YouTube

Teniu un compte YouTube?

New: enable viewer-created translations and captions on your YouTube channel!

Portuguese subtítols

← O mito de Loki e do mestre construtor — Alex Gendler

Obtén el codi d'incrustació
21 llengües

Showing Revision 5 created 11/16/2019 by Margarida Ferreira.

  1. Asgard, um reino de maravilhas,
    era a morada dos deuses nórdicos.
  2. Aí, Valhalla, o grande palácio de Odin,
    elevava-se acima das montanhas
  3. e era aí que Bifrost, a ponte arco-íris,
    estava ancorada.
  4. Embora o seu domínio fosse magnífico,
  5. não tinha proteção contra os gigantes
    e os "trolls" de Jotunheim
  6. que odiavam os deuses
    e procuravam destruí-los.
  7. Um dia, quando Thor,
    o mais forte dos deuses,

  8. estava a combater esses inimigos,
  9. apareceu um estranho, cavalgando
    um poderoso cavalo cinzento.
  10. O visitante propôs aos deuses
    uma oferta surpreendente,
  11. Construiria a maior muralha jamais vista,
  12. mais alta do que
    qualquer gigante podia trepar,
  13. mais forte do que
    qualquer "troll" podia destruir.
  14. Só queria, em troca, a mão da bela
    deusa Freya em casamento
  15. — assim como o sol e a lua do céu.
  16. Os deuses hesitaram com este pedido
    e estavam dispostos a mandá-lo embora.

  17. Mas Loki, o vigarista,
    engendrou um plano maquiavélico.
  18. Disse aos deuses que deviam
    aceitar a proposta do estranho,
  19. mas impondo condições tão rigorosas
  20. que ele não conseguisse acabar
    a muralha dentro do prazo.
  21. Dessa forma, não perderiam nada,
  22. e ficariam com a maior parte da muralha
    construída de graça.
  23. Freya não gostou nada dessa ideia,
  24. mas Odin e os outros deuses
    ficaram convencidos
  25. e chegaram a acordo com o construtor.
  26. Só teria um inverno
    para completar a muralha.
  27. Se qualquer parte dela estivesse
    por terminar no primeiro dia do verão,
  28. ele não receberia qualquer pagamento.
  29. E não podia ter ajuda
    de qualquer outra pessoa.
  30. Os deuses selaram o acordo
    com juramentos solenes
  31. e obrigaram o pedreiro a prometer
    que não faria mal a Asgard.
  32. De manhã, o estranho começou a cavar
    os caboucos com uma velocidade espantosa

  33. e, à noite, partiu para as montanhas
    para obter as pedras para a construção.
  34. Mas foi só na manhã seguinte,
    quando o viram regressar,
  35. que os deuses começaram
    a ficar preocupados.
  36. Conforme acordado, não havia
    outras pessoas a ajudar o pedreiro.
  37. Mas o cavalo Svadilfari transportava
    uma carga de pedras tão gigantesca
  38. que deixava valas abertas
    no solo, atrás deles.
  39. O inverno chegou e partiu.

  40. O estranho continuava a construir
    e Svadilfari continuava a transportar.
  41. Nem a neve nem a chuva
    abrandavam o seu avanço.
  42. Três dias antes da chegada do verão,
    a muralha elevava-se, alta e impenetrável,
  43. faltando apenas construir o portão.
  44. Horrorizados, os deuses perceberam
    que não só iam perder para sempre
  45. a sua deusa da fertilidade
  46. como, sem o sol e sem a lua,
  47. o mundo ficaria mergulhado
    numa escuridão eterna.
  48. Interrogaram-se porque é que tinham feito
    uma aposta tão louca
  49. e então, lembraram-se de Loki
    e do seu terrível conselho.
  50. De súbito,
    Loki já não parecia tão esperto.

  51. Todos os deuses o ameaçaram
    com uma morte inimaginavelmente dolorosa,
  52. se ele não arranjasse forma de impedir
    o construtor de receber o pagamento.
  53. Então, Loki prometeu encarregar-se
    da situação e desapareceu.
  54. Lá fora, a noite caíra

  55. e o construtor preparava-se
    para ir buscar a última carga de pedras,
  56. Mas, quando chamou Svadilfari,
    apareceu uma égua no campo.
  57. Era tão bela que Svadilfari
    ignorou o seu dono
  58. e libertou-se dos arreios.
  59. O pedreiro tentou apanhá-lo
  60. mas a égua refugiou-se no bosque
    e Svadilfari perseguiu-a.
  61. O estranho estava furibundo.

  62. Percebeu que os deuses estavam
    por detrás daquilo e afrontou-os.
  63. Já não como um pedreiro de boas maneiras,
  64. mas na sua verdadeira forma assustadora
    de um gigante da montanha.
  65. Isso foi um enorme erro.
  66. Thor tinha acabado de regressar a Asgard.
  67. Agora que os deuses sabiam
    que tinham um gigante no meio deles,
  68. renegaram os seus juramentos.
  69. O único pagamento
    que o construtor ia receber
  70. — e a última coisa que veria —
  71. seria o balançar do poderoso
    martelo Mjolnir de Thor.
  72. Quando colocaram
    as últimas pedras na muralha,

  73. os deuses festejaram a vitória.
  74. Mas Loki não se encontrava entre eles.
  75. Passar-se-iam vários meses
    antes de ele regressar finalmente,
  76. seguido por um belo potro cinzento
    com oito pernas.
  77. O potro viria a ser um garanhão
    magnífico chamado Sleipnir
  78. e passaria a ser a montada de Odin,
  79. um cavalo que conseguia
    ultrapassar o próprio vento.
  80. Mas Loki preferiu não revelar
    onde é que tinha estado.