Portuguese subtitles

← Cidades, escalas e sustentabilidade

A maior inovação social está nas cidades, diz um artigo de outubro de 2011 publicado em "The Atlantic" mencionando a pesquisa do SFI que encontrou regularidades estatísticas surpreendentes entre as cidades, padrões que os pesquisadores relatam como um "metabolismo urbano".

Get Embed Code
6 Languages

Showing Revision 7 created 10/24/2014 by Rogério Pereira.

  1. sob a infra estrutura e o tecido social
    de toda cidade no mundo
  2. existe um conjunto de regras
    matemáticas comum a todas
  3. O planeta está dominado por cidades e está
    ficando bem claro
  4. que o futuro do humanidade e a própria
    sustentabilidade global
  5. é dependente da nossa compreensão
  6. profunda compreensão das cidades
    e organização.
  7. Agora temos a maior migração
    da história
  8. onde bilhões de pessoas estão
    optando mudar para as cidades
  9. mudar radicalmente suas vidas
    em relação ao que era tradicionalmente
  10. historicamente, o trabalho de
    qualquer civilização é fazer cidades.
  11. De fato, alguns antropólogos, arqueólogos
  12. chegam mesmo a dizer que as cidades,
    e concordo com eles,
  13. são na verdade, uma
    das principais invenções do homem.
  14. O fato de que China e Índia estarem
    construindo centenas de novas cidades
  15. e isto terá um impacto enorme
  16. Há um tipo de processo,
    o mais espetacular fenômeno social
  17. que já aconteceu à nossa
    espécie e talvez
  18. à biologia na Terra.
  19. Há muita pesquisa feita sobre as cidades
  20. muitos estudos econômicos, sociais,
    antropológicos e mesmo psicológicos
  21. O trabalho em que estamos envolvidos
  22. está trazendo um método matemático
    previsível
  23. para complementar o método narrativo
    tradicional mais associado às
  24. ciências sociais e tentando entender qual
    a sistemática das cidades
  25. para podermos prever seu comportamento
  26. e termos um impacto na solução de
    problemas
  27. Acho que foi Jane Jacob disse que
  28. um dos problemas mais difíceis para
    nosso entendimento das cidades
  29. é que elas lidam com muitas variáveis
    entrelaçadas
  30. então uma cidade não é só sua economia
  31. não é uma fábrica produzindo coisas
  32. não é apenas um conjunto de pessoas
    interagindo
  33. sem estrutura , contexto ou economia
  34. e também não é somente infra estrutura
  35. Nas cidades reconhecemos agora
    a origem do que percebemos
  36. serem problemas. Aquecimento global
  37. problemas com o meio ambiente relacionados
    à economia
  38. doenças, polução
  39. no entanto, as cidades também são
  40. a origem de soluções
  41. São os lugares onde as ideias
    são criadas
  42. São como aspiradores de pó
    sugando a criatividade e inovação
  43. as pessoas são atraídas paras as cidades
  44. para sua efervescênccia
  45. precisamos entender como essas duas
    coisas se integram.
  46. Se posso lhe dar a receita para ter uma cidade
  47. para termos uma cidae rica e inovadora
  48. porque é tão difícil repetir essa receita?
  49. Estava acontecendo de verdade em San Jose.
  50. San Jose é muito inventiva, muito criativa
  51. o que tinha naquele lugar?
  52. Uma das metáforas que vinha sendo usada
    consistentemente para cidades
  53. é compará-las a organismos, usando
    termos como o metabolismo da cidade
  54. ou o DNA do mercado, etc, ou mesmo
    a ecologia do sistema urbano
  55. então, uma das questões que surgem
  56. é se é só uma metáfora ou
  57. algo sério e substancial?
  58. Escalar é observar como as propriedades
    do sistema variam com o tamanho
  59. Em biologia, vemos que
  60. quanto maior você for
  61. menos você precisa por indivíduo.
  62. Menos energia por indivíduo, etc.
  63. Então há uma economia de escala
  64. associado a isso há redução do ritmo de vida
  65. você vive mais, o coração bate
    mais lentamente, etc
  66. Nas cidades vemos o comportamento oposto.
  67. Conforme a cidade fica maior, o que vemos
    é um aumento sistemático
  68. nos produtos sócio-econômicos.
  69. Então você vê que a criação de riqueza
    é mais rápida
  70. a inovação é mais rápida
  71. Todas as coisas associadas à
    interação social
  72. aumentam da mesma forma
  73. e esse aumento pode ser expresso
    de maneira simples
  74. se você dobrar o tamanho da cidade
  75. tem aproximadamente 15% de aumento
  76. em riqueza, renda, inovação e
  77. também os efeitos negativos de viver
    em uma cidade.
  78. Nesse sentido podemos ver o que
    uma cidade é
  79. uma concentração de pessoas
    com infraestrutura
  80. que lhe permite, basicamente,
  81. concentrar interações efetivamente em termos
  82. de número de interações
    por unidade de tempo
  83. encurta o tempo e o espaço
  84. então você cria, essencialmente,
    um acelerador social
  85. Um concentrador social
  86. de atividades humanas.
  87. Em biologia, uma rede é seu sistema
    cardiovascular,
  88. seu sistema renal,
  89. em cidades são as ruas, as linhas elétricas
  90. linhas de gás, mas também as redes sociais
    entre pessoas e grupos de pessoas.
  91. Acreditamos que a razão de observarmos
    estes comportamentos fortemente
  92. sistemáticos tanto em biologia como em
    organizações sociais (cidades),
  93. é por conta das restrições de redes.
  94. Há maneiras específicas nas quais
    cidades
  95. podem desviar dessas médias em termos
  96. de como elas evoluem, por exemplo,
    economicamente
  97. Isso tem muita relação com sua história
  98. com seus ciclos de auto fortalecimento.
  99. Diversos eventos históricos,
  100. as múltiplas comissões de designers
  101. urbanos e arquitetos.
  102. O papel dos prefeitos
  103. o fato de alguma ferrovia ter passado
    pela cidade.
  104. Acho que agora temos uma ideia geral
    mais ampla
  105. de como as cidades se parecem
    quantitativamente,
  106. em termos de estatística
  107. em termos de quanto podem variar
    a partir dessa cidade genérica ideal.
  108. Acho que o que ainda está faltando
  109. é termos uma descrição matemática
  110. que possa prever o que cria esses padrões
    que vemos nos dados.
  111. A ciência das cidades significa
  112. que em adição de apenas entendermos
    qualitativamente uma cidade
  113. que a estrutura, dinâmica, organização
    evolução, crescimento
  114. podem ser colocados numa forma matemática
  115. e quantitativa, e portanto, previsível.
  116. A única forma de entender tudo isso junto
  117. é entender como esses diferentes aspectos
  118. da cidade condicionam uns aos outros
  119. e restringem uns aos outros
  120. para criar essa dinâmica e organização
    mágicas.
  121. Eu diria que se você se importa com
  122. a história da humanidade, o crescimento
    econômico, a inovação,
  123. você tem que pensar nas cidades.