YouTube

Got a YouTube account?

New: enable viewer-created translations and captions on your YouTube channel!

Portuguese, Brazilian subtitles

← ABILITY Magazine Interview: Richard E. Marriott

Get Embed Code
15 Languages

Showing Revision 3 created 09/20/2015 by Juliana Loriano.

  1. (música)

  2. Muitas pessoas esperam sentadas dizendo,
    "Meu trabalho não é exatamente o que

  3. eu quero, estou aqui por
    algo mais. E, de repente,
  4. passam-se três anos e eles ainda não têm
    um emprego." Ei, se isso significa cozinhar
  5. hambúrgueres no McDonald’s, consiga um emprego.
    Saia daí e adquira alguma experiência e
  6. vá atrás disso. Há uma coisa que meu pai
    me ensinou, que me marcou desde
  7. o tempo que eu ainda era uma criança pequena:
    “Ninguém obtém êxito na vida trabalhando 40
  8. horas por semana.” Quando ele tinha
    14 anos e meio, seu pai lhe enviou a Omaha,

  9. Nebraska, com um trem lotado de ovelhas.
    Por conta própria. Para vender as ovelhas.
  10. Catorze anos e meio! Vamos, ele teve
    seu primeiro par de calças compridas quando
  11. ele fez isso. Ele foi e vendeu todas as ovelhas e
    voltou para casa. E ele disse, “Ele me disse
  12. o que fazer, ele nunca
    me disse como fazê-lo."
  13. (risos)
  14. Em 1989, meu irmão e eu e meu pessoal
    estávamos tentando decidir – minha mãe e meu pai
  15. faleceram em 1985 – nós estávamos
    tentando descobrir qual segmento da
  16. população, da população jovem, nós podemos ajudar.
    O que nós podemos fazer. E nós sentamos
  17. e fomos além de tudo que podíamos pensar.
    Nós dissemos, “Você sabe, jovens
  18. com deficiências estão fazendo uma extraordinária
    contribuição para nossa companhia. Nós estamos
  19. admitindo essas pessoas há anos.
    Mas a maioria está desempregada! E o que nós
  20. precisamos fazer é ir lá e tentar achar
    uma forma de ajudar esses jovens a obter
  21. uma oportunidade de emprego integral.
    Então nos últimos 23 anos, Bridges
  22. ajudou mais de 18,000 jovens
    a encontrar empregos significativos.
  23. (aplausos)
  24. O que Bridges faz... Nós trabalhamos
    com grupos de educação especial e
  25. grupos vocacionais de reabilitação através das
    diversas cidades em que estamos trabalhando. Eles
  26. identificam estudantes que possivelmente possam ser
    candidatos da Bridges. Nossos representantes
  27. trabalham com esses jovens, homens e mulheres,
    e nós os treinamos em como
  28. se candidatar a um trabalho, como participar
    da entrevista, como realizar o trabalho, como ter
  29. responsabilidade, como fazer as responsabilidades
    do trabalho diário. Eu falei hoje sobre esta
  30. adorável garota chamada Maria em Dallas.
    Contratada pelo Bank of America, eles nunca tiveram
  31. alguém fora do programa. Ela tem espinha bífida,
    mal podia caminhar. Mas
  32. ela disse, “Pessoas não acreditam que eu sou capaz de
    fazer as coisas porque não posso andar direito.”
  33. Mas o Bank of America a contratou.
    Ela é sensacional! Quero dizer, ela teve três
  34. promoções, eles contrataram 32 pessoas desde então
    pelo programa Bridges, e – Porque
  35. ela é muito boa. Essas crianças são ótimas
    para a moral do time. Quero dizer, pessoas que
  36. trabalham com eles dizem, “Aqui está alguém
    que realmente é entusiasmado com seu trabalho!”
  37. (risos)
  38. Quero dizer, uau! Eles se apresentam, trabalham duro,
    eles são felizes, estão entusiasmados em estar
  39. lá e realizando um serviço útil.
    E isso é bom para todo mundo!
  40. Temos tratado com 4,800 empregadores diferentes
    ao longo dos anos. Quero dizer, há
  41. muitos empregadores aí fora. E é comum – Nós
    educamos as crianças em como
  42. se candidatar a trabalhos, e nós também educamos os
    empregadores em como trabalhar com pessoas com
  43. deficiência, e em como se sentir confortável
    com elas. E o nível de conforto é a
  44. coisa mais importante. Nós podemos fazer com que
    se sintam confortáveis em trabalhar com esses jovens
  45. e saber como eles podem aplicar seus talentos
    individuais, e isso é fácil.
  46. Essas crianças podem realmente fazer contribuições.
    Eles podem nos ajudar, eles podem ajudar com nossa
  47. moral, eles podem ajudar com nossos resultados,
    eles podem ajudar com nossa participação na
  48. comunidade. É uma oportunidade fantástica para eles,
    para realmente trazer
  49. esses jovens para a comunidade e
    para a comunidade empresarial.