Return to Video

A próxima revolução agrícola global

  • 0:02 - 0:06
    Em 2019, a humanidade recebeu um aviso:
  • 0:06 - 0:08
    30 dos principais cientistas
    do mundo liberaram resultados
  • 0:08 - 0:12
    de um estudo substancial de 3 anos
    sobre a agricultura global
  • 0:12 - 0:16
    e declararam que a produção de carne
    está destruindo nosso planeta
  • 0:16 - 0:18
    e prejudicando a saúde global.
  • 0:18 - 0:19
    Um dos autores do estudo explicou
  • 0:19 - 0:23
    que: "A humanidade agora representa
    uma ameaça à estabilidade do planeta...
  • 0:23 - 0:28
    [Isso requer] nada menos
    que uma nova revolução agrícola global".
  • 0:29 - 0:31
    Como alguém que passou
    as duas últimas décadas
  • 0:31 - 0:34
    defendendo uma mudança
    da produção industrial de carne,
  • 0:34 - 0:38
    eu queria acreditar
    que isso fará diferença.
  • 0:38 - 0:43
    Mas vi esse tipo de coisa
    repetidas vezes por décadas.
  • 0:44 - 0:47
    Aqui em 2018, na revista "Nature",
  • 0:47 - 0:50
    em 2017, na "Bioscience Journal",
  • 0:50 - 0:54
    em 2016, na Academia Nacional de Ciências.
  • 0:54 - 0:58
    O ponto principal desses estudos
    tende a ser a mudança climática,
  • 0:58 - 1:02
    mas a resistência aos antibióticos
    representa uma ameaça semelhante.
  • 1:03 - 1:06
    Administram doses enormes de antibióticos
    em animais criados em fazendas.
  • 1:06 - 1:10
    Estes antibióticos estão
    se transformando em superbactérias
  • 1:10 - 1:13
    que ameaçam torná-los obsoletos
  • 1:13 - 1:16
    num curto espaço de tempo.
  • 1:16 - 1:17
    Vocês querem se assustar?
  • 1:17 - 1:20
    Vejam no Google: "o fim dos antibióticos".
  • 1:21 - 1:23
    Vou esclarecer uma coisa:
  • 1:23 - 1:25
    não estou aqui para dizer
    a ninguém o que comer.
  • 1:26 - 1:28
    A ação individual é ótima,
  • 1:28 - 1:32
    mas resistência a antibióticos
    e mudanças climáticas exigem mais.
  • 1:32 - 1:36
    Além disso, convencer o mundo a comer
    menos carne não tem dado muito certo.
  • 1:37 - 1:42
    Há 50 anos, ambientalistas, especialistas
    em saúde global e defensores dos animais
  • 1:42 - 1:45
    têm implorado ao público
    para que coma menos carne.
  • 1:45 - 1:47
    No entanto, o consumo de carne per capita
  • 1:47 - 1:51
    é o mais alto na história documentada.
  • 1:51 - 1:55
    O norte-americano médio comeu
    mais de 90 quilos de carne no ano passado.
  • 1:56 - 1:57
    E eu não comi nenhuma.
  • 1:57 - 1:59
    (Risos)
  • 1:59 - 2:01
    O que significa que alguém por aí
    comeu 180 quilos de carne.
  • 2:01 - 2:04
    (Risos)
  • 2:04 - 2:05
    Na nossa trajetória atual,
  • 2:05 - 2:10
    vamos precisar produzir
    70 a 100% mais carne até 2050.
  • 2:10 - 2:13
    Isso requer uma solução global.
  • 2:13 - 2:17
    Precisamos produzir a carne
    que as pessoas amam,
  • 2:17 - 2:20
    mas de uma maneira totalmente nova.
  • 2:20 - 2:22
    Eu tenho algumas ideias.
  • 2:22 - 2:26
    Ideia número um:
    vamos cultivar carne de plantas.
  • 2:26 - 2:28
    Em vez de cultivar plantas
    para os animais,
  • 2:28 - 2:30
    e toda essa ineficiência,
  • 2:30 - 2:33
    vamos cultivar as plantas, transformá-las
  • 2:33 - 2:35
    e fazer carne à base delas.
  • 2:35 - 2:38
    Ideia número dois:
    para uma carne animal real,
  • 2:38 - 2:40
    vamos cultivá-la diretamente das células.
  • 2:40 - 2:43
    Em vez de criar animais vivos,
    vamos cultivar as células diretamente.
  • 2:44 - 2:47
    Leva seis semanas para uma galinha
    atingir o peso de abate.
  • 2:47 - 2:51
    Cultivando as células diretamente, podemos
    obter esse mesmo crescimento em seis dias.
  • 2:52 - 2:54
    É assim que se parece em escala.
  • 2:55 - 2:58
    É como uma amigável
    destilaria de carnes do bairro.
  • 2:58 - 3:00
    (Risos)
  • 3:01 - 3:02
    Quero destacar dois pontos.
  • 3:02 - 3:05
    O primeiro é: acreditamos
    que podemos fazer isso.
  • 3:05 - 3:09
    Nos últimos anos, algumas empresas
    têm produzido carne de plantas
  • 3:09 - 3:13
    que os consumidores não conseguem
    distinguir da carne animal real,
  • 3:13 - 3:17
    e agora existem dezenas de empresas
    que cultivam carne animal real
  • 3:17 - 3:19
    diretamente das células.
  • 3:19 - 3:21
    Esta carne à base de vegetais e de células
  • 3:21 - 3:25
    dá aos consumidores tudo o que eles amam:
    o gosto, a textura e assim por diante,
  • 3:25 - 3:28
    mas sem necessidade de antibióticos
  • 3:28 - 3:31
    e com uma fração
    do impacto negativo no clima.
  • 3:31 - 3:35
    E porque essas duas tecnologias
    são muito mais eficientes,
  • 3:35 - 3:36
    na produção em escala
  • 3:36 - 3:38
    esses produtos serão mais baratos.
  • 3:39 - 3:41
    Mas um ponto rápido sobre isso:
  • 3:41 - 3:43
    não vai ser fácil.
  • 3:43 - 3:47
    Essas empresas de plantas gastaram
    pequenas fortunas em seus hambúrgueres
  • 3:47 - 3:51
    e a carne baseada em células
    ainda não está sendo comercializada.
  • 3:51 - 3:53
    Então, vamos precisar
    que todos se empenhem
  • 3:53 - 3:55
    para torná-las
    a indústria global de carne.
  • 3:56 - 3:59
    Para começar, precisamos
    da atual indústria da carne.
  • 3:59 - 4:01
    Não queremos prejudicá-la,
  • 4:01 - 4:03
    nós queremos transformá-la.
  • 4:03 - 4:05
    Precisamos das economias de escala,
  • 4:05 - 4:08
    da cadeia de suprimentos global,
    experiência em marketing
  • 4:08 - 4:11
    e da enorme base de consumidores dela.
  • 4:11 - 4:13
    Nós também precisamos dos governos.
  • 4:13 - 4:16
    Eles gastam dezenas de bilhões
    de dólares todos os anos
  • 4:16 - 4:18
    em pesquisa e desenvolvimento
  • 4:18 - 4:21
    focado na saúde global e no meio ambiente.
  • 4:21 - 4:25
    Eles deveriam investir um pouco
    desse dinheiro para otimizar e aperfeiçoar
  • 4:25 - 4:29
    a produção de carne
    à base de plantas e de células.
  • 4:30 - 4:35
    Superbactérias resistentes a antibióticos
    mataram dezenas de milhares de pessoas
  • 4:35 - 4:38
    na América do Norte apenas no ano passado.
  • 4:38 - 4:43
    Até 2050, esse número será
    de 10 milhões por ano no mundo.
  • 4:44 - 4:48
    E as mudanças climáticas
    representam uma ameaça existencial
  • 4:48 - 4:51
    para grandes parcelas
    de nossa família global,
  • 4:51 - 4:55
    incluindo algumas das pessoas
    mais pobres na face da Terra.
  • 4:55 - 5:00
    Mudança climática e resistência
    aos antibióticos são crises globais.
  • 5:00 - 5:05
    A produção de carne está agravando
    essas crises em escala mundial.
  • 5:05 - 5:08
    Mas não vamos diminuir o consumo de carne
  • 5:08 - 5:11
    se não oferecermos
    alternativas aos consumidores
  • 5:11 - 5:15
    que custem o mesmo ou menos
    e que tenham o mesmo sabor ou melhor.
  • 5:16 - 5:17
    Nós temos a solução.
  • 5:17 - 5:21
    Vamos fazer carne de plantas.
    Vamos cultivá-la diretamente das células.
  • 5:21 - 5:25
    Já passou da hora de mobilizamos
    os recursos necessários
  • 5:25 - 5:30
    para a próxima revolução agrícola global.
  • 5:30 - 5:31
    Obrigado.
  • 5:31 - 5:33
    (Aplausos)
Title:
A próxima revolução agrícola global
Speaker:
Bruce Friedrich
Description:

A produção convencional de carne prejudica nosso meio ambiente e apresenta riscos à saúde global, mas as pessoas não vão comer menos carne, a menos que ofereçamos alternativas que custem o mesmo (ou menos) e que tenham o mesmo sabor (ou melhor). Em uma palestra reveladora, o inovador em alimentos e Bolsista TED, Bruce Friedrich, mostra os produtos à base de plantas e células que podem transformar em breve a indústria global de carne, e o seu prato do jantar.

more » « less
Video Language:
English
Team:
TED
Project:
TEDTalks
Duration:
05:48

Portuguese, Brazilian subtitles

Revisions