Portuguese, Brazilian Untertitel

← Como casais que trabalham podem se apoiar melhor

É possível ter uma carreira e um casamento de sucesso. Jennifer Petriglieri, professora e escritora, explica como você e seu parceiro ou sua parceira podem fazer escolhas que funcionam para a vida a dois, sem sacrificar as aspirações individuais.

Einbettcode generieren
39 Sprachen

Zeige Revision 10 erzeugt am 11/19/2020 von Raissa Mendes.

  1. Pode parecer estranho falar de trabalho,
  2. mas, ao nos apaixonarmos,
  3. muitas vezes consideramos
    o papel do amor em nossa vida,
  4. e nosso trabalho e nossa carreira
    representam uma parte importante.
  5. [A Maneira como Trabalhamos]

  6. [Este vídeo conta com o apoio da Dropbox]

  7. Todos os casais que trabalham
    enfrentam escolhas difíceis,

  8. que podem parecer um jogo de soma zero.
  9. Um parceiro recebe uma oferta
    de emprego em outra cidade.
  10. Então o outro precisa
    abandonar o emprego e recomeçar.
  11. Um parceiro passa a cuidar dos filhos
    e faz uma pausa na carreira
  12. para que o outro possa buscar
    uma promoção interessante.
  13. Um ganha, e o outro perde.
  14. Enquanto alguns casais que fazem
    essas escolhas ficam satisfeitos,
  15. outros se arrependem amargamente.
  16. O que faz a diferença?
  17. Passei os últimos sete anos
    estudando casais que trabalham

  18. e descobri que não se trata
    do que os casais escolhem,
  19. mas de como fazem suas escolhas.
  20. Claro, não podemos controlar
    nossa situação econômica,
  21. nem temos escolhas ilimitadas.
  22. Mas como os casais podem fazer
    boas escolhas dentre as disponíveis?
  23. Primeiro: comece cedo,
    muito antes de ter algo para decidir.

  24. Quando você enfrenta uma escolha difícil,
  25. digamos, se um de vocês
    deve voltar a estudar
  26. ou aceitar uma oferta arriscada,
  27. é tarde demais.
  28. Uma boa escolha começa com a compreensão
    das aspirações um do outro desde o início,
  29. aspirações como querer abrir
    um pequeno negócio,
  30. morar perto de parentes,
  31. economizar dinheiro para comprar uma casa
  32. ou ter outro filho.
  33. Muitos de nós medimos nossa vida
    comparando o que estamos fazendo

  34. com o que desejamos fazer.
  35. Quando a diferença é pequena,
    ficamos satisfeitos.
  36. Quando é grande, ficamos infelizes.
  37. E, se somos um casal,
  38. colocamos, pelo menos,
    parte da culpa no parceiro.
  39. Reserve um tempo,
    ao menos duas vezes por ano,

  40. para discutir suas aspirações.
  41. Sou adepta de manter
    essas conversas por escrito.
  42. Pôr no papel as coisas com o parceiro
  43. nos ajuda a lembrar
    das aspirações um do outro
  44. e de que estamos escrevendo
    a história de nossa vida juntos.
  45. Em seguida, elimine opções

  46. que não dão apoio à vida
    que vocês desejam viver juntos.
  47. Você pode fazer isso
  48. concordando com limites
    que facilitam escolhas difíceis.
  49. Limites como a geografia:
    onde você gostaria de morar e trabalhar?
  50. Tempo: quantas horas
    de trabalho por semana
  51. tornarão a vida familiar possível?
  52. Viagem: quantas viagens de trabalho
    você realmente suporta?
  53. Ao concordar com seus limites,
  54. a escolha se torna fácil
  55. quando confrontada com uma oportunidade
    fora desses limites.
  56. "Não vou a essa entrevista de emprego
  57. porque concordamos
    em não nos mudar pelo país."
  58. Ou: "Vou reduzir minhas horas extras
  59. porque concordamos que é fundamental
    passarmos mais tempo juntos em família".
  60. Casais que entendem
    as aspirações um do outro

  61. e se comprometem com limites sólidos
  62. podem abrir mão de oportunidades
    aparentemente atraentes sem se arrepender.
  63. Se você se depara com uma oportunidade
    dentro de seus limites,
  64. então o que importa
    é que as escolhas que você faz
  65. mantêm o casal em equilíbrio
    ao longo do tempo,
  66. mesmo que não se alinhem perfeitamente
    com as aspirações de ambos ao mesmo tempo.
  67. Se suas escolhas forem motivadas
    principalmente por um parceiro

  68. ou apoiarem mais as aspirações
    de um do que as do outro,
  69. haverá um desequilíbrio de poder.
  70. Descobri que esse desequilíbrio
  71. é o motivo pelo qual a maioria
    dos casais que trabalham fracassa.
  72. Por fim, a pessoa se cansa
    de ser um acessório
  73. em vez de ser um parceiro.
  74. Para evitar isso,

  75. acompanhe suas decisões ao longo do tempo.
  76. Ao contrário de suas aspirações e limites,
  77. não é necessário manter um registro
    detalhado de cada decisão tomada.
  78. Mantenha apenas uma conversa aberta
  79. sobre como cada um de vocês se sente capaz
    de tomar decisões que afetam ambos.
  80. Como você saberá que fez uma boa escolha?

  81. Um equívoco comum
  82. é que só conseguimos saber
    qual é a escolha certa em retrospecto.
  83. Talvez seja verdade que julgamos
    a vida de trás para frente,
  84. mas devemos vivê-la para a frente.
  85. Descobri que casais que refletiam
    sobre uma boa escolha
  86. faziam isso não apenas
    por causa do resultado final,
  87. mas porque essa escolha lhes conferia
    poder individual e como casal,
  88. enquanto a faziam.
  89. Não se tratava do que os casais escolhiam,
  90. mas de que eles estavam
    escolhendo de modo planejado,
  91. e isso os fazia se sentirem
    mais próximos e mais livres juntos.