Portuguese subtítols

← Abigail DeVille "A Luz da Liberdade" | Art21 "Extended Play"

Obtén el codi d'incrustació
16 llengües

Showing Revision 1 created 02/12/2021 by Margarida Ferreira.

  1. "Sem esforço não há progresso."
  2. "Os que afirmam ser a favor da liberdade
    mas depreciam a agitação,
  3. "são pessoas que querem ceifar
    sem lavrar a terra.
  4. "Querem a chuva
    sem trovões nem relâmpagos."
  5. "Querem o oceano sem o temível bramido
    das suas muitas águas".
  6. - Frederick Douglass, 4 de agosto de 1857.
  7. [Abigail DeVille: "Luz da Liberdade"]
  8. Inicialmente, achei
    que esta citação de Frederick Douglass
  9. era eu a pensar numa forma
  10. de contextualizar rapidamente
    o que acontecera esta verão.
  11. Penso que foram as imagens que ele pintou.
  12. Não deixava de pensar
    nas vagas rolantes
  13. e nas vagas de pessoas unidas,
    ombro a ombro,
  14. que protestavam, enfrentando
    a perspetiva da morte,
  15. no meio desta pandemia,
  16. para lutar por tudo
    o que esta nação afirma
  17. ter sido fundada ou em que se baseia.
  18. É a comemoração das manifestações
    e do movimento do Black Lives Matter
  19. e das vidas dos negros que existem
    neste continente há 400 anos.
  20. Quando eu estava a colocar os braços
  21. pensando no tipo de formas
    em que tudo podia ter sido tão diferente,
  22. nas oportunidades e momentos
    que foram desperdiçados
  23. ciclicamente na história de Nova Iorque
    e na história da nação, no seu todo,
  24. momentos para o progresso
  25. ou momentos em que, potencialmente,
    o jogo ia ser equilibrado.
  26. Eu tive uma professora
    do 4.º ano maravilhosa.
  27. Chamava-se Mrs. Hammond.
  28. Era espetacular.
  29. Tornava a História numa coisa viva.
  30. Fez-nos ouvir o discurso em vinil
    de Martin Luther King, "Eu tenho um sonho"
  31. e não se ouvia uma mosca na sala de aulas.
  32. Recordo-me de agarrar na mão
    da minha melhor amiga
  33. por baixo da carteira,
    durante todo o tempo,
  34. muito emocionada com as palavras dele
  35. com o poder das palavras dele.
  36. Ela plantou uma semente,
    indiscutivelmente,
  37. sobre a forma como somos todos
    participantes na História.
  38. Quando vi fotos no parque
  39. da mão da Estátua da Liberdade
    com a tocha.
  40. pensei: "OK, já posso deixar de olhar."
  41. "Já está.
  42. "Só penso nisso,
  43. "só quero falar disso."
  44. A tocha e a mão da Estátua da Liberdade
  45. mantiveram-se neste parque
    durante seis anos, de 1876 a 1882
  46. enquanto tentavam arranjar dinheiro
  47. para o pedestal da Estátua da Liberdade.
  48. Eu gosto de andaimes.
  49. São omnipresentes
    aqui na cidade de Nova Iorque.
  50. As coisas estão sempre
    em construção e em demolição.
  51. Esta ideia de liberdade
    está em construção permanente
  52. — e reconstrução —
  53. de geração em geração.
  54. Pensar que os sinos
    são outro símbolo de liberdade
  55. mas depois estão fechados
    dentro deste archote,
  56. e não podem produzir nenhum som.
  57. Isto também é o combustível do archote
  58. e também a chama azul
    que é a chama mais quente que há.
  59. A sociedade tentou separar-nos
    ou definir-nos pelo nosso corpo
  60. ou pelo local onde vivemos
  61. — ou pela classe socioeconómica,
    pela educação, por tudo.
  62. Depois, como conseguimos,
    coletivamente, darmos as mãos
  63. e afirmar qualquer outra coisa.
  64. Penso que fazer esse trabalho,
  65. foi, de certo modo,
    como uma oração ou uma esperança
  66. de qualquer coisa para o futuro
  67. — trazer nomes do passado para o presente.
  68. Depois, continuar a descida
  69. — transmitir o bastão e honrar o coletivo.
  70. Tradução de Margarida Ferreira