Return to Video

Comparação das tendências de renda entre países

  • 0:00 - 0:02
    RKA4JL - E aí, pessoal!
    Tudo bem?
  • 0:02 - 0:06
    Nesta aula vamos tentar entender
    a tendência da renda per capita média
  • 0:06 - 0:10
    após a cobrança de impostos
    nos Estados Unidos
  • 0:10 - 0:14
    em comparação com outros países
    ao longo de 30 anos.
  • 0:14 - 0:21
    O período que vamos analisar
    é de 1980 até 2010.
  • 0:21 - 0:25
    Vamos começar comparando
    os Estados Unidos com o Canadá.
  • 0:25 - 0:27
    Você pode ver que no início do período
  • 0:27 - 0:32
    a renda média após a cobrança
    de impostos nos Estados Unidos
  • 0:32 - 0:34
    estava maior do que no Canadá.
  • 0:34 - 0:39
    Mas ao longo desses 30 anos parece
    que os gráficos vão se aproximando.
  • 0:39 - 0:43
    Com isso você pode dizer
    que a taxa de aumento no Canadá,
  • 0:43 - 0:47
    nesse período,
    é maior para esse grupo
  • 0:47 - 0:50
    e isso faz com que
    esses gráficos se aproximem.
  • 0:51 - 0:58
    Já na Noruega podemos observar
    o mesmo período de 1980 até 2010
  • 0:58 - 1:05
    e o que conseguimos ver é parecido
    com o que aconteceu entre Canadá e Estados Unidos.
  • 1:05 - 1:10
    Tem uma enorme diferença entre os gráficos
    no início do período e depois vai caindo.
  • 1:10 - 1:17
    Mas note que a Noruega tinha
    uma renda média per capita menor em 1980
  • 1:17 - 1:21
    e depois de 30 anos,
    embora essa diferença tenha caído,
  • 1:21 - 1:25
    ainda continua o menor
    que os Estados Unidos em 2010.
  • 1:25 - 1:29
    Note que essa é uma tendência
    para todos os países.
  • 1:29 - 1:34
    Todos têm uma taxa de variação
    mais alta que os Estados Unidos,
  • 1:34 - 1:38
    mas em nível absoluto
    os americanos estão maiores,
  • 1:38 - 1:42
    embora a diferença tenha ficado
    menor em todos os casos.
  • 1:42 - 1:46
    Você pode a entender isso
    de várias maneiras.
  • 1:46 - 1:50
    Mas, provavelmente, esses questionamentos
    levam a outras perguntas.
  • 1:50 - 1:53
    Você pode pensar
    que isso é verdade
  • 1:53 - 1:57
    apenas para as pessoas que estão
    no grupo do meio, nos 50 percentil,
  • 1:57 - 2:00
    as pessoas com renda média
    per capita mediana.
  • 2:01 - 2:03
    Mas o que acontece
    com os outros grupos?
  • 2:04 - 2:06
    Vamos analisar
    olhando para essa imagem.
  • 2:07 - 2:09
    Anteriormente vimos o grupo do meio
  • 2:09 - 2:13
    e esse gráfico em vinho
    representa os Estados Unidos.
  • 2:13 - 2:18
    O que é interessante é que conseguimos
    comparar com vários países
  • 2:18 - 2:21
    e ver a tendência de cada um deles,
  • 2:21 - 2:26
    como vimos no exemplo em que a renda média
    após a cobrança de impostos
  • 2:26 - 2:29
    é menor que nos Estados Unidos
    nos anos 80.
  • 2:30 - 2:33
    Com isso tem uma diferença
    grande entre os gráficos
  • 2:33 - 2:36
    e depois se aproximam em 2010.
  • 2:36 - 2:39
    Podemos comparar com
    outros países também:
  • 2:39 - 2:44
    Noruega, Holanda, Grã-Bretanha,
    Suécia e assim por diante.
  • 2:44 - 2:51
    Isso é interessante porque, embora a taxa
    de aumento seja maior para os outros países,
  • 2:51 - 2:55
    ao menos para o grupo do meio,
    ainda é melhor viver nos Estados Unidos.
  • 2:56 - 2:58
    Mas quando você
    muda o grupo de renda,
  • 2:58 - 3:02
    dependendo de qual país
    se compara com os Estados Unidos,
  • 3:02 - 3:04
    o mesmo pode não acontecer.
  • 3:04 - 3:06
    Olhe, por exemplo,
    o quinto percentil.
  • 3:06 - 3:09
    Existem países como,
    por exemplo, a Alemanha,
  • 3:09 - 3:13
    em que você tem uma renda maior
    que nos Estados Unidos,
  • 3:13 - 3:18
    mas note que as taxas de crescimento
    de ambos os países são parecidas.
  • 3:18 - 3:21
    Os gráficos têm praticamente
    o mesmo comportamento.
  • 3:21 - 3:24
    Você tem países como a Irlanda
  • 3:24 - 3:28
    em que no início do período
    você estaria pior que nos Estados Unidos,
  • 3:28 - 3:30
    mas no final estaria melhor.
  • 3:30 - 3:35
    Você pode ir caminhando
    e chegar ao décimo percentil,
  • 3:35 - 3:39
    depois 20º percentil e assim por diante,
  • 3:39 - 3:43
    e chega um momento em que é melhor
    estar nos Estados Unidos, não é?
  • 3:43 - 3:47
    Basicamente, à medida que o país americano
    atinge percentis mais altos,
  • 3:48 - 3:50
    se torna melhor
    do que os demais países.
  • 3:50 - 3:55
    Por exemplo, quando você está
    nesse grupo de rendas no início do período,
  • 3:55 - 4:00
    os Estados Unidos estão em melhor situação
    do que todos os outros países.
  • 4:00 - 4:03
    Essa diferença aumenta
    cada vez mais no final do período
  • 4:04 - 4:07
    e tem várias lições que
    você pode tirar disso.
  • 4:07 - 4:11
    Uma é que a taxa de crescimento
    em alguns desses outros países
  • 4:11 - 4:13
    é maior do que nos Estados Unidos,
  • 4:13 - 4:17
    mas, por outro lado, se olharmos
    para a Irlanda ou a Espanha,
  • 4:17 - 4:21
    a taxa de crescimento
    é ainda mais acentuada,
  • 4:21 - 4:24
    especialmente
    para os grupos de renda menores.
  • 4:24 - 4:29
    Mesmo assim, os Estados Unidos
    terminam o período com uma condição melhor.
  • 4:29 - 4:32
    Outra pergunta que você
    pode estar se fazendo
  • 4:32 - 4:36
    é por que a taxa de crescimento
    ajustada pela inflação,
  • 4:36 - 4:39
    após a retirada de impostos
    ao longo do tempo,
  • 4:39 - 4:43
    parece ficar maior nos Estados Unidos
    para as pessoas com renda maior?
  • 4:44 - 4:47
    Pode ser por causa
    da política tributária.
  • 4:47 - 4:50
    Os Estados Unidos,
    em relação aos demais países,
  • 4:50 - 4:56
    têm uma taxa de imposto marginal efetiva
    mais baixa para os grupos mais altos.
  • 4:56 - 4:58
    Portanto, pessoas com renda mais alta
  • 4:58 - 5:04
    estão pagando uma porcentagem menor
    de impostos do que pessoas em outros países,
  • 5:04 - 5:08
    embora elas ainda estejam pagando
    uma porcentagem maior
  • 5:08 - 5:12
    em relação aos outros grupos
    de renda nos Estados Unidos.
  • 5:12 - 5:17
    E claro, você ainda pode dizer que essa não
    é uma comparação tão justa,
  • 5:17 - 5:22
    porque os Estados Unidos têm uma economia
    muito mais forte que os demais países.
  • 5:23 - 5:25
    O único que chega a próximo é a Alemanha,
  • 5:25 - 5:30
    mas mesmo assim sua economia
    ainda é inferior ao país americano.
  • 5:30 - 5:33
    Pode haver outros fatores
    que influenciam isso,
  • 5:33 - 5:35
    mas vamos falar nos
    próximos vídeos.
  • 5:35 - 5:40
    Eu espero que essa aula tenha
    os ajudado e até a próxima, pessoal!
Titel:
Comparação das tendências de renda entre países
Beschreibung:

more » « less
Video Language:
Portuguese
Team:
Khan Academy
Projekt:
Accessibility Brazil
Duration:
05:46

Untertitel in Portuguese

Revisionen Compare revisions