Portuguese, Brazilian subtitles

← Uma breve história do plástico

Get Embed Code
32 Languages

Showing Revision 9 created 09/15/2020 by Ruy Lopes Pereira.

  1. Hoje, os plásticos estão por toda parte.
  2. Todo esse plástico se originou
    de um pequeno objeto,
  3. que nem mesmo é feito de plástico.
  4. Durante séculos, as bolas de bilhar eram
    feitas de marfim de presas de elefante.

  5. Mas, quando a caça excessiva
  6. fez com que as populações de elefantes
    diminuíssem no século 19,
  7. os fabricantes de bolas de bilhar
    começaram a procurar alternativas,
  8. oferecendo grandes recompensas.
  9. Então, em 1863, um norte-americano
    chamado John Wesley Hyatt
  10. aceitou o desafio.
  11. Nos cinco anos seguintes, ele inventou
    um material novo chamado celuloide,
  12. feito de celulose, composto
    encontrado na madeira e na palha.
  13. Hyatt logo descobriu

  14. que o celuloide não podia resolver
    o problema da bola de bilhar.
  15. O material não era pesado o suficiente
    e não quicava direito,
  16. mas podia ser pintado e padronizado
  17. para imitar materiais mais caros,
  18. como coral, casco de tartaruga,
    âmbar e madrepérola.
  19. Ele havia criado o que ficou conhecido
    como o primeiro plástico.
  20. A palavra "plástico" pode descrever
    qualquer material feito de polímeros,

  21. que são apenas moléculas grandes
  22. que consistem da mesma
    subunidade repetida.
  23. Isso inclui todos os plásticos
    feitos pelo homem,
  24. bem como muitos materiais
    encontrados em seres vivos.
  25. Mas, em geral, quando as pessoas
    se referem a plásticos,
  26. elas se referem a materiais sintéticos.
  27. A característica que os unem
    é que eles começam macios e maleáveis
  28. ​​e podem ser moldados
    em uma forma específica.
  29. Apesar de levar o prêmio
    como o primeiro plástico oficial,

  30. o celuloide era altamente inflamável,
    o que tornava a produção arriscada.
  31. Então, os inventores
    começaram a buscar alternativas.
  32. Em 1907, um químico combinou fenol,
  33. produto residual do alcatrão de hulha,
  34. e formaldeído,
  35. criando um novo polímero resistente
    chamado baquelite.
  36. A baquelite era muito
    menos inflamável do que o celuloide,
  37. e as matérias-primas
    usadas para sua fabricação
  38. estavam mais prontamente disponíveis.
  39. A baquelite foi apenas o começo.

  40. Na década de 1920,
    pesquisadores, pela primeira vez,
  41. desenvolveram comercialmente
    o poliestireno,
  42. um plástico esponjoso
    usado em materiais isolantes.
  43. Logo depois, veio
    o policloreto de vinila, ou vinil,
  44. que era flexível, mas resistente.
  45. Os acrílicos criaram painéis transparentes
    à prova de estilhaçamento
  46. que imitavam vidro.
  47. Na década de 1930, o náilon
    assumiu o centro das atenções:
  48. um polímero projetado para imitar a seda,
    mas muito mais resistente.
  49. A partir de 1933, o polietileno
    se tornou um dos plásticos mais versáteis,
  50. ainda hoje usado para fazer tudo,
  51. desde sacolas de compras, frascos de xampu
    até coletes à prova de balas.
  52. Novas tecnologias de fabricação
    acompanharam essa explosão de materiais.

  53. A invenção de uma técnica
    chamada moldagem por injeção
  54. possibilitou a inserção
    de plásticos derretidos
  55. em moldes de qualquer formato,
  56. onde endureciam rapidamente.
  57. Isso criou possibilidades para produtos
    em novas variedades e formatos
  58. e uma maneira econômica e rápida
    de produzir plásticos em grande escala.
  59. Os cientistas esperavam
    que esse novo material econômico
  60. tornasse acessíveis para mais pessoas
    itens que eram antes inacessíveis.
  61. Em vez disso, o plástico foi utilizado
    na Segunda Guerra Mundial.

  62. Durante a guerra, a produção de plástico
    nos Estados Unidos quadruplicou.
  63. Soldados usavam forros novos
    de plástico para os capacetes
  64. e capas de chuva feitas de vinil
    e resistentes à água.
  65. Pilotos se sentavam
    em cockpits feitos de plexiglas,
  66. plástico à prova de estilhaçamento,
  67. e contavam com paraquedas
    feitos de náilon resistente.
  68. Posteriormente, empresas fabricantes
    de plástico que surgiram durante a guerra

  69. voltaram sua atenção
    para produtos de consumo.
  70. O plástico começou a substituir
    outros materiais,
  71. como madeira, vidro e tecido,
  72. em móveis, roupas, calçados,
    televisores e rádios.
  73. Plásticos versáteis abriram
    possibilidades para embalagens,
  74. projetadas principalmente
    para manter alimentos e outros produtos
  75. frescos por mais tempo.
  76. De repente, havia sacos plásticos de lixo,
    filme plástico de PVC esticável,
  77. garrafas plásticas espremíveis,
    caixas de papelão para viagem
  78. e recipientes plásticos
    para frutas, verduras e carne.
  79. Em apenas algumas décadas,
    esse material multifacetado

  80. deu início ao que ficou conhecido
    como o "século dos plásticos".
  81. Embora o século dos plásticos
    tenha trazido conveniência e economia,
  82. também criou problemas
    ambientais impressionantes.
  83. Muitos plásticos são feitos
    de recursos não renováveis,
  84. e a embalagem plástica
    foi projetada para ser descartável,
  85. mas alguns plásticos
    levam séculos para se decompor,
  86. criando um acúmulo enorme de lixo.
  87. Neste século, teremos
    que concentrar nossas inovações

  88. no tratamento desses problemas,
  89. reduzindo o uso do plástico,
  90. desenvolvendo plásticos biodegradáveis
  91. e encontrando novas maneiras
    de reciclar o plástico existente.