Portuguese Untertitel

← O nosso corpo não é uma imagem | Mary Jelkovsky | TEDxCherryCreekWomen

Einbettcode generieren
17 Sprachen

Zeige Revision 20 erzeugt am 12/03/2020 von Margarida Ferreira.

  1. Há quatro anos, uma chávena
    de café moca mudou a minha vida.
  2. Voltemos atrás no tempo,
    quando eu tinha 17 anos.
  3. Tinha acabado de ganhar um troféu
    numa grande competição de Bikini Fitness,
  4. uma das maiores competições do país.
  5. Aquela era eu.
  6. Foram seis meses de preparação.
  7. Treinava todos os dias.
  8. Fiz uma dieta minuciosa.
  9. Ao fazer girar a minha vida
    à volta do exercício físico,
  10. pensava resolver os problemas
    da minha imagem corporal.
  11. Mas as coisas só pioraram.
  12. Todos diziam que eu estava bem assim,
  13. que eu estava em forma,
  14. que eu estava empenhada,
  15. mas eu não conseguia
    manter o meu equilíbrio mental.
  16. Estava obcecada
    com tudo o que metia na boca,
  17. com o que não fazia parte da dieta,
  18. nem que fosse apenas
    uma mão-cheia de amêndoas.
  19. Mas ninguém sabia
  20. que por trás deste corpo
    de biquíni perfeito
  21. estava uma rapariga fragilizada,
  22. completamente obcecada com o peso.
  23. Já alguma vez estiveram nesta situação?
  24. Já alguma vez estiveram
    obcecadas com o vosso peso,
  25. ou com a aparência do vosso corpo?
  26. Infelizmente, muitas pessoas
    não gostam da sua aparência.
  27. Algumas pessoas
    fazem coisas drásticas, como eu,
  28. e outras querem mudar
    algumas coisas no corpo.
  29. Um pouco mais firme aqui,
    mais liso ali,
  30. tudo muito mais delgado,
  31. mas sem se perderem as curvas.
  32. Porque as curvas estão na moda,
  33. mas só aqui e aqui,
    e em mais parte alguma.
  34. (Risos)
  35. Avancemos alguns meses no tempo,
    depois da competição de biquíni.
  36. A minha mãe enviou-me uma mensagem,
  37. a perguntar:
    "Queres ir tomar um café às 12h?"
  38. "Claro, já vou ter contigo", disse-lhe.
  39. Enquanto ia ao encontro dela,
  40. recebi uma outra mensagem:
  41. "Estou lá fora,
    mandei vir um café moca para ti."
  42. Um café moca? Um café moca!
    Como é que ela foi ela capaz?
  43. As calorias, o açúcar, a lactose!
  44. Ela não sabia
    que eu estava a fazer dieta?
  45. Estou ao volante, zangadíssima.
    Paro em frente ao café.
  46. A minha mãe, sentada lá fora,
    vê que eu estou a chorar,
  47. vem ter comigo e tenta abrir a porta,
  48. mas eu não a deixei entrar.
  49. "Não, mãe. Não acredito que
    mandaste vir um café moca para mim!"
  50. gritei com ela, fechei a porta
    e fui-me embora.
  51. Senti-me logo envergonhada
    por ter falado com ela assim.
  52. Ao volante,
  53. tenho uma daquelas cenas de choro, feias.
  54. Sabem, é como diz a Oprah,
  55. quando choramos tanto
    que nem conseguimos respirar
  56. e temos ranho a sair do nariz.
  57. Não é como nos filmes!
    É mesmo muito feio.
  58. Estava exatamente assim.
  59. Estava no fundo do poço
  60. quando recebi
    outra mensagem da minha mãe.
  61. A mensagem dizia
    — é o texto verdadeiro:
  62. "Só quero que saibas que te amo muito.
  63. "Estou aqui sempre que precisares."
  64. Li as palavras no ecrã e fiz uma pausa.
  65. Parei de chorar.
  66. Respirei fundo,
  67. fiquei aliviada
    por ela já me ter perdoado.
  68. E deixei-me invadir pelo amor dela,
  69. porque a minha mãe gostava de mim
    mesmo quando eu não gostava de mim.
  70. Também me apercebi
    que os problemas da minha imagem corporal
  71. me tinham roubado muitas das experiências
    mais bonitas da vida.
  72. O que devia ter sido
    um encontro agradável num café
  73. com uma das pessoas
    de quem mais gosto
  74. transformou-se num desastre total
  75. porque eu tinha medo da comida.
  76. A minha imagem corporal
    tirou-me muita coisa,
  77. e perdi muitos momentos da minha vida
    que não aproveitei
  78. porque estava mais atarefada a odiar-me.
  79. Já alguma vez sentiram
    que estavam a desperdiçar a vossa vida?
  80. Talvez não tenham ido à festa na piscina
  81. porque não queriam vestir o fato de banho.
  82. Ou talvez tenham ido,
    mas não se despiram para ir à água
  83. porque não queriam que ninguém vos visse.
  84. Ou passaram o tempo todo da festa
    obcecadas com as calorias dos bolos,
  85. em vez de passarem esse tempo
    com os amigos e a família.
  86. Isso já me aconteceu demasiadas vezes.
  87. Não aproveitei os pequenos momentos,
  88. como fazer bolinhos
    com a minha irmã mais nova.
  89. Ela está agora sentada no meio do público.
  90. Não aproveitei os grandes momentos,
    como as festas da licenciatura,
  91. a que não ia porque tinha muito medo
    das calorias nos biscoitos.
  92. Para a festa de aniversário
    dos 70 anos do meu avô,
  93. a minha avó cozinhou pratos deliciosos
  94. e eu recusei-me a provar a comida
    porque estava a fazer dieta.
  95. Usa-se muito o termo "imagem corporal",
    mas o que é que significa?
  96. Usamos o termo "imagem corporal"
    para descrever como nos sentimos,
  97. em particular com o corpo.
  98. As crescentes preocupações e problemas
    de uma imagem corporal negativa
  99. levaram várias pessoas a tentar ajudar
    raparigas e mulheres, em particular,
  100. a terem uma imagem corporal mais positiva.
  101. Esta ideia de imagem corporal positiva
    veio a ter muito êxito nos últimos tempos.
  102. "Sintamo-nos todos bem
    com o corpo e a aparência."
  103. O que é muito bom.
  104. É um grande passo em frente.
  105. Mas, e se for por estarmos
    demasiado focados
  106. na nossa imagem corporal,
    seja ela positiva ou negativa,
  107. que sentimos, justamente,
    insegurança, desconforto
  108. e falta de confiança
    em relação ao nosso corpo?
  109. Já vivemos numa sociedade
    baseada na aparência.
  110. Alguém até já chamou
    à nossa geração a "cultura da selfie".
  111. Não só vemos
    a nossa imagem refletida no espelho
  112. quando nos arranjamos de manhã,
  113. como também vemos
    a nossa imagem numa "selfie".
  114. Se também estiverem nessa onda
  115. — mas, se não estiverem,
    também se veem nas "selfies" dos outros,
  116. e, habitualmente, é a "selfie" perfeita,
    a fotografia perfeita da "selfie",
  117. todos os dias nas redes sociais.
  118. Não admira que 96% das mulheres
  119. dizem sentir-se infelizes com o corpo
    ou querer mudar alguma coisa nele.
  120. São 96%!
  121. São 96% as mulheres
    que não gostam da sua imagem corporal.
  122. Mas o nosso corpo não é uma imagem.
  123. É uma experiência,
    uma experiência linda.
  124. Não podemos deixar
    a nossa imagem corporal
  125. estragar a nossa experiência de vida.
  126. Naquela tarde, depois de receber
    a mensagem querida da minha mãe,
  127. percebi a verdadeira causa
    da minha obsessão com o meu corpo:
  128. não aproveitar a vida.
  129. E tomei uma decisão
    que mudou a minha vida.
  130. Decidi lutar para aceitar
    a minha imagem corporal,
  131. e para isso, não me concentrei
    na minha imagem, mas sim em viver a vida,
  132. e também me comprometi
  133. a ajudar as mulheres que se odeiam
    a mudar de foco e a mudar de vida.
  134. Vamos fazer um exercício,
  135. é um processo simples em três etapas.
  136. Está cientificamente comprovado
    e nos ajuda a fazer isto:
  137. a concentrarmo-nos e a abandonarmos
    esses padrões de pensamentos negativos
  138. sempre que não nos sentimos bem
    connosco mesmas.
  139. Vamos à primeira etapa.
  140. Primeiro, têm de parar,
  141. — como eu parei quando
    recebi esta mensagem —
  142. parar e pensar no que estão a sentir.
  143. É muito fácil bloquear, afastar
  144. e tentar evitar a situação.
  145. Quem já não tentou manter-se ocupado
    para evitar o que sente?
  146. Eu confesso-me culpada.
  147. (Risos)
  148. Mas o difícil é saber parar.
  149. A seguir, respirem.
  150. Esta etapa é muito importante.
  151. Enquanto respiram,
  152. concentrem a vossa energia
    e atenção na área perto do coração.
  153. Isso vai ajudar a desviar a vossa mente
  154. dos padrões de pensamentos negativos
  155. para o vosso coração,
  156. para um amor incondicional
    para com vocês mesmas.
  157. Respirem e imaginem enviar
    toda esta energia para o vosso coração.
  158. Por fim, deixem-se invadir pelo amor.
  159. E reparem que eu disse "deixem-se",
  160. porque muitos de nós dizemos "ama-te!".
  161. Mas é mais fácil dizer do que fazer.
  162. Primeiro, têm de se dar o direito
    de sentirem o vosso próprio amor.
  163. E sentirem alguma compaixão
    por vocês mesmas.
  164. Pensem, pelo menos, numa coisa
  165. que vocês apreciam ou de que gostam,
    no vosso corpo ou em vocês, em geral.
  166. Falem com vocês mesmas como se fossem
    a vossa mãe ou a melhor amiga.
  167. Parem, respirem
    e deixem-se invadir pelo amor.
  168. Vamos fazer isto todas juntas.
  169. Não precisam de se levantar,
  170. fiquem onde estão,
    endireitem-se um bocadinho.
  171. E agora parem, aqui, comigo.
  172. Aproveitem este momento.
  173. Agora, respirem fundo.
  174. E, enquanto respiram,
  175. (Expira)
  176. imaginem enviar toda esta energia
    carinhosa para o vosso coração.
  177. E agora deixem-se invadir pelo amor,
  178. e pensem numa coisa
    que apreciam em vocês mesmas.
  179. Como é que se sentem?
  180. Quando não se sentirem bem
    com vocês mesmas,
  181. ou talvez não gostem
    da vossa aparência nesse dia,
  182. ou o vosso cabelo não esteja a cooperar,
  183. ou estiverem com problemas
    de amor-próprio,
  184. lembrem-se de parar, respirar
    e deixem-se invadir pelo amor.
  185. Porque, se fizerem isso,
  186. irão transformar os piores momentos
    na vossa maior força.
  187. Na verdade,
    preparei-me para esta palestra,
  188. no mesmo café,
  189. onde estive a saborear um café moca.
  190. (Aplausos)