Portuguese subtítols

← Thomas Hirschhorn: "Monumento Gramsci" | Art21 "Extended Play"

Obtén el codi d'incrustació
15 llengües

Showing Revision 1 created 02/13/2021 by Margarida Ferreira.

  1. [Thomas Hirschhorn
    O Monumento Gramsci]
  2. [Inauguração do Monumento Gramsci
    1 de julho - das 10 h às 19 h]
  3. [Aberto todos os dias de julho a setembro
    Entrada livre]
  4. Harry Drake: OK, desculpem interromper.
  5. Este é o homem do dia.
  6. Este é o homem, para além de Erik,
    que nos trouxe tudo isto.
  7. Yasmil Raymond: Thomas acredita
    que "mais é mais".
  8. Ao contrário de Milesvan der Rohe
    que diz: "menos é mais".
  9. E esta filosofia de "mais é mais"
    de Thomas Hirschhorn,
  10. significa uma quantidade enorme
    de atividades permanentemente,
  11. quase confundindo
    tudo o que está a acontecer.
  12. HD: O que estás a fazer
    por esta comunidade e tudo isso...
  13. Thomas Hirschhorn:
    Eu não faço nada pela comunidade
  14. Faço qualquer coisa pela arte,
    segundo espero...
  15. E pela compreensão da arte.
  16. É esse o meu objetivo.
  17. Lex Brown: Uma coisa que Thomas
    está sempre a dizer
  18. é que não veio para aqui
    para ajudar as pessoas,
  19. veio para Forest Houses
    e pediu às pessoas que aqui vivem
  20. que o ajudassem a fazer obras de arte.
  21. Há realmente uma grande diferença.
  22. Há uma diferença enorme
    entre essas duas coisas.
  23. Freddy Velez: Esta é Angelique.
    Este é Thomas, o artista.
  24. Thomas pediu-me para traduzir
    as notas da prisão Gramsci para espanhol.
  25. Foi uma grande oportunidade para mim
  26. e eu pus de lado a reforma
    e comecei a trabalhar com a arte dele.
  27. Aqui estou hoje, dois meses depois,
    a apreciar cada dia
  28. e sinto-me muito melhor.
  29. Janet Betheat: Eu era mais forte
    do que metade dos homens daqui.
  30. Construí-lhes edifícios.
  31. Fiz os carrinhos por baixo, no solo.
  32. Fiz tudo isso com o pessoal.
  33. Menos o telhado. Tenho pavor as alturas.
  34. Stanley Scott: Chamo-me "Stan the Man".
  35. - Stan the Man"?
    - Stan the Man.
  36. - Já vi o teu cartaz.
    - A sério?
  37. - Adoro trabalhar.
    - Nós sabemos.
  38. SS: Não se trata das contas.
  39. Não se trata de dinheiro.
  40. Tudo o que faço é do coração.
  41. Porque não vou...
  42. Quando amamos o que fazemos
  43. o dinheiro acaba por aparecer.
  44. É por isso que aderi ao monumento,
    porque é como a arte.
  45. O alimento é como a arte.
  46. Sabes, cozinhar.
  47. Fazer qualquer coisa a partir do nada.
  48. Fazer que os pratos pareçam bons.
  49. Tipo, oh! esta merda é bonita.
  50. Vejamos se é saboroso.
  51. Quando as pessoas perguntam:
    "Que projeto é este?" o que é que dizem?
  52. Dannion Jordan:
    Bom, eu mostro-lhes as brochuras
  53. Janet Betheat:
    É um monumento a qualquer coisa...
  54. Freddy Velez: Um local positivo
    para a arte e estudo.
  55. Dannion Jordan:
    Havia um bar de batidos...
  56. Janet Betheat:
    Podem ir ler à biblioteca.
  57. Dannion Jordan:
    Há um posto de Wifi lá em cima.
  58. Erik Farmer: Sabem, um monumento
  59. normalmente é uma coisa imóvel,
    não se desloca.
  60. Este é um monumento temporário
    — uma coisa de que nunca ouvi falar —
  61. mas Thomas explicou-me
    o que queria fazer
  62. e como queria integrar
    os residentes no monumento,
  63. dando-lhes tarefas
  64. e ensinando arte aos miúdos.
  65. Dannion Jordan: Ele não quer
    que nada interfira com o seu monumento,
  66. seja a chuva, o Dia, a Nycha,
  67. Nycha:
  68. ele não quer que nada interfira
    com o seu projeto.
  69. Se não interferirmos com o projeto dele,
    corre tudo bem.
  70. Entrevistador:
    E se interferirem?
  71. Dannion Jordan: Ele atira-se ao ar.
  72. Começa aos gritos
    ameaça com o dedo e não só.
  73. Thomas Hirschhorn: Domingo...
  74. Yasmil Raymond: Eu estou aqui
    sempre ao sábado e ao domingo.
  75. TH: O artista sou eu!
  76. Primeiro vejo se não há
    ninguém ali sentado...
  77. Harry Drake: Ele diz: "Não".
  78. Marcella Paradise: Se não aparecemos
    às três ou quatro horas
  79. — mas ficamos sempre até às quatro —
  80. somos postos fora da sala.
  81. TH: OK? Não somos observadores.
    Não há observadores.
  82. Harry Drake: Thomas não é branco.
    Não é europeu.
  83. É negro.
  84. Marcus Green: Eu fiquei muito inspirado
    com o póster de Thomas.
  85. No póster, ele diz:
    "Todos os seres humanos são intelectuais."
  86. A citação com que quero começar
    — a citação número um —
  87. foi feita a partir dessa noção.
  88. Lex Brown: A ideia de Gramsci
    de que todos são intelectuais
  89. é uma ideia extremamente importante.
  90. É uma parte enorme do projeto
  91. e é aflorada em todas
    as partes do projeto.
  92. Adam Guessongo: Chamo-me Adam.
  93. Faço graffiti, desenho
  94. e faço escultura.
  95. Como esta — ainda não está pronta.
  96. Ainda não a acabei, mas queria fazer
    uma personagem de um jogo.
  97. Dannion Jordan: Estás a aprender,
    estás a ensinar,
  98. mas as pessoas entendem
    que o Thomas está presente.
  99. Tem a ver com a reunião das pessoas,
    aprendendo umas com as outras.
  100. Porque na verdade não conheço
    todos estes tipos com quem trabalho.
  101. Só os conheço através de outras pessoas.
  102. Todos têm de se conhecer
    e aprendemos uns com os outros
  103. e é isso, basicamente.
  104. [A destruição é difícil; é tão difícil
    como a destruição.]
  105. Erik Farmer: Isto aqui é histórico
  106. E é histórico porque nunca foi feito.
  107. Quando alguém fala nisso
    — todos podem tentar fazer isso —
  108. mas, feitas as contas, foi feito
    na Forest Houses pela primeira vez.
  109. Grande. Enorme.
  110. [A qualidade devia ser atribuída
    aos humanos, não às coisas.]
  111. Lex Brown: As pessoas têm que cá vir,
    ao monumento, para ver o monumento.
  112. Este projeto é específico do local
    no verdadeiro sentido desta frase.
  113. É tão importante que este monumento
    fique aqui durante dois meses e meio
  114. como é importante que ele não esteja aqui
    depois desses dois meses e meio.
  115. Há urgência nisso.
  116. Sem essa urgência,
    não seria a mesma coisa.
  117. Tradução de Margarida Ferreira