Portuguese, Brazilian subtitles

← XML Design Principles - Data Wranging with MongoDB

Get Embed Code
4 Languages

Showing Revision 8 created 06/20/2016 by Udacity Robot.

  1. O XML foi criado com um número de objetivos em
  2. mente. Um dos motivos mais importante desta
  3. aula é que ela foi projetada para fornecer conhecimentos sobre transferência
  4. de dados que são independentes da plataforma. E o que isso significa? Bem, a ideia
  5. aqui é que você pode ter um Aplicativo de produção.
  6. Que é escrito em qualquer linguagem de programação em qualquer sistema operacional
  7. e tipo de hardware. E o aplicativo de consumo
  8. implementado em qualquer outro hardware ou sistema operacional.
  9. Não há associação entre as formas de implementação do aplicativo de consumo
  10. ou o aplicativo de produção, porque eles dois concordam
  11. em falar em XML um com o outro. E claro,
  12. além de consumir o XML do aplicativo de produção, o
  13. consumidor também escreveria em XML para o aplicativo de produção.
  14. Outro objetivo importante para o XML é que ele
  15. seria fácil de escrever programas que lessem e escrevessem em XML. Os
  16. designers também queriam um formato de dados que poderia ser validado.
  17. Então no XML, escrevemos uma especificação para um
  18. tipo particular de documento. E quaisquer exemplos específicos
  19. daquele documento que são produzidos podem ser validados
  20. em relação àquela especificação. Então a BioMed Central tem uma especificação para
  21. o formato de artigo de pesquisa, e quaisquer artigos que
  22. são produzidos são validados em relação àquele formato para garantir que eles
  23. se ajustam às regras daquele modelo de dados. O XML
  24. for criado para ser lido por humanos, e como vimos
  25. no exemplo, podemos ter uma boa ideia
  26. de quais informações estão contidas em uma codificação
  27. XML apenas olhando para ela. E finalmente, o XML foi criado
  28. para dar suporte a uma ampla variedade de aplicativos. Vimos um
  29. aplicativo de XML, vamos dar uma olhada em
  30. diversas outras opções. Ele essencialmente abrange um número de formas diferentes
  31. nas quais o XML pode ser aplicado a troca de dados entre
  32. aplicativos. Se você estiver interessado em mais informações sobre este formato de dados,
  33. eu incentivo você a dar uma olhada no
  34. site da W3C. Vamos falar um pouco sobre o que significa ter um
  35. padrão. Um dos benefícios mais importante
  36. de se ter um padrão XML é que temos
  37. analisadores robustos na maioria das linguagens de programação, incluindo a Python. O que isso significa
  38. para nós como cientistas de dados, é que
  39. conseguimos focar em nossos próprios aplicativos. Não temos de nos
  40. preocupar com analisadores de escrita. Para alguns formatos de dados ad hoc.
  41. Previamente cada sistema de mensagem tinha seu próprio formato
  42. e todos eram diferentes, o que tornou o tipo de
  43. sistema de mensagens que nós criamos agora muito confusos,
  44. complexos e caros. Se todo mundo usasse
  45. a mesma sintaxe, isso tornaria a criação desses
  46. sistemas bem mais rápida. E muito mais confiável. Outra vantagem do
  47. XML é que ele é gratuito. Agora, ele é gratuito,
  48. mas também livre de restrições legais.
  49. Não é um formato que qualquer empresa tem e pode mudar nos EUA. Informações em
  50. XML podem ser manipuladas de forma programática. Então podemos
  51. criar bancos de dados para oferecer suporte a tipos específicos de consultas. Ou,
  52. podemos unir dados de fontes diferentes
  53. ou separá-los para serem reutilizados de
  54. formas diferentes. Os documentos em XML também podem ser
  55. convertidos de forma confiável em outros formatos sem perda de informações.
  56. O XML permite que você separe a forma ou aparência
  57. do conteúdo. Então, seu arquivo XML contém
  58. informações de seu documento, todo seu texto e
  59. dados, além de identificar sua própria estrutura. Formatação
  60. e outras necessidades de processamento são identificadas separadamente
  61. em uma folha de estilo ou sistema de processamento. No exemplo
  62. da BioMed Central, na verdade, é o XML que é transformado em HTML
  63. para renderização em sites ou em PDFs para download. Usando uma folha de estilos.
  64. E o sistema de processamento da folha de estilo. Os dois são combinados em tempo de saída para
  65. aplicar a formatação necessária ao texto dos dados identificados por sua própria estrutura.
  66. Esta estrutura pode definir local, posição, ordem
  67. ou qualquer outros aspectos dos dados.