YouTube

Got a YouTube account?

New: enable viewer-created translations and captions on your YouTube channel!

Portuguese subtitles

← 5 erros comuns em SEO (e 6 boas ideias!)

Maile Ohye da Google aborda os cinco erros mais comuns que encontra em SEO, e finaliza com seis dicas rápidas para certificar-se de que está no bom caminho.

Get Embed Code
34 Languages

Subtitles translated from English Showing Revision 4 created 10/16/2013 by Elisabete Valente.

  1. O meu nome é Maile Ohye,
  2. e trabalho na "Google" como "Developer Programs Tech Lead",
  3. normalmente na nossa sede
    em Mountain View na California.
  4. Mas hoje, estou em casa em São
    Francisco para falar sobre os
  5. cinco erros mais comuns
    que encontro em SEO (Otimização de Sites).
  6. O erro número um é trabalhar em SEO antes do seu site ter uma
  7. boa proposta.
  8. Pergunte-se a si mesmo, porque
    escolheria um utilizador o meu
  9. site e resultados de pesquisa?
  10. Digamos que tem um site que promove o seu
  11. negócio "offline", como uma loja local de reparação de bicicletas.
  12. O que distingue o seu negócio da
  13. concorrência?
  14. É uma organização sem fins lucrativos?
  15. Ou talvez ofereça estimativas grátis,
    demonstrações grátis, ou
  16. seja o fornecedor independente
    mais antigo da cidade.
  17. Ou se tem um site de comercio eletrónico,
    o que distingue o seu site
  18. dos outros?
  19. Tem preços mais baixos, entregas grátis, um excelente
  20. serviço de apoio ao cliente, ou melhores descrições do produto?
  21. Começar com uma boa proposta,
    simplifica o SEO.
  22. Independentemente de onde o seu site se situe
    nos resultados de pesquisa, se
  23. quizer estar no topo,
    os pesquisadores precisam de uma boa proposta para
  24. clicar no seu site, para voltar
    e revisitar o seu site,
  25. e recomendar o seu site aos seus amigos.
  26. Comece com uma boa proposta, e
    depois concentre-se numa experiência
  27. de qualidade do utilizador.
  28. Passemos ao erro
    número dois, uma
  29. abordagem segmentada do SEO.
  30. Chamo a esta abordagem, a caixa "bênto",
  31. porque sou japonesa.
  32. E é como o seu prato
    do jantar, com todos os itens
  33. em separado e nenhum deles
    se mistura.
  34. É otimo para o seu sushi
    e para a sua salada.
  35. Mas não é tão bom quando
    não existe comunicação entre
  36. o seu marketing, desenvolvimento de negócio,
    e equipas SEO.
  37. Portanto, o erro número dois trata-se de
    trabalhar em SEO num silo.
  38. Uma abordagem melhor, mais holística
    do SEO é ter em conta
  39. toda a experiência do utilizador, desde
    a campanha de marketing
  40. à conversão real
    e potencial
  41. repetição de negócio.
  42. Vanessa Fox, uma consultora e
    autora em estratégia de motor de busca,
  43. escreveu sobre este tipo
    de abordagem da caixa "bênto"
  44. em relação ao "Super Bowl"
    onde é difícil para
  45. as empresas integraram
    completamente os seus
  46. anúnicos de televisão "offline" com os seus
    esforços de SEO "online".
  47. Ela reparou que uma companhia de carros
    gastou milhões em anúncios de televisão para
  48. levar utilizadores a um website,
    "edityourown.com", onde
  49. podiam então editar o seu
    próprio video do carro.
  50. Num domingo do "Super Bowl", esta
    publicidade provavelmente não só
  51. trouxe utilizadores ao website,
    como também ajudou na consulta,
  52. ao posicionar o "edityourown" em número
    36 no "Google Hot Trends".
  53. Agora, imagine se isto
    fosse a sua empresa.
  54. Como SEO, não pode apenas focar-se
    nas suas palavras chave habituais
  55. como faz todos os dias.
  56. Mas também tem de integrar
    campanhas de marketing e
  57. otimizar as palavras
    "edityourown."
  58. O erro número três é
    é perder tempo
  59. com soluções que contornam o problema,
    em vez de procurar novas
  60. opções ou melhores práticas que
    possam simplificar as suas tarefas.
  61. Por exemplo, para sites com
    conteúdo paginado, no passado
  62. alguns webmasters tentaram
    contornar o problema utilizando o
  63. rel="canonical" em páginas
    subsequentes à sua primeira página.
  64. Isto, infelizmente, pode causar perda de
  65. conteúdo no índice do Google.
  66. As boas noticias são que existem
    novas e melhores soluções.
  67. Nós agora suportamos o registo rel="next"
    e rel="prev".
  68. Portanto, o seu artigo paginado ou
    categoria de produto é tratado como
  69. uma série única, em vez
    de ter uma classificação de página diluída em
  70. vários componentes.
  71. Também no passado, para ter
    várias páginas novas e atualizadas
  72. indexadas o mais rápidamente possivel,
    os "web masters" provavelmente
  73. executaram a longa tarefa
    de atualizar o seu
  74. mapa de site com novas URLs,
    e depois atualizar o novo
  75. ficheiro de mapa do site,
    e então submete-lo ao Google.
  76. Mas em 2011, expandimos
    as "Webmaster Tools" "Fetch as
  77. Googlebot" para que, por semana,
    você possa submeter até 500 URLs
  78. novas ou atualizadas que você gostaria
    que fossem indexadas ou até 10
  79. URLs que gostaria de indexar,
    juntamente com as páginas a que estão conetadas.
  80. Ao submeter através do "Fetch
    as Googlebot", a maioria dos URLs são
  81. indexados em 24 horas.
  82. Uma maneira fácil de ficar em contacto
    com novas funcionalidades e melhores
  83. soluções é inscrever-se no
    "Webmaster Central Blog".
  84. Agora, enquanto o erro número três
    se trata de gastar tempo a
  85. contornar o problema, frequentemente porque um
    SEO não está a par das novidades,
  86. o erro número quatro trata de
    um espectro semelhante.
  87. Mas agora está a ser capturado
    pelas tendências SEO.
  88. Nos primórdios dos
    motores de busca, ambos "webmasters" e
  89. motores de busca perseguiam
    o utilizador.
  90. Corriamos a mesma maratona,
    conseguir mais utilizadores
  91. para visitar e converter.
  92. Entretanto, com o crescimento do mercado,
    gerou-se um caos.
  93. Foi como se a corrida se dividisse
    em duas corridas simultâneas.
  94. E em vez de perseguir os utilizadores,
    alguns websites começaram a perseguir
  95. algoritmos de motores de busca.
  96. Em seis anos na Google,
    tenho visto as tendências SEO tomarem muitas
  97. formas. Por volta de 2005, os SEOs perderam
    o alvo e gastaram horas a fio
  98. a editar o seu conteúdo
    para uma quantidade ideal de palavras chave,
  99. em termos de palavras
    chave por página.
  100. Uma perda de tempo.
  101. Em vez disso, poderiam ter
    utilizado melhor o tempo tornando
  102. o conteúdo legível,
    empolgante, e informativo.
  103. Estou certa de que você tem uma longa lista
    de tarefas para o seu site.
  104. Tente evitar as tendências SEO,
    e em em vez disso dar prioridade às
  105. tarefas que irão dar
    valor duradouro.
  106. Por fim, isto leva-nos
    ao erro
  107. número cinco, atualização lenta.
  108. No Google, somos conhecidos por
    dizer que a principal constante em
  109. SEO é estar constantemente
    em evolução.
  110. Quanto mais rápida for a sua equipa
    a atualizar-se, melhor.
  111. Uma boa maneira é, primeiro, definir
    passos para o sucesso.
  112. Segundo, implementar
    progressos.
  113. Seguidamente, medir o impacto, e
    logo criar novos progressos.
  114. Por fim, dar prioridade aqueles
    progressos baseados
  115. no mercado e no
    pessoal da sua equipa.
  116. Em seguida, claro, repetir.
  117. A vantagem de ter
    um ciclo SEO ágil
  118. é bastante clara.
  119. Em 2009, lançámos
    os "Rich Snippets".
  120. Sites de receitas ou eventos que
    poderiam rápidamente atualizar-se e
  121. implementar um registo próprio
    mostram agora resultados de pesquisa
  122. muito mais apelativos.
  123. O mesmo se passava com os
    sites de vídeo que podiam
  124. rápidamente criar e submeter
    mapas do site de vídeo
  125. Uma vez mais, os que são mais ageis
    conseguem mais benefícios.
  126. Estes são os cinco erros mais comuns
    em SEO que eu encontro.
  127. Mas agora, vamos falar de
    boas práticas em SEO.
  128. Primeiro, faz algo fixe.
  129. Estabelece uma boa proposta que
    te distinga da
  130. concorrência.
  131. Segundo, inclui palavras chave
    relevantes na tua cópia.
  132. Não há necessidade de pensar
    em densidade de palavras chave.
  133. Mas certifique-se de que o seu conteúdo
    inclui as palavras chave que as pessoas
  134. realmente procuram.
  135. Terceiro, seja astuto relativamente às suas
    etiquetas, etiquetas de título e
  136. etiquetas de meta-descrição, e
    à arquitetura do seu site.
  137. Quarto, inscreva-se no "email
    forwarding" do "Webmaster Tools".
  138. Isto permite que mensagens importantes
    do Google, tais como
  139. notificações para questões de pesquisa,
    sejam enviadas
  140. diretamente para a caixa de entrara que você
    verifica regularmente, seja
  141. a sua caixa de entrada da conta de trabalho,
    Yahoo, ou Gmail.
  142. Quinto, atraia movimento.
  143. Isto ajuda a trazer ligações naturais,
    boas revisões, votos,
  144. +1s, e seguidores.
  145. Por último, permaneça sucinto
    e relevante.
  146. Porque não expandir a sua pesquisa a
    sites de média social, se forem
  147. um bom sitio para aceder
    à sua audiência.
  148. Ou certifíque-se de que o seu site é
    acessível em telefones inteligentes, se
  149. o seu produto é excelente
    para mobilidade.
  150. Espero que este vídeo o ajude
    a evitar erros comuns de SEO
  151. e ao invés, se foque nas boas
    práticas que possam trazer
  152. benefícios postivos e duradouros.
  153. Obrigada por assistir.
  154. [Fim de legendagem]