YouTube

Got a YouTube account?

Νέο: ενεργοποιείστε μεταφράσεις και λεζάντες που δημιουργήθηκαν από θεατές στο κανάλι σας στο YouTube!

Portuguese, Brazilian υπότιτλους

← (h) TROM - 2.2 Documents

Πάρτε τον Κωδικό ενσωμάτωσης
22 Γλώσσες

Showing Revision 1 created 02/21/2012 by Madalena Páscoa.

  1. Documentos/ Sistema de educação/ Trabalho

  2. Desde que nasceste, sem o teu conhecimento, outros introduziram-te no sistema monetário.
  3. Certidão de nascimento, nome, depois bilhete de identidade, e por aí fora.
  4. Todos são papeis escritos, (maioritariamente) num computador, e impressos.
  5. O que se vê nestes papéis chama-se linguagem, que vamos discutir mais tarde.
  6. Precisas de ter a noção de que são apenas papéis com algumas marcas neles.
  7. Nenhum desses papéis, documentos, recibos, vouchers, etc, têm qualquer valor verdadeiro...
  8. Todo o valor reside na imaginação.
  9. Se aceitares um Bilhete de Identidade como a tua identidade, é o que será.
  10. Falando de nomes, o teu nome é escolhido por outros, e é outra forma de marcas, sob a forma de linguagem.
  11. Também és limitado no que toca à escolha de um nome, dado que apenas podes usar um certo número de letras ou grupos.
  12. Estas letras vão ser convertidas em sons e reconhecer-te-ás através deles; o mesmo se aplica aos outros.
  13. Sons personalizados, para indivíduos, que podem ser alterados por vários procedimentos, em fases diferentes da vida.
  14. Muitas pessoas têm o mesmo nome, portanto eles não são realmente pessoais.
  15. Então, sabemos a realidade sobre nomes.
  16. Eles representam um grupo de letras, marcas, pelas quais te identificas a ti mesmo,
  17. e os documentos não têm valor se não lho atribuíres.
  18. De verdade, um papel contendo estas marcas é tão valioso como um certificado de casamento, ou qualquer outro documento aceite pelo sistema monetário.
  19. A parte assustadora é que o sistema é baseado nestes papéis, que podem facilmente ser falsificados.
  20. Por causa disto, podes sofrer severamente.
  21. Esta é uma vulgar casa suburbana, e está é a dona da propriedade, Sra E. Hornstein.
  22. Prestes a entrar após um dia no trabalho.
  23. Ela não faz ideia de que está prestes a tornar-se vítima de um crime.
  24. Estavam prestes a roubar-lhe uma coisa muito valiosa.
  25. Não, não era o seu carro ou dinheiro...
  26. Vão roubar-lhe a sua identidade!
  27. Isto é o roubo de identidade
  28. O roubo de identidade é um dos crimes que crescem mais rapidamente neste país, e globalmente.
  29. Em geral, o que acontece é que se apoderam de pequenos pedaços de informação sobre ti.
  30. Podem ter parte do teu cartão de crédito, o teu número de segurança social...
  31. ... qualquer coisa que consigam encontrar.
  32. Depois, podem usar esta informação para obter crédito.
  33. Obtenho empréstimos, cartões de crédito, tudo em teu nome.
  34. Quando digo crédito, pensas em dívida, porque basicamente eles estão a contrair uma dívida da qual tu serás o responsável.
  35. Eles recolheram formulários para se proporem a empréstimos, cartões de crédito
  36. Estão furiosamente a tentar contrair crédito, tudo em seu nome.
  37. Mas como arranjamos os detalhes para preencher os formulários?
  38. Duas noites antes, o Paul teve uma tarefa ambivalente,
  39. vasculhar lixo.
  40. Sob o manto da noite, Paul encontra o beco onde o lixo é depositado.
  41. Tendo recuperado os caixotes do lixo, ele começa a cumprir a sua tarefa.
  42. Procura quaisquer documentos que possam ser usados no roubo de identidade.
  43. E bingo!
  44. Duas das contas da Sra Hornstein foram deitadas fora.
  45. O que, como especialistas lho dirão, é uma maneira comum de perder para as fraudes de identidade!
  46. Uma das maneiras que os criminosos usam para chegar às tuas informações é vasculhando pelos teus caixotes.
  47. Não alcança níveis epidémicos, não queremos que penses que todos os dias alguém te vasculha os caixotes do lixo,
  48. mas pode acontecer.
  49. Se deitares fora qualquer conta ou detalhe pessoal,
  50. tem em conta que há pessoas que se podem apropriar deles.
  51. Depois de enviar os formulários e esperar duas semanas,
  52. recebemos três cartões de crédito com um limite total de 12 000£, com o nome da Sra Hornstein.
  53. Em vez de gastar todo este dinheiro, estragando a credibilidade da Sra Hornstein em termos de crédito,
  54. Alex e Jess vão confrontar a Sra Hornstein, para demonstrar o quão chocante este crime realmente é.
  55. Eles levam uma bolsa com recibos, documentos e o cartão de crédito obtido em seu nome.
  56. À sua porta, as nossas câmaras escondidas captam a ação.
  57. Olá
    Olá, é a Sra Hornstein? Acabámos de encontrar a sua carteira aqui fora.
  58. É?
  59. Não é a sua carteira?
  60. Ah! É o meu nome, mas não são as minhas coisas.
  61. Acabámos de a encontrar no chão aqui fora...
  62. Oh meu Deus! Alguém...
  63. Oh... Isto é mesmo o meu nome...
    Mas não é o seu cartão de crédito?
    Isto não é meu...
  64. De facto.
    Que estranho!
  65. Sra Hornstein...
  66. Para ser honesto consigo, nós não a encontrámos...
  67. Nós de facto fizemos isto.
  68. O quê?
  69. Bem...
  70. Também fizemos isto...
  71. Isto é um empréstimo, pedido em seu nome, de 12 000£.
  72. Foi aceite.
  73. Vocês fizeram isto?
  74. Sim.
    Por que é que o fizeram então?
  75. Posso vestir um casaco?
  76. Querem entrar?
    Não há problema... esperamos aqui.
  77. Vou mostrar-lhe exactamente como fizemos isto.
  78. Usámos estes documentos, que encontrámos no seu caixote.
  79. Password, o seu nome, a sua morada,
  80. Esta é outra conta de cartão de crédito...
  81. É o meu marido desleixado a fazer isso...
  82. Eu não mando nada fora.
    Declaração do banco, também...
  83. Por que é que ele deita estas coisas fora?
  84. Então, a partir disto, conseguimos obter crédito...
    Três cartões de crédito?12 000£
  85. Assustador não é?
    É aterrorizante!
  86. Pelo menos a Sra Hornstein não perdeu mesmo o seu dinheiro.
  87. O que é mais do que pode ser dito em relação às muitas vítimas deste crime preocupante.
  88. Eu recuso sempre crédito, então escrevi-lhes, para saber por quê.
  89. E enviaram-me uma lista longa, e associado a variações do meu nome e da minha casa velha,
  90. Onde vivia, antigamente,
  91. Havia aproximadamente 5000£ a 6000£ de dívida.
  92. Porque as pessoas que se mudaram para essa casa, usaram o meu nome
  93. para abrir diversas contas.
  94. Abriram contas em várias empresas,
  95. todos os serviços eléctricos.
  96. Foi assim que obtiveram 5000£ a 6000£ de bens, com o meu nome.
  97. Mas eu senti-me como uma criminosa.
  98. Quando me disseram que o meu crédito tinha sido recusado,
  99. Eu perguntei: por quê? Porque sabia que não estava em dívida.
  100. São capazes de ter notado que, no passado, tivemos vontade de aceitar cheques de pessoas que burlámos.
  101. E há uma razão para isso.
  102. Após escrito, um cheque é tão bom quanto dinheiro.
  103. Mas, para burlões, pode ser muito mais do que isso.
  104. Eu não passo cheques, porque de cada vez que o fazes deixas um rasto.
  105. No cheque está o teu nome e morada, número de telefone,
  106. nome e morada do banco, a tua assinatura, o teu número de conta,
  107. o teu número de roteamento.
  108. Apenas isso é suficiente para eu esboçar a sua conta bancária.
  109. Há muitas maneiras para um burlão alterar um cheque.
  110. E, ao longo do ano passado, os nossos burlões ficaram felizes por o fazer.
  111. Estas senhoras deram a Alex um cheque para um depósito de um apartamento, que nunca chegou a estar disponível para um lease.
  112. Este homem pagou por objectos
  113. que pensou serem recordações genuínas de um concurso de televisão.
  114. E claro, no princípio do programa,
  115. Estes clientes vieram à falsa caixa registadora do Alex, querendo pagar inocentemente pelas suas compras de Natal.
  116. Todas estas pessoas pensaram estar seguras pagando por cheque.
  117. E geralmente estariam
  118. Excepto que cometeram o erro
  119. De assinar com a caneta de um burlão.
  120. O que tenho aqui é um dos cheques que obtivemos.
  121. É de 50£.
  122. do Sr Ian Steel.
  123. Ok, isto foi escrito com a nossa caneta.
  124. Então, se pegar nela, que tem uma borracha no topo,
  125. que tirámos quando fizemos o nosso esquema,
  126. Se eu usar essa borracha
  127. Consigo basicamente retirar toda a informação.
  128. E a única coisa que lá vou deixar
  129. É a assinatura
  130. E agora posso usar
  131. Uma caneta real.
  132. Pagar ao Alexis Conran, eu,
  133. 500£
  134. E agora tenho isto.
  135. Soluções alternativas
  136. Os indivíduos têm de estar registados num sistema,
  137. para relatar a capacidade ambiental,
  138. para ter um registo médico,
  139. uma identidade num grupo.
  140. Mas esta falsidade deve ser separada da realidade,
  141. para ser aceite como uma identidade aceitadora do status.
  142. A tua identidade não vai estar presente à frente de outros,
  143. só software, que terá conhecimento de tudo para teu benefício.
  144. Esta identidade não será confundida contigo,
  145. apenas uma identidade dentro do software, para a tua saúde,
  146. e um registo de indivíduos no sistema.
  147. Isto funcionará com vista à capacidade de suporte da terra,
  148. de suportar um número X de indivíduos.
  149. ou...
  150. Um nome de um homem
  151. não te diz nada!
  152. Jacque Fresco, o "Jacque", não tem nenhum significado!
  153. Então e se estas letras remetessem para uma área de interesse?
  154. Botânica, química...
  155. Símbolos, novos símbolos.Tens um novo nome, símbolo 34D, o que for,
  156. isso dir-te-á como a pessoa é.
  157. Em vez de perguntar "de onde és?", "onde nasceste?"
  158. "Quais são as tuas áreas de interesse?", esse nome vai dizer-to.
  159. "Eu sou um engenheiro aeronáutico" sabes o que isso quer dizer.
  160. "Eu sou um aerodinâmico", "Sou um químico", sabes o que isso quer dizer...
  161. Então, se um gajo entrar e disser: "Sou um químico, e sou D4,
  162. isso diz-te imenso!
  163. Se um tipo disser "Bem sou um pintor e pinto... o que me apetecer pintar"
  164. bem, isso não te diz muito acerca da pessoa!
  165. Eu diria que, no futuro, os nomes das pessoas dir-te-ão tudo sobre elas.
  166. De outro modo torna-se pesado.
  167. Se queres gerir a Terra inteligentemente, não podes contiuar a inventar nomes para flores em latim, com 3 metros de comprimento!
  168. É composto de símbolos de latim, em Medicina também usam isso.
  169. É fantástico como a imaginação pode compreender
  170. o indivíduo da espécie humana;
  171. como pedaços de papel,
  172. com algumas marcas neles, podem compelir,
  173. forçar, entusiasmar ou assustar um ser humano...