YouTube

Got a YouTube account?

New: enable viewer-created translations and captions on your YouTube channel!

Portuguese, Brazilian subtitles

← A evolução do livro - Julie Dreyfuss

Get Embed Code
35 Languages

Showing Revision 20 created 06/23/2016 by Ruy Lopes Pereira.

  1. O que caracteriza um livro?

  2. É apenas algo que armazena
    e difunde informações?
  3. Ou tem a ver com folhas de papel
    encadernadas, letras, tinta,
  4. com sentir seu peso em nossas mãos
    e o cheiro de suas páginas?
  5. Isto é um livro?
    Provavelmente não.
  6. Mas isto é?
  7. Para responder a estas questões,
    vejamos como eram os primeiros livros,
  8. para compreender como esses elementos
    se juntaram para fazer algo
  9. que é maior do que a soma de suas partes.
  10. O mais antigo objeto que consideramos
    ser um livro é o códice,
  11. um pilha de páginas
    costuradas por uma das bordas.
  12. Mas a grande revolução
    da história do livro
  13. foi a prensa de Johannes Gutenberg
    na metade do século 15.
  14. O conceito de tipo móvel tinha sido
    inventado bem antes, no Oriente,
  15. mas a invenção da prensa
    de Gutenberg teve um efeito profundo.
  16. De repente, as elitistas classes
    dos monges e dos governantes
  17. perderam o controle
    sobre a produção de textos.
  18. Era mais fácil espalhar as mensagens,
  19. e cópias podiam ser
    produzidas constantemente,
  20. e assim surgiram casas editoras
    por toda a Europa.
  21. O produto desta explosão bibliográfica
    é conhecido por nós em alguns aspectos,
  22. porém marcadamente diferente em outros.
  23. O esqueleto do livro é
    o papel, o texto e a capa.
  24. Há mais de 2 mil anos,
    os chineses inventaram o papel
  25. como uma superfície para escrever,
  26. e o papel foi precedido
    pelo papiro dos egípcios.
  27. Contudo, até o século 16,
  28. os europeus escreviam
    em folhas finas de madeira
  29. e em pergaminhos duráveis
    feitos de peles curtidas de animais.
  30. A popularidade do papel acabou
    por se espalhar pela Europa,
  31. e a impressão substituiu o pergaminho,
    pois a quantidade barateava os custos.
  32. As tintas eram feitas pela mistura
    de pigmentos de origem vegetal e animal
  33. com água ou vinho,
  34. mas como a água não adere
    a um tipo feito de metal,
  35. o uso da prensa exigiu
    que se passasse a usar tinta a óleo.
  36. As impressoras usavam tinta preta
    feita de uma mistura de fuligem,
  37. terebintina e óleo de noz.
  38. E quanto ao tamanho
    das fontes e dos tipos?
  39. As primeiras peças de tipos móveis
    consistiam de letras ao contrário
  40. moldadas em relevo na extremidade
    de suportes de ligas de chumbo.
  41. Eram feitas a mão e eram caras,
  42. e seus desenhos eram tão diferentes
    quanto as pessoas que faziam seus moldes.
  43. A padronização só foi possível
    quando houve a fabricação em massa
  44. e a criação de um sistema acessível
    de processamento de palavras.
  45. Quanto ao estilo, deve-se a Nicolas Jenson
  46. o desenvolvimento
    de dois tipos de fonte "Roman",
  47. que deram origem a milhares de outras,
    inclusive a conhecida "Times Roman".
  48. Algo tinha que juntar tudo isso,
  49. e até o final do século 15,
  50. as capas eram feitas de madeira
  51. ou de folhas de papel coladas.
  52. Estas seriam, por fim,
    substituídas por cartões de fibras
  53. originalmente destinados a encadernação
    de alta qualidade, no fim do século 17,
  54. porém, depois, como uma opção
    menos dispendiosa.
  55. Embora as ilustrações das capas atuais
    sejam ferramentas de marketing,
  56. os desenhos das capas dos livros antigos
    eram feitos para mostrar uma ordem.
  57. Até as lombadas têm uma história.
  58. No começo não tinham importância estética,
  59. e as primeiras eram planas,
    em vez de abauladas.
  60. Os livros com lombadas planas
    eram mais fáceis de ler,
  61. pois permitiam que estes fossem
    colocados sobre a mesa,
  62. porém estavam mais sujeitas
    ao desgaste pelo uso normal.
  63. A lombada arredondada
    resolveu esse problema,
  64. embora tenha trazido novos,
  65. como o fato de o livro não parar aberto.
  66. Mas a flexibilidade foi mais importante,
    especialmente para leitores apressados.
  67. À medida que o livro evolui
    e as brochuras são substituídas
  68. por telas planas e tinta eletrônica,
  69. esses novos objetos e arquivos
    ainda são livros?
  70. O contato com a capa
  71. e o cheiro do papel traz algo especial
    para essa experiência crucial?
  72. Ou a magia está apenas nas palavras,
  73. não importando como elas são apresentadas?