YouTube

Got a YouTube account?

New: enable viewer-created translations and captions on your YouTube channel!

Portuguese, Brazilian subtitles

← Como investidores conscientes podem pressionar e fazer as empresas mudarem

Get Embed Code
16 Languages

Showing Revision 16 created 12/07/2018 by Claudia Sander.

  1. Nós adoramos nos engajar
    nas questões do momento.
  2. Adoramos.
  3. Comentamos as notícias,
  4. postamos nossa opinião nas redes sociais,
  5. fazemos passeatas, protestamos...
  6. Mas quem entre nós está
    trabalhando em soluções,
  7. grandes soluções para grandes questões,
  8. como a violência armada,
  9. maus tratos a trabalhadores,
  10. cheias, fome, seca?
  11. Quem está nessa?
  12. Bum!
  13. Estes caras.
  14. (Risos)

  15. O quê? Vocês esperavam o Peter Parker?

  16. Os Vingadores?
  17. Não esperavam por toda essa diversidade,
  18. esses caras bem-apessoados, bem-vestidos,
  19. esbanjando carisma
    para solucionar os problemas?
  20. Acho bom, pois, na verdade,
    eles não vão resolver os problemas.
  21. Mas, antes de dispensá-los,
  22. deixem-me dizer: eles não vão
    resolver os problemas,
  23. mas vão nos mostrar como resolvê-los.
  24. Então, quem são eles?
  25. São investidores ativistas:
  26. Carl Icahn, Dan Loeb,
    Paul Singer, Barry Rosenstein.
  27. São os gângsteres de Wall Street
    dos dias de hoje.
  28. (Risos)

  29. Esses caras são sinistros.

  30. Não digo sinistros como o Duende Verde,
    quero dizer realmente sinistros.

  31. O medo que eles desencadeiam no coração
    do CEO e do conselho de uma empresa
  32. quando compram suas ações
  33. é o mesmo medo que se sente ao ouvir
    um urso do lado de fora da barraca,
  34. no escuro,
  35. e você está sentado lá,
    com a boca cheia de Doritos...
  36. (Risos)

  37. e, uns minutos antes,

  38. você havia se esgueirado
    pra fora da barraca para pegá-los
  39. porque você estava com fome.
  40. Esse medo.
  41. E, nessa hora, você está rezando:
  42. "Meu Deus, por favor,
    faça esse urso passar reto".
  43. O urso não passa reto!
  44. Ele fez um desvio na sua direção.
  45. Ursos gostam de Doritos!
  46. (Risos)

  47. Ativistas gostam de dinheiro.

  48. Alguns ativistas também gostam de Doritos,
    mas eles definitivamente querem dinheiro.
  49. E a forma como eles ganham dinheiro,
    a forma como eles criam valor,
  50. é conseguindo que a gestão das corporações
  51. faça mudanças.
  52. Agora, alguns vão argumentar
    que as mudanças que eles criam,

  53. o valor que eles criam,
    são de muito curto prazo.
  54. Outros vão dizer que as táticas
    que eles usam são odiosas.
  55. Eu concordo.
  56. Longas ações judiciais,
    campanhas públicas difamatórias...
  57. isso não é necessário.
  58. Mas, devo dizer, há alguns ativistas,
  59. muito poucos,
  60. que se esforçam muito para serem
    construtivos e colaborativos.
  61. E temos que dar crédito
    quando ele é merecido.
  62. Como grupo, eles conseguiram
    catalisar mudanças em larga escala
  63. em grandes corporações,
  64. e isso não é pouca coisa.
  65. Agora, imaginem um mundo

  66. em que todos os investidores
    trabalham com a gestão por mudanças,
  67. não só para ganhar mais dinheiro,
  68. mas para melhorar
    o meio ambiente e a sociedade.
  69. Imaginem como o mundo
    seria melhor e mais verde.
  70. Mas por que um investidor se importaria?
  71. E repito: por que um investidor
    se importaria?
  72. Porque, se ter um bom desempenho
    nas questões ESG,
  73. as questões ambientais,
    sociais e de governança,
  74. fosse apenas um ato
    de boa cidadania empresarial,
  75. concordo, os investidores
    não se importariam.
  76. Mas a boa notícia,
  77. e talvez a salvação
    para nosso futuro coletivo,
  78. é que isso é muito mais do que um ato
    de boa cidadania empresarial.
  79. É um bom negócio.
  80. Há evidências que mostram
    uma correlação clara
  81. entre a performance nas questões ESG
    e a performance financeira.
  82. Empresas que fazem bem
    ao meio ambiente e à sociedade
  83. também se dão bem financeiramente.
  84. E algumas das melhores empresas
    estão compreendendo isso.
  85. Como a Adidas.

  86. A Adidas está limpando o oceano
    e ganhando dinheiro nesse processo.
  87. A Adidas fez parceria com uma organização
    chamada "Parley for the Oceans".
  88. A Parley coleta lixo plástico do oceano.
  89. A Adidas usa o lixo plástico
    para fazer calçados.
  90. Calçados feitos de plástico do oceano:
  91. bom para o meio ambiente
    e bom para os negócios.
  92. Porque, se vocês conhecem os "hipsters", o
    segmento de consumidores que mais cresce,
  93. e sei que vocês conhecem,
  94. então sabem que um hipster, ao ter que
    escolher entre um calçado sem marca
  95. e um Adidas feito com plástico do oceano,
  96. sempre vai escolher o Adidas,
  97. e andar por aí como se não fosse nada,
  98. mas vai procurar por cada oportunidade
    para falar sobre eles.
  99. Como em uma corrida de Uber Pool.
  100. (Risos)

  101. "Ei, notei que você
    está olhando para os meus pés".

  102. "O quê? Não, cara estou só fazendo slides.
    Sou um consultor. Eu faço slides.

  103. Estou fazendo um PowerPoint,
    não estou olhando..."
  104. "Não, tudo bem.

  105. Sei por que você estava olhando.
  106. O plástico do meu calçado
    deve incomodá-lo.
  107. Bem, vou falar sobre ele
    pelo resto da corrida.
  108. Veja, o plástico
    no meu calçado é do oceano,
  109. está nos meus pés, e não no seu peixe,
  110. está andando por aí, em vez de ser comido.
  111. Pés felizes. Peixes felizes. Oceano feliz.
  112. Faço a minha parte. Uso eco-calçados.
  113. Você precisa de eco-calçados?"
  114. E segue, encurralando a pessoa.
    Já passamos por isso.

  115. "Me dê seu telefone.
    Tenho um código de desconto.

  116. Te dou um código de desconto".
  117. Todos já passamos por isso...
    Pessoal, eu desisti de usar Uber Pool.

  118. (Risos)

  119. Só vou, pego a autoestrada.
    Estou fora, estou fora.

  120. Mas precisamos perdoar os hipsters.
    Precisamos amá-los, precisamos deles.

  121. E precisamos de empresas como a Adidas,
  122. e o que mais precisamos é de investidores
    para convencer outras empresas
  123. a agir como a Adidas.
  124. E esse é o desafio.

  125. Há um grupo crescente de investidores,
    os "investidores conscientes".
  126. Os investidores conscientes
    se preocupam com as questões ESG.
  127. E falam muito sobre envolver
    a gestão nessas questões.
  128. Mas eles não conseguem realmente
    que a gestão faça mudanças
  129. que melhorem a sociedade
    e o meio ambiente.
  130. E é aí que os investidores conscientes
    podem aproveitar uma página do manual
  131. dos investidores ativistas;
  132. porque eles não têm problemas
    em conseguir que a gestão faça mudanças.
  133. Eles não têm problemas em pressionar.
  134. Vejam Paul Singer.

  135. Ele é um gângster de Wall Street
    da velha guarda,
  136. está nos seus 70 anos,
    ama Doritos, ama ganhar dinheiro.
  137. A Argentina devia US$ 600 milhões ao Paul
  138. e não ia pagar.
  139. Grande engano.
  140. Não se pode pegar dinheiro
    de um gângster e não devolver.
  141. Paul entrou em guerra com a Argentina.
  142. Eu não estou inventando.
    Isso é grande. Foi enorme.
  143. Isso foi maior que Tyson contra Holyfield,
  144. Ali contra Foreman.
  145. Foi homem contra país.
  146. Paul Singer saiu mudo afora
    tentando congelar os bens da Argentina.
  147. Em determinado ponto, ele tentou
    confiscar um navio da marinha Argentina
  148. na costa de Gana.
  149. Ele tentou assumir um navio de 350 pés
  150. quando oficiais de alto escalão da marinha
    com armas potentes estavam no navio.
  151. Ele conseguiu que a polícia de Gana
    viesse com uma grua
  152. e ameaçasse invadir o navio,
  153. e só depois que os oficiais da marinha
    depuseram suas armas,
  154. eles suspenderam a operação.
  155. É isso que chamo de pressionar.
  156. Agora, vocês podem dizer

  157. que Paul perdeu a batalha.
  158. Eu vou dizer que Paul venceu a guerra,
    porque ele não recebeu uma vez,
  159. ele recebeu 20 vezes
    seu investimento original.
  160. E temos Barry Rosenstein.

  161. Seu fundo, Jana Partners,
    começou furtivamente,
  162. comprando as ações da Whole Foods,
  163. numa época em que a Whole Foods
    estava com dificuldades.
  164. Compraram 8%, apareceram,
  165. e fizeram a Whole Foods
    vender-se para a Amazon.
  166. E não porque Barry queria entrega diária
    de seus Doritos orgânicos.
  167. (Risos)

  168. Ele queria ganhar algum dinheiro.

  169. O CEO da Whole Foods,
    John Mackey, e o conselho
  170. não queriam se vender para a Amazon,
  171. porque seria o exemplo clássico
    de quebra de princípios.
  172. Mas por fim eles cederam.
  173. Por quê? Porque Barry pressionou.
  174. E ganhou US$ 300 milhões no processo.
  175. Ele não deixou uma boa impressão no John.
    ["Bastardos gananciosos" - John Mackey]
  176. Vocês não verão o John e o Barry
    se abraçando no café da Whole Foods.
  177. Vamos ver um exemplo diferente.

  178. O fundo de pensão
    dos professores de Chicago;
  179. um investidor consciente
    de US$ 10 bilhões.
  180. Manifestaram-se duramente
    contra as prisões privadas nos EUA,
  181. parabéns para eles.
  182. Como pai, digo que estou perturbado
    pelas imagens devastadoras
  183. de crianças pequenas sendo arrancadas
    dos braços dos pais na fronteira dos EUA
  184. e sendo colocadas em instituições
    prisionais que fazem muito pouco
  185. para ajudar as crianças
    a manterem contato com seus pais.
  186. O que os professores de Chicago fizeram?

  187. Eles conseguiram que a gestão mudasse?
  188. Eles pressionaram?
  189. Eles olharam a gestão
    nos olhos e disseram:
  190. "Não é assim que se gerencia um negócio".
  191. "Há uma forma diferente de fazer,
    deixe-me mostrar"?
  192. Não. Eles simplesmente
    venderam suas ações.
  193. Vender não fez nada.
  194. A gestão não acordou na manhã seguinte,
    teve uma epifania e disse: "Nossa!
  195. Os professores venderam suas ações.
    É melhor sermos legais com as crianças".
  196. Não. Isso não aconteceu.
  197. E, apesar de uma década
    de desinvestimentos de peso
  198. nas ações de prisões privadas dos EUA,
  199. as ações continuaram a subir.
  200. As ações nesse período
    superaram o mercado.
  201. E a grande questão é
  202. que os proprietários das ações deixaram
    de ser investidores conscientes
  203. para serem potencialmente investidores
    que não se importam com essas questões
  204. e não se importam com o que você
    pensa sobre essas questões.
  205. E esse é meu ponto
    com investidores conscientes.

  206. Seu principal objetivo é desinvestir
  207. ou direcionar seu dinheiro
    para fundos focados em questões ESG.
  208. Você não pode deixar de investir
    em um mundo mais verde.
  209. Você pode deixar de investir
    em um portfólio mais verde,
  210. não em um mundo mais verde.
  211. Então o que é necessário?

  212. O que é necessário para mudar o roteiro,
  213. para que investidores conscientes
    passem de vender para engajar,
  214. para irem de falar sobre engajamento
    para realmente trabalhar com a gestão
  215. para fazer mudanças que melhorem
    seu desempenho em ESG?
  216. Porque muitos sugerem
    que eles devem e podem fazer isso.
  217. Eles devem, dada a clara correlação
    entre desempenho em ESG
  218. e desempenho financeiro.
  219. Eles podem porque os ativistas
    mostraram que eles podem.
  220. Um acionista pode levar
    uma empresa a fazer mudanças.
  221. A diferença é que Paul e Barry
    fazem o que fazem para ganhar dinheiro.
  222. Investidores conscientes fariam isso para
    melhorar a sociedade e o meio ambiente
  223. e ganhar dinheiro nesse processo
  224. e fariam isso de forma um pouco mais
    colaborativa e construtiva.
  225. E eles têm o apoio de alguns
    dos maiores investidores.
  226. Vanguard e BlackRock, juntos,
    administram trilhões.
  227. Eles têm falado cada vez mais
    sobre a importância de ESG.
  228. O CEO da BlackRock tem falado
    cada vez mais em suas cartas anuais
  229. sobre essa questão.
  230. Mesmo Jana Partners,
  231. os gângsteres que John
    chamou de "bastardos gananciosos",
  232. recentemente escreveram
    uma carta aberta ao conselho da Apple
  233. dizendo: "Ei, seus smartphones
    são viciantes para as crianças.
  234. Arrumem isso".
  235. A Apple está trabalhando nisso.
  236. Então, alguma pressão é necessária.

  237. É necessária alguma pressão
    sobre os investidores conscientes
  238. para, em função disso,
    haver pressão sobre a gestão
  239. para fazer mudanças que melhorem
    o meio ambiente e a sociedade.
  240. E por onde eles começam?
  241. Começam por pegar uma questão
    que importa para eles
  242. e posicionar-se em relação a ela.
  243. Posicionar-se em relação a uma questão
    alinhada a seu propósito:
  244. preservação da água, diversidade,
    direitos trabalhistas.
  245. Contanto que ela se alinhe
    com seu propósito, você está feito.
  246. E a maior barreira?
  247. Faça com que os profissionais de
    investimento mais experientes foquem isso.
  248. Hoje, quando um ativista
    aparece para uma campanha,
  249. é o investidor sênior que fala
    com o CEO e o conselho
  250. e todo mundo fica sabendo.
  251. Quando um investidor consciente traz uma
    questão de sustentabilidade empresarial,
  252. é um júnior do departamento de risco
  253. que fala com alguns juniores
    no departamento de relações de investidor,
  254. e ninguém ouve falar a respeito,
    e isso precisa mudar.
  255. E esse não é um salto imenso.
  256. Quando uma empresa tem baixo desempenho
    financeiro, quem está na berlinda?
  257. O profissional sênior de investimento.
  258. Então o que eles fazem?
  259. Largam tudo e trabalham com a gestão,
    de forma colaborativa e construtiva,
  260. para fazer mudanças que melhorem
    o desempenho financeiro da empresa.
  261. O mesmo deve acontecer quando a empresa
    tem baixo desempenho em questões ESG.
  262. E sim, isso requer padronização
    na forma como medimos ESG,
  263. mas estamos dentro.
  264. Então, pessoal, esta é minha chamada:

  265. é o dinheiro de vocês.
  266. É seu fundo de pensão,
  267. seu fundo soberano,
  268. seu financiamento universitário.
  269. É o seu dinheiro.
  270. E é seu direito que ele seja administrado
    de forma alinhada a seus valores.
  271. Então usem sua voz
  272. e acreditem que ela importa.
  273. Foi sua voz que tornou
    os investidores mais conscientes.
  274. Vocês protestaram por anos,
  275. porque não achavam certo
    que seu dinheiro fosse investido
  276. em empresas cujos valores
    não se alinham com os seus.
  277. É hora de usar essa voz de novo.
  278. Mas agora, em vez
    de pressioná-los a vender,
  279. faça-os se engajarem, verdadeiramente,
    trabalharem realmente com a gestão
  280. para fazer mudanças que melhorem
    seu desempenho ESG.
  281. Vocês os tornaram
    conscientes dessas questões.

  282. Agora foquem em fazê-los
    corrigirem essas questões.
  283. Obrigado.

  284. (Aplausos)