YouTube

Got a YouTube account?

New: enable viewer-created translations and captions on your YouTube channel!

Portuguese, Brazilian subtitles

← O gracioso equilíbrio entre a coragem e o medo

Get Embed Code
39 Languages

Showing Revision 16 created 02/11/2020 by Leonardo Silva.

  1. Quando somos jovens,
    somos inocentemente corajosos
  2. e sonhamos sem medo
    sobre como pode ser nossa vida.
  3. Talvez você quisesse ser astronauta
    ou cientista de foguetes.
  4. Talvez sonhasse em viajar
    para todos os continentes.
  5. Desde muito jovem,
  6. eu sonhava em trabalhar
    para as Nações Unidas
  7. em alguns dos países
    mais difíceis do mundo.
  8. Graças a muita coragem,
  9. esse sonho tornou-se realidade.
  10. Mas eis a questão da coragem:

  11. ela não aparece sempre que precisamos.
  12. É o resultado de dura reflexão
    e trabalho verdadeiro,
  13. que envolve o equilíbrio
    entre o medo e a valentia.
  14. Sem medo, faremos coisas tolas.
  15. E sem coragem, nunca entraremos
    no desconhecido.
  16. O equilíbrio dos dois
    é onde está a mágica,
  17. e é um equilíbrio com o qual
    lidamos todos os dias.
  18. Primeiro, uma informação
    sobre minhas rodas elegantes.

  19. Nem sempre estive numa cadeira de rodas.
  20. Cresci como muitos de vocês,
  21. correndo, pulando e dançando.
  22. Adoro dançar.
  23. No entanto, em meus 20 e poucos anos,
  24. comecei a sofrer uma série
    de quedas inexplicáveis.
  25. Alguns anos depois,
  26. fui diagnosticada
    com uma doença genética recessiva
  27. chamada miopatia hereditária
    por corpos de inclusão,
  28. ou HIBM.
  29. É uma doença progressiva
    de perda de massa muscular
  30. que afeta todos os meus músculos
    da cabeça aos pés.
  31. A HIBM é muito rara.
  32. Nos Estados Unidos, há menos
    de 200 pessoas diagnosticadas.
  33. Até o momento, não há cura
    nem tratamento comprovado
  34. e, dentro de 10 a 15 anos após seu início,
  35. a HIBM geralmente leva à quadriplegia,
  36. motivo pelo qual estou agora
    em uma cadeira de rodas.
  37. Quando fui diagnosticada, tudo mudou.

  38. Foi uma notícia assustadora,
  39. porque eu não tinha experiência
    com doenças crônicas ou deficiências.
  40. Também não sabia
    como a doença poderia evoluir.
  41. Mas o mais desanimador
  42. foi ouvir outras pessoas me aconselharem
  43. a limitar minhas ambições e sonhos
  44. e mudar minhas expectativas sobre a vida.
  45. "Você deveria abandonar
    sua carreira internacional."
  46. "Ninguém se casará com você assim."
  47. "Seria egoísmo seu ter filhos."
  48. O fato de outros colocarem limitações
    em meus sonhos e ambições era absurdo
  49. e inaceitável.
  50. Então, eu os ignorei.
  51. (Vivas) (Aplausos)

  52. Eu me casei

  53. e decidi, por mim mesma, não ter filhos.
  54. Continuei minha carreira nas Nações Unidas
  55. após meu diagnóstico,
  56. trabalhando por dois anos em Angola,
  57. um país que se recuperava
    de 27 anos de guerra civil violenta.
  58. No entanto, passariam mais cinco anos
  59. até eu declarar oficialmente
    meu diagnóstico a meu empregador,
  60. porque eu tinha medo de que questionassem
    minha capacidade de gerenciar,
  61. e eu perdesse meu emprego.
  62. Eu trabalhava em países
    onde a poliomielite era comum.
  63. Portanto, quando ouvi alguém dizer
  64. que achavam que eu poderia
    ter sobrevivido à poliomielite,
  65. pensei que meu segredo estava seguro.
  66. Ninguém perguntou por que eu mancava.
  67. Então, eu não disse nada.
  68. Levei mais de uma década
    para internalizar a gravidade da HIBM,

  69. mesmo quando tarefas e funções básicas
    tornavam-se cada vez mais difíceis.
  70. No entanto, continuei perseguindo
    meu sonho de trabalhar em todo o mundo,
  71. e até fui designada
    como ponto focal da deficiência
  72. da UNICEF no Haiti,
  73. onde servi durante dois anos
    após o terremoto devastador de 2010.
  74. Meu trabalho me trouxe
    para os Estados Unidos.
  75. Mesmo quando a doença
    evoluía significativamente,
  76. e eu precisava de aparelho
    para as pernas e de um andador,
  77. eu ainda desejava aventura.
  78. Dessa vez,
  79. comecei a sonhar com uma grande
    aventura ao ar livre.
  80. E o que é mais grandioso
    do que o Grand Canyon?
  81. Vocês sabiam que, para cada
    5 milhões de pessoas que o visitam,

  82. apenas 1% desce
    até a base do desfiladeiro?
  83. Eu queria fazer parte desse 1%.
  84. O único problema é...
  85. (Aplausos)

  86. O único problema é que o Grand Canyon
    não é exatamente acessível.

  87. Eu precisaria de assistência
  88. para descer 1,5 km
    de terreno vertical pouco firme.
  89. Quando enfrento obstáculos,
  90. o medo não necessariamente
    se instala de imediato,
  91. porque presumo que,
    de um jeito ou de outro,
  92. vou resolver.
  93. Nesse caso, eu pensava:
  94. "Bem, se não consigo andar,
  95. eu poderia aprender a andar a cavalo".
  96. Foi o que fiz.
  97. Com essa decisão importante,

  98. teve início um compromisso de quatro anos,
  99. que oscilava entre medo e coragem
  100. para realizar uma expedição de 12 dias:
  101. quatro dias a cavalo para cruzar
    todo o Grand Canyon
  102. e oito dias de rafting
    nos 240 km do rio Colorado,
  103. tudo com uma equipe de filmagem.
  104. Alerta de spoiler: conseguimos.
  105. Mas não sem me mostrar
    como meu medo mais profundo
  106. pode, de alguma forma, manifestar
    uma reação refletida de igual coragem.
  107. Em 13 de abril de 2018,
  108. sentada a três metros do solo,
  109. montada num cavalo mustangue
    chamado Sheriff,
  110. minha primeira impressão do Grand Canyon
  111. foi de choque e terror.
  112. Quem sabia que eu tinha medo de altura?
  113. (Risos)

  114. Mas não dava mais para desistir.

  115. Juntei cada pedacinho de coragem
  116. para não deixar o medo tomar conta de mim.
  117. Rumo à borda sul,
  118. tudo que eu podia fazer
    para me manter calma
  119. era respirar profundamente,
    olhar para as nuvens
  120. e me concentrar nas vozes de minha equipe.
  121. Mas, então, logo no início,
    houve um acidente.
  122. Sem conseguir ficar reta na sela,
  123. ao descer um degrau enorme,
  124. fui arremessada para frente e bati o rosto
    na parte de trás da cabeça do cavalo.
  125. Houve pânico,
  126. minha cabeça doía bastante,
  127. mas o caminho era
    estreito demais para pararmos.
  128. Somente na metade do caminho, a 700 m,
  129. faltando, pelo menos, mais duas horas,
  130. conseguimos parar e tirar meu capacete
  131. e ver o inchaço na testa
    do tamanho de um ovo.
  132. Com todo aquele planejamento
    e equipamento,
  133. como é que nem tínhamos gelo?
  134. (Risos)

  135. Felizmente para todos nós,
    o inchaço passou,

  136. e surgiram duas manchas negras
    sob meus olhos,
  137. o que dá uma aparência incrível
    num documentário.
  138. (Risos)

  139. (Aplausos) (Vivas)

  140. Não foi uma viagem fácil e tranquila.

  141. Entretanto, era exatamente essa a questão.
  142. Mesmo com medo de voltar para a sela,
  143. voltei.
  144. Só a descida até a base do desfiladeiro
    levou um total de dez horas,
  145. e esse foi apenas o primeiro dia
    dos quatro passeios a cavalo.
  146. Depois vieram as correntezas fortes.

  147. O rio Colorado, no Grand Canyon,
  148. tem algumas das maiores
    turbulências do país.
  149. Só para estarmos preparados,
    caso o barco virasse,
  150. praticamos me levando a nadar
    por uma correnteza menor.
  151. É seguro dizer que não foi glamoroso.
  152. (Risos)

  153. Respirei na parte errada da onda,

  154. engasguei com a água do rio
  155. e não consegui me controlar.
  156. Sim, foi assustador,
  157. mas também foi fantástico.
  158. Cachoeiras, desfiladeiros escorregadios
  159. e alguns bilhões de anos de leito de rocha
    que pareciam mudar de cor ao longo do dia.
  160. O Grand Canyon é
    uma verdadeira região selvagem
  161. e digna de todos os elogios.
  162. (Aplausos)

  163. A expedição,

  164. todo esse planejamento e a viagem em si
  165. me mostraram um nível de medo
    que eu nunca havia sentido antes.
  166. Mas o mais importante
  167. é que me mostrou como posso
    ser ousadamente corajosa.
  168. Minha viagem ao Grand Canyon
    não foi fácil.
  169. Não era uma visão
    de uma mulher da Amazônia
  170. que percorria cenários épicos sem esforço.
  171. Era eu chorando,
  172. exausta e atingida,
    com manchas sob os olhos.
  173. Foi assustador,
  174. estressante,
  175. emocionante.
  176. Agora que a viagem terminou,

  177. é fácil ficar indiferente
    com o que alcançamos.
  178. Sei que quero fazer o rafting
    no rio novamente.
  179. Dessa vez, todos os 446 km.
  180. (Aplausos)

  181. Mas também sei que nunca
    voltaria a andar a cavalo.

  182. (Risos)

  183. É perigoso demais.

  184. Este é o meu verdadeiro objetivo.
  185. Não estou aqui só para mostrar
    sequências de meu filme.
  186. Estou aqui para lembrar a todos
  187. que a vida é realmente apenas uma lição
  188. para encontrar o equilíbrio
    entre o medo e a coragem
  189. e entender o que é
    e o que não é uma boa ideia.
  190. (Risos)

  191. A vida já é assustadora.

  192. Para que nossos sonhos se realizem,
    precisamos ter coragem.
  193. Ao enfrentar meus medos
    e encontrar a coragem para superá-los,
  194. juro que minha vida
    tem sido extraordinária.
  195. Então, vivam em sua plenitude
  196. e tentem deixar sua coragem
    superar seu medo.
  197. Nunca se sabe aonde isso poderá te levar.
  198. Obrigada.

  199. (Aplausos) (Vivas)