Return to Video

Como criar o nosso próprio glaciar — M Jackson

  • 0:07 - 0:09
    No século XIII,
  • 0:09 - 0:12
    Gengis Khan embarcou numa missão
    para conquistar a Eurásia,
  • 0:13 - 0:15
    conquistando rapidamente países
  • 0:15 - 0:18
    e integrando-os no seu Império Mongol
    em expansão.
  • 0:18 - 0:22
    Com os seus grandes exércitos,
    tornou-se quase imparável.
  • 0:22 - 0:25
    Mas a lenda conta que havia um obstáculo
  • 0:25 - 0:28
    que nem o impressionante Khan
    conseguiria ultrapassar:
  • 0:28 - 0:30
    uma enorme parede de gelo,
  • 0:30 - 0:34
    criada pelos habitantes locais
    bloqueando a passagem numa montanha
  • 0:34 - 0:37
    para impedir que os exércitos do Khan
    invadissem o seu território.
  • 0:37 - 0:41
    Ninguém sabe qual é o rigor histórico
    desta história em especial
  • 0:41 - 0:44
    mas, espantosamente,
    baseia-se em factos.
  • 0:44 - 0:49
    Durante séculos, na cordilheira
    do Caracórum e dos Himalaias
  • 0:49 - 0:53
    as pessoas têm criado glaciares
    e usam esse gelo artesanal
  • 0:53 - 0:57
    como fontes de água potável
    e de irrigação para as culturas.
  • 0:57 - 1:00
    Mas, antes de falarmos
    desse fenómeno fascinante,
  • 1:00 - 1:02
    é importante perceber a diferença
  • 1:02 - 1:04
    entre glaciares que se formam naturalmente
  • 1:04 - 1:07
    e os que são criados pelos seres humanos.
  • 1:07 - 1:10
    Para se formar um glaciar na Natureza,
    são necessárias três condições:
  • 1:10 - 1:14
    queda de neve, temperaturas
    baixas e tempo.
  • 1:14 - 1:17
    Primeiro, cai uma grande quantidade
    de neve que se acumula.
  • 1:17 - 1:20
    As temperaturas frias garantem
    que essa neve acumulada
  • 1:20 - 1:24
    se mantém durante o inverno,
    a primavera, o verão e o outono.
  • 1:24 - 1:28
    Nos anos, décadas e séculos seguintes,
  • 1:28 - 1:30
    a pressão da neve acumulada
  • 1:30 - 1:34
    transforma as camadas
    em gelo glaciar profundamente compacto.
  • 1:35 - 1:37
    Criar um glaciar artificialmente,
  • 1:37 - 1:39
    é totalmente diferente.
  • 1:39 - 1:42
    Na confluência de três
    grandes cordilheiras de montanhas,
  • 1:42 - 1:45
    os Himalaias, o Caracórum
    e o Hindu Kush,
  • 1:45 - 1:48
    algumas culturas locais acreditaram
    durante séculos,
  • 1:48 - 1:50
    que os glaciares estavam vivos.
  • 1:50 - 1:52
    E, mais ainda,
  • 1:52 - 1:56
    que alguns glaciares podiam ser
    de sexos diferentes, machos e fêmeas.
  • 1:56 - 1:59
    Os criadores locais de glaciares
    "alimentam" novos glaciares
  • 1:59 - 2:02
    enxertando — ou seja, casando —
  • 2:02 - 2:05
    fragmentos de gelo de glaciares
    machos e fêmeas,
  • 2:05 - 2:07
    e cobrindo-os depois com carvão vegetal,
  • 2:07 - 2:10
    palha de trigo, panos
    ou ramos de salgueiro,
  • 2:10 - 2:12
    para eles se reproduzirem.
  • 2:12 - 2:14
    Sob a proteção desta cobertura,
  • 2:14 - 2:17
    esses glaciares transformam-se
    em glaciares ativos
  • 2:17 - 2:21
    que crescem todos os anos
    com a queda de neve adicional.
  • 2:21 - 2:24
    Esses glaciares servem de reservas
    duradouras de água
  • 2:24 - 2:27
    que os agricultores podem usar
    para irrigar as suas culturas.
  • 2:27 - 2:29
    Estas práticas espalharam-se
    a outras culturas
  • 2:29 - 2:32
    em que as pessoas estão a criar
    as suas versões de glaciares
  • 2:32 - 2:35
    e os utilizam para resolver
    graves problemas modernos
  • 2:35 - 2:37
    para o abastecimento de água.
  • 2:37 - 2:42
    Vejam Ladakh, uma região desértica
    a alta altitude, no norte da Índia.
  • 2:42 - 2:44
    Fica situada na zona de sombra
    da chuva, nos Himalaias
  • 2:44 - 2:49
    e recebe, em média, menos
    de 10 centímetros de água por ano.
  • 2:49 - 2:52
    À medida que os glaciares diminuem
    por causa da alteração climática,
  • 2:52 - 2:55
    a escassez de água regional
    vai aumentando.
  • 2:55 - 2:58
    Assim, os habitantes locais começaram
    a criar os seus glaciares
  • 2:58 - 3:00
    como uma garantia contra esta incerteza.
  • 3:00 - 3:04
    Estes glaciares são de dois tipos:
    horizontais e verticais.
  • 3:05 - 3:07
    Os glaciares horizontais formam-se
  • 3:07 - 3:09
    quando os agricultores desviam
    a água derretida do glaciar
  • 3:09 - 3:11
    para canais e tubagens
  • 3:11 - 3:17
    que escoam cuidadosamente para uma série
    de bacias feitas de pedras e de terra.
  • 3:17 - 3:21
    Os aldeões controlam apertadamente
    a entrada da água nesses reservatórios,
  • 3:22 - 3:24
    esperando que cada camada congele
  • 3:24 - 3:26
    antes de encherem a bacia
    com outra camada.
  • 3:27 - 3:28
    No início da primavera,
  • 3:28 - 3:31
    essas lagoas geladas começam a derreter,
  • 3:31 - 3:34
    fornecendo aos aldeões
    a irrigação para os seus campos.
  • 3:34 - 3:37
    Os locais fazem glaciares verticais
    usando a água derretida
  • 3:37 - 3:41
    de glaciares já existentes
    muito acima das suas aldeias.
  • 3:41 - 3:45
    A água derretida entra em canais
    que descem pela colina,
  • 3:45 - 3:47
    até atingir o local de uma cultura
  • 3:47 - 3:51
    onde brota com força de um cano
    que aponta para o ar.
  • 3:51 - 3:53
    Quando as temperaturas do inverno descem,
  • 3:53 - 3:56
    esta água congela, formando
    um arco ao sair do tubo,
  • 3:56 - 4:00
    acabando por formar uma escultura
    de gelo, com 50 m, chamada uma "stupa",
  • 4:00 - 4:03
    com a forma de um cone de gelado
    virado ao contrário.
  • 4:03 - 4:08
    Esta forma invertida minimia
    a quantidade da superfície exposta ao sol
  • 4:08 - 4:10
    na primavera e no verão.
  • 4:10 - 4:13
    Isso garante que o miniglaciar
    vai derretendo lentamente
  • 4:13 - 4:18
    e fornece uma fonte fiável de água
    para alimentar as culturas do agricultor.
  • 4:18 - 4:20
    Estes métodos podem ser antigos
  • 4:20 - 4:22
    mas estão a tornar-se mais relevantes
  • 4:22 - 4:25
    à medida que a alteração climática
    vai afetando o planeta.
  • 4:25 - 4:30
    As pessoas estão agora a criar glaciares
    em muitas regiões para além de Ladakh.
  • 4:30 - 4:34
    Os suíços, utilizando a crescente
    tecnologia moderna dos glaciares
  • 4:34 - 4:38
    criaram a primeira "stupa" em 2016,
    nos Alpes Suíços.
  • 4:38 - 4:42
    Há planos para mais 100
    em aldeias no Paquistão,
  • 4:42 - 4:45
    no Cazaquistão e no Quirguistão.
  • 4:45 - 4:49
    Talvez um dia possamos dominar
    os nossos glaciares artesanais
  • 4:49 - 4:52
    o suficiente para construir
    paredes de gelo,
  • 4:52 - 4:54
    não para afastar pessoas.
  • 4:54 - 4:59
    mas para permitir vida nalgumas
    das paisagens mais áridas do planeta.
Title:
Como criar o nosso próprio glaciar — M Jackson
Speaker:
M Jackson
Description:

Vejam a lição completa: https://ed.ted.com/lessons/how-to-grow-your-own-glacier-m-jackson

No século XIII, Gengis Khan embarcou numa missão para conquistar a Eurásia, conquistando rapidamente países e integrando-os no seu Império. Mas a lenda conta que havia um obstáculo que nem o impressionante Khan conseguiria ultrapassar: uma enorme parede de gelo, criada pelos habitantes locais, bloqueando a passagem numa montanha. M Jackson explora os antigos métodos de criação de glaciares e como eles podem ser usados para combater a alteração climática.

Lição de M Jackson, realização de Artrake Studio.

more » « less
Video Language:
English
Team:
TED
Project:
TED-Ed
Duration:
04:59
Margarida Ferreira approved Portuguese subtitles for How to grow a glacier
Isabel Vaz Belchior accepted Portuguese subtitles for How to grow a glacier
Isabel Vaz Belchior edited Portuguese subtitles for How to grow a glacier
Isabel Vaz Belchior edited Portuguese subtitles for How to grow a glacier
Margarida Ferreira edited Portuguese subtitles for How to grow a glacier
Margarida Ferreira edited Portuguese subtitles for How to grow a glacier

Portuguese subtitles

Revisions