YouTube

Got a YouTube account?

New: enable viewer-created translations and captions on your YouTube channel!

Portuguese subtitles

← Ciência de hoje: Prejuízos nas pescas na Califórnia | Academia das Ciências da Califórnia

Get Embed Code
9 Languages

Showing Revision 4 created 02/17/2018 by Manuela Silva.

  1. Prejuízos nas pescas na Califórnia
  2. No ano passado, os pescadores da Califórnia
    fizeram menos de 100 milhões de dólares
  3. do que tinham feito no ano anterior.
  4. Nós temos anos em que ainda
    conseguimos pescar,
  5. mas, no geral, parece
    que há muito menos peixe.
  6. A cadeia alimentar na costa
    da Califórnia do Norte
  7. depende da água fria.
  8. Nós temos uma grande
    abundância de organismos
  9. porque nós temos um processo
    a que nós chamamos afloramento
  10. Na margem ocidental do continente,
    nós temos ventos ao largo
  11. que arrastam permanentemente
    a água da superfície.
  12. Essa água é substituída por água
    que vem da profundidade.
  13. Essa água habitualmente
    é rica em nutrientes.
  14. Água mais quente
    significa menos nutrientes,
  15. ou seja, é a fome para muitos
    organismos na cadeia alimentar.
  16. Nós perdemos muitos dos animais
    que dependem as nossas pescas.
  17. Eu ouvi falar da água quente,
    sobretudo nos últimos dois ou três anos.
  18. Se nós vamos ter que nos
    ajustar para sempre,
  19. eu penso que há muita gente que espera
  20. que nós iremos ter ainda três ou
    quatro anos de água fria
  21. para voltarem a ganhar algum dinheiro,
  22. e talvez ter sucesso aqui e ali.
  23. Mas, se acontecer como este ano,
  24. em que nós não sabemos
    se vamos pescar ou não,
  25. ninguém vai resistir.
  26. No ano passado, a água quente
    provocou uma explosão de algas
  27. ao longo da Costa Ocidental
  28. que infetou os caranguejos, com uma
    toxina chamada ácido domóico
  29. que pode fazer mal às pessoas
    que comam caranguejos.
  30. No ano passado, nós nem sequer
    tivemos uma boa época de salmão.
  31. Também foi um problema de água quente
  32. mas, neste caso, foi por causa da seca
  33. e por causa dos desvios de água
    para quintas e para as cidades,
  34. em vez das áreas
    onde os salmões desovam.
  35. Há muitas outras espécies
    que estão a ter problemas.
  36. Havia a população de sardinhas do Pacífico,
  37. que diminuiu a pique
    há cerca de dois anos.
  38. Neste momento, é um décimo
    da dimensão calculada em 2007.
  39. Também há indícios de que teve a ver
    com a água mais quente.
  40. Os pescadores têm esperança e, na verdade,
    é a única coisa que têm,
  41. a esperança de que as coisas
    voltem ao normal
  42. e pesquem o mais que possam
    e façam o que fazem de melhor.
  43. Precisam de cuidar das famílias
    e de pagar as contas.
  44. Eles não estão a destruir a pesca.
  45. Eles estão a tentar mantê-la sustentável
  46. para que possamos fazer isso por muito tempo.
  47. Os pescadores seguem as regras
    existentes e fazem-no corretamente.
  48. Eles querem que isto tenha sucesso, eles
    não querem ver as coisas a afundarem-se.
  49. É também importante não esquecer
  50. que há aqui muitas outras pescas
    que são abundantes.
  51. E mesmo quando o salmão está disponível,
  52. o salmão que nós apanhamos
    é muito bem gerido.
  53. então eu não desanimaria as pessoas
    de comer quando puderem.
  54. Tradução de Margarida Ferreira
    Edição e revisão de Manuela Silva