uma panela
    de arroz tradicional
  • 21:44 - 21:47
    a revitalizar, desinfetar a máscara,
  • 21:47 - 21:49
    ao uso da máscara médica rosa.
  • 21:49 - 21:52
    Há toda uma variedade
    de ideias bem interessantes
  • 21:52 - 21:55
    que são reforçadas
    pela entrevista coletiva diária.
  • 21:56 - 21:58
    DB: Isso é lindo.
  • 21:59 - 22:03
    Agora a Whitney está de volta,
    então ela fará a próxima pergunta.
  • 22:04 - 22:07
    WPR: Temos mais algumas perguntas.
  • 22:07 - 22:10
    De um membro da comunidade, Aria Bendix:
  • 22:10 - 22:14
    "Como garante que as campanhas
    digitais ajam rapidamente
  • 22:14 - 22:16
    sem sacrificar a precisão?
  • 22:16 - 22:21
    Nos EUA, havia um medo de incitar o pânico
    sobre a COVID-19 no início de janeiro".
  • 22:23 - 22:25
    AT: Ótima pergunta.
  • 22:25 - 22:32
    A maioria das ideias científicas
    sobre a COVID está evoluindo, certo?
  • 22:32 - 22:37
    A eficácia das máscaras
    é um exemplo muito bom,
  • 22:37 - 22:42
    porque as diferentes características
    das doenças respiratórias anteriores
  • 22:42 - 22:44
    respondem de forma diferente
    à máscara facial.
  • 22:44 - 22:46
    E assim, nossas campanhas digitais
  • 22:46 - 22:50
    concentram-se na ideia de obter
    um consenso aproximado.
  • 22:50 - 22:53
    Basicamente, é um reflexo da sociedade,
  • 22:53 - 22:57
    através da Polis, do Slido,
    da plataforma conjunta,
  • 22:57 - 22:59
    das várias ferramentas
    que vTaiwan prototipou,
  • 22:59 - 23:03
    sabemos que as pessoas estão sentindo
    um consenso aproximado sobre tudo
  • 23:03 - 23:06
    e estamos respondendo à sociedade:
  • 23:06 - 23:07
    "Isto é o que todos vocês sentem
  • 23:07 - 23:10
    e é assim que estamos respondendo
    a esses sentimentos".
  • 23:10 - 23:13
    E o consenso científico
    ainda está em desenvolvimento,
  • 23:13 - 23:14
    mas sabemos, por exemplo,
  • 23:14 - 23:19
    que muitos acham que o uso da máscara
    oferece proteção porque nos lembra
  • 23:19 - 23:23
    que não devemos tocar o rosto
    e devemos lavar as mãos corretamente.
  • 23:23 - 23:25
    Estas, independentemente de todo o resto,
  • 23:25 - 23:27
    são as duas coisas
    com as quais todos concordam.
  • 23:27 - 23:29
    Então, capitalizamos isso e dizemos:
  • 23:29 - 23:31
    "Lavem bem as mãos,
  • 23:31 - 23:34
    não toquem o rosto
    e usem máscara para se lembrar disso".
  • 23:34 - 23:36
    E isso nos permite cortar
  • 23:36 - 23:39
    o tipo de debates
    muito ideologicamente carregados
  • 23:39 - 23:43
    e nos concentrarmos no que as pessoas
    geralmente ressoam umas com as outras.
  • 23:43 - 23:47
    E é assim que agimos rapidamente,
    sem sacrificar a precisão científica.
  • 23:49 - 23:53
    WPR: E essa próxima pergunta
    também parece conectada a isso.
  • 23:53 - 23:56
    É de um membro anônimo da comunidade:
  • 23:56 - 24:01
    "Alguma dessas políticas pode ser aplicada
    nos EUA sob o atual governo Trump?"
  • 24:02 - 24:03
    AT: Algumas, na verdade.
  • 24:03 - 24:08
    Trabalhamos com muitos estados
    nos EUA e no exterior
  • 24:08 - 24:13
    com o que chamamos
    de "epicentro a epicentro da diplomacia".
  • 24:13 - 24:16
    Essencialmente,
  • 24:16 - 24:18
    por exemplo, havia um chatbot em Taiwan
  • 24:19 - 24:22
    que permite que qualquer um,
    mas principalmente pessoas em quarentena,
  • 24:22 - 24:24
    perguntem qualquer coisa.
  • 24:24 - 24:29
    E se houver um consultor científico
    que já respondeu uma pergunta semelhante,
  • 24:29 - 24:31
    o chatbot apenas responde com isso,
  • 24:31 - 24:34
    mas, caso contrário, chamarão
    o conselho consultivo científico,
  • 24:34 - 24:37
    darão uma resposta acessível
  • 24:37 - 24:41
    e o porta-voz traduz isso
    num meme fofo de cachorro.
  • 24:41 - 24:45
    E esse ciclo de feedback
    de pessoas acessando,
  • 24:45 - 24:47
    encontrando e perguntando
    com facilidade a um cientista,
  • 24:47 - 24:50
    uma "API" aberta
    que permite assistência por voz
  • 24:50 - 24:54
    e outros desenvolvedores
    de terceiros para conectar isso,
  • 24:54 - 24:59
    ressoa com muitos estados dos EUA,
    e muitos estão implementando isso.
  • 24:59 - 25:03
    E acho que três dias antes
    da Assembleia Mundial da Saúde,
  • 25:03 - 25:09
    fizemos uma reunião lateral de 14 países,
    um tipo de pré-assembleia,
  • 25:09 - 25:13
    na qual compartilhamos muitas vitórias
    pequenas e rápidas como essa.
  • 25:13 - 25:16
    Muitas jurisdições tomaram parte nisso,
  • 25:16 - 25:18
    incluindo o humor versus rumor.
  • 25:18 - 25:21
    Muitas deles disseram
    que vão recrutar comediantes agora.
  • 25:21 - 25:23
    WPR: Adoro isso.
  • 25:23 - 25:25
    DB: Espero que sim.
  • 25:25 - 25:26
    WPR: Eu também espero.
  • 25:26 - 25:32
    Temos uma pergunta de Michael Backes,
    que complementa a pergunta anterior dele:
  • 25:32 - 25:35
    "O ministério planeja publicar
    os planos num 'White Paper'?"
  • 25:35 - 25:39
    Você já está compartilhando seus planos,
    mas tem um plano para publicar no papel?
  • 25:39 - 25:40
    AT: Claro.
  • 25:40 - 25:43
    Sim, vários White Papers.
  • 25:43 - 25:44
    (Risos)
  • 25:44 - 25:47
    Se você acessar taiwancanhelp.us,
  • 25:47 - 25:54
    verá a maior parte da nossa estratégia,
    é também um site crowdsourcing
  • 25:54 - 25:57
    e mostra acho que mais de 5 milhões
  • 25:57 - 26:02
    de máscaras médicas foram doadas
    à ajuda humanitária.
  • 26:02 - 26:05
    Pessoas que têm máscaras em casa,
  • 26:05 - 26:08
    que não pegaram as máscaras racionadas,
  • 26:08 - 26:10
    podem usar um aplicativo, do tipo:
  • 26:10 - 26:13
    "Quero destinar isso à ajuda
    humanitária internacional",
  • 26:13 - 26:16
    e metade escolhe publicar seus nomes,
  • 26:16 - 26:19
    para que também possam ver o nome
    das pessoas que participaram disso.
  • 26:19 - 26:24
    E também há o site "Ask Taiwan Anything",
  • 26:24 - 26:27
    em fightcovid.edu.tw,
  • 26:27 - 26:31
    que descreve, na forma de white paper,
    todas as estratégias de resposta,
  • 26:31 - 26:33
    então acessem lá.
  • 26:33 - 26:38
    WPR: Ótimo. Voltarei mais tarde
    com algumas outras perguntas.
  • 26:39 - 26:42
    DB: É como uma tempestade de white papers.
  • 26:42 - 26:46
    Eu gostaria de focar um pouco você.
  • 26:47 - 26:52
    Como uma anarquista conservadora
    se torna ministra do Digital?
  • 26:53 - 26:57
    AT: Ocupando o parlamento e através disso.
  • 26:57 - 26:58
    (Risos)
  • 26:58 - 26:59
    Mais interessante,
  • 26:59 - 27:03
    eu diria que trabalho com o governo,
  • 27:03 - 27:05
    mas nunca para o governo.
  • 27:05 - 27:08
    Trabalho "com" e não "para" as pessoas.
  • 27:08 - 27:10
    Eu sou como os Pontos de Lagrange
  • 27:10 - 27:13
    entre os movimentos das pessoas de um lado
  • 27:13 - 27:16
    e o governo do outro.
  • 27:16 - 27:18
    Às vezes bem no meio,
  • 27:18 - 27:20
    atuando como treinadora ou tradutora.
  • 27:20 - 27:23
    Às vezes, em um tipo de ponto triangular,
  • 27:23 - 27:28
    tentando fornecer aos dois lados
    ferramentas para comunicação pró-social.
  • 27:28 - 27:31
    Mas sempre com essa ideia
  • 27:31 - 27:35
    de ter valores compartilhados
    de diferentes posições,
  • 27:35 - 27:37
    de posições variadas.
  • 27:37 - 27:41
    Com frequência a democracia é construída
    como um confronto entre valores opostos.
  • 27:41 - 27:44
    Mas na pandemia, na infodemia,
  • 27:44 - 27:46
    na mudança climática,
  • 27:46 - 27:48
    em muitas dessas questões estruturais,
  • 27:48 - 27:52
    o vírus ou o dióxido de carbono
    não se sentam e negociam com você.
  • 27:52 - 27:56
    É uma questão estrutural
    que requer valores comuns
  • 27:56 - 27:58
    oriundos de posições diferentes.
  • 27:58 - 28:03
    E é por isso que meu princípio de trabalho
    é a transparência radical.
  • 28:03 - 28:06
    Toda conversa, como essa, é registrada,
  • 28:06 - 28:08
    assim como minhas reuniões internas.
  • 28:08 - 28:12
    Dá pra ver todas as diferentes
    transcrições de reuniões
  • 28:12 - 28:15
    no meu canal do YouTube,
    na plataforma SayIt,
  • 28:15 - 28:18
    em que as pessoas podem ver
    desde que me tornei ministra,
  • 28:18 - 28:21
    realizei 1,3 mil reuniões
    com mais de 5 mil pessoas,
  • 28:21 - 28:25
    com mais de 260 mil enunciados.
  • 28:25 - 28:28
    E cada uma tem um URL
  • 28:28 - 28:31
    que se torna um objeto social
    no qual as pessoas podem conversar.
  • 28:31 - 28:32
    E por causa disso,
  • 28:32 - 28:38
    por exemplo, quando David Plouffe
    do Uber me visitou para fazer lobby,
  • 28:38 - 28:40
    por causa da transparência radical,
  • 28:40 - 28:42
    ele estava muito ciente disso,
  • 28:42 - 28:46
    e apresentou todos os argumentos baseados
    no bem público e na sustentabilidade,
  • 28:46 - 28:50
    porque sabia que outros lados
    veriam as posições dele
  • 28:50 - 28:52
    de forma muito clara e transparente.
  • 28:52 - 28:55
    Isso incentiva as pessoas a somarem
    nos argumentos umas das outras,
  • 28:55 - 29:00
    em vez de se atacarem,
    atribuindo os devidos créditos e tal.
  • 29:00 - 29:02
    Então acho que, mais do que tudo,
  • 29:02 - 29:07
    é o princípio fundamental
    de conservar o anarquismo da internet,
  • 29:07 - 29:11
    ou seja, ninguém pode forçar
    ninguém a se conectar
  • 29:11 - 29:14
    ou aderir a um novo protocolo da internet.
  • 29:14 - 29:18
    Tudo precisa ser feito usando
    consenso e código de execução.
  • 29:19 - 29:22
    DB: Gostaria que você tivesse
    mais parceiros no mundo todo.
  • 29:22 - 29:25
    Talvez deseje ter mais parceiros.
  • 29:25 - 29:28
    AT: É por isso que essas são ideias
    que valem a pena ser espalhadas.
  • 29:28 - 29:30
    DB: É isso aí.
  • 29:30 - 29:35
    Um dos desafios que pode surgir
    com algumas ferramentas digitais
  • 29:35 - 29:37
    é o acesso.
  • 29:37 - 29:39
    Como você aborda essa parte
  • 29:39 - 29:43
    para pessoas que talvez não tenham
    a melhor conexão de banda larga,
  • 29:43 - 29:49
    o celular mais moderno
    ou o que for necessário?
  • 29:50 - 29:51
    AT: Em qualquer lugar de Taiwan,
  • 29:51 - 29:55
    mesmo na parte mais alta,
    com quase 4 mil metros de altura,
  • 29:55 - 29:57
    o Saviah, ou o Jade Mountain,
  • 29:57 - 30:00
    as pessoas têm garantidos
    10 megabits por segundo
  • 30:00 - 30:02
    no 4G, fibra ou cabo,
  • 30:02 - 30:07
    por apenas US$ 16 ao mês,
    um plano ilimitado.
  • 30:07 - 30:10
    E, na verdade, no topo
    da montanha é mais rápido,
  • 30:10 - 30:12
    menos pessoas usam essa banda larga.
  • 30:12 - 30:15
    E se não tiverem acesso, assumo a culpa.
  • 30:15 - 30:18
    Em Taiwan, a banda larga
    é um direito humano.
  • 30:18 - 30:20
    E quando implantamos o 5G,
  • 30:20 - 30:23
    procuramos lugares onde o 4G
    tem o sinal mais fraco,
  • 30:23 - 30:27
    e começamos a implantação do 5G na área.
  • 30:27 - 30:30
    Apenas implantando a banda larga
    como um direito humano
  • 30:30 - 30:33
    podemos dizer que ela é para todos.
  • 30:33 - 30:36
    Essa democracia digital
    fortalece a democracia.
  • 30:36 - 30:40
    Caso contrário, estaríamos
    excluindo partes da sociedade.
  • 30:40 - 30:41
    E isso também se aplica, por exemplo,
  • 30:41 - 30:44
    a ir a um centro local
    de oportunidades digitais
  • 30:44 - 30:49
    para alugar um tablet garantido
    e fabricado nos últimos três anos,
  • 30:49 - 30:52
    para possibilitar, também,
    os diferentes acessos digitais
  • 30:52 - 30:56
    pelos centros de oportunidades digitais,
    universidades e escolas,
  • 30:56 - 30:58
    e bibliotecas públicas, muito importante.
  • 30:58 - 31:02
    E se as pessoas preferem
    conversar na prefeitura,
  • 31:02 - 31:06
    vou pessoalmente com um gravador 360°,
  • 31:06 - 31:09
    transmito ao vivo para Taipei
    e outros municípios,
  • 31:09 - 31:12
    onde funcionários públicos
    do governo podem participar
  • 31:12 - 31:14
    em uma sala conectada,
  • 31:14 - 31:17
    mas escutando as pessoas locais
    que definem a agenda.
  • 31:17 - 31:19
    Elas ainda fazem reuniões presenciais,
  • 31:19 - 31:22
    não fazemos isso para substitui-las.
  • 31:22 - 31:26
    Trazemos mais partes interessadas
    do governo central nas prefeituras locais,
  • 31:26 - 31:28
    e estamos amplificando suas vozes
  • 31:28 - 31:34
    para que transcrições e mapas mentais
    se espalhem pela internet em tempo real.
  • 31:34 - 31:38
    Mas nunca pedimos aos idosos
    que aprendam a digitar
  • 31:38 - 31:41
    ou não farão parte da democracia;
    não é nosso estilo.
  • 31:41 - 31:47
    Mas isso requer banda larga, pois sem ela,
    você fica limitado e é forçado a usar SMS.
  • 31:48 - 31:49
    DB: Isso mesmo.
  • 31:49 - 31:51
    Bem, esse acesso, é claro,
  • 31:51 - 31:56
    também vai para pessoas
    que talvez usem mal a plataforma.
  • 31:56 - 31:58
    Você falou um pouco sobre desinformação
  • 31:58 - 32:00
    e usar o humor para vencer os boatos.
  • 32:00 - 32:05
    Mas, às vezes, a desinformação
    está mais bem-armada.
  • 32:05 - 32:09
    Como você combate esse tipo de ataque?
  • 32:10 - 32:13
    AT: Você está falando de desinformação.
  • 32:13 - 32:19
    Essencialmente, informações projetadas
    para causar danos intencionais ao público.
  • 32:19 - 32:22
    E isso não é engraçado.
  • 32:22 - 32:27
    Para isso, temos o que chamamos
    de "notice and public notice".
  • 32:27 - 32:29
    Esta é uma foto da Reuters,
  • 32:29 - 32:33
    lerei a manchete original, que diz:
  • 32:33 - 32:36
    "Um manifestante adolescente
    contra a lei de extradição em Hong Kong
  • 32:36 - 32:40
    é visto durante uma marcha para exigir
    democracia e reforma política",
  • 32:40 - 32:43
    uma manchete muito neutra da Reuters.
  • 32:43 - 32:47
    Mas houve disseminação de desinformação
  • 32:47 - 32:49
    em novembro passado,
  • 32:49 - 32:51
    pouco antes da nossa eleição presidencial,
  • 32:51 - 32:53
    que mostra algo completamente diferente.
  • 32:53 - 32:56
    Esta é a mesma foto que diz:
  • 32:56 - 32:59
    "Este bandido de 13 anos
    comprou iPhones novos,
  • 32:59 - 33:01
    consoles de jogos e tênis de marca,
  • 33:01 - 33:03
    e recrutou seus irmãos
    para assassinar policiais
  • 33:03 - 33:06
    e receber US$ 200 mil".
  • 33:07 - 33:10
    E isso, é claro, é uma arma
    projetada para semear discórdia
  • 33:10 - 33:16
    e provocar nos eleitores de Taiwan
    uma espécie de aversão a Hong Kong.
  • 33:16 - 33:19
    E porque eles sabem
    que esta é a questão principal.
  • 33:19 - 33:23
    E se tivéssemos removido o conteúdo,
    não teria funcionado,
  • 33:23 - 33:25
    apenas despertaria mais indignação.
  • 33:25 - 33:27
    Então não fizemos isso.
  • 33:27 - 33:30
    Trabalhamos com verificadores
    de fatos e jornalistas profissionais
  • 33:30 - 33:35
    para imputar a mensagem original de volta
    ao primeiro dia em que foi postada.
  • 33:35 - 33:38
    E veio de Zhongyang Zhengfawei,
  • 33:38 - 33:44
    a principal unidade política
    e jurídica do partido central,
  • 33:44 - 33:47
    a Central do Partido Comunista, a CCP.
  • 33:47 - 33:52
    E sabemos que a conta do Weibo
    foi a primeira a dar essa nova manchete.
  • 33:52 - 33:54
    Então enviamos um aviso público,
  • 33:54 - 33:57
    com os parceiros
    em empresas de rede social,
  • 33:57 - 33:58
    praticamente todos eles,
  • 33:58 - 34:01
    que colocam um alerta bem pequeno
  • 34:01 - 34:05
    ao lado da manchete, cada vez que for
    compartilhada com a chamada errada:
  • 34:05 - 34:08
    "Isso veio da unidade
    central de propaganda
  • 34:08 - 34:10
    da CCP.
  • 34:10 - 34:13
    Clique aqui para saber toda a história".
  • 34:13 - 34:15
    E descobrimos que isso funcionou,
  • 34:15 - 34:19
    porque as pessoas entendem
    que não é um material de notícia.
  • 34:19 - 34:22
    É uma apropriação do material da Reuters,
  • 34:22 - 34:26
    uma violação de direitos autorais,
    e acho que isso faz parte da ideia.
  • 34:26 - 34:31
    Quando as pessoas entendem
    que esta é uma narrativa intencional,
  • 34:31 - 34:33
    não a compartilham aleatoriamente.
  • 34:33 - 34:35
    Elas podem compartilhar,
    mas com um comentário que diz:
  • 34:35 - 34:41
    "É isso que o Zhongyang Zhengfawei está
    tentando fazer com a nossa democracia".
  • 34:42 - 34:46
    DB: Parece que algumas
    empresas globais de mídia social
  • 34:46 - 34:51
    poderiam aprender algo
    com esse aviso público.
  • 34:51 - 34:52
    AT: Isso mesmo.
  • 34:52 - 34:57
    DB: Que conselho você daria ao Twitter,
  • 34:57 - 35:02
    Facebook, LINE, WhatsApp
    e qualquer outra mídia social do mundo?
  • 35:05 - 35:09
    AT: Pouco antes da nossa eleição,
  • 35:09 - 35:10
    dissemos a todas elas
  • 35:10 - 35:16
    que não estamos fazendo
    uma lei para puni-las.
  • 35:16 - 35:19
    No entanto, compartilhamos
    esse fato muito simples
  • 35:19 - 35:21
    de que existe essa norma em Taiwan
  • 35:21 - 35:25
    que temos um ramo do controle
    separado do governo,
  • 35:25 - 35:28
    que publicou as doações
    e as despesas da campanha.
  • 35:28 - 35:31
    E ocorreu-nos
  • 35:31 - 35:34
    que na eleição anterior
  • 35:34 - 35:38
    havia muitos candidatos que não incluíram
    nenhum anúncio de rede social
  • 35:38 - 35:40
    em suas despesas para o Controle Yuan.
  • 35:40 - 35:44
    E então, essencialmente, isso significa
    que existe um montante separado
  • 35:44 - 35:49
    de doação e despesa política
    que escapa ao escrutínio público.
  • 35:49 - 35:52
    E nosso Control Yuan publicou dados brutos
  • 35:52 - 35:54
    isto é, não são estatísticas,
  • 35:54 - 35:59
    mas registros individuais de quem,
    quando e onde doou por qual causa,
  • 35:59 - 36:01
    e os jornalistas investigativos
    estão muito felizes,
  • 36:01 - 36:04
    porque eles podem fazer
    relatórios investigativos
  • 36:04 - 36:08
    sobre as conexões entre os candidatos
    e as pessoas que os financiam.
  • 36:08 - 36:10
    Mas eles não podem trabalhar
    com o mesmo material
  • 36:10 - 36:12
    das empresas globais de rede social.
  • 36:12 - 36:14
    Então eu disse: "Isso é muito simples.
  • 36:14 - 36:16
    Esta é a norma social aqui,
  • 36:16 - 36:18
    não me importo com outras jurisdições.
  • 36:18 - 36:22
    Você adere à norma social
    definida pelo Controle Yuan
  • 36:22 - 36:24
    e os jornalistas investigativos,
  • 36:24 - 36:26
    ou pode enfrentar sanções sociais.
  • 36:26 - 36:28
    E este não é o mandato do governo,
  • 36:28 - 36:32
    mas das pessoas cansadas da caixa-preta,
  • 36:32 - 36:36
    e isso também faz parte das exigências
    do Movimento Girassol.
  • 36:36 - 36:40
    E então o Facebook publicou na Ad Library,
  • 36:40 - 36:45
    naquela época uma das estratégias
    de resposta mais rápidas,
  • 36:45 - 36:50
    que todo mundo que tem
    qualquer anúncio "dark pattern"
  • 36:51 - 36:53
    é revelado muito rapidamente.
  • 36:53 - 36:56
    Jornalistas investigativos trabalham
    com os tecnólogos civis
  • 36:56 - 37:01
    para garantir que se alguém usar
    as redes sociais de forma tão divisiva,
  • 37:01 - 37:05
    em uma hora, há um relatório
    condenando isso.
  • 37:05 - 37:09
    Ninguém tentou isso durante a temporada
    anterior das eleições presidenciais.
  • 37:09 - 37:11
    DB: Então a mudança é possível.
  • 37:12 - 37:13
    AT: Sim.
  • 37:16 - 37:19
    WPR: Temos mais algumas
    perguntas da comunidade.
  • 37:19 - 37:21
    Há uma anônima:
  • 37:22 - 37:26
    "Acredito que Taiwan esteja
    inteiramente fora da OMS
  • 37:26 - 37:29
    e que tenha um programa
    de preparação de 130 partes,
  • 37:29 - 37:31
    desenvolvido por conta própria.
  • 37:31 - 37:35
    Em que medida ele credita a preparação
    para criar o próprio sistema?"
  • 37:36 - 37:40
    AT: Bem, um pouco, eu acho.
  • 37:40 - 37:43
    Tentamos avisar a OMS,
  • 37:43 - 37:44
    mas, nesse ponto,
  • 37:44 - 37:48
    não estamos totalmente de fora,
    temos acesso científico limitado.
  • 37:48 - 37:51
    Mas não temos acesso ministerial.
  • 37:51 - 37:52
    E isso é muito diferente.
  • 37:52 - 37:55
    Tendo apenas acesso científico limitado,
  • 37:55 - 38:01
    a menos que o principal epidemiologista
    do outro lado seja o vice-presidente,
  • 38:01 - 38:03
    como no caso de Taiwan,
  • 38:03 - 38:07
    eles nem sempre fazem
    a narrativa bem o suficiente
  • 38:07 - 38:11
    para traduzir isso em ação política
    como o fez nosso vice-presidente.
  • 38:11 - 38:16
    Acho que a falta de acesso ministerial
    age em detrimento da comunidade global,
  • 38:16 - 38:19
    pois, caso contrário, as pessoas
    poderiam ter reagido como nós
  • 38:19 - 38:24
    no primeiro dia de janeiro,
    em vez de terem que esperar semanas
  • 38:24 - 38:28
    até a OMS declarar coisas como:
  • 38:28 - 38:30
    que com certeza há
    transmissão entre humanos,
  • 38:30 - 38:33
    que se deve inspecionar as pessoas
    que vêm de Wuhan,
  • 38:33 - 38:38
    o que finalmente fizeram,
    mas duas ou três semanas depois de nós.
  • 38:40 - 38:42
    WPR: Faz muito sentido.
  • 38:43 - 38:45
    DB: Mais cientistas
    e tecnólogos na política.
  • 38:45 - 38:47
    Parece que essa é a solução.
  • 38:47 - 38:48
    AT: Sim.
  • 38:51 - 38:54
    WPR: Temos outra pergunta
    aqui de Kamal Srinivasan
  • 38:54 - 38:56
    sobre estratégia de reabertura:
  • 38:56 - 39:00
    "Como restaurantes e varejistas
    abrirão com segurança?"
  • 39:01 - 39:04
    AT: Ah, eles nunca fecharam, então...
  • 39:05 - 39:09
    AT: Sim, eles nunca fecharam,
    não houve confinamento nem fechamento.
  • 39:09 - 39:13
    Acabamos de dizer algo muito simples
    na conferência de imprensa da CECC:
  • 39:13 - 39:15
    haverá distanciamento físico.
  • 39:15 - 39:17
    Manter um metro e meio
    em ambientes fechados
  • 39:17 - 39:18
    ou usar máscara.
  • 39:18 - 39:20
    E é isso.
  • 39:20 - 39:24
    Acho que alguns restaurantes
    puseram cortinas vermelhas,
  • 39:24 - 39:29
    alguns têm ursinhos muito fofos
    nas cadeiras e assim por diante,
  • 39:29 - 39:31
    garantindo que as pessoas
    se espalhem uniformemente,
  • 39:31 - 39:37
    e alguns instalaram divisórias
    de vidro ou plástico
  • 39:37 - 39:39
    entre os assentos.
  • 39:39 - 39:42
    Há várias inovações sociais acontecendo.
  • 39:42 - 39:47
    E acho que os únicos locais
    que ficaram fechadas por um tempo,
  • 39:47 - 39:51
    por não conseguirem inovar rápido
    o suficiente para atender essas regras,
  • 39:52 - 39:54
    foram os bares de acompanhantes.
  • 39:54 - 39:58
    Mas, finalmente, até eles
    inventaram novos caminhos,
  • 39:58 - 40:02
    distribuindo protetores de plástico,
  • 40:02 - 40:06
    mas que ainda permite
    que se possa beber por baixo dele.
  • 40:06 - 40:08
    Então reabriram com essa inovação social.
  • 40:10 - 40:12
    DB: Isso é incrível.
  • 40:12 - 40:17
    WPR: Temos muito a aprender
    com suas estratégias lá.
  • 40:17 - 40:21
    Obrigado, voltarei com perguntas finais.
  • 40:22 - 40:26
    DB: Estou muito feliz em saber
    que os restaurantes não foram fechados,
  • 40:26 - 40:30
    porque acho que Taipei
    tem a melhor comida do mundo,
  • 40:30 - 40:34
    de qualquer cidade que eu visitei.
  • 40:35 - 40:37
    Parabéns a vocês por isso.
  • 40:39 - 40:45
    A grande preocupação quando se trata
    de usar ferramentas digitais para a COVID
  • 40:45 - 40:50
    ou para a democracia
    é sempre a privacidade.
  • 40:50 - 40:53
    Você falou um pouco sobre isso,
  • 40:53 - 40:57
    mas com certeza os cidadãos de Taiwan
  • 40:57 - 40:59
    talvez estejam igualmente
    preocupados com privacidade,
  • 40:59 - 41:02
    especialmente dado o contexto geopolítico.
  • 41:03 - 41:04
    AT: Sem dúvida.
  • 41:04 - 41:06
    DB: Como você lida com essas demandas?
  • 41:07 - 41:13
    AT: Criamos não só estratégia defensiva,
  • 41:13 - 41:15
    como minimização da coleta de dados,
  • 41:16 - 41:18
    mas também medidas proativas,
  • 41:18 - 41:21
    como tecnologias
    para melhorar a privacidade.
  • 41:21 - 41:24
    Uma das principais equipes
    que surgiram do nosso "cohack",
  • 41:24 - 41:27
    a resposta do "TW" da Polis,
  • 41:27 - 41:30
    como facilitar o rastreamento de contatos,
  • 41:30 - 41:32
    focado não nos marcadores de contato,
  • 41:32 - 41:35
    não nos oficiais médicos, mas na pessoa.
  • 41:35 - 41:38
    Basicamente disseram:
    "Você tem um telefone,
  • 41:38 - 41:43
    pode gravar sua temperatura,
    seu paradeiro, etc.,
  • 41:43 - 41:45
    mas isso fica restrito ao seu telefone".
  • 41:45 - 41:47
    Nem usa o Bluetooth.
  • 41:47 - 41:48
    Portanto, não há transmissão.
  • 41:48 - 41:52
    A tecnologia usa software livre,
    você pode consultar e usar no modo avião.
  • 41:52 - 41:55
    E quando o rastreador de contato
    finalmente lhe disser
  • 41:55 - 41:57
    que faz parte de um grupo de alto risco,
  • 41:57 - 41:59
    e eles quiserem seu histórico de contatos,
  • 41:59 - 42:03
    essa ferramenta pode gerar
    um URL de uso único
  • 42:03 - 42:07
    que contém apenas
    as informações precisas e anônimas
  • 42:07 - 42:09
    que os rastreadores de contato querem.
  • 42:09 - 42:13
    Mas não será como
    numa entrevista tradicional,
  • 42:14 - 42:18
    quando fazem uma pergunta
    e só querem saber o seu paradeiro,
  • 42:18 - 42:20
    mas você responde com tanta precisão
  • 42:20 - 42:23
    que acaba comprometendo
    a privacidade de outras pessoas.
  • 42:23 - 42:25
    Então, basicamente, trata-se de projetar
  • 42:25 - 42:29
    com o objetivo de melhorar
    a privacidade de outras pessoas,
  • 42:29 - 42:32
    porque os dados pessoais
    nunca são realmente pessoais.
  • 42:32 - 42:34
    É sempre social e interseccional.
  • 42:34 - 42:37
    Se eu tirar uma "selfie" em uma festa,
  • 42:37 - 42:41
    inadvertidamente também
    capto praticamente todo mundo
  • 42:41 - 42:44
    que está na foto, nos arredores, etc.
  • 42:44 - 42:48
    E se eu fizer o upload disso numa nuvem,
  • 42:48 - 42:53
    na verdade, cancelo o poder de negociação
    de todos ao meu redor,
  • 42:53 - 42:58
    porque aí os dados farão parte da nuvem
    e ela não precisa compensá-los
  • 42:58 - 43:00
    ou fazer um acordo com eles.
  • 43:00 - 43:02
    Apenas projetando as ferramentas
  • 43:02 - 43:06
    com a privacidade aprimorada
    como um valor positivo,
  • 43:06 - 43:08
    e não melhorando apenas
    a privacidade da pessoa,
  • 43:08 - 43:10
    assim como a máscara médica protege você,
  • 43:10 - 43:12
    mas principalmente também
    protege os outros.
  • 43:13 - 43:19
    Se projetarmos ferramentas com essa ideia
    de código aberto e com uma API aberta,
  • 43:19 - 43:21
    então temos uma forma muito melhor
  • 43:21 - 43:25
    do que os serviços centralizados
    ou baseados em nuvem.
  • 43:28 - 43:33
    DB: Você está vivendo no futuro,
    acho até que literalmente,
  • 43:33 - 43:35
    já que é amanhã de manhã aí.
  • 43:35 - 43:38
    AT: Doze horas adiante.
    DB: Sim.
  • 43:39 - 43:44
    Diga-me, o que você vê no futuro?
    O que vem a seguir?
  • 43:45 - 43:49
    AT: Vejo o coronavírus
    como um ótimo amplificador.
  • 43:49 - 43:53
    Numa sociedade autoritária,
  • 43:53 - 43:56
    o coronavírus, com todos
    os seus confinamentos,
  • 43:56 - 44:01
    tem o potencial de torná-la
    ainda mais totalitária.
  • 44:01 - 44:03
    Contudo, se as pessoas depositam confiança
  • 44:03 - 44:07
    no setor social, na engenhosidade
    dos inovadores sociais,
  • 44:07 - 44:09
    então a pandemia, como em Taiwan,
  • 44:09 - 44:11
    na verdade fortalece a democracia,
  • 44:11 - 44:15
    para que todos sintam, de verdade,
    que podem pensar em algo
  • 44:15 - 44:18
    que melhore o bem-estar
    não apenas em Taiwan,
  • 44:18 - 44:21
    mas em praticamente todo o mundo.
  • 44:21 - 44:23
    E então, meu ponto aqui
  • 44:23 - 44:28
    é que o grande amplificador vem,
    se quisermos ou não,
  • 44:28 - 44:32
    mas a sociedade pode fazer
    o que Taiwan fez depois da SARS.
  • 44:32 - 44:35
    Em 2003, quando a SARS chegou,
  • 44:35 - 44:41
    tivemos que fechar um hospital inteiro,
    barricando-o sem data de término definida.
  • 44:41 - 44:42
    Foi muito traumático,
  • 44:42 - 44:46
    todos acima de 30 anos
    se lembram de como foi.
  • 44:46 - 44:47
    Os municípios
  • 44:47 - 44:49
    e o governo central diziam
    coisas muito diferentes,
  • 44:49 - 44:52
    e é por isso que depois da SARS,
  • 44:52 - 44:55
    os tribunais constitucionais
    incumbiram o legislador
  • 44:55 - 44:57
    de configurar o sistema como o vemos hoje,
  • 44:57 - 44:59
    e também é por isso que,
  • 44:59 - 45:02
    quando as pessoas reagiram
    a essa crise em 2003,
  • 45:02 - 45:06
    construíram um sistema de resposta
    muito robusto, com ações rápidas.
  • 45:06 - 45:09
    Então, assim como no Movimento Girassol,
  • 45:09 - 45:13
    por causa da crise de confiança
    nos levou a criar novas ferramentas
  • 45:13 - 45:15
    que põem a confiança em primeiro lugar,
  • 45:15 - 45:20
    o coronavírus é a chance
    para todos que sobreviverem
  • 45:20 - 45:21
    à primeira onda
  • 45:21 - 45:27
    estabelecerem um novo conjunto de normas
    que reforçarão seus valores fundamentais,
  • 45:27 - 45:31
    em vez de assumirem valores externos
    em nome da sobrevivência.
  • 45:33 - 45:35
    DB: Assim espero.
  • 45:35 - 45:40
    Vamos torcer para que o resto do mundo
    esteja tão preparado quanto Taiwan
  • 45:40 - 45:43
    da próxima vez.
  • 45:43 - 45:46
    Quando se trata de democracia digital
  • 45:46 - 45:48
    e cidadania digital,
  • 45:48 - 45:52
    como você vê isso caminhando
    tanto em Taiwan quanto no resto do mundo?
  • 45:53 - 45:57
    AT: Vou ler a descrição
    das minhas funções para você,
  • 45:57 - 46:01
    e ela é, literalmente,
    a resposta para essa pergunta.
  • 46:01 - 46:02
    Aqui vai:
  • 46:02 - 46:05
    Ao vermos a internet das coisas,
  • 46:05 - 46:07
    vamos torná-la a internet dos seres.
  • 46:08 - 46:10
    Ao vermos a realidade virtual,
  • 46:10 - 46:12
    vamos torná-la a realidade compartilhada.
  • 46:13 - 46:15
    Ao vermos o aprendizado de máquina,
  • 46:15 - 46:17
    vamos torná-lo o aprendizado colaborativo.
  • 46:18 - 46:20
    Ao vermos a experiência do usuário,
  • 46:20 - 46:23
    vamos fazer dela uma experiência humana.
  • 46:23 - 46:26
    E ao escutarmos
    que a singularidade está próxima,
  • 46:26 - 46:28
    vamos sempre nos lembrar
  • 46:28 - 46:30
    que a pluralidade está aqui.
  • 46:31 - 46:33
    Obrigado por escutarem.
  • 46:33 - 46:35
    DB: Uau.
  • 46:35 - 46:38
    Eu tenho que aplaudir, isso foi lindo.
  • 46:39 - 46:40
    (Risos)
  • 46:40 - 46:42
    Bela descrição de funções.
  • 46:42 - 46:44
    Então, anarquista conservadora,
  • 46:44 - 46:47
    ministra do Digital
    e com essa descrição do cargo,
  • 46:47 - 46:48
    isso é impressionante.
  • 46:48 - 46:50
    AT: Uma poeta política.
  • 46:50 - 46:52
    (Risos)
  • 46:56 - 46:58
    DB: É difícil imaginar
  • 46:59 - 47:05
    a adoção dessas técnicas nos EUA,
    e esse pode ser o meu pessimismo falando.
  • 47:05 - 47:10
    Mas que palavras de esperança você tem
    para os EUA, enquanto lidamos com a COVID?
  • 47:12 - 47:15
    AT: Como eu mencionei,
    durante a SARS em Taiwan,
  • 47:15 - 47:20
    ninguém imaginou que poderíamos
    ter o CECC e um porta-voz fofo.
  • 47:20 - 47:23
    Antes do Movimento Girassol,
    durante um grande protesto,
  • 47:23 - 47:27
    havia meio milhão de pessoas na rua.
  • 47:27 - 47:31
    Ninguém pensou que poderíamos ter
    um sistema de inteligência coletiva
  • 47:31 - 47:34
    que colocaria dados abertos do governo
  • 47:34 - 47:37
    como uma maneira de recuperar
    a participação do cidadão.
  • 47:37 - 47:39
    E assim, nunca percam a esperança.
  • 47:39 - 47:44
    Como meu cantor favorito, Leonard Cohen,
    também poeta, gosta de dizer:
  • 47:45 - 47:49
    "Toque os sinos que ainda podem tocar
    e esqueça qualquer oferta perfeita.
  • 47:49 - 47:53
    Há uma fenda em tudo isso
    e é por ela que a luz entra".
  • 47:57 - 47:59
    WPR: Isso é tão bonito,
  • 47:59 - 48:02
    parece uma ótima mensagem
    para deixar para o público,
  • 48:02 - 48:04
    com o sentimento
  • 48:04 - 48:07
    de que estão todos muito gratos
    pelo que você compartilhou, Audrey,
  • 48:07 - 48:13
    e todas as ótimas informações e percepções
    sobre as estratégias de Taiwan.
  • 48:15 - 48:16
    AT: Obrigada.
  • 48:16 - 48:17
    WPR: David.
  • 48:18 - 48:22
    DB: Agradeço muito
    por essa bela descrição do cargo
  • 48:22 - 48:27
    e por toda a sabedoria que você
    compartilhou de forma tão rápida.
  • 48:27 - 48:30
    Eu acho que não foi
    só uma ideia que compartilhou,
  • 48:30 - 48:33
    mas talvez umas 20, 30, 40?
  • 48:33 - 48:35
    Eu perdi a conta.
  • 48:36 - 48:39
    AT: Isso se chama Ideias que Valem
    a Pena Espalhar, é uma forma plural.
  • 48:39 - 48:41
    (Risos)
  • 48:41 - 48:44
    DB: É verdade. Muito obrigado
    por se juntar a nós.
  • 48:45 - 48:46
    WPR: Obrigada, Audrey.
  • 48:46 - 48:48
    DB: E desejo-lhe sorte com tudo.
  • 48:49 - 48:51
    AT: Obrigado e tenham
    uma boa manhã ou boa noite.
  • 48:51 - 48:52
    Fiquem seguros.
Title:
Como a inovação digital pode combater a pandemia e fortalecer a democracia
Speaker:
Audrey Tang
Description:

A tecnologia pode criar uma democracia rápida, justa... e até divertida? A ministra da tecnologia de Taiwan, Audrey Tang, compartilha como seu país evitou o isolamento da COVID-19 no início de 2020 por meio de inovações como o desenvolvimento de aplicativos para mapear a disponibilidade de máscaras, ideias de "crowdsourcing" que poderiam se tornar leis e a criação da campanha "humor versus rumor" para combater a desinformação com a comédia. (Essa conversa virtual, organizada pelo curador de ciências do TED, David Biello, e pela curadora de assuntos atuais Whitney Pennington Rodgers, foi gravada em 1º de junho de 2020.)

more » « less
Video Language:
English
Team:
TED
Project:
TEDTalks
Duration:
49:05

Portuguese, Brazilian subtitles

Revisions